Na roda-gigante da história, RC pode ser o Cícero de amanhã…

 Quem não se lembra daquele que foi um dos mais perversos calvários da história política da Paraíba, em que o ex-senador e ex-governador Cícero Lucena padeceu a um verdadeiro massacre?!

Todos nós que, àquela época, já tínhamos consciência das coisas lembramos. Não dá pra esquecer, claro…

Os algozes – autoridades e a quase a totalidade da imprensa – foram absolutamente impiedosos nos açoites a relhos em couro cru no lombo Caboclinho de Jatobá.
A armação foi desumana com aquele que foi, sem dúvida, um dos melhores prefeitos de João Pessoa.

Cícero e família foram humilhados, execrados publicamente. Ele foi preso e chamado de ladrão. Tudo isso com o reforço de uma campanha midiática digna do esgoto, de um grau de perversidade e irresponsabilidade jamais visto nos tempos recentes.

Alguma de suas obras recebeu, por parte de adversários e da imprensa, um apelido jocoso. O Viaduto Sonrisal, por exemplo, foi construído na gestão de Cícero. Mas deram-lhe este nome como para dizer que foi uma obra tão mal feita, que não resistia a uma chuva porque evaporava como as bolhas do antiácido num copo.

Reverso
As vinhetas dos radiofônicos do meio-dia de segunda a sexta-feira aterrorizavam a vítima e sua família; prenunciavam mais uma sessão de tortura psicológica, calúnias, difamações etc e tal.

Cícero não suportou permanecer na vida pública, de tão acossado por uma perseguição sistemática. Afastou-se da política, pediu o boné e se recolheu a vida privada.
Cícero Lucena Também foi traído algumas vezes por gente da política a cuja família havia dado as mais cabais provas de lealdade, respeito, para não dizer veneração…
Inocente

Pois bem. Passados alguns anos, a Justiça finalmente reconheceu que Cícero de Lucena Filho, uma das mais destacadas figuras oriundas de São José de Piranhas, simplesmente era I-N-O-C-E-N-T-E…

Detalhe: Cícero foi submetido a todo o trâmite judicial numa fase de reclusão da vida pública, sem prestígio, sem mandato, sem poder, sem broche. Ou seja: não tinha sequer cacife para exercer qualquer influencia em estância nenhuma da Justiça.
Por ter sido, Cícero Lucena, julgado inocente, é que a coluna ousa achar que tudo foi uma armação. Ora, depois de um carnaval daquele, de prisão, execração pública, humilhação para a família e no fim o cara não teve nada a ver com aquilo, o que se pode mais dizer?

Quem diria, hein?!
Pois bem: o ladrão de antes, o bandido que foi execrado pela mídia, hoje é quem desponta como o mais forte concorrente à Prefeitura de João Pessoa.

Milhares de eleitores que agora vão votar em Cícero Lucena, são os mesmos que, no passado caíram na esparrela de que Cícero era um bandido.

A imprensa que hoje lhe joga confete, é exatamente a mesma que lhe chamou de ladrão, usurpados do erário etc e tal.

Assistimos atualmente a um filme muito parecido.

Portanto, não se admitem de um dia, lá pra frente, Ricardo Vieira Coutinho também for inocentado das acusações que hoje lhes fazem.

 

Wellington Farias

PB Agora

 


Ricardo: “a Calvário é uma grande armação e uma grande perseguição contra mim”.

 Blog LeiaFlavioLucio

A pergunta sobre a Operação Calvário é recorrente nas entrevistas que Ricardo Coutinho tem concedido a emissoras de rádio e televisão de João Pessoa.

Apesar das intenções óbvias de constranger, o candidato do PSB à Prefeitura de João Pessoa tem aproveitado bem as oportunidades para esclarecer do que se trata.

Na de hoje (27/10), na TV Correio, o jornalista Hermes de Luna voltou ao tema. Luna começou perguntando sobre se a Operação Calvário é mesmo uma perseguição política de setores do Ministério Público ao ex-governador.

– É exatamente isso – confirmou calmamente Ricardo Coutinho, enquanto pegava um livro que apoiava no colo. – Eu tenho aqui, para você ter ideia, um livro, “O Calvário da Democracia Brasileira“. [Os autores] são 27 juristas, professores universitários, de Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Brasília, ex-ministros, advogados extremamente conceituados, que escreveram sobre a Lava Jato e sobre a Calvário. E os absurdos estão aqui espalhados.”

Por que são poucos os que sabem disso? Ricardo explica: “É claro que aqui a nossa imprensa não dá porque não gosta de mim. Isso é público e notório.”

Em seguida, o ex-governador mostra que, apesar da sua vida e de toda sua família, ter sido investigada, nada foi encontrado.

“Não só falo que isso é uma grande armação e uma grande perseguição, mas eu digo mais: já botaram aknha vida de cabeça pra baixo, a da minha família de cabeça pra baixo. Sabe qual é o objetivo deles? Me tirar da política.”

Para Ricardo Coutinho, essa era a única chance de derrotar o melhor projeto que governou a Prefeitura de João Pessoa e o Governo do Estado.

– Porque no voto não iriam conseguir.


Em nota aos paraibanos, Antônio Barbosa reafirma apoio a Ricardo Coutinho e diz que Anísio, Percival e Giucélia “são linha auxiliar ” de João Azevedo


Em nota ao PT e à opinião pública, o advogado Antônio Barbosa diz que Anísio Maia, Percival e Giucélia Figueiredo são ” linha auxiliar ” do governador João Azevedo e estão a serviço da direita. Ele diz também que Ricardo Coutinho representa a resistência democrática contra o projeto de governo da extrema direita e presta solidariedade a Luiz Couto vítima de ataques da ala entreguista do PT

Leia a nota:


Após encontro secreto no Planalto, defesa de Flávio Bolsonaro pede que PGR investigue a Receita Federal


Depois de se encontrar com Bolsonaro e Augusto Heleno, os advogados do senador Flávio Bolsonaro apresentaram pedido para que a PGR investigue supostas irregularidades na Receita Federal para anular investigações sobre rachadinha

Fabricio Queiroz, Flavio Bolsonaro, Alexandre Ramagem e Augusto Heleno (Foto: Reprodução | Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 

247 - Depois de se reunir com Jair Bolsonaro e com o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, a defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) apresentou um pedido para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) investigue supostas ilegalidades cometidas por funcionários da Receita Federal na investigação contra o parlamentar.

A informação é da revista Época.Em nota, general Heleno confirmou ter se encontrado com advogadas de Flávio Bolsonaro. Órgãos do governo atuaram para encontrar elementos que permitissem a anulação das investigações envolvendo Fabrício Queiroz e o senador que também é filho de Flávio Bolsonaro.

No pedido, os advogados pedem que o Serviço de Processamento de Dados do governo federal (Serpro) informe a identificação dos servidores que acessaram informações fiscais de Flávio e de sua mulher, a dentista Fernanda Bolsonaro.


Covid-19 mostrou importância do funcionalismo público brasileiro

  Vera BatistaServidor
Em homenagem ao Dia do Servidor, 28 de outubro, a Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo (Afpesp) lembra a relevância de funcionários que estão na linha de frente do combate à pandemia, servidores federais, estaduais e municipais

O presidente da Afpesp, o médico Álvaro Gradim, ressalta que, “neste 28 de outubro, Dia do Servidor Público, cabe enfatizar o significado da categoria, nem sempre valorizada em sua real dimensão e muito pressionada pelo Estado toda vez que se fala em requacionamento orçamentário”. Como exemplos, ele cita a atual proposta de reforma administrativa da União e medidas do governo de São Paulo, que extinguiu organismos importantes no recém-aprovado ajuste fiscal e tem reduzido os salários líquidos com aumentos dos descontos da contribuição previdenciária.

Para demonstrar a relevância do trabalho do funcionalismo, Gradim observa que, na última tabulação do recadastramento dos quadros do governo paulista, constatou-se que 61,4% dos servidores atuam diretamente no atendimento ao público. “São milhares de profissionais da saúde, que estão travando dura luta contra a pandemia, professores, que salvaram o ano letivo num imenso esforço para lecionar on-line, policiais civis e militares, que estão na rua defendendo a população, bombeiros, pesquisadores e cientistas das universidades públicas e todos os que atuam no suporte a essas atividades, inclusive no plano administrativo”.

São exatamente os ocupantes de cargos análogos a esses os maiores prejudicados na Proposta de Emenda à Constituição que institui novo marco legal para a administração pública, que agrava diferenças salariais, privilégios e assimetria de direitos, atingindo somente quem ganha menos, pondera o presidente da Afpesp. “Não é correto que arquem com o rombo fiscal, à medida que ganham menos e não têm os mesmos privilégios daqueles que estão sendo poupados pela proposta, um projeto injusto e infrutífero quanto aos objetivos de contribuir para o equilíbrio fiscal”.

Exemplos na luta contra a pandemia

“Certamente, a população brasileira teria dificuldades muito maiores para enfrentar o novo coronavírus se não fosse o trabalho incansável do funcionalismo”, afirma Gradim, salientando que a pandemia reforçou a necessidade de investimentos para melhorar cada vez mais a qualidade e as trabalho do serviço público. Em São Paulo, vários órgãos têm se destacado.

Um caso emblemático é o Instituto Butantan, reconhecido há décadas como referência na produção de imunizantes, que é o responsável pela produção brasileira da vacina contra a Covid-19 desenvolvida em conjunto com a chinesa Sinovac Life Science. A instituição pública paulista recebeu doses para serem testadas entre voluntários e produzirá lotes para o Estado e o para o país. Serão 40 milhões de doses inicialmente. A nova fábrica de vacinas contra o coronavírus no Butantan começou a ser construída em outubro, com capacidade para produzir 100 milhões de doses anuais.

O Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) é a responsável pelos testes para a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em conjunto com a AstraZeneca e que será produzida no Brasil por outra instituição pública, a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz). Dois mil voluntários estão participando dos testes, com viabilização financeira faz Fundação Lemann.

Duas universidades públicas paulistas estão desenvolvendo uma vacina totalmente made in Brasil. Cientistas da USP e da Unicamp trabalham em uma vacina por spray nasal contra o novo coronavírus, usando a nanotecnologia. O imunizante está em período de testes pré-clínicos. A expectativa é a de que os testes em humanos comecem em janeiro ou fevereiro de 2021.

Um grupo de alunos da Faculdade de Medicina da USP também desenvolveu um projeto para ajudar a combater a Covid-19 nas periferias. Logo no início da pandemia no Brasil, os estudantes começaram a pensar em soluções que pudessem ser aplicadas em conjunto com a associação de moradores da Comunidade São Remo, próxima de um dos principais campi da Universidade de São Paulo, na Zona Oeste da capital paulista.

O projeto, batizado de Preta.ID foi selecionado no edital de Doações Emergenciais do Fundo Baobá, dedicado exclusivamente à promoção da equidade racial para a população negra no Brasil. Eles receberam uma verba de R$ 2,5 mil, revertida em doações de kits de higiene e limpeza e uma cartilha para as mais de 70 famílias da comunidade. Dentre outras ações, os estudantes criaram totens de álcool em gel para serem instalados em alguns pontos da comunidade.


Fenapef quer paridade nos concursos para a Polícia Federal

Vera BatistaServidor
Se houver ajuste, a entidade promete apoiar o gatilho de 5%. A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) se reuniu, na semana passada, com a Diretora de Gestão de Pessoal, Cecília Silva Franco, para tratar das alterações propostas pela categoria nos próximos editais de concurso público para ingresso na carreira

O presidente da entidade, Luís Antônio Boudens, e os diretores parlamentar, Marcus Firme, e de Estratégia Sindical, Júlio César Nunes, explicaram a necessidade de garantir proporção definitiva entre os cargos e equilibrar a distribuição de vagas por meio dos novos concursos. Hoje, para cada delegado na ativa, há três agentes na Polícia Federal. A Fenapef entende que a proporção ideal é de um para seis e tenta garantir essa distribuição já para o próximo edital.

Outra demanda da Fenapef é o ajuste da grade curricular exigida e a modificação do edital, retirando do texto algumas inovações que não foram bem recebidas pela categoria. “A diretora de pessoal disse que se empenhará para ajustar o texto e atender às demandas”, destaca a entidade.

Em contrapartida, o presidente da Fenapef garantiu que, uma vez acertada a questão da proporção entre os cargos para o próximo concurso, vai apoiar a aplicação do “gatilho” proposto pelo projeto de Lei n° 3.237/2019, do deputado Delegado Pablo (PSL/AM). O texto torna o concurso obrigatório para a Polícia Federal sempre que o número de cargos vagos da carreira exceda a 5% do respectivo total de cargos existentes.

Segundo a justificativa apresentada pelo parlamentar no PL, a proposta tem como objetivo possibilitar concursos públicos para recompor as vagas do quadro de servidores da Polícia Federal decorrente de aposentadorias, falecimentos e outras modalidades de vacâncias. “O projeto não cria vagas nem despesa para a administração pPública, apenas autoriza que seja recomposta a força de trabalho perdida em face dos cargos vagos”, explica a Fenapef


Presidente da Câmara cancela reunião que decidiria cassação de Flordelis

 
Acusada pela Justiça pelo assassinato de seu marido, ainda no mês de agosto, Flordelis mantém mandato na Câmara

Presidente da Câmara cancela reunião que decidiria cassação de Flordelis
Rodrigo Maia posterga reunião da Mesa Diretora que decidirá futuro político de FLordelis. Foto: Reprodução

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, presidida por Rodrigo Maia (DEM-RJ) cancelou reunião marcada para a manhã desta terça-feira (27) que decidiria se o processo da deputada Flordelis (PSD-RJ) será enviado para apreciação no Conselho de Ética.

A parlamentar é acusada pelo assassinato de seu marido, o pastor Anderson do Carmo, tornando-se ré do processo desde o último 24 de agosto. Hoje, Flordelis é monitorada pela Justiça mediante o uso de tornozeleira eletrônica.

Desde a data, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), eleito pelo Rio de Janeiro, tal qual Flordelis, tem protelado a discussão sobre o destino político da deputada que mantém mandato ativo na Câmara.

A Mesa Diretora é formada pelo presidente Rodrigo Maia e por mais seis integrantes: Marcos Pereira (Republicanos-SP); Luciano Bivar (PSL-PE); Soraya Santos (PL-RJ); Mário Heringer (PDT-MG); Expedito Netto (PSD-RO); André Fufuca (PP-MA). Além de 4 suplentes.

 

Diariodopoder.com.br

 

 


Maia usa Orçamento para tentar mudar a regra que impede sua reeleição


Lei de Diretrizes Orçamentárias deveria ser aprovado no primeiro semestre, mas deve fiar m fevereiro

Rodrigo Maia diz que portaria sobre aborto legal é inconstitucional
Agenda desta quarta-feira do deputado foi cancelada Foto: Najara Araújo

A ambição de Rodrigo Maia, que tenta dar a volta à Constituição para se reeleger presidente da Câmara, atrasou a análise de reformas e levou ao impasse que travou a aprovação do orçamento.

A ideia agora é votar até 17 de dezembro a Lei de Diretrizes Orçamentárias, o que devia ter sido feito no primeiro semestre, mas o Orçamento deve ficar para depois da eleição do substituto, em fevereiro.

A jogada é provocar a convocação de sessões em janeiro, quando espera aprovar a PEC de sua reeleição. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A rigor, a presidência de Maia acaba no início do recesso, mas atrasar votações importantes é estratégia para manter viva a PEC da reeleição.

Maia acusa o governo de fazer obstrução, mas impediu a comissão mista de orçamento de ser presidida por uma deputada, Flávia Arruda (PP-DF).

Sem ter como justificar ausência de deputados federais por causa das eleições municipais, Maia criou recesso branco e “esforço concentrado”.

A coluna questionou o presidente da Câmara sobre o atraso na votação do orçamento, através da assessoria. Outra vez ele optou pelo silêncio.

 

Diariodopoder.com.br

 

 


Estado paga salários de outubro dos servidores na quinta e sexta-feira

 

O pagamento do funcionalismo público estadual referente ao mês de outubro será efetuado nos próximos dias 29 e 30, quinta e sexta-feira, respectivamente. No dia 29, serão pagos os vencimentos dos aposentados, pensionistas e reformados. Já o pagamento dos servidores da ativa, das administrações direta e indireta, será efetuado na sexta-feira (30).

O calendário de pagamento dos servidores públicos foi anunciado pelo governador João Azevêdo, nesta segunda-feira (26), durante o programa ‘Fala, governador’, transmitido em cadeia estadual pela Rádio Tabajara. “Mesmo diante da pandemia e da queda de receita, o pagamento do funcionalismo público está garantido. Com essa injeção de recursos na economia do Estado, estamos contribuindo para a geração de emprego e renda e com a condição de sustentabilidade de setores econômicos do Estado, como o comércio e serviços”, disse o gestor.


Calendário:
29/10 – aposentados, pensionistas e reformados
30/10 – servidores da ativa (administração direta e indireta)

 

Secom


Independentemente de origem, governo federal adquirirá vacina, diz secretário de Saúde

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros voltou a falar sobre a aquisição e distribuição das vacinas contra a covid-19 durante participação no programa Correio Debate desta segunda-feira (26).

De acordo com Geraldo ele não tem dúvidas de que a aquisição e distribuição será feita pelo governo federal, independente da origem da vacina.


Ele também ressaltou que o programa de imunização do Brasil é o maior e melhor do mundo.

“O governo federal nos garantiu que a distribuição e a aquisição das vacinas seria do Ministério da Saúde do governo federal, o que é o correto. Os programas de vacinação, o PNI, Programa Nacional de Imunização, é o maior e melhor do mundo. Não tenho dúvida que a aquisição e distribuição será feita pelo governo federal independente da origem da vacina. Mas é bom ressaltar que não temos nesse momento nenhuma vacina disponível, todas elas, as 4 se encontram na fase 3 que requer que após o término, que elas tentem a homologação pela Anvisa que dura praticamente 2 meses” declarou.

PB Agora


Querem “apedrejar” o padre, mas não estamos vivendo a Lei de Moisés

 

Em nossa língua portuguesa, há um provérbio muito conhecido, que sofre pequenas variações a depender do local onde ele é pronunciado: “Quem tem telhado de vidro, não joga pedra no do vizinho!”. A origem dessa frase da sabedoria popular se relaciona com o desafio dirigido por Jesus aos fariseus e aos mestres da Lei no evangelho: “Quem dentre vós não tiver pecado, seja o primeiro a atirar-lhe uma pedra.” (Jo 8,7).

“Ter teto de vidro” significa que todos têm uma fragilidade pessoal ou um “calcanhar de Aquiles”. E aí vem a fantástica sabedoria de Jesus, que estava no monte das Oliveiras. De madrugada voltou ao templo, e todo o povo escutava; e Jesus, sentando-se, o ensinava.

Os escribas e os fariseus trouxeram uma mulher apanhada em adultério, puseram-na no meio de todos e disseram a Jesus: “Mestre, esta mulher tem sido apanhada em flagrante adultério. Moisés nos ordenou na Lei que tais mulheres sejam apedrejadas; tu, pois, que dizes?”. Jesus, porém, ainda abaixando, começou a escrever no chão com o dedo, e no momento seguinte, disse-lhes: “Aquele que dentre vós está sem pecado, seja o primeiro que lhe atire uma pedra”.

Um a um os presentes foram saindo do local, ficando só Jesus e a mulher no lugar em que estavam. Então, levantando-se , perguntou-lhe: “Mulher, onde estão eles? Ninguém te condenou?”, Respondeu ela: “Ninguém, Senhor”. Disse Jesus: “Nem eu tampouco te condeno; vai, e não peques mais!”.

Não vivemos mais a Lei de Moisés, e o padre tem direito da ampla defesa

E assim é muito fácil julgar a conduta do padre José Gilmar, pároco da Paróquia Santa Teresinha, no bairro do Roger, em João Pessoa, que passou três dias desaparecido e depois foi encontrado no município do Conde.

Ele mudou versão do sequestro e afirmou que mentiu em relação ao sumiço. Em coletiva nesta segunda-feira (26), a Polícia Civil informou que o clérigo criou toda essa “estória” a fim de buscar uma fuga para um suposto problema que vem passando. Pessoas haviam feito a cobrança de R$ 50 mil nas suas redes sociais.

Em franco gesto de desespero decidiu optar pelo suicídio tamanha a dor e pressão psicológica que estava sofrendo, assim relatou ele. À Polícia Civil disse o religioso que se dirigiu sozinho em um carro para o Litoral Sul, tentou se afogar. Desistiu! Ficou dois dias dentro do veículo, orando, e decidiu se entregar à polícia .

Que a justiça seja feita de forma correta

E nesse enredo digno de um filme de apurado drama, ouvi pelas ruas as mais diversas teorias. Da pedofilia a consumo de drogas atribuído ao clérigo. E isso doeu na minha pessoa. Claro que por ser pároco, o caso de José Gilmar recebeu e vem recebendo grande atenção da mídia e da população.

E sim, ele errou. E pagará na letra fria da lei. De início, o religioso será autuado por falsa comunicação do crime e denunciação caluniosa. O inquérito está só começando. Mas é preciso lembrar que muitos já o querem apedrejá-lo, condenando-o sem qualquer julgamento justo.

E aí, lembro: todos nós temos telhados de vidro. Que a justiça se faça, mas sem histeria inquisitória de muitos. Por fim, golpes virtuais existem, e todos sabem da existência de tais. E se as pedras forem jogadas naquele que fala a verdade?

Por isso, é bom cada um analisar esse momento delicado e buscar, pelo menos, “pecar” de forma mais branda, uma vez que também podemos ser crucificados se errarmos de forma contundente. E isso em nada está ligado à religião ou fé.

 

Eliabe Castor
PB Agora

 


Lula completa 75 anos em busca de Justiça e recebe homenagens no Brasil e no mundo


Presidente mais popular da história do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva recebe nesta terça-feira diversas homenagens, numa campanha que pede a devolução de seus direitos políticos para garantir um mínimo de democracia ao País

Seminário “Reconstruir e Transformar o Brasil”, realizado pela Fundação Perseu Abramo e pelo Partido dos Trabalhadores. 19 de outubro de 2020
Seminário “Reconstruir e Transformar o Brasil”, realizado pela Fundação Perseu Abramo e pelo Partido dos Trabalhadores. 19 de outubro de 2020 (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 

Do Comitê Lula Livre – Nesta terça-feira, 27 de outubro, militantes da esquerda brasileira e internacional, além dos dirigentes do Partido dos Trabalhadores, promovem no Brasil e no mundo o ‘ Lula Day’, em comemoração ao aniversário do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Serão realizadas atividades dentro e fora do Brasil para celebrar a vida e a história de Lula. O dia também marca a luta pela restituição dos direitos políticos de Lula e a defesa de um julgamento justo dos processos ilegais das quais foi vítima.

No Brasil, ativistas estão organizando ações nas redes e nas ruas como oportunidade denunciar a política genocida de Jair Bolsonaro e denunciar a perseguição de Lula, condenado de maneira injusta e ilegal em um processo repleto de ilegalidades cometidas por integrantes do Ministério Público Federal e do ex-juiz Sérgio Moro.

Já no exterior, o Lula Day começou no sábado e contará até terça-feira com atividades organizadas pelos Comitês Lula Livre, núcleos do PT e coletivos variados em 12 países. O evento global teve arte, cultura, debate político e lutas. No mundo e no Brasil a agitação nas redes sociais já começou, com uma campanha de envios de vídeos de felicitações para Lula com as tags #ParabensLula e #Lula75Anos.

Estes conteúdos serão parte da mobilização nas redes no dia 27, que conta ainda com algumas atividades presenciais pelo país, sempre seguindo todas as recomendações sanitárias em função da pandemia. No final desta terça-feira, um programa especial “Aniversário de Lula” será realizado nas redes do Comitê Lula Livre, do Instituto Lula, do PT e outros parceiros sobre a vida do ex-presidente.

Nesta terça-feira, nos EUA, o Coletivo BRADO-NY entrevista o escritor Fernando Morais, que escreve livro sobre a trajetória de Lula, e promove intervenção urbana com obras do fotógrafo Ricardo Stuckert. Ambos estão produzindo um vídeo com Lula falando sobre diferentes assuntos e situações que enfrentou durante toda a sua trajetória e que será exibido dia 27.

Na Espanha, o Comitê Lula Libre Madrid convoca a o bate-papo “ Lawfare”, com Gerardo Pisarello, jurista e vice-prefeito de Barcelona entire 2015 – 2019, Rafael Valim, jurista, e Gabriela Brochner, cientista política.


O Comite Lula Livre UK – FREE LULA do Reino Unido e o FIRMES da Espanha organizam um debate online com Enio Verri, líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta, deputado federal PT, e Nathalia Urban, jornalista da TV 247. A Organização conta com o apoio do Comite Lula Livre England_Oxford, Brazil Liberation Front – Manchester, Brazil Solidarity Initiative, PT Londres e PT China.

Na Irlanda, o Núcleo PT Irlanda realiza a atividade “Lawfare – Vencer essa guerra para restabelecer a democracia!”, uma live com Wadih Damous, advogado de Lula, ex-presidente da OAB Rio de Janeiro.

Na Itália, o Comitê Italiano Lula Livre organiza debate virtual sobre a importância do poder legislativo para a democracia, com o jornalista Breno Altman, Preta Ferreira, artista e ativista, e Marco Consolo, líder do partido italiano Rifondazione Comunista. De forma presencial, o Núcleo PT Bolonha promove apresentação do músico Rogério Tavares, que cantará músicas de Chico Buarque em homenagem a Lula.


Em Alagoas, a militância Lula Livre se reúne em ato simbólico em frente ao antigo Produban, com bolo, faixas e um boneco do Lula em tamanho real para estimular fotos que vão para as redes sociais.

No Distrito Federal, o Comitê DF Lula Livre realiza o Ato #AnulaSTF em frente ao Supremo, exigindo “vota logo HC”. Como em momentos anteriores, será no formato imagético, também com distribuição de máscaras com a tag #AnulaSTF.

No Espírito Santo, vai ter Serenata na sacada do hotel na Praça Vermelha, com oficinas entre 12h e 15h, telão com fotos do Lula no ES historicamente e muita música. Tem também “Faixaço” relâmpagos com megafone em vários pontos nos municípios de Cachoeiro do Itapemirim, Serra, Vila Velha, Cariacica, Viana, além de Vitória.

Em Goiânia, está previsto um ato com faixas por “Lula Livre” e “Anula STF” e megafone, em frente ao teatro Goiânia.

Porto Alegre prepara um grande abraço à distância ao aniversariante, organizando atividades nos municípios e regiões com divulgação nas redes com as tags #LulaInocente #AnulaSTF. Às 12h, no Largo Glênio Peres, ocorre um breve ato com os partidos, centrais, MST e outros movimentos com direito a falas, bolo e “Parabéns a você” pro Lula.

No Paraná, a militância dos comitês Lula Livre estão mobilizando vídeos para as ocupar massivamente as redes sociais com mensagens de celebração a Lula, mas desejando sua plena liberdade e a volta de seus direitos políticos e civis.

No Rio Grande do Norte vai rolar um Happy hour, a partir das 16 horas, com um Drive Thru entregando 200 fatias de bolo.

No Rio de Janeiro, vai ter comemoração em grande estilo, com bolo na praia do Flamengo

Em Santa Catarina, vai haver celebração de 1 ano do Festival Lula Livre SC e muito engajamento nas redes com vídeos de personalidades e candidatos por Lula Livre.

Atos no estado de São Paulo
Em São Paulo a programação acontece na capital e no interior. Haverá uma live Sarau Lula Livre às 16hs, organizada pelo Comitê Jabaquara. As projeções do CCD-LL e Coletivo CorAção encerram o dia na capital paulista.

Em Jundiaí, tem Ato na Barão, em frente do Santander, com direito a bolo e bexigas vermelhas. Além de assistirem vídeos do Lula, os militantes vão ouvir musica e cantar parabéns em plena rua.

Em Piracicaba, o Comitê realiza panfletagem no Terminal Central de Integração, com participação de candidatos e celebrando a vida e a liberdade para Lula.

Em Marília, haverá ato com plantio de árvore, homenageando Lula, seu aniversário, sua futura e próxima liberdade, com palavras de ordem como #AnulaSTF, #LulaLivre e #LulaInocente.

Em Mogi Mirim, tem muito ativismo digital do dia 22 ao dia 27 e outros Comitês também já se somam no envio de vídeos, como Ilhabela, Comitê Rua João Moura, Comitê de Santos Célia e Carlos Riesco e o Conselho Municipal Lula Livre SP.

Na Baixada Santista, militantes celebram com bolos em casa preservando as regras de distanciamento social, mas animados e em luta por Lula Livre e “Anula STF”, com agitação das fotos nas redes sociais.

Em São José do Rio Preto, vai ter mobilizações nas redes com as tags #ParabensLula #GratidãoParaLula, bem como coleta de vídeos nos bairros da cidade com felicitações para Lula.

Em Marília, cidade do interior de São Paulo, haverá plantio de árvore. “Vamos comemorar esta data plantando uma árvore que significa vida, renascimento, num parque com o simbólico nome de “Amor e Liberdade”, disse a liderança do Comitê.

 

 


Sidebar Menu