Prefeitura abandona obra do Conventinho no Varadouro

A gestão de Luciano Cartaxo vem se notabilizando durante esses seis anos, apenas em obras pontuais como a Lagoa e Praça da Independência, além de algumas creches, cujo números elevados que sempre apresentanas publicidades,  jamais foram efetivamnte comprovados.

O fato é que é muito pouco para um gestor de uma capital, que pretende explorar a sua maior atração e talvez a única, o seu forte potencial turistíco, que mesmo as duras penas e com todas as dificuldades encontradas, felizmente vêm atraindo grandes levas de turistas.

Para se ter uma ideia da má gestão, durante todo seu primeiro mandato, o Prefeito Luciano Cartaxo, calçou e pavimentou tão somente 39 ruas na capital e só para fazer um comparativo, o Governador Ricardo Coutnho para não causar embaraços ao Bairro de Mangabeira, quando da construção do Trevo das Mangabeiras, calçou ali 100 ruas para ajudar a escoar o trânsito.

Outra questão que se arrastou durante todo seu primeiro mandato, foi a construção já devidamente autorizada em duas Plenaria da propria Prefeitura, do Parque Parahyba, para lazer e esportes dos moradores do Bessa e mais quatro bairros, tendo ele Cartaxo jamais recebido os representares dos bairros para tratar sobre tal tema, o que obrigou o Governador Ricardo Coutinho, a pedido do então secretáario João Azevedo, avocar para si tal obra e em tempo recorde constriuiu as duas etapas do Parque Parahyba, tendo depois até difilcudades para repassar tais equipamentos para a Prefeitura de João Pessoa, já que o Prefeito certamente contrariado, se recusava a cuidar de tais espaços. sendo obrigado os moradores a acionarem o Ministério Publico. O abandono é tão proposital que jamais a guarda municipal estve ali, o que ocasionou esses dias o furto de toda fiação da rede eletrica, sendo a Prefeitura obrigada a repor todos os fios, num prejuizo incalculavel para os cofres públicos.

Outra obra que se arrasta é a ponte da Avenida José Américo de Almeida, já denominada pelo povo de Ponte Matusalem, considerando quase seis anos do seu inicio, sem quem tenha sido concluída até agora, superando no quesito tempo, a construção da gigantesca obra da Ponte Rio/Niteroi, cuja ponte - boa parte da sua construção ocorreu em pleno mar - tendo tal ponte vários quilomentors, enquanto a nossa, tem pouco mais de 70 metros.

Mas a lerdeza dessa gestão Cartaxo não para por ai, pois o mesmo depois de muito tempo iniciou em 2016 a reforma do Conventinho no Bairro de Varadouro, num valor aproximado de 3 milhões de reais, colocando na placa da obra, o tempo de 365 dias para o seu término, o que não aconteceu, pois até hoje tal reforma se encontra sem conclusão, e o pior, abandonada, pois não se observa ali nenhum operário trabalhando. Pelo visto será outra obra que ficará para as calendas gregas.

 

.

 

 

 

  


Pra não dizer que não falei de flores - Ramalho Leite

Tenho ocupado esse espaço para uma volta ao passado ao invés de incursionar pelo presente. Não por alienação ou omissão, mas por vocação: amo a pesquisa e exalto a memória histórica como lições de antanho para nortear o futuro. Assim atravessamos a metade de um novo ano com a esperança nascente de que, nos próximos, a vida melhore e as flores voltem a exalar seus melhores perfumes.

Testemunhamos, ao longo desse período, uma invasão traumática às entranhas da Nação, revelando excrementos acumulados e acobertados pelo disfarce, a simulação, a impostura ou a fraude. “Nunca na história deste País” os olhos e os ouvidos de todos foram tão ofendidos pela ação nefasta de uns poucos que se protegiam com a certeza da impunidade. O império da lei prevaleceu e a Justiça invadiu territórios jamais acessados. Se antes apelavam aos quartéis e colocavam os tanques nas ruas, agora se preferiu acreditar “nas flores vencendo os canhões”. A democracia só floresce na paz.

Está por demais justificada a razão pela qual preferi compor os meus textos com a pesquisa e aproveitar da história seus aspectos mais pitorescos e inusitados, chegando ao burlesco. Preferi Pedro II como amante da Condessa de Barral, presente às aulas de suas filhas, ao tempo em que namorava ostensivamente a preceptora. As peripécias de Pedro I, visitando as mais variadas alcovas e requisitando companhia intima desde as senzalas aos conventos, passaram por este recanto de página. Getúlio Vargas ameaçou por várias vezes o suicídio e o cometeu quando ninguém esperava. Foi um amante apaixonado pelo Brasil e pelas belas mulheres. No advento da República, o herói não teria sido Deodoro mas o seu cavalo. Pelo feito de conduzi-lo, permaneceu até o fim da vida com direito a fartura de feno e a honrosa aposentadoria. Foi o inventor da sinecura.

Lancei no ano passado um novo livro a que denominei “Gente do Passado Fatos do Presente” e cuidei de me explicar: “quem já me conhece sabe que costumo colocar em fatos sérios um pitada de humor, dourar com ironia atitudes muitas vezes equivocadas e criticar com acidez atos que incomodam a perspicácia desse ativista político que já exerceu mandatos, ajudou outros a conquistá-los e, por isso mesmo acumulou a experiência que o transformou em um gestor público requisitado por vários governos”. Com o perdão da imodéstia, quem se dá ao trabalho de ler o que escrevo haverá de concordar com esse perfil.

A rememoração de fatos pretéritos é para mim uma forma de, ao lembrá-los, transmitir a certeza de que estou aprendendo e “ensinando uma nova lição”, para repetir Geraldo Vandré, que este ano revisitou a sua Paraíba. Nunca a pregação de sua canção esteve tão presente e necessária, a incutir na mente dos brasileiros o desejo de mudança. Que cada um faça a sua parte: “vem, vamos embora que esperar não é saber/quem sabe faz a hora não espera acontecer”.

Que o sete de outubro chegue logo!


(Enquete) Lula é o presidenciável mais rejeitado pelos internautas: 44% não votaria nele

 O site Bastidores da Política PB realizou, dos dias 18 a 22 de junho, uma enquete na qual questionou seu público com a pergunta: se as eleições fossem hoje, qual dos nomes você NÃO votaria para presidente?

Em primeiro lugar de rejeição ficou o ex-presidente preso, Luis Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores, com 144 votos (44%). Já o segundo lugar ficou com o presidenciável pelo PSL, Jair Bolsonaro, que atingiu 120 votos (37%).

Ciro Gomes e Geraldo Alckmin figuraram em terceiro e quarto lugar, respectivamente.

Álvaro Dias, Manuela D’avila, Flávio Rocha, Levy Fidelix e João Amoedo não pontuaram na pesquisa, ficando entre 1 e 0 votos.

A enquete recebeu um total de 326 votos.

 

Veja o resultado completo:


Intercâmbio internacional - Governo do Estado divulga resultado

GOVERNO DO ESTADO DIVULGA RESULTADO FINAL DO PROGRAMA GIRA MUNDO ESTUDANTE
BASTIDORES DA POLÍTICA PB 

Foto José Marques
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEE), divulgou o resultado final da segunda etapa dos estudantes selecionados no programa de intercâmbio internacional Gira Mundo Estudante, na noite dessa quinta-feira (21). Nesta etapa foram anunciados os 25 alunos selecionados para Portugal, 100 para o Canadá, 50 para a Espanha e 25 para a Argentina, totalizando 200 estudantes. Mais de 60 municípios foram contemplados. Todos os candidatos selecionados e suplentes serão convocados para a última etapa que será uma avaliação psicossocial.

No último dia 11, foi divulgado o resultado preliminar, ainda sem a relação dos aprovados para Portugal. O resultado final da segunda está disponível no endereço eletrônico www.paraiba.pb.gov.br/educacao/giramundo. Em 2016 foram ofertadas 50 vagas para o Canadá. No ano de 2017 foram oferecidas 100 vagas, sendo 50 para o Canadá, 25 para Espanha e 25 para Portugal.

O Programa – O programa Gira Mundo modalidade estudante é voltado para os alunos matriculados na segunda série do Ensino Médio, no sentido de oportunizar o desenvolvimento linguístico e a interação com novas culturas e métodos de ensino, que, ao regressarem, tornar-se-ão multiplicadores do Programa em suas regiões; e desenvolver ações voltadas ao aprimoramento da educação no estado da Paraíba. O objetivo é motivar os alunos da rede pública estadual de educação na busca de melhor formação e desempenho na escola.

Os estudantes, durante sua estada, residem em casa de famílias nativas e cursam um semestre letivo em escolas de nível médio. Os aprovados recebem bolsa auxílio. As passagens, emissão de passaporte e visto, moradia, alimentação, transporte e seguro saúde para intercambistas, em um período de cinco meses (um semestre letivo), bem como todos os serviços supracitados, são de responsabilidades da empresa de intercâmbio licitada.

Esclarecimento – A comissão de seleção do Programa Gira Mundo esclareceu que, no dia 11 de junho de 2018, foi divulgado o resultado preliminar de classificação para o Canadá, Espanha e Argentina. Entretanto, a nota final de cada candidato foi calculada de forma equivocada, pois a nota referente ao exame de proficiência estava sendo considerada em uma escala de 0 a 10. Por outro lado, a nota referente à 1ª etapa estava em uma outra escala, de 0 a 100.

Explicou ainda que, dessa forma, a nota atribuída ao exame de proficiência estava com o valor 10 vezes menor que o da 1ª etapa, prejudicando a nota final, a qual consiste na soma das duas notas, não havendo qualquer distinção entre o peso atribuído as fases. Sendo assim, tornou-se necessária a republicação do resultado com a referida correção, o que foi feito no dia 13 de junho de 2018, data inicialmente prevista para publicação do resultado preliminar. A comissão se responsabilizou pelo equívoco ocorrido e esclareceu que todos os que se sentiram prejudicados puderam apresentar recurso, no prazo previsto no cronograma publicado.


Em Borborema, João Azevêdo prestigia São João e une situação e oposição em torno de sua pré-candidatura

O pré-candidato a governador João Azevêdo (PSB) deu início a maratona de visitas pelo município de Borborema, no Brejo paraibano, prestigiando o “São João Vespertino” no Arraiá do Camucá na tarde desta sexta-feira (22). João foi recebido pelas lideranças políticas de situação e oposição entre elas a prefeita Gilene Cândido (PTB), a ex-prefeita Paula Maranhão (PSB), e seu esposo o ex-prefeito Zé Maranhão e pelos vereadores Lero, Dilsinho, Neto Galdino, Laercio, Paula Leite e Toinho Moral.

João Azevêdo recebeu o carinho da população da região que veio prestigiar o São João no município que há dois anos vem sendo realizado no período da tarde criando mais uma opção para a população e turistas. “Quero agradecer a forma calorosa que fui recebido pela prefeita Gilene, pela ex-prefeita Paula, lideranças locais e pela população. “Fico animado com iniciativas inteligentes como a adotada pela prefeitura de Borborema em promover um grande festejo junino no período da tarde, criando um circuito onde todos ganham, já que outros municípios realizam os festejos à noite e fortalecendo o turismo na região”.

João Azevêdo destacou que o município de Borborema continuará sendo atendido pelas obras e ações do governo do Estado como exemplo o recapeamento asfáltico do acesso e a obra de construção do campo de futebol que será iniciada em julho para que o município volte a promover o grande campeonato que já realizou no passado.

A prefeita Gilene Cândido considerou de fundamental importância a visita de João Azevêdo ao São João do município e trazendo boas notícias como o rejuvenescimento asfáltico, já iniciado e o início da construção do campo de futebol. “A população agradece ao empenho de João Azevêdo ao longo dos últimos 7 anos no governo e reafirmamos o nosso apoio para que o trabalho continue a beneficiar os pequenos municípios e a região do Brejo”.

A ex-prefeita Paula Maranhão afirmou que João Azevêdo representa a continuidade do trabalho desenvolvido por Ricardo Coutinho e independente das diferenças políticas entre grupos locais é preciso lutar para que esse modelo de gestão possa continuar. “Sempre estive ao lado de Ricardo Coutinho e de João e vou continuar lutando pelas obras em benefício do nosso município”.

blogdotiaolucena.com.br

 


Defesa de Lula ama confusão. E é correspondida


Josias de Souza 
Bruno Santos/Folha

Uma das características fundamentais da dificuldade dos tribunais para deferir os recursos de Lula é ter que ler as várias petições da defesa e chegar à conclusão de que os advogados do ex-presidente petista já não têm muito a dizer em favor do seu cliente. A escassez de argumentos leva à criatividade processual. Numa de suas inovações, os defensores de Lula tentaram saltar instâncias. Protocolaram no Supremo um recurso que dependia do aval do TRF-4 para tramitar. Não colou.

A Segunda Turma do Supremo já havia marcado para terça-feira (26) o julgamento de um recurso extraordinário que pedia a libertação de Lula. Os advogados queriam suspender os efeitos da condenação que resultou na inelegibilidade do preso. Desejavam que, além de ganhar a liberdade, Lula pudesse participar da campanha presidencial até que o mérito do seu recurso fosse julgado pelo Supremo.

O problema é que esse tipo de recurso teria de ser analisado previamente pelo TRF-4, o tribunal que confirmou a condenação que Sergio Moro impusera a Lula no caso do tríplex. A defesa tomou o atalho de Brasília sob a alegação de que o tribunal de segunda instância demorava a encaminhar o recurso à Suprema Corte.

Os companheiros estavam esperançosos, pois a Segunda Turma do Supremo absolvera há três dias a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, numa das ações movidas contra ela por corrupção e lavagem de dinheiro. Mas a vice-presidente do TRF-4, desembargadora Maria de Fátima Freitas Labarrère, jogou jurisprudência dentro do chope do petismo.

Em despacho divulgado no final da tarde desta sexta-feira, a magistrada decidiu que um dos recursos protocolados pela defesa de Lula deveria seguir para o Superior Tribunal de Justiça, onde são julgadas as encrencas infra-constitucionais. Envolve uma questão relacionada ao valor da indenização a ser paga por Lula à Petrobras. Mas a desembargadora brecou o recurso que os advogados endereçavam ao Supremo. Sustentou que não há pendências constitucionais a serem julgadas.

Diante da novidade, o ministro Edson Fachin, relator da causa no Supremo, cancelou o julgamento que estava marcado para terça-feira. “A modificação do panorama processual interfere no espectro processual objeto de exame deste STF”, anotou Fachin. “Diante do exposto (…), julgo prejudicada esta petição. Retire-se de pauta.” Presidente da Segunda Turma, o ministro Ricardo Lewandowski já excluiu a matéria da pauta.

Os advogados de Lula informam que recorrerão contra as duas decisões, a de Maria Labarrère e a de Fachin. Antes, a defesa terá de se entender consigo mesma. As bancas de Brasília e de São Paulo batem cabeça. Em memorial entregue aos ministros do Supremno, o doutor Sepúlveda Pertence pedira a conversão do encarceramento de Lula em prisão domiciliar. Seu colega Cristiano Zanin divulgara nota para informar que não interessa a Lula senão a liberdade plena.

Vai ficando claro que a defesa de Lula ama a confusão. E é plenamente correspondida.


Políticos queriam exercer o monopólio do humor


Josias de Souza 
DivulgaçãoNuma tentativa de cercear a livre concorrência no mercado do humor, os congressistas incluíram na lei eleitoral uma regra de autoproteção. A sátira política foi proibida. Estabeleceu-se um monopólio. Nenhum humorista poderia ridicularizar os políticos, exceto os próprios políticos. Em decisão unânime, o Supremo Tribunal Federal derrubou, por inconstitucional, a proibição. Restabeleceu-se o ambiente de disputa entre os companheiros de profissão.

Celso de Mello, o decano da Suprema Corte, declarou em seu voto: “O riso deve ser levado a sério, pois tem papel de poderoso instrumento de reação popular e resistência social a práticas que configuram ensaio de repressão governamental e opressão do poder político.” São palavras de alguém que sabe que o humor compreende tudo. O mau humor é que não compreende nada.

Num país engraçado como o Brasil, quando político vira piada e acha que pode regular o riso por meio de leis ordinárias, é sinal de que o humor adquiriu vida própria. Fica difícil distinguir os humoristas profissionais dos políticos amadores. Ambos fazem humor, mesmo que seja humor negro. A diferença é que os profissionais matam de rir. Os outros matam de raiva.


Ministro Edson Fachin arquiva novo pedido de liberdade de Lula

 TRF-4 negou admissibilidade e Fachin arquivou recurso extraordinário

O ministro Edson Fachin do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou na noite desta sexta (22), o novo pedido de liberdade de Lula. Como antecipado pela Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder, para que o STF analisasse o novo pedido, era necessário que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) julgasse a admissibilidade do recurso extraordinário, negada hoje pela vice-presidente do TRF4, desembargadora Maria de Fárima Freitas Labarrère.

De acordo com Fachin, o pedido de Lula ficou prejudicado e sequer poderá ser analisado pela Segunda Turma do STF. Com a nova situação, o presidente da Segunda Turma, ministro Ricardo Lewandowski, já retirou a ação da pauta da reunião da próxima terça (26).

Com o arquivamento, o petista continuará preso em cumprimento da pena de 12 anos e 1 mês a qual foi condenado, no âmbito da Lava Jato, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá.


‘Cabide’ de cargos nas agências reguladoras custa R$1,5 bilhão ao País

É a conta de salários e benefícios nas agências reguladoras

As “agências reguladoras”, frequentemente acusadas de beneficiar empresas que deveriam normatizar, custam ao País R$1,575 bilhão por ano somente com o imenso cabide de empregos que criaram. No total, são dez agências ocupando quase 6 mil cargos. A mais cara delas é a de vigilância sanitária (Anvisa), com um orçamento total de R$535 milhões por ano. A de telecomunicações (Anatel) é a mais barata, custa R$38,9 milhões anuais, e nem por isso é a menos ineficiente. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O Brasil tem mais oito “agências reguladores”, algumas atuando como se fossem associação de defesa das empresas que deveriam fiscalizar.

Onde há dinheiro público há “agência reguladora”: planos de saúde, água, aviação civil, energia elétrica, cinema, petróleo, transportes etc.

As “agências reguladoras” castigam o dinheiro público em propaganda: Ancine R$15 milhões, ANS R$4,2 milhões e ANP R$12 milhões anuais.


Ministros nomeados nos governos do PT condenaram a Petrobras no TST

Dos 13 que condenaram a estatal a pagar R$ 15 bi, 12 são ligados ao PT

Sessao no Tribunal Superior do Trabalho. Foto Felipe Sampaio


Foram nomeados nos governos do PT, de Lula e Dilma, doze dos treze ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que condenaram a Petrobras a pagar R$15 bilhões por supostos direitos a um grupo de funcionários. É mais do dobro que os R$ 6,8 bilhões roubados da Petrobras por integrantes dos mesmos governos e seus aliados na política e no setor privado, segundo estimativa da operação Lava Jato. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Outras notícias
‘Cabide’ de cargos nas agências reguladoras custa R$1,5 bilhão ao País
Justiça manda soltar 8 presos sob suspeita de roubar obras do Rodoanel
Ministro Edson Fachin arquiva novo pedido de liberdade de Lula
Os “direitos” que resultaram na condenação da Petrobras são tão discutíveis que a votação foi bem apertada no TST: 13×12 votos.

Dos ministros que condenaram a Petrobras, só um foi nomeado no governo tucano de FHC: Brito Pereira, o próprio presidente do TST.

Curiosamente, o que motivou a decisão do TST, que abala as finanças da Petrobras, decorre de acordo coletivo… celebrado no governo Lula.

Ministros do TST ligados ao PT e advogados da área criticam o que a reforma trabalhista tem precisamente de melhor: respeito aos acordos.

Diariodopoder.com.br

 


Na Paraíba, Bolsonaro critica Lula e diz que Ciro precisa de ‘cirurgia de língua‘

O deputado federal e pré-candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, aproveitou a multidão reunida no aeroporto Presidente João Suassuna, em Campina Grande, na Paraíba, na tarde desta quinta-feira (21), para discursar em cima de um carro de som contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele também prometeu liberar armas de fogo para a população e, na sequência, caminhou pelo centro da cidade, visitando comerciantes e fazendo ‘selfies‘ com eleitores.

— Só falta o Lula dizer que está sendo torturado. Ele enganou muita gente, e isso é uma verdade. Até eu já votei nele em 2002 — disse o deputado, que emendou — E o Ciro tem que fazer uma cirurgia de língua.
Bolsonaro desembarcou às 15h50 no aeroporto local, na companhia de Gustavo Bebianno, presidente do PSL. O pré-candidato deve cumprir uma agenda de visitas às festas de São João da cidade e de Patos, a cerca de 170 quilômetros dali, até o fim de semana.

Acompanhado do presidente da sigla no estado, Julian Lemos, que também coordena a própria pré-campanha para concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados, e de outros assessores, Bolsonaro foi recebido por cerca de 300 pessoas que gritavam "mito" e tiravam fotos com o celular. A maioria era composta por homens jovens que se organizaram por WhatsApp, Facebook e Instagram.

— Vamos, junto com o parlamento brasileiro, dar a vocês o direito à legítima defesa. Mais do que defender a vida de vocês, vamos dar meios para defender a liberdade de uma nação. E esses meios chamam-se "armas de fogo". Se os partidos estão armados, porque nós não temos que ter também que nos defendermos desse tipo de gente — disse Bolsonaro, ovacionado em seguida pelo público.

Meia hora antes do pouso, ônibus e vans começaram a chegar ao estacionamento do aeroporto. De um dos carros, um rapaz tirou quatro caixas de camisetas com a foto e o nome de Jair Bolsonaro, que passou a vender por R$ 30 a R$ 40 cada.

Além de policiais militares em motos, seguranças particulares armados com pistolas automáticas e com rádios (todos policiais militares e civis paraibanos em horário de folga), vestindo camisetas verde e amarela com a frase "Brasl acima de tudo, Deus acima de todos", bordão do presidenciável, desembarcaram de dois carros à paisana, sem identificação.

Convocados por Julian Lemos via Instagram, simpatizantes do presidenciável, quase todos homens com camisetas e faixas que estampavam o rosto de Bolsonaro, seguiram a caravana do pré-candidato até a praça da Bandeira, no centro de Campina Grande. Na sequência, Bolsonaro discursou para cerca de 500 pessoas na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB).

Bolsonaro tem concentrado sua agenda no Nordeste. No último mês, esteve na Bahia, em Sergipe e no Maranhão, sempre recebido por pré-candidatos do partido que pretendem aproveitar a popularidade do capitão da reserva para angariar votos. Na próxima quinta-feira (28), Bolsonaro deve seguir para Fortaleza, no Ceará. Em julho, a agenda inclui uma viagem a Santarém, no Pará.

Adriano Oliveira, que é filiado ao PTB e disputou três vezes, sem sucesso, o cargo de vereador em Campina Grande, desviou da rotina do trabalho para ver a chegada de Bolsonaro no aeroporto.

— Abandonei a rota. Era para eu estar em Itabaiana, meu patrão nem sabe — disse ele, que é representante comercial de materiais para construção.

Outros presentes no aeroporto disseram que foram liberados do trabalho para receber o deputado. Houve fogos de artifício e buzinaço quando Bolsonaro chegou. Conhecida como "o maior São João do mundo", a festa de Campina Grande se estende até 8 de julho, e deve gerar um movimento de 2 milhões de pessoas, segundo os organizadores do evento.

Alguns sites de notícia locais chegaram a anunciar a presença do presidenciável juntamente com a de artistas e atrações musicais. Em Patos, os festejos tiveram início há dois dias e se encerrarão no próximo domingo (24).


Eleitores de Jair Bolsonaro esperam o deputado no aeroporto de Campina Grande (PB) - Bruno Abbud/ Agência O GLOBO
O Globo


MPPB divulga edital de concurso para promotor; remuneração inicial é de R$ 24 mil


Por Redação Paraíba Já 

MPPB recomenda que farmárcias e supermercados não pratiquem preços abusivos
O Conselho Superior do Ministério Público da Paraíba (CSMP) aprovou, por unanimidade, o edital do 15º concurso público de provas e títulos para ingresso na carreira do MPPB. A publicação deve ocorrer até esta sexta-feira e as inscrições deverão ser abertas na próxima terça-feira (26).

Serão, a princípio, 10 vagas para procurador de Justiça substituto com remuneração inicial de R$ 24 mil. (ver quadro abaixo).

A apreciação do edital foi o primeiro assunto colocado em pauta na sessão conduzida pelo procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho. Participaram desse momento, os conselheiros Francisco Sagres Macedo Vieira, Herbert Douglas Targino, Kátia Rejane Medeiros Lira Lucena e José Roseno Neto, estes últimos integrantes da comissão do concurso. Também acompanhou a sessão, o secretário-geral do MPPB, Antônio Hortêncio Rocha Neto.

O presidente da comissão, José Roseno Neto, explicou que os próximos passos após a publicação do edital seriam a sua publicação, no Diário Oficial Eletrônico do Ministério Público e também pela Fundação Carlos Chagas, empresa contratada para realizar as provas do concurso. “Vamos encaminhar o documento ainda hoje à FCC para que eles publiquem nesta sexta-feira. As inscrições serão abertas às 10h do próximo dia 26 e se estenderão por 30 dias”, explicou.

O procurador-geral, Francisco Seráphico, destacou que o edital é um documento completo e elogiou o “trabalho macro, dedicado e feito com esmero pela comissão do concurso do MPPB”. Ele lembrou que serão ofertadas, em princípio, 10 vagas, mas que, de acordo com a disponibilidade de orçamento do órgão, poderão ser chamados mais aprovados, durante o tempo de vigência do concurso.

Outros editais

Na reunião ordinária desta sexta-feira, também foram aprovados a expedição dos editais de vacância para remoção, pelo critério de merecimento, dos cargos de promotor de Justiça da Promotoria Cumulativa de pedras de Fogo e do 1º promotor de Justiça de Fedesa da Criança e do Adolescente de Campina Grande.

Também foi aprovada a expedição do edital de vacância para remoção, pelo critério de antiguidade, do cargo de promotor de Justiça de Defesa da Educação, em Campina Grande.

Quadro de remuneração

TETO CONSTITUCIONAL R$ 33.763,00
PROCURADOR DE JUSTICA R$ 30.471,10
PROMOTOR DE JUSTICA DE 3ª ENTRÂNCIA R$ 28.947,54
PROMOTOR DE JUSTICA DE 2ª ENTRÂNCIA R$ 27.500,16
PROMOTOR DE JUSTICA DE 1ª ENTRÂNCIA R$ 26.125,15
PROMOTOR DE JUSTICA SUBSTITUTO R$ 24.818,90
AUXÍLIO MORADIA R$ 4.377,73
AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO R$ 900,00


Sidebar Menu