Estatisticas do blog

No momento, 6 usuário(s) está(ão) lendo este blog. No total, 2632009 pessoas visitaram esta página.

Clima tempo

Twitter

Publicidade

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Outros tucanos receberam propina de esquema




     
    Informação é do auxiliar do doleiro Alberto Youssef, o empresário Leonardo Meirelles, que prestou depoimento à Justiça federal nesta segunda-feira 20; segundo ele, além do senador Sérgio Guerra, ex-presidente do PSDB, falecido em março desse ano, outros tucanos se beneficiaram da propina de contratos da Petrobras; impedido pelo juiz Sergio Moro de citar nomes, ele deu uma dica: um dos parlamentares seria da mesma região de Youssef, que nasceu em Londrina, no Paraná


    247 – Em depoimento à Justiça federal, o empresário Leonardo Meirelles, auxiliar do doleiro Alberto Youssef, revelou que outros tucanos, além do ex-presidente do PSDB e senador Sérgio Guerra, que já havia sido citado, foram beneficiados com o esquema de propina em contratos da Petrobras.

    Impedido pelo juiz Sérgio Moro de citar nomes de parlamentares – uma vez que o processo ocorre na primeira instância e senadores e deputados só podem ser investigados pelo STF – Meirelles deu uma dica: um dos parlamentares do PSDB é da mesma região do doleiro, que nasceu em Londrina, no Paraná.

    A informação do que foi revelado no depoimento veio do advogado que defende Meirelles, Haroldo Nater, segundo reportagem da Folha de S. Paulo. De acordo com o advogado, o empresário soube desses pagamentos porque frequentava o escritório de Youssef em São Paulo. Meirelles é acusado de ter feito remessas ilegais para o doleiro.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Colunista que ataca pobres e nordestinos é afastado de jornal




     
    Jornal O Diário de Mogi, do município de Mogi das Cruzes, na região metropolitana de São Paulo, afastou o colunista social Anderson Magalhães depois de ter publicado coluna em que idealiza que Alagoas, Piauí e Maranhão fiquem de "fora do cenário eleitoral por falta de fórum privilegiado", que Salvador só viva de dendê e cocada e que os pernambucanos sobrevivam apenas com a renda do Bolsa Família; ele prega ainda, ao defender voto contra o PT no domingo, que tranquemos em casa nossas "secretárias do lar" e não deixemos que os porteiros deixem os prédios
    21 DE OUTUBRO DE 2014 ÀS 14:38



    247 – O colunista social Anderson Magalhães foi afastado do jornal O Diário de Mogi, do município de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, depois de ter publicado uma coluna defendendo voto contra o PT e ofendendo nordestinos, pobres e empregadas domésticas na edição nº 15 da revista Actual Magazine, que circula na região.

    Em seu texto, intitulado "Desespero", ele prega voto contra o PT no próximo domingo 26, sugere "trancar nossas ‘secretárias do lar‘ em casa, interditar as casas de forró e proibir os porteiros de saírem dos prédios". Defende que Salvador viva apenas do que produz: dendê, cocada e Luiz Caldas. E que os pernambucanos sejam sustentados apenas de R$ 97 do Bolsa Família e dos direitos autorais de "Morena Tropicana", música de Alceu Valença.

    O colunista idealiza ainda que os estados nordestinos de Alagoas, Piauí e Maranhão fiquem de fora do cenário eleitoral "por falta de fórum privilegiado" e que o voto desses estados só seja validado caso a população formule "uma frase inteira sem erros de concordância e com todos os plurais". Esquece, porém, de colocar plural em uma frase da própria coluna, quando pede que "Dilma e sua corja perca seus votos" - quando o correto seria "percam".

    Depois da publicação da coluna, Magalhães publicou em suas redes sociais que havia sido "mal interpretado" e que sua intenção era apenas a de ser "irônico". Em comunicado publicado nesta terça-feira 21, o jornal afirma que "discorda totalmente das opiniões emitidas pelo colunista", informa não ter responsabilidade pelo conteúdo veiculado na revista e diz que Anderson Magalhães "não é mais colunista deste jornal", onde assinava a coluna "Beatz".

    Em artigo anterior, também na Actual Magazine, o colunista já havia manifestado seu mal estar com os brasileiros que passaram a andar de avião. "E tudo isso começou quando Lula e sua equipe — todos muito acostumados a andar de ônibus desde os tempos de calango — chegaram ao poder", escreve, saudosista: "Foi-se o tempo que bastava apenas chegar ao guichê, comprar a passagem e embarcar...". O cenário atual, para ele, é um terror: "Hoje é gente brotando dos ralos e carregando aquelas sacolas plásticas lotadas de cacarecos comprados em camelô e nos mercados de genéricos. O Brasil virou uma grande loja de R$ 1,99. Pelo menos é o que eu vejo nos aeroportos" (leia aqui).

    Leia abaixo o artigo e o comunicado:






    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Depois da ação de Cássio, Associação cancela debate que seria transmitido hoje por uma cadeia de emissoras de rádio




    Blogdotiailucena.com

     A Associação das Emissoras de Rádio e Televisão da Paraíba (Asserp) emitiu nota agora há pouco comunicando o cancelamento do debate que seria transmitido hoje, a partir do meio dia, através de uma cadeia de emissoras, por causa de uma ação judicial interposta pela coligação do candidato Cássio Cunha Lima.

    Cássio alegou não ter sido convidado para o programa, mas o presidente da Asserp, Henrique Kirilauskas(foto), manteve contato telefônico com o publicitário Jurandir Miranda, da coligação A Vontade do Povo, no dia 13, para informá-lo sobre a data do programa. "A alegação de desconhecimento do debate não procede", garantiu o presidente da Asserp.
    Além disso, conforme Kirilauskas, sua assessoria também fez contatos diretos com o publicitário Jurandir Miranda convidando-o para uma reunião na última sexta-feira, oportunidade em que o mesmo pediu para que a ligação fosse feita para o jornalista Marcos Alfredo, que seria o representante da coligação na reunião. Veja abaixo a nota da Associação:




    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Engajamento da Rede Paraíba na campanha de Cássio é motivo de Ação perante o Tribunal Regional Eleitoral




    A  Coligação A Força do Trabalho, encabeçada pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), vai impetrar uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral junto ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) por abuso de poder de mídia em razão do engajamento da Rede Paraíba de Comunicação em favor da candidatura do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) ao Governo do Estado. Para a coligação, é criminosa a forma pela qual o sistema resolveu se engajar na campanha eleitoral do tucano, em desfavor da candidatura socialista.
    De tão engajado, o Jornal da Paraíba, um dos veículos do grupo, chegou a debochar do eleitorado paraibano ao expor manchete “decretando” empate na pesquisa IBOPE que trouxe Ricardo Coutinho com 48% da intenção de votos e Cássio Cunha Lima com 42%. Sem contar as diárias acusações irresponsáveis de supostas
    irregularidades no Governo e na campanha do PSB, a maioria extraída do conteúdo do guia eleitoral do próprio candidato tucano, como se fosse uma extensão da comunicação do PSDB.
    Na edição desta terça-feira (21), o Jornal da Paraíba chega a provocar a própria Justiça Eleitoral, expondo manchete sobre tema explorado no guia do candidato do PSDB, que foi vetado em razão do conteúdo calunioso e discriminatório.
    Artigos de colunistas e programas de rádio tendenciosos completam a artilharia que a Rede Paraíba de Comunicação dispara contra o candidato Ricardo Coutinho. As denúncias contra o senador Cássio Cunha Lima, ao contrário, sejam elas formais ou não, são solenemente ignoradas. Há, portanto, um nítido esquema, orientado pela direção do sistema, para blindar a figura de Cássio Cunha Lima e denegrir a imagem do governador, com objetivo de confundir o eleitor e desequilibrar o pleito.

    A Rede Paraíba de Comunicação, que já recebeu nestas eleições multa em razão do uso atentatório da Rádio CBN contra Ricardo, nunca escondeu sua relação direta com Cássio Cunha Lima, tratando-o sempre como um amigo da família e, certamente, uma excelente oportunidade de expansão dos negócios do grupo, detentor ainda de empresas no ramo de alimentos e carros, entre outros.
    O governador Ricardo Coutinho, que não pactua com o modelo adotado pelo atual sistema, para quem o Governo e o governante devem ser reféns de seus interesses empresariais, não se curvará às mentiras e ilações que diariamente são veiculadas por todos os órgãos que compõem a Rede Paraíba. E está pronto para provar que o povo paraibano não pode mais ser tratado como massa de manobra na mão de sistemas de comunicação, que, longe do dever democrático de informar, deforma e distorcem os fatos, com objetivo escuso de interferir no processo eleitoral.
    A Justiça Eleitoral, que tem sido vigilante e incansável no equilíbrio do pleito, saberá interromper esse abuso e punir os responsáveis.

    blogdotiaolucena.combr
     

     


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    O mundo atrás das grades - Palmari H. de Lucena





    Grades metálicas, um dos poucos produtos manufaturados em crescente demanda. Compradas para proteger-nos de pessoas indesejáveis ou para mantê-las encarceradas quando cruzam o Rubicão, penetrando nossas redes de proteção social. Desenvolvimentismo predatório e negligência do poder público convivendo lado-a-lado, diminuindo ou ofuscando a separação entre o espaço privado e o espaço público. Condicionando as relações da sociedade contemporânea em comportamentos de medo e insegurança.

    Cultura urbana nutrida por duas vertentes contraditórias: a supervalorização do indivíduo e a sua fragilidade/vulnerabilidade, interlaçados precariamente na bipolaridade da arquitetura do medo. Encurralados na imensidão anônima da globalização, o indivíduo procura maneiras de classificar-se como socialmente superior, elevando seu status diante de grupos de indivíduos ou uma classe social. Tornando-o assim uma pessoa valorizada, dotada de múltiplas virtudes. Doutor Fulano, Empresária Sicrana, ou o Consultor Beltrano, são status ou etiquetas culturais, profissionais e pessoais que transformam o indivíduo em alguém hierarquicamente mais valorizado do que outrem. Perpetuando a noção de que as pessoas diferenciadas estão sempre ameaçadas ou expostas à classe perigosa, na busca constante de segurança e proteção daqueles considerados socialmente inferiores.

    Refletindo a dicotomia valorizado/vulnerável, a arquitetura do medo promove uma cultura de cerceamento da liberdade e da desapropriação informal de parcelas do espaço público através de grades, muros, calçadas com acesso limitado, câmeras de segurança, condomínios fechados, estacionamentos restritos, carros blindados, etc. Zonas de exclusão social, exemplos
    de como a cultura do medo e o mito da segurança permeiam nosso cotidiano.

    O sociólogo polonês Zygmunt Bauman cunhou a palavra ‘mixofobia’ para descrever aquele que seria, em sua opinião, o medo típico das grandes cidades contemporâneas: a fobia de se misturar com outras pessoas. O fenômeno acontece na sociedade atual, onde muitos indivíduos evitam interagir com desconhecidos, seja no meio da rua, na porta de casa ou até mesmo no próprio ambiente de trabalho. O abandono de logradouros usados como ninhos de convivência social, como nossas calçadas e praças, aumenta as divisões entre as pessoas fortalecendo o mito do medo e a insegurança da população que por eles transita.

    Palmarí H. de Lucena é membro da União Brasileira de Escritores


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Papo d‘ Esquina


     CARTAXO ENTRA DE VEZ NA CAMPANHA DE RICARDO COUTINHO

    Em que peses infundados boatos de que os irmãos Cartaxo estariam fazendo corpo mole depois do primeiro turno do processo eleitoral, o próprio prefeito desmentiu tal fato pois assumiu a coordenação aqui na capital da candidatura de RC. O secretário de Articulação Política de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, aproveitou para destacar a participação do prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PT), na coordenação da campanha de Ricardo na Cidade e apontou a sintonia das três esferas do governo: a prefeitura do principal município do Estado, o candidato a reeleição ao governo e a candidata a reeleição a presidência. “Essa aliança é mais que eleitoral, é programática e envolve ações conjuntas do governo Federal, Estadual e municipal. maneira conjunta Dilma e Ricardo disputando a reeleição”, destaca.


    GOBIRA FICARÁ NEUTRO NO SEGUNDO TURNO

    Por falar em apoio, a noticia de que o candidato Gobira que obteve 48.157 votos estaria apoiando Ricardo Coutinho não passou de alarme falso, pois o sapateiro Gobira, que já se diz candidato a prefeito de Cajazeiras, negou tal apoio e alegou que vai adotar a neutralidade no segundo turno.

     

    VIOLÊNCIA CRESCEU 13,4 NOS ÚLTIMOS ANOS EM TODO PAÍS

    Q questão da violência em nosso país não pode como querem alguns ser atribuída ao governador A ou B. O problema é nacional, pois os índices de morte, por exemplo, ultrapassam os mais sangrentos conflitos armados do mundo. O problema além da frouxidão de nossa legislação é a falta de recursos, pois o governo federal investe 135, ficando para os estados e municípios arcar com os outros 87%. Sem recursos os estados fazem apenas o básico. Nos últimos quatro anos, foram liberados apenas 10,5% dos recursos previstos no Fundo Penitenciário Nacional, que deveriam ser utilizados para ampliar a estrutura das penitenciárias. Só para se ter uma idéia, no ano de 2012 foram assassinadas em todo país 56.337 pessoas, fazendo com que o Brasil ostente índices acima dos países em guerra civil.


    EFRAIM E O SEU BOM RELACIONAMENTO COM AÉCIO

    O ex-senador Efraim Moraes, um dos mais atuantes na coordenação da campanha de Ricardo Coutinho, não se fez de rogado e mesmo sob os olhares curiosos dos tucanos, subiu na semana passada, o palanque daquele partido e foi alegremente abraçado pelo sue antigo companheiro de Parlamento Aécio Neves. Para quem não sabe tal amizade teve início quando Aécio presida a Câmara Federal e Efraim representava o nosso estado, chegando inclusive a presidir o Congresso Nacional. Por conta dessa grande amizade é que Efraim instalou na Paraíba o comitê Aécio/Ricardo que gerou tanta polêmica de alguns setores.


    A DISPUTA DOS LIDERES NO INTERIOR DO ESTADO

    Neste segundo turno, algumas disputas regionais chamam a atenção de todos. No interior do estado, os lideres que apóiam uma candidatura ou outra, travam uma verdadeiro cabo de força para assim provarem quem têm mais votos e liderança nas respectivas cidades. Em Guarabira é Roberto Paulino contra Zenóbio Toscano; em Patos Francisca Mota e Nabor contra Dinaldo Wanderley; na cidade de Souza o confronto é entre Andre Gadelha e Fábio Tyrone; em Cajazeiras, temos Carlos Antonio e Jeová Santos, contra José Aldemir e Vitoriano de Abreu e finalmente na cidade de Pombal temos Dr. Veríssimo contra Pollyana Dutra. Essas disputas travadas agora servirá como termômetro para o pleito 2016, quando serão escolhidos os prefeitos dessas importantes prefeituras.


    CÍCERO DEU MARCHA RÉ. QUAL A RAZÃO DO SUBITO INTERESSE DO MESMO PELA CAMPANHA DE CÁSSIO

    Depois de ser escanteado no seu direito legitimo de disputar a reeleição ao Senado, para Cássio ganhar alguns segundo do PTB no Guia Eleitoral, Cícero Lucena vem agora na maior desfaçatez, pedir votos para quem lhe apunhalou como seu antigo companheiro Cássio. A inexplicável mudança ocorreu depois de uma conversa de pé de ouvido com o candidato a presidência Aécio Neves. Como compreender isso, qual será sido o mote para o convencimento? Diz Cícero que quem lhe convenceu foi Dona Gloria Cunha Lima, que o teria chamado para uma conversa. Ora, ora, ora, por que só agora faltando uma semana para a eleição, a mãe do candidato Cássio teria tomado essa iniciativa? Mais uma ma perguntinha; Qual será a importância desse tardio apoio, quando os próprios sobrinhos de Cícero já declaram apoio a reeleição de Ricardo Coutinho, que venceu no primeiro turno na capital, com uma diferença de 76.253 votos?


    DUPLA APOSTA CARRO DE LUXO, OU R$ 118 MIL, EM RESULTADO DAS ELEIÇÕES NA PARAÍBA


    O portal Maispb.com noticiou que os eleitores João Batista Alves de Lira e Alex Aurélio Dias dos Santos apostaram um veículo Toyota Hilux, ou cento e dezoito mil, baseado em suas opções políticas no segundo turno das eleições estaduais. João Batista é defensor4 da candidatura de Cássio Cunha Lima (PSDB) e revelou que já ganhou R$ 12 mil no primeiro turno, guando apostou que Pedro Cunha Lima (PSDB) seria o deputado federal eleito mais votado no estado, agora, João quer ganhar R$ 118 mil, caso o tucano vença a disputa, já Alex Auréliano está na torcida pela vitória de Ricardo Coutinho (PSB), caso o socialista vença, ele vai ficar com o veículo. A aposta foi registrada em cartório


    COMO MORTO NÃO FALA

    Com relação às denúncias do doleiro Youssef, de que dirigentes do PP estariam envolvidos na corrupção e na propinagem ocorrida na Petrobras, os dirigentes daquela agremiação já têm um álibi irrefutável, ou seja, combinara um discurso uníssono, vão jogar tudo em cima do falecido deputado federal José Janene que foi presidente da agremiação no ano de 2010. Como morto não fala......


    TOINHO DO SOPÃO DIZ QUE DEIXARÁ A POLÍTICA E SE COMPARA A JESUS

    O deputado Toinho do Sopão ainda muito chateado com a derrota sofrida nas urnas quando buscava a reeleição, ouvido essa semana pela imprensa falou: ‘Entre Barrabás e Jesus, escolheram Barrabás’ o homem que não é nado modesto se comparando a Jesus, revelou também que irá abandonar a atividade política e a distribuição gratuita de sopa que já fazia há alguns anos.


    LULA CRISPIM FALA DA FALTA DE ISENÇÃO DE PARTE DE NOSSA IMPRENSA

    O sempre antenado advogado Lula Crispim, não fica em cima do muro e a exemplo do seu genitor o saudoso Luiz Augusto Crispim, sempre se manifesta sobre todos os problemas e assuntos que nos interessam. Lula Crispim a partir deste ponto; ‘ Sempre Penso que a imprensa, antes de mais nada, deveria ter um papel social de altíssima responsabilidade e que deveria ser exercido com absoluta isenção e transparência sob pena de ameaça à democracia e aos direitos de cidadãos por conta de etnia, credo, grau de instrução, posições político-ideológicas ou de estrato social a que pertençam. Mas infelizmente não é assim, principalmente aqui, na Paraíba. Aqui as notícias são deformadas, de acordo com conveniências. Que coisa feia. Mas é muito feio mesmo. É coisa de amador, não de profissional. É desrespeito completo. Mas as pessoas já conhecem e distinguem bem quem fala brincando e quem fala sério. Quem é amador e quem é profissional, quem respeita e quem desrespeita, quem merece confiança e quem engana. Mas que frustra o bom cidadão, Ah, como frustra!!‘

     

    Esta coluna é publicada no http:/www.blogdopedromarinho.com e em quatro portais.

     


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    As belas da terça - Fotos









    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Dataprev abre concurso com 322 vagas na Paraíba; salários chegam a R$ 6 mil




     
    Em todo o Brasil o concurso tem o objetivo de formar cadastro de reserva, na Paraíba as vagas são para web design, gestão de TIC, desenvolvimento I, infraestrutura e aplicações e serviços logísticos

    Divulgação
    Previdência Social
    Os paraibanos que sonham com a carreira no serviço público têm mais uma oportunidade. A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) inicia as inscrições para concurso público nesta segunda (20). São 322 vagas na Paraíba com salários que chegam a mais de R$ 6 mil, todas as oportunidades no estado são para o nível superior.

     Portal Correio

    Em todo o Brasil o concurso tem o objetivo de formar cadastro de reserva, na Paraíba as vagas são para web design, gestão de TIC, desenvolvimento I, infraestrutura e aplicações e serviços logísticos.

    Oportunidades são também para as cidades de Rio Branco, Aracaju, Salvador, Vitória, Belo Horizonte, Campos Grande, Cuiabá, Belém, Rio de Janeiro, Florianópolis, Fortaleza, Natal, São Paulo, Boa Vista, Macapá, Palmas, Porto Velho, Manaus, Goiânia, Curitiba, Porto Alegre, Maceió, Recife, São Luis, Teresina e Brasília.

    Com uma taxa de R$ 80 para ensino superior e R$ 50 para ensino médio, as inscrições podem ser realizadas até o dia 17 de novembro através do site, onde também é possível conferir o edital. O concurso tem validade de dois anos e pode ser prorrogado pelo mesmo período uma vez.

    Seleção terá 10% de vagas reservadas para pessoas com deficiência e 20% para negros e pardos. Provas provavelmente serão aplicadas no dia 14 de dezembro e os candidatos devem optar por uma das 26 capitais ou o Distrito Federal para a realização das provas.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Padre pede para fiéis buscarem coletivo e não visar o próprio umbigo no domingo




     O Padre Luciano Gudes, pároco da Catedral de Nossa Senhora da Conceição, em Campina Grande, aproveitou a homilia da Missa de domingo (19) para pedir que os fiéis participem ativamente da vida política na comunidade. Ele aproveitou a leitura do Evangelho para dizer que cada cristão tem o dever de não apensas se dedicar à sua religião, mas também deve ter sua participação nas coisas do mundo.


    No Evangelho, Jesus responde a uma provocação dos fariseus sobre o recolhimento do tributo a César, com a famosa frase ‘Daí a César o que é de César; e a Deus o que é de Deus’. “O cristão não pode ser indiferente à política, à cultura, às coisas da sociedade. Somos todos responsáveis por este mundo ser melhor ou pior”, disse ele.

    Ao afirmar que cada cristo deve buscar a sinceridade, o sacerdote diz que é preciso ler além do que um texto nos mostra, ter o olhar mais apurado sobre as notícias, por exemplo. “A notícia pode trazer algum entendimento que a palavra não mostra, que o texto em si não consegue externar”.

    Exatamente uma semana antes do segundo turno das eleições para governador e presidente, Pe Luciano Guedes disse que até o próximo domingo teremos tempo suficiente para uma profunda reflexão sobre o nosso papel em sociedade. “Este domingo é para que pensemos: como eu estou exercendo a minha cidadania?”, questionou ele.

    Pe Luciano disse que ser cristão é ir além da participação na Santa Missa e da vida numa comunidade religiosa. “Ser cristão é também se preocupar com as coisas que são manipuladas pelos césares deste mundo. Dar a César o que é de César quer dizer que temos que nos preocupar também com as coisas do templo”.

    O pároco conclamou os fiéis a refletir durante a semana e, no domingo, buscar um pensamento coletivo, não apenas visar o próprio umbigo. “O cristão também é aquele que não reduz as necessidades deste mundo a um interesse, a um partido, a uma ideologia”.

    E finalizou pedindo que tenhamos uma vida sempre voltada para as coisas do céu, sem esquecer as coisas do mundo. “Submetam todas as coisas a Deus, porque Ele, sim, é o senhor de todos. Cristão de verdade é aquele que se projeta para o céu, mas não esquece as coisas da terra”.

    Parlamentopb.com


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    TJPB antecipa para próxima segunda-feira feriado do Dia do Servidor Público




    O presidente em exercício do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), desembargador Romero Marcelo da Fonseca Oliveira, assinou o Ato nº 83/2014, que disciplina como vai funcionar o Judiciário estadual durante o feriado em homenagem ao Dia do Servidor Público. Publicado no Diário da Justiça do dia 1 de outubro, o texto estabelece que na segunda-feira (27) não haverá expediente no TJPB e nas 77 comarcas de 1ª, 2ª e 3ª entrâncias do Estado. Já no dia 28 (terça-feira) haverá expediente normal.

    Assim, os prazos relacionados a processos e demais atos legais do TJPB que iniciarem ou se completarem no dia 27, ficam automaticamente prorrogados para o dia subsequente.

    Instituída - O Dia do Servidor Público surgiu através do Conselho Federal do Serviço Público Civil, homenageando a criação das leis que regem os direitos e deveres dos servidores públicos - Decreto Lei nº 1.713, de 28 de Outubro de 1939. A data foi instituída no governo do presidente Getúlio Vargas.

    Parlamentopb.com


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Dilma sobre elogios a Aécio em 2009: ‘Era generosa‘




     
    Presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda (20) que foi "extremamente generosa" ao elogiar o adversário Aécio Neves (PSDB) no passado; trechos de uma entrevista de 2009 em que Dilma diz que o tucano é "um dos melhores governadores do Brasil", entre outros elogios, vêm sendo utilizados em propagandas do tucano; "Eu era generosa, muito generosa. Eu diria excessivamente generosa. Eu fiquei bastante crítica porque a gente conhece as pessoas. Acaba conhecendo, infelizmente", afirmou

    247 - A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (20) que foi "extremamente generosa" ao elogiar o adversário Aécio Neves (PSDB) no passado. Trechos de uma entrevista de 2009 em que Dilma diz que o tucano é "um dos melhores governadores do Brasil", entre outros elogios, vêm sendo utilizados em propagandas do tucano.

    "Eu era generosa, muito generosa. Eu diria excessivamente generosa", respondeu. "Eu fiquei bastante crítica porque a gente conhece as pessoas. Acaba conhecendo, infelizmente", completou.

    Dilma fez uma avaliação positiva do debate ocorrido neste domingo (19). "Acho que esse foi uma debate de nível, não teve agressão. Como qualquer debate de qualidade, acho que ele serviu pra uma coisa: pra esclarecer mais a população", afirmou. "Você tem que ter postura, é fundamental. Tem que ter cuidado ao se fazer acusações, em termos de adjetivos", frisou.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Lula: "Não sabia que neto de Tancredo tinha tanto ódio‘




     
    Em evento ao lado da presidente Dilma Rousseff no Teatro Tuca, na PUC, ex-presidente Lula voltou a criticar os ataques que a candidata à reeleição vem sofrendo de seu adversário; "Dilma apanha mais do que eu. Analisando o tratamento de Aécio a Dilma, eu sinceramente fico pensando que esse rapaz deve ter um problema. Ele é grosseiro. Jamais teria coragem de chamá-la de leviana e mentirosa. Por mais que eu não suportasse ela. Essas coisas vem de berço, a gente não aprende na universidade", alfinetou; "Eu não imaginei que o neto de Tancredo (Neves) teria tanto ódio. Ele não fala apenas que quer ganhar da Dilma, mas também que quer derrubar o PT, quer tirar a gente do país"


    SÃO PAULO - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, defendeu fervorosamente a presidenciável petista, Dilma Rousseff nesta segunda-feira em evento realizado no Teatro Tuca, na PUC. Ele destacou os ataques que a candidata à reeleição vem sofrendo de seu adversário no segundo turno da disputa presidencial, Aécio Neves, do PSDB.

    “Dilma apanha mais do que eu. Analisando o tratamento de Aécio a Dilma, eu sinceramente fico pensando que esse rapaz deve ter um problema. Ele é grosseiro. Jamais teria coragem de chamá-la de leviana e mentirosa. Por mais que eu não suportasse ela. Essas coisas vem de berço, a gente não aprende na universidade”, alfinetou Lula.

    O líder do PT afirmou ainda que a presidente sofre preconceitos por ser mulher, pontuando que as ofensas não se limitam mais aos nordestinos e aos pouco instruídos. “Ela não pode ser chamada de analfabeta como faziam comigo. É uma mulher qualificada. Não pode ser tratada dessa maneira desrespeitosa”, reclamou o ex-presidente.

    Lula disse também que nunca viu tanto ódio disseminado como o ódio que a oposição nutre pelos petistas. “Eu não imaginei que o neto de Tancredo (Neves) teria tanto ódio. Ele não fala apenas que quer ganhar da Dilma, mas também que quer derrubar o PT, quer tirar a gente do país.

    É inacreditável o ódio nesta campanha. Petistas são agredidos a todo instante”, explicou Lula, acrescentando que sempre foi favorável ao segundo turno.

    Após os números do Datafolha e do Vox Populli, que mostraram Dilma com 3 pontos de vantagem em relação ao tucano, o ex-presidente demonstrou confiança na vitória de sua candidata. “Para a desgraça deles, nós vamos ganhar a eleição”.

    No final do discurso, Lula voltou a lamentar as ofensas que vem marcando essa corrida presidencial. “Eu não me lembro um momento de minha vida política em que fui tão agressivo. Eles não respeitam a Dilma”, disse o ex-presidente. “Daqui para frente não tem xurumela, daqui para frente, é Dilma na urna”, concluiu.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    ADPF e a Fenadepol repudiam a realização de movimento grevista da Polícia Federal





    Segundo a nota, o movimento é inoportuno e eleitoreiro

    A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) e a Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (FENADEPOL) informaram, por meio de nota, que são contra o movimento grevista por parte dos policiais federais, ao qual consideram os que apoiam o movimento como ‘pequena parcela’.

    Ainda de acordo com a nota, esforços ocorrem para a valorização da categoria, portanto, o movimento careceria de justa causa e comprometeria a plena realização das eleições, na última semana antes do pleito. Segundo o documento, o movimento grevista é ‘inoportuno’ e com finalidade nitidamente eleitoreira.

    Confira a nota na íntegra:


    A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) e a Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (FENADEPOL) classificam como injustificável a realização de movimento paredista por uma pequena parcela dos policiais federais na semana que antecede o segundo turno das eleições gerais de 2014.

    ADPF e FENADEPOL trabalham conjuntamente com a Direção-Geral da Polícia Federal e com o Ministério da Justiça pela aprovação no Congresso Nacional das Medidas Provisórias de nº 650/2014 (nível superior para Agentes, Escrivães e Papiloscopistas) e nº 657/2014 (direção do órgão por Delegado de Polícia Federal de carreira) que reconhecem em lei situações funcionais há tempos já consolidadas de fato no âmbito da Polícia Federal, conforme reivindicação feita ao governo federal pelos próprios policiais federais, as quais se complementam, valorizando a capacitação profissional dos servidores de carreira da Polícia Federal.

    Esforço idêntico ocorre na votação do Projeto de Lei – PLN 005/2014 – que autoriza o reajuste salarial já concedido aos Delegados de Polícia Federal e Peritos Criminais Federais também para Agentes, Escrivães e Papiloscopistas da Polícia Federal.
    Com a edição do Decreto nº 8.326/2014 (gatilho para concursos públicos) ficou assegurada uma política permanente de ingresso de novos policiais federais, sendo que atualmente se encontram abertas até o dia 26/10/2014 as inscrições para 600 vagas de Agente da Polícia Federal com remuneração inicial de R$ 9.075,20 e final de R$ 14.129,93 a partir de janeiro de 2015.

    Dessa forma, a falta de justa causa é motivo de preocupação entre os Delegados de Polícia Federal que a boa imagem da Polícia Federal perante a sociedade brasileira seja comprometida por um movimento grevista inoportuno com finalidade nitidamente eleitoreira.

    Para tranquilidade do povo brasileiro os servidores da Polícia Federal são profissionais conscientes da elevada responsabilidade da instituição. Assim sendo, as funções de polícia eleitoral da União, neste segundo turno, estarão plenamente garantidas para que a população não tenha prejuízos em exercer seu direito livre ao voto.

    Por fim, a consolidação da Polícia Federal como órgão de Estado requer um comportamento profissional condizente com o interesse público, não se confundindo as preferências eleitorais de pequenos grupos com a instituição da qual fazem parte. Afinal, isso seria negar a natureza republicana conquistada ao longo de vários governos pela Polícia Federal


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Dilma tem 52%, e Aécio, 48% dos votos válidos, aponta Datafolha




     

    Levantamento com 4.389 eleitores foi feito nesta segunda (20). Margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

    Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (20) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:

    - Dilma Rousseff (PT): 52%
    - Aécio Neves (PSDB): 48%

    Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.

    A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".

    De acordo com o Datafolha, na reta final da eleição, os candidatos continuam empatados, no limite da margem de erro, de dois pontos percentuais para mais ou para menos, mas Dilma aparece pela primeira vez numericamente à frente de Aécio em um levantamento feito após o primeiro turno.

    No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 15, Aécio tinha 51% e Dilma, 49%.

    Votos totais

    Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:

    - Dilma Rousseff (PT): 46%
    - Aécio Neves (PSDB): 43%
    - Em branco/nulo/nenhum: 5%
    - Não sabe: 6%

    Na margem de erro, os candidatos estão empatados tecnicamente.

    O Datafolha ouviu 4.389 eleitores no dias 20 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01140/2014.

    Certeza do voto

    O Datafolha também perguntou, entre os dois candidatos, em quem os eleitores votariam com certeza, em quem talvez votassem e em qual não votariam de jeito nenhum. Veja os números:

    Dilma
    45% - votariam com certeza
    15% - talvez votassem
    39% - não votariam de jeito nenhum
    1% - não sabe

    Aécio
    41% - votariam com certeza
    18% - talvez votassem
    40% - não votariam de jeito nenhum
    2% - não sabem

    1º turno
    No primeiro turno, Dilma teve 41,59% dos votos válidos e Aécio, 33,55% (veja os números completos da apuração no país).

     

    G1

     


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 21.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Coligação de Cássio pede na justiça suspensão do debate da Arapuan




     O candidato a governador da Paraíba Cássio Cunha Lima (PSDB) parece não estar mais disposto a debater os temas da Paraíba com seu adversário, o candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB).

    Com ação protocolada no final da tarde desta segunda-feira (20) junto ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba –TRE/PB , a coligação ‘A Vontade do Povo’, que tem Cássio como candidato, solicita suspensão de Debate Eleitoral que está marcado para acontecer neste terça-feira, na Rádio Arapuã FM 95.3, sob a coordenação da ASSERP – Associação das Emissoras de Radiodifusão da Paraíba, entidade que congrega 46 emissoras de rádio em todo o Estado.

    Na ação, protocolada sob o n° 453572014 às 17:19h desta segunda-feira, o setor jurídico da coligação, encabeçada pelos advogados Harrison Alexandre Targino e Delosmar Domingos de Mendonça Júnior, alegam ausência de comunicação prévia para justificar o pedido de suspensão do debate, além de aplicação de multa e concessão de liminar às providências requeridas.

    ‘A Vontade do Povo’ move tal ação na Justiça Eleitoral paraibana contra a Rádio Arapuã FM 95.3 e a Associação das Emissoras de Radiodifusão da Paraíba – ASSERP.
    A expectativa é se o debate será ou não mantido, e se o candidato da coligação reclamante, em caso de manutenção, comparecerá ou não.

    A juíza eleitoral relatora do processo negou a liminar pretendida pela coligação

    blogdotiaolucena.com


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários


ver mais antigas