Estatisticas do blog

No momento, 8 usuário(s) está(ão) lendo este blog. No total, 3180903 pessoas visitaram esta página.

Clima tempo

Twitter

Publicidade

Notícias

Clima/Tempo

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    As belas da segunda - fotos









    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Hora do Riso...





    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Andressa Urach apresenta ‘saúde estável‘ após passar por cirurgia




     
    Apresentadora e modelo está internada desde sexta-feira (27) em SP.
    Operação ‘transcorreu bem‘, segundo boletim do Hospital Alvorada.
    Do G1 São Paulo

    Andressa Urach modelo apresentadora (Foto: Studio Woody/Divulgação)
    Andressa Urach modelo apresentadora
    (Foto: Studio Woody/Divulgação)
    A apresentadora, modelo e vice miss bumbum Andressa Urach, de 27 anos, segue "internada e apresenta quadro de saúde estável", após passar por cirurgia neste domingo (1º), informa boletim médico divulgado pelo Hospital Alvorada. Segundo a nota, a operação para tratar de inflamação na perna esquerda causada pela aplicação de hidrogel "transcorreu bem". Há cinco anos ela aplicou o produto nos membros inferiores.
    Andressa está internada desde sexta-feira (27) no Hospital Alvorada, em Moema, Zona Sul da capital paulista. Em novembro, Andressa já havia sido internada numa Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, após infecção nas pernas pelo uso do mesmo produto.

    Andressa deverá ficar internada até esta segunda-feira (2). O Hospital Alvorada, em boletim médico divulgado mais cedo neste domingo, informou que as dores na perna da apresentadora são causadas por nova inflamação no membro devido ao uso de hidrogel.
    saiba mais
    Andressa Urach volta a ser internada após dor na perna, diz hospital de SP
    ‘Me sinto purificada‘, diz Urach após ser batizada em igreja de Porto Alegre
    Relembre o caso
    Em 29 de novembro de 2014, Andressa deu entrada no Hospital Conceição, em Porto Alegre, que atende apenas pelo SUS, para tratar de uma infecção causada pela aplicação de hidrogel nas pernas, procedimento que foi realizado há cerca de cinco anos. O quadro já era gravíssimo. A modelo foi internada na UTI e passou por cirurgias para combater a infecção.

    Após quase um mês internada, ela recebeu alta no dia 24 de dezembro e passou o Natal em casa com a família. No mesmo dia, em nota enviada pela assessoria de imprensa da modelo, Andressa agradeceu o apoio de familiares, amigos e fãs e da equipe médica que a tratou no hospital.
    Infográfico - Hidrogel (Foto: Infográfico/G1)
    Os problemas de saúde da modelo e apresentadora de TV surgiram em julho, quando ela começou a se queixar publicamente de dores nos membros inferiores. No mesmo período, ela deu início ao procedimento para retirar o hidrogel das pernas.

    Em 21 de novembro, ela passou por uma nova cirurgia de retirada de resquícios do líquido, em Porto Alegre. "O procedimento correu normalmente, e naquela mesma semana Andressa foi gravar uma matéria na cidade de Brasília", informou uma nota divulgada pela assessoria da modelo.

    O hidrogel é constituído de poliamida sintética e solução fisiológica e é usado para preenchimento de rugas da face e pescoço e também para aumentar o volume de glúteos, panturrilhas e coxas. No caso de Urach, a substância foi aplicada na coxa juntamente com PMMA, outro produto injetável com microesferas de polimetilmetacrilato usado para preenchimentos.

    Andressa nasceu em Ijuí, a 414 quilômetros de Porto Alegre, e foi vice-miss Bumbum.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Análise de pensões vitalícias para ex-governadores é retomada no STF; tema interessa a PB




     Análise de pensões vitalícias para ex-governadores é retomada no STF; tema interessa a PBMedida, ajuizada pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, começou a ser julgada em fevereiro de 2011
    Mais política | Em 01/03/15 às 10h38, atualizado em 01/03/15 às 10h44 | Por Redação
    ImprimirEnviar notícia

    Supremo Tribunal Federal
    O julgamento da medida cautelar na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4552, que discute a validade de dispositivo da Constituição do Pará que garante aos ex-governadores daquele estado o recebimento de subsídios vitalícios correspondentes à remuneração do cargo de desembargador do Tribunal de Justiça local deve ser retomado pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal deve retomar, na sessão da próxima quarta-feira (4). Ação sobre o mesmo tema que envolve a Paraíba também tramita no STF.

    Leia mais notícias de Política no Portal Correio

    A medida, ajuizada pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, começou a ser julgada em fevereiro de 2011, quando a relatora do caso, ministra Cármen Lúcia, votou pela suspensão do artigo 305 e seu parágrafo 1º, da Constituição paraense, que prevê o benefício. O julgamento foi interrompido por pedido de vista do ministro Dias Toffoli.

    Tramitam no STF pelo menos outras nove ações direitas de inconstitucionalidade sobre o mesmo tema, em que a OAB questiona dispositivos semelhantes nos Estados do Acre (ADI 4553), Mato Grosso (ADI 4601), Paraíba (ADI 4562), Paraná (ADI 4545), Piauí (ADI 4556), Rio de Janeiro (ADI 4609), Rio Grande do Sul (ADI 4555), Rondônia (ADI 4575) e Sergipe (ADI 4544). Também existem outras ações como uma impetrada pela Procuradoria Geral da República contra a ex-governadora do Maranhão , Roseana Sarney (PMDB), que tramita desde o ano de 2005.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Pagamento de passagem aérea para senadores exclui cônjuges




     
    Benefício a cônjuges foi negado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros; decisão na câmara ainda pode ser revista, segundo o presidente Eduardo Cunha
    Mais política | Em 01/03/15 às 08h13, atualizado em 01/03/15 às 08h08 | Por Agência Senado

    Fábio Rodrigues Pozzebom/Abr

    Senado
    O Presidente do Senado, Renan Calheiros, perguntado nessa sexta-feira (27) se a Casa iria estender aos senadores o pagamento de passagens aéreas para cônjuges, negou que tal medida será adotada no Senado Federal. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, já havia declarado que poderia rever decisão.

    "O Senado Federal tem feito um grande esforço nos últimos dois anos para reduzir seus custos sem afetar as rotinas da Casa. Vamos prosseguir neste rumo de cortar desperdícios, eliminar privilégios e abolir redundâncias", disse Renan.

    Segundo o livro Contas Abertas, que é um relatório de gestão do biênio 2013-2014, o Senado Federal conseguiu reduzir em mais de 60% as despesas com passagens e diárias nos últimos anos.

    Em 2010 os gastos com esse tipo de despesa chegaram a R$ 16,2 milhões. Em 2013 essa rubrica consumiu R$ 5 milhões e, no ano passado, os gastos com diárias e passagens no Senado Federal caíram para R$ 2,8 milhões.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Receita começa a receber hoje declarações do Imposto de Renda de 2015





    Agência Brasil
    O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2015 começa amanhã (2) e termina no dia 30 de abril. As pessoas que entregam a declaração no início do prazo têm prioridade para receber a restituição, caso não preencha a declaração com erros ou omissões. Na mesma siutção estão incluídas pessoas com mais de 60 anos, portadoras de moléstia grave ou com deficiência física ou mental.

    Este ano, cerca de 27,5 milhões de contribuintes devem prestar contas ao Fisco. A multa por atraso de entrega será de 1% ao mês-calendário, até 20%. O valor mínimo é R$165,74. Um passo a passo com cada etapa da entrega está disponível na página da Receita.

    A declaração poderá ser preenchida no próprio computador, com a utilização do programa gerador, ou em dispositivos móveis, como tablets ou smartphones utilizando o aplicativo m-IRPF ou diretamente no site da Receita Federal, por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). Neste último caso, haverá necessidade de uma certificação digital.

    O contribuinte poderá salvar ou compartilhar dos computadores da Receita Federal informações online do programa gerador da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) para usar em diversos dispositivos e não apenas no adotado para preenchimento do documento.

    Isto facilitará a vida do usuário, que poderá usar a chamada computação em nuvem (acesso a computador remoto). Será possível começar o preenchimento utilizando uma forma e continuar em outra, sempre salvando as informaçõesonline.

    O contribuinte que optar pela instalação do programa gerador do Imposto de Renda terá de aguardar até 2 de março, a partir das 8h, para fazer o download . "A partir deste horário, quem baixar o programa poderá transmitir a declaração", conforme informou o supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir.

    Entre os obrigados a declarar estão os contribuintes que receberam, em 2014, rendimentos tributáveis superiores a R$ 26.816,55 ou rendimentos isentos - não tributáveis ou tributados somente na fonte -, cuja soma seja superior a R$ 40 mil.

    Também deve declarar quem recebeu, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência de imposto, realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias e futuros, auferiu ganhos e tem bens ou propriedade rurais de acordo com valores estabelecidos pela Receita.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    TV ALPB lança hoje telejornal matinal "Assembleia Notícias”, apresentado por Cláudia Carvalho




     A partir de hoje (2), a TV Assembleia passará a contar com um novo telejornal na grade de programação. O “Assembleia Notícias”, telejornal apresentado pela jornalista Cláudia Carvalho, será exibido de segunda a sexta, sempre às 9 horas pelos canais 40.2 digital; 11 da Net ou 340.2 da GVT. O telespectador vai poder conferir os principais fatos do dia e saber, antecipadamente, os temas que serão discutidos no parlamento paraibano.

    Para o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, a TVAL tem uma grande responsabilidade na construção da cidadania e informação do povo paraibano. "A TV Assembleia conta com um equipe de excelente profissionais e com estrutura necessária para ser um canal voltado para cidadania e que discuta temas que dialoguem diariamente com a realidade do paraibano", ressaltou o presidente.

    O novo telejornal terá como proposta antecipar os temas que estarão em pauta na Casa de Epitácio Pessoa, trazendo informações ao vivo sobre as sessões ordinárias, votações no plenário, audiências públicas, sessões especiais e comissões permanentes. Dialogando ainda sobre saúde, educação, segurança pública, meio ambiente, economia, defesa do consumidor, mobilidade urbana e todos os assuntos que fazem parte do expediente da ALPB.

    O telejornalismo da TV Assembleia segue com a edição vespertina do “Assembleia Notícias”, Segunda Edição, de segunda à sexta, às 18h, e com apresentação da jornalista Juliana Teixeira. E o “Jornal da Tarde”, antes apresentado ao meio dia, dá espaço definitivo para as transmissões das sessões plenárias da ALPB, que são reexibidas a noite, logo após o telejornal. Toda programação da Assembleia é transmitida no canal 40.2 digital ou 11 da Net, 340.2 da GVT ou ainda pelo site da ALPB no endereço al.pb.gov.br.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Vereador filmado em cenas de sexo com menores é cassado




     

    Jadson Martins
    O vereador Jadson Martins de Oliveira, que apareceu em cenas de sexo com adolescentes em vídeos divulgados em redes sociais, teve o mandato cassado pela Câmara Municipal de Apuí, na noite desta sexta-feira (28). Todos os parlamentares votaram pela cassação, durante sessão que ocorreu em Apuí, a 435 km de distância de Manaus. Jadson foi preso no ano passado, mas passou a responder pelo crime em liberdade.

    A sessão foi aberta ao público e durou quase quatro horas. O vereador acusado não participou da votação. Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) apresentou um relatório com supostas provas que justificariam a quebra de decoro. A defesa do vereador cassado alegou falhas técnicas da investigação. Houve uma discussão acalorada entre defesa e acusação.

    Em votação aberta, sete vereadores votaram pela cassação, seguindo o parecer do relatório da CPI, e um parlamentar se absteve. Segundo o presidente da Câmara de Apuí, Marcos Antônio Lima, o legislativo municipal cumpriu as normas internas.

    “Temos que zelar pelo regimento interno e pela ordem na Câmara Municipal de Apuí. Temos que zelar pelas famílias apuienses para que a gente não incentive outros casos no município”, afirmou o parlamentar.

    A defesa de Jadson Martins alegou irregularidades na votação do Poder Legislativo municipal. O advogado Diego Rossato Botton, que atua na defesa do vereador cassado, disse que irá recorrer da decisão da Câmara.

    “O suplente do vereador não estava apto a votar. Dessa forma, a defesa ingressará com um recurso perante o Tribunal, buscando a nulidade dessa sessão. Além de outras situações que ocorreram durante o processo”, ressaltou o advogado.

    Entenda o caso

    Na primeira quinzena de novembro do ano passado, vídeos com adolescentes de 15 e 16 anos, gravados pelo vereador Jadson Martins, foram divulgados em Apuí e, em poucos dias, as imagens tinham sido compartilhadas entre a população da cidade.

    As gravações mostram que as jovens pediram para que o parlamentar parasse de filmar, mas ele manteve a câmera ligada. Em determinado momento, o rosto do suspeito é filmado beijando uma das adolescentes. Os vídeos contêm, ainda, cenas de sexo explícito.

    O caso foi investigado pela Polícia Civil e parlamentar foi preso. Jadson também foi afastado do cargo. Após a conclusão do inquérito, o ex-vereador foi indiciado no artigo 240 do ECA, que dispõem sobre punições do ato de produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente.

    A pena prevista na legislação varia entre quatro e oito anos, além de multa. Jadson permaneceu 23 dias preso e foi libertado no dia 12 de dezembro.

    O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) acatou o pedido de revogação de prisão preventiva, apesar do parecer contrário do Ministério Público do Estado (MPE).

    G1


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    TJPB nega liminar do Sindifisco e fiscais da Receita Estadual terão de bater ponto normalmente





    O desembargador José Ricardo Porto, do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), através de decisão monocrática, indeferiu uma liminar impetrada pelo Sindicato dos Integrantes do Grupo Ocupacional Servidores Fiscais Tributários do Estado da Paraíba (Sindifisco) contra a Portaria nº 10 GSER/2015, que instituiu a obrigatoriedade do ponto eletrônico no âmbito do Fisco.

    Segundo o Sindifisco, o ato normativo questionado “instituiu controle de presença por ponto eletrônico dos Auditores Fiscais da Receita do Estado da Paraíba e estabeleceu o horário de atendimento ininterrupto das sete horas às 18 horas nas repartições fiscais”.
    O desembargador José Ricardo Porto, relator da matéria, após analisar dispositivos do Decreto 11.983/2011, cuja norma trata da jornada de trabalho dos servidores da Administração Pública Direta e Indireta, na esfera do Poder Executivo do Estado da Paraíba, concluiu pelo indeferimento do pedido liminar.

    Segundo o magistrado, “pela leitura dos dispositivos contidos no Decreto acima referenciado, em especial as partes destacadas pela relatoria, constata-se que realmente o período laboral especificado (das 08:00 hs às 18:00 hs, com pausa de 2 horas, de segunda-feira à sexta-feira, numa jornada semanal de 40 horas) não se aplica aos servidores da área da Receita”.

    Ele ressaltou ainda que a “jornada de trabalho dos servidores a que se refere este artigo deverá ser fixada por Portaria do Secretário de Estado da pasta correspondente, devendo ser respeitado o Art. 19 da Lei Complementar nº 58, de 30 de dezembro de 2003′ (§1º, do art. 2º, do Decreto 11.983/2011)”.

    “Induvidosamente, o Secretário de Estado da Receita detém competência e atribuições para fixar o horário laboral dos Auditores Fiscais, através de Portaria específica, o que de fato ocorreu no caso em disceptação”, declarou.

    Quanto à implantação de ponto eletrônico para fiscalizar o cumprimento da jornada de trabalho da categoria de servidores representada pela entidade impetrante, o desembargador-relator verificou que a Portaria nº 10 GSER/2015 reservou determinado número de horas para o trabalho interno (inciso II, do art. 1º, e art. 2º).
    “Em sendo assim, o ato em apreciação deixou margem razoável e proporcional para o desenvolvimento das atividades externas, motivo pelo qual identifico que o controle de horário inaceito nesta via mandamental (ponto eletrônico) não perturbará a atividade fim daquela pasta governamental – (fiscalização)”, pontuou.

    O desembargador José Ricardo Porto entendeu, ainda, que o horário de funcionamento dos setores da Secretaria de Receita das 07:00 hs às 18:00 hs – apenas visa propiciar um atendimento mais amplo aos cidadãos, sem que isso implique na majoração da carga laboral de nenhum servidor.

    Após notificação do Secretario da Receita para prestar informações e da intimação da Procuradoria-Geral do Estado, bem como depois de ofertado o parecer da procuradoria-geral de Justiça, o mandado de segurança retornará ao gabinete do relator, para que ocorra o julgamento definitivo da ação.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Internautas fazem abaixo-assinado contra passagens a cônjuges de deputados






    Militantes virtuais de todo o Brasil instituíram um abaixo-assinado contra a utilização da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), o chamado cotão, para o pagamento de passagens a cônjuges dos deputados. Até o início da tarde deste domingo, o abaixo-assinado, promovido pela ONG Avaaz, já contava com 265 mil assinaturas.

    De acordo com a ONG Avaaz, a expectativa é que até terça-feira (3) a meta de 500 mil adesões seja atingida. Eles também pretendem fazer um “telefonaço” para a presidência da Câmara com objetivo de que a Casa desista de conceder o beneficio. A ONG também tem a intenção de colocar em painéis de destaque os nomes dos deputados que aceitaram o aumento da verba. Outra medida que está em estudo, segundo o coordenador de campanhas da Avaaz, Diego Casaes, é entregar pessoalmente as assinaturas aos parlamentares.

    “É no mínimo um abuso. Num momento de tantas dificuldades financeiras, em que o próprio Congresso quer votar medidas para diminuir orçamento em ministérios e de outras áreas do governo, como é que eles mesmos aumentam seus benefícios? Não dá para o brasileiro ficar em dificuldade enquanto deputados legislam sobre seus próprios benefícios”, afirmou Diego.

    “Eduardo Cunha diz que não vai haver impacto real e que o aumento da verba dos parlamentares virá de cortes no orçamento geral da Câmara, como na área de informática e contratos externos. Nem todos os deputados ficaram felizes, e dizem que os valores atuais são mais que suficientes para o cumprimento do mandato”, complementou o coordenador de campanha da Avaaz.

    Na quarta-feira da semana passada (25), a Mesa Diretora da Câmara liberou o uso de dinheiro público para transportar os cônjuges de deputados e deputadas entre suas cidades de origem e Brasília. Com a decisão, mulheres e maridos de parlamentares poderão utilizar a cota de passagens aéreas da Casa, restrita desde 2009 a deputados e assessores em viagens decorrentes do exercício do mandato.

    Até o momento, cinco partidos já afirmaram que não utilizarão a Cota para o pagamento de passagens aéreas a cônjuges: Psol, PCdoB, PPS, PSDB e PSB. Além disso, o próprio presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou que não pretende utilizar o benefício. Cunha também declarou que a Mesa pode rever a concessão do benefício em virtude da reação de alguns partidos.

    Na semana passada, o PSDB também ingressou com uma ação do Supremo Tribunal Federal (STF) tentando acabar com o benefício. Mas o ministro Teori Zavascki negou a concessão de liminar aos tucanos.
    Com informações da Agência Brasil
    Congresso em Foco


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Ricardo fecha ciclo de 100 dias de gestão do segundo mandato com inauguração de obras, incluindo a Vila Olímpica





    Postado por Tião Lucena


    O governador Ricardo Coutinho vai cumprir, entre os dias 9 de março e 6 de abril, uma agenda de inauguração de obras fechando o ciclo dos 100 dias de gestão deste segundo mandato. São obras que contemplam os setores da educação, esporte e infraestrutura, que, juntas, representam um investimento superior a R$ 76 milhões.
    De acordo com a agenda, a primeira obra a ser inaugurada é a pavimentação da estrada entre Campina Grande e o distrito de Catolé da Boa Vista, no dia 9 de março. Para o dia 12 de março, está prevista a inauguração das obras de reforma do Ginásio Ronaldão, em João Pessoa, e no dia 15 de março, será a vez da entrega das obras de reforma e ampliação do Estádio Perpétuo Corrêa Lima (Perpetão), localizado em Cajazeiras, cuja programação prevê uma partida entre os times do Atlético de Cajazeiras e Botafogo da Paraíba.

    A agenda de inaugurações prossegue no dia 20 de março, com a entrega do Centro de Formação de Educadores, construído em Campina Grande; enquanto no dia 29, será a vez da Vila Olímpica Parahyba, que foi totalmente reformada e revitalizada; e no dia 6 de abril, fechando o ciclo dos 100 dias, será inaugurada a estrada que liga o município de Coremas a Piancó.

    Outras inaugurações – Desdeo início do seu segundo mandato, o governador Ricardo Coutinho tem feito a entrega de obras com vistas à melhoria da qualidade de vida dos paraibanos. A mais recente inauguração foi a da Escola Técnica Estadual do Vale do Mamanguape – João da Matta Cavalcanti de Albuquerque, cuja solenidade contou com a presença do ministro da Educação, Cid Gomes.

    A Escola Técnica da cidade de Mamanguape foi construída com recursos federais e do Tesouro do Estado, cujos investimentos somam R$ 9,3 milhões. A unidade tem capacidade para aproximadamente 1.200 estudantes, sendo 40 alunos por sala de aula. Serão ofertadas 160 vagas para a formação de quatro turmas nos cursos de Agronegócio e Manutenção e Suporte de Informática. Os cursos estão inseridos no eixo tecnológico: Recursos Naturais e Informação e Comunicação.

    Também já foram entregues várias estradas pavimentadas, a exemplo da rodovia PB-276, ligando os municípios de São José do Bonfim à Mãe D´Água, numa extensão de 20,5 km, cortando a Serra de Teixeira. Na estrada, que tirou o município do isolamento, foram investidos R$ 14,3 milhões, beneficiando diretamente cerca de 7,5 mil pessoas.
    Com a pavimentação asfáltica da rodovia PB-275, São José de Espinharas também foi retirada do isolamento. A estrada pavimentada substitui uma de barro, e liga a cidade ao município de Patos, totalizando 21,7 km de extensão, beneficiando mais de 20 mil pessoas diretamente. Foram investidos R$ 13,8 milhões na pavimentação da estrada, utilizada por cerca de 260 veículos diariamente.

    Outras estradas inauguradas foram a PB-382, que interliga os municípios de Serra Grande e São José de Caiana; e a PB-370, que interliga a PB-386 (Diamante) até a cidade de Curral Velho. Com as inaugurações, Serra Grande e Curral Velho, que estavam isolados, entraram para o mapa rodoviário da Paraíba. Mais de 40 mil habitantes da região foram beneficiados com as novas estradas que já trazem mais qualidade de vida e desenvolvimento aos municípios do Vale do Piancó. Na estrada de São José de Caiana a Serra Grande foram construídos 13 km de asfalto em um trecho de serra com investimentos na ordem de R$ 11,9 milhões. Já na estrada entre a PB-386 e Curral Velho, no trecho de 15 km, o Governo do Estado investiu R$ 7,1 milhões e tornou realidade um sonho de décadas.

    Já no município de Sousa, o governador Ricardo Coutinho entregou 152 casas populares, beneficiando mais de 600 pessoas no Conjunto Mutirão, e também obras de urbanização, como calçamento de rua e iluminação. Foram investidos mais de R$ 3,3 milhões em parceria com o Governo Federal.

    Confira as obras a serem inauguradas:
    Estrada Campina Grande/distrito de Catolé de Boa Vista (9 de março) - A PB-138, que liga a Alça Sudoeste, em Campina Grande, ao distrito de Catolé de Boa Vista, possui 18 km de extensão e custou aos cofres públicos cerca de R$ 14,8 milhões. A estrada conta com pavimentação em CBUQ, possibilitando o tráfego pesado de veículos, melhorando o escoamento do minério extraído do distrito pela BR-230 e proporciona a expansão de Campina Grande, encurtando a distância entre as zonas rural e urbana. Estima-se que pelo menos 350 mil habitantes sejam diretamente beneficiados com a obra.
    Ginásio Ronaldão (12 de março) – Entre as intervenções realizadas no Ginásio Ronaldão, em João Pessoa, está a implantação do novo piso da quadra; reestruturação da pista de bicicross, na área externa; recuperação do telhado; e melhoria na estrutura em geral.O investimento total foi de R$ 3 milhões.


    Estádio Perpetão (15 de março) – O Governo do Estado investiu R$ 5 milhões nas obras de reforma e ampliação do Estádio Perpétuo Corrêa Lima (Perpetão), localizado em Cajazeiras, localizado em Cajazeiras. Com isso, o espaço recebeu um novo lote de arquibancada, dobrando a capacidade de assentos para 10 mil lugares. Também foram feitas outras melhorias no espaço.


    Centro de Formação dos Educadores (Campina Grande) (20 de março) - O Governo do Estado investiu cerca de R$ 6 milhões na construção do Centro de Formação de Professores, em Campina Grande. O novo centro conta com auditório com capacidade para 400 lugares, 10 salas de aula, biblioteca, videoteca, recreio coberto, refeitório, cozinha, despensa, diretoria, secretaria, coordenação pedagógica, salas para professores, educação e de banda, além de arquivo, almoxarifado, dois laboratórios de informática, laboratório de química/biologia e bateria de sanitários.
    O centro será uma referência educacional no Estado beneficiando professores e demais profissionais de ensino com um espaço adequado, que possibilite o desenvolvimento do processo educacional.

    Vila Olímpica Parahyba (29 de março) – Em João Pessoa, a reforma e revitalização da Vila Olímpica Parahyba representou um investimento superior a R$ 30 milhões do Governo do Estado. O parque aquático, por exemplo, ganhou mais duas piscinas, sendo uma exclusiva para nado sincronizado e outra semi-olímpica com 25m de comprimento. No espaço, também foram construídas arquibancadas com capacidade para 4 mil pessoas, além de cabine de imprensa, salas de massagem e de fisioterapia, além de banheiros e vestiários.

    A reforma incluiu também a recuperação do ginásio principal da Vila Olímpica e construção de dois outros novos – um poliesportivo e outro para ginástica. Já o campo principal de futebol ganhou novo gramado, marquise para as arquibancadas, cabines de imprensa e banheiros. Ao redor, foi construída uma pista de atletismo dentro dos padrões da Federação Internacional de Atletismo.


    Na Vila Olímpica foram construídos ainda um novo mini campo de futebol, com vestiários, e uma quadra específica para vôlei de praia. As demais intervenções incluem a construção de alojamentos, refeitórios e sede administrativa. Na parte externa, todo o estacionamento recebeu pavimentação e o muro antigo que cercava o complexo foi substituído por grades com o objetivo de valorizar a estética do equipamento desportivo.
    Estrada Coremas/Piancó (6 de abril) - A PB-342, entre os municípios de Coremas e Piancó, tem 27 quilômetros de extensão e as obras de pavimentação foram orçadas em R$ 17,5 milhões. A obra beneficia mais de 32 mil pessoas residentes nos dois municípios e os mais de 400 veículos que trafegam pela rodovia diariamente, entre automóveis, utilitários, ônibus, caminhões e motos. A pista de rolamento recebeu tratamento superficial duplo (TSD) e foram realizadas obras de pavimentação, terraplanagem em cortes e aterros e sistema de drenagem para águas pluviais e subterrâneas.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Pepe Vargas virou peça decorativa no Planalto





    Josias de Souza 
    Titular da pasta das Relações Institucionais, o ministro Pepe Vargas (PT-RS) deveria ser o articulador político de Dilma Rousseff. Desde que assumiu o desafio, em 1º de janeiro, não conseguiu expor aos aliados do governo no Congresso um itinerário. Como o poder não tolera a impotência, seu colega Aloizio Mercadante (Casa Civil) assumiu o volante. E Pepe virou um articulador ornamental.

    Nos dois meses iniciais do segundo mandato de Dilma, o nome de Pepe foi anotado na agenda oficial da presidente uma mísera vez, no dia 9 de janeiro. E não foi para uma conversa a sós, mas para uma reunião da qual tomaram parte também os ministros Mercadante e Miguel Rossetto (Secretaria-Geral da Presidência).

    Lula costuma dizer que o coordenador político de um governo tem prazo de validade curto. Com Pepe, o desgaste veio na velocidade de um raio. Principal sócio do empreendimento governista, o PMDB desligou-o da tomada. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, chama-o de trapalhão. O comandante do Senado, Renan Calheiros, o ignora.

    No momento, a prioridade do Planalto é azeitar no Congresso a votação das medidas provisórias que compõem o esforço fiscal do governo. Na semana passada, a equipe econômica —Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento) e Alexandre Tombini (Banco Central)— jantou com o PMDB. Dilma providenciou para que Mercandate acompanhasse a troica, não Pepe.

    Um emissário de Dilma foi conversar com Eduardo Cunha na residência oficial da presidência da Câmara. De novo, a missão foi confiada a Mercadante, não a Pepe. Entre todos os 39 ministros, Mercadante é o que mais vira a maçaneta da sala de Dilma.

    Afora as conversas extra-oficiais, Mercadante apareceu na agenda da presidente sete vezes em dois meses. Colados nele, vêm os ministros Nelson Barbosa (Planejamento), com cinco audiências; e Joaquim Levy, com quatro.

    Por ora, o vaivém do governo apenas acrescentou descoordenação ao que já estava fora de controle. O próprio Lula engrossou o coro dos críticos em duas reuniões político-gastronômicas da semana passada —um jantar com a bancada de senadores do PT e um café da manhã com os dirigentes do PMDB.

    Nesta segunda-feira, empurrada por Lula, a própria Dilma receberá para jantar no Palácio da Alvorada os caciques do PMDB. Vão discutir a relação à luz do que disse o aliado Renan Calheiros: “A coligação está capenga”.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Lava Jato entra na fase decisiva nesta semana




     
    A Operação Lava Jato, que fará um ano desde que foi deflagrada pela Polícia Federal para apurar denúncias de corrupção na Petrobras, entra nesta semana em seu momento decisivo; expectativa é que sejam abertos mais de 35 inquéritos com nomes de políticos envolvidos no escândalo, incluindo deputados, senadores, governadores, alem de lideranças partidárias; tensão sobe rapidamente nos bastidores da política de Brasília


    247 - A Operação Lava Jato, que fará um ano desde que foi deflagrada pela Polícia Federal para apurar denúncias de corrupção na Petrobras, entra nesta semana em seu momento decisivo. A expectativa é que sejam abertos mais de 35 inquéritos com nomes de políticos envolvidos no escândalo, incluindo deputados, senadores, governadores, além de lideranças partidárias da base governista e também da oposição.

    A tensão crescente já levou a um reforço na segurança pessoal do procurador –geral da República, Rodrigo Janot, responsável pelas denúncias que serão apresentadas esta semana ao Supremo Tribunal Federal (STF). Outros políticos, contudo, não serão investigados nesta fase da Operação Lava Jato., uma vez que os indícios para levar o inquérito adiante são considerados frágeis.

    Apesar dos nomes contidos na tão esperada lista do procurador-geral ainda não terem sido divulgados, existe a expectativa que nomes do alto escalão da política nacional acabem sendo incluídos em função de já terem sido citados em depoimentos de delação premiada, como o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Ambos negam envolvimento nas denúncias de corrupção na Petrobras que são o foco da Operação Lava Jato.

    Em relação a políticos sem mandato, mas que também foram citados em depoimentos feitos à Justiça por meio do mecanismo de delação premiada, os casos deverão ser analisados e investigados pela Justiça Federal. Nesta linha, o procurador-geral Rodrigo Janot não deverá se limitar a pedir apenas a quebra dos sigilos telefônicos e fiscal dos políticos investigados. Ele deverá pedir também a quebra do sigilo de todas as movimentações nos procedimentos abertos contra deputados e senadores que já tramitam na Justiça.

    Diante disso, não é a toa que a temperatura em Brasília está chegando ao seu ponto de ebulição.



    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Presidente da CPI: É duro cortar na própria carne





    Alvo de críticas por campanha 60% financiada com recursos de duas empreiteiras acusadas de envolvimento no esquema de corrupção investigada pela Lava Jato, deputado Hugo Motta (PMDB) diz estar com a "consciência tranquila": "Quem é responsável por pedir dinheiro pelo meu partido eu não sei. Eu não posso responder por isso"; ele afirma que fará o necessário para punir eventuais culpados: ‘A CPI da Petrobras vai fazer aquilo que tem de ser feito. A gente sabe que é duro cortar na própria carne e julgar companheiros, mas se tiver de ser feito, será’


    247 – Designado pelo PMDB para comandar a nova CPI da Petrobras, o deputado Hugo Motta diz estar com “a consciência tranquila”, apesar das recentes críticas que tem recebido. Cerca de 60% de sua campanha foram financiados por duas empreiteiras acusadas de envolvimento no esquema de corrupção investigada pela Operação Lava Jato:

    “Você não pode culpar um parlamentar que recebe dinheiro do partido, mas não participa do processo de captação. Eu não fui atrás de empresa pedir dinheiro, eu pedi ao meu partido e meu partido me deu. Quem é responsável por pedir dinheiro pelo meu partido eu não sei. Eu não posso responder por isso”, disse em entrevista ao Poder Online, de Clarissa Oliveira.

    Ele afirma que fará o necessário para punir eventuais culpados: ‘O que eu posso te garantir é que, a partir do que sair dessa lista que será publicada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nós vamos apurar com total isenção. A CPI vai fazer aquilo que tem de ser feito. A gente sabe que é duro cortar na própria carne e julgar companheiros, mas se tiver de ser feito, será’


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Mujica deixa o poder no Uruguai e volta para casa em seu fusca





    José Mujica se despediu do poder neste domingo no Uruguai da mesma forma única com a qual ganhou popularidade entre seus compatriotas e em todo o mundo, voltando para casa em seu inconfundível Volkswagen Fusca azul claro; "De minha parte, digo muito obrigado por tudo o que o povo uruguaio me deu. Tive a imensa honra de contar com a sorte com ele", acrescentou o agora ex-presidente.

    José Mujica se despediu do poder neste domingo no Uruguai da mesma forma única com a qual ganhou popularidade entre seus compatriotas e em todo o mundo, voltando para casa em seu inconfundível Volkswagen Fusca azul claro.

    O ex-guerrilheiro de 79 anos, que vive em uma modesta chácara nas cercanias de Montevidéu, devolveu a faixa presidencial ao seu antecessor Tabaré Vázquez após uma gestão que teve altos e baixos.

    Vázquez assumiu no domingo o segundo mandato na presidência. Antes, ele já havia assumido em 2005 como o primeiro presidente de esquerda do Uruguai.

    "O povo uruguaio tem que fazer todo o possível para ajudar um governo que está começando. Dar a ele toda a força que puder dar, pois se ele vai bem, o país vai melhor também", disse Mujica aos jornalistas após abandonar a praça principal da capital, onde entregou o mandato vestindo um traje sem gravata e de óculos de sol.

    "De minha parte, digo muito obrigado por tudo o que o povo uruguaio me deu. Tive a imensa honra de contar com a sorte com ele", acrescentou o agora ex-presidente. "Algumas coisas conseguimos fazer e outras não, mas aí virão outros que serão melhores e assim sucessivamente".

    Mujica, que adquiriu ampla popularidade internacional pela sua maneira única de falar e se vestir, assim como por seus discursos anti-consumismo, terminou sua gestão com 65 por cento de aprovação popular, segundo a última pesquisa da consultora Equipos, de dezembro.

    Mujica disse há alguns dias em entrevista à Reuters que não se considerava um bom presidente. "É provável que eu seja um agitador. Há a ideia de que o presidente deve ser um gerente (...) Eu não creio que o povo seja como em uma fábrica. A política não é gerenciar, a política é conduzir."

     

    (Por Malena Castaldi)


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários


ver mais antigas