Questão de Entendimento e Sensatez - Mirtzi Lima Ribeiro



Apesar de excessos e exageros das polarizações que se formaram em torno da política partidária, graças a Deus, AINDA, há muitas pessoas com seu entendimento, bom senso e sensatez, intactos e funcionando a contento. As generalizações têm sido as grandes vilãs do momento. Portanto, esclarecer alguns pontos é fundamental:
Nem todo mundo que REPROVA e pugna por não haver “contingenciamentos” ou bloqueios a TODOS os VALORES de TODAS as contas referentes às rubricas orçamentárias discricionárias de CUSTEIO das universidades e institutos federais (água; energia elétrica; terceirizados que trabalham na limpeza e segurança; material: a) de expediente, b) de exames médicos e ambulatoriais, c) de hospitais universitários para atendimentos e cirurgias, d) de centros de especialidades odontológicas, e) etc.), é PESSOA que APOIA “nudez” ou “ativismo” predatória de qualquer espécie. Como funcionarão se esses elementos básicos estão com verbas bloqueadas e indisponíveis para fazer face às despesas já previamente compromissadas...

O mesmo pensamento é válido para o lado antagônico: nem todo mundo que apoia incondicional e veladamente as ações, políticas e palavras descorteses do atual governo, é pessoa ética e proba. Alguns estão apenas preocupados com seus próprios interesses que quase sempre violam as necessidades da maioria.

Nem todo mundo que REPROVA os “bloqueios” aos orçamentos das universidades e institutos federais, diga-se de passagem: JÁ APROVADOS e em PLENA VIGÊNCIA, é a favor das bandeiras do “aborto” e/ou de “atos de corrupção” ou improbidade administrativa. Assim como muitos dos que ovacionam, aplaudem e ardentemente defendem o atual governo, são pessoas equilibradas, que valorizam seu semelhante, ou que porventura já desenvolvem ações em benefício dos mais desassistidos (alguns querem o que denominam de pessoas da “pobreza” bem longe de si).

Nem todo mundo que repudia as ações contra o meio ambiente, que é um bem de todos e um bem da VIDA, é pessoa que é contra o desenvolvimento. Uma coisa pode conviver com a outra harmoniosamente. Há técnicas sustentáveis sendo empregadas com sucesso em empreendimentos que geram emprego, renda e alimentos mais saudáveis. Não se pode, indiscriminadamente, atribuir pensamentos de ideologias políticas partidárias aos defensores do meio ambiente. Isso é um ERRO CRASSO, proveniente de mentes estreitas. Preservar o meio ambiente é preservar uma vida de maior qualidade para as gerações futuras e também para a sustentabilidade da própria vida.

Já li e ouvi até mesmo dizerem que quem não apoia de OLHOS VENDADOS, TODAS as AÇÕES desse desgoverno, não são de Deus... Ao contrário, esses exagerados é que devem ter um “deus” bem diferente daquele que cremos, porque esse “deus” deles é segregador, opressor, tirano, inconsequente, desumano, a favor de intolerâncias, associando à mulher brasileira a imagem de sexo vendível, aos demais mortais como “massa de manobra” quando estão exercendo um PENSAMENTO independente, crítico e pontual.

Há de se ter bom senso, entendimento e sensatez, ingredientes cada vez mais esquecidos por defensores ferrenhos da bandeira político partidária que assumiu o poder no país.

 





Comentários


Comentar


Sidebar Menu