Emagrecer comendo - Marcos Pires



Quando tive que perder 30 quilos passei a conviver diariamente com esse tipo de sonho; emagrecer sem deixar de comer, porque eu adorava comer. Mas deixei de “gostar” das comidas e aprendi a gostar somente do que me faz bem. Parece até relação amorosa, hem?

Num determinado momento eu fui tão apaixonado por comida que se um pãozinho de alho fizesse cafuné eu namorava com ele. Naquele tempo eu achava que fome era o único sentimento que valia a pena ter; os outros sentimentos mais cedo ou mais tarde me ferravam. E passei a observar os casais amigos e a interferência da comida em seus relacionamentos. Quando estavam bem nos casamentos comiam pizza juntos, mas quando brigavam e se separavam, cada qual que comesse suas alfaces para reentrar em forma. Já fui testemunha do fim de um casamento durante uma palestra sobre emagrecimento. O palestrante falava de alimentos que nos prejudicam muito tempo depois de ingeridos, como a carne vermelha, refrigerantes, e por aí foi. De repente voltou-se para a plateia e perguntou se alguém conhecia algum alimento que fizesse mal mais de vinte anos depois de ingerido. Um senhor gorducho sentado ao lado da esposa levantou-se; “- Eu sei, o bolo do meu casamento”. Ah, leitores, a esposa meteu a bolsa na cabeça do coitado e retirou-se puxando-o pelo colarinho. Que cousa!

Acontece que os homens engordam e não estão nem aí; já as mulheres que estão acima do peso rezam muito menos para emagrecer do que pedem a Deus para suas amigas engordarem mais que elas. São interessantes as mulheres; elas comem muito, principalmente doces, mas querem emagrecer, da mesma maneira que compram muitos vestidos mas dizem que nunca tem o que vestir na hora de sair.

Minhas amigas são absolutamente sinceras no tema. Teresa me perguntou: “- Ô Marcos, por que será que Deus faz engordar ser tão mais fácil que emagrecer? ”. Eu não soube responder, mas uma coisa é certa; pesquisas indicam que as mulheres adoram ouvir :1 - Eu te amo; 2 - 50% de desconto e 3 - Como você emagreceu.

Minha amiga S. me contou a verdadeira a história do Paraiso. Segundo ela, a serpente teria tentado diversas maneiras de convencer Eva a comer a maçã, sempre sem sucesso. Até que sibilou nos ouvidos de Eva: “- Come, besta, maçã emagrece”. Deu no que deu.

Chega-se assim à inevitável conclusão que emagrecer comendo é como promessa de político; há sempre quem acredite.




Comentários


Comentar


Sidebar Menu