Bomba - Documentos comprovam que empresa que tinha parente de Cartaxo como “Operador” recebeu vários pagamentos da PMJP



 
DIEGO LIMA 8 DE AGOSTO DE 2018 ÀS 16:57

Documentos encontrados pelo signatário Blog no SAGRES do Tribunal de Contas do Estado (TCE), comprovam que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) manteve contrato e efetuou pagamentos à empresa Real Energy – Empreendimentos e Representação Limitada, que tinha como operador do esquema, o parente do prefeito de João Pessoa, Felipe Moreira Cartaxo de Sá, funcionário da prefeitura de João Pessoa e considerado peça chave na ‘Operação Cidade Luz’.

De acordo com o inquérito do Gaeco, Felipe Moreira era o intermediário entre as prefeituras e as empresas investigadas, que prestariam serviços de iluminação pública em algumas cidades.

Foram feitos vários pagamentos, conforme mostrado na tabela:




Comentários


Comentar


Sidebar Menu