Sete partidos pode, dar adeus ao Senado, este ano

Roque de Sá

Roque de Sá

 
VEJA AS SIGLAS QUE PODEM SUMIR DO SENADO A PARTIR DE OUTUBRO

PLENÁRIO DO SENADO.
Chegam ao fim, este ano, os mandatos dos senadores Pastor Bel (PRTB-MA), Eduardo Lopes (PRB-RJ), Hélio José (Pros-DF), Pedro Chaves (PSC-MS), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Cristovam Buarque (PPS-DF) e Vanessa Grazziontin (PCdoB-AM) e, com eles, a presença desses partidos. Se não forem reeleitos, essas siglas desaparecerão do Senado. PDT e PR podem virar partidos com um único senador. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Representante único da Rede no Senado, Randolfe Rodrigues lidera as pesquisas, no Amapá. É o único caso entre partidos de um senador só.

O senador Pedro Chaves acertou sua saída do PSC e ingresso no PRB de Eduardo Lopes, que precisa renovar o mandato.

O PTB tem dois senadores: Telmário Mota (RR) e Armando Monteiro (PE). O pernambucano não será candidato à reeleição.

 

Diariodopoder.com.br

 

 




Comentários


Comentar


Sidebar Menu