Gervásio nega suposto racha com RC: "Isso é coisa de quem faz a política do fuxico e da fofoca"




Após especulações sobre um suposto racha em andamento entre o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Gervásio Maia (PSB), e o governador Ricardo Coutinho (PSB), o deputado negou veementemente qualquer ruptura.

De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa, o boato deve ter surgido na oposição para tentar desestabilizar o grupo de partidos aliados.

"Isso é coisa de quem já teve a oportunidade fazer pela Paraíba e não fez. Coisa de quem aprendeu a fazer apenas a política da fofoca e do fuxico e tem uma dor de cotovelo muito grande porque o nosso grupo trabalha muito e vai trabalhar muito mais" pontuou o parlamentar.

Ainda segundo Gervásio o trabalho realizado pelo grupo de partidos aliados é destaque e reconhecido não só dentro da Paraíba, mas por políticos e pessoas de outros estados.

"O trabalho que o nosso grupo de partidos aliados têm feito pela Paraíba é algo que tem contagiado inclusive políticos e pessoas de outros estados. Eu participei recentemente de um encontro em Brasília de presidentes de Assembleias e cada um contou as dificuldades dos seus estados e quando eu falei da realidade da Paraíba todos se impressionaram. Então o que é que restou aos nosso adversários? Plantar fuxico e fofoca" disparou.

Com relação as próximas eleições, o deputado declarou que 2017 deve ser de continuação de trabalho e apenas em 2018 que as discussões serão mais aprofundadas.

"O PSB tem uma responsabilidade muito grande com a Paraíba. 2017 será consumido com a continuidade do trabalho que tem feito muito bem à Paraíba, em 2018 se discute eleição, em 2018 se discute candidatura, é assim que tem que ser. Qualquer decisão para 2018 tem que ser muito conversada e avaliada junto com quem está construindo esse projeto comigo, nós estamos conversando sobre a possibilidade de disputarmos mais uma vez a ALPB mas também estamos conversando sobre a possibilidade de se dar um passo adiante e a partir daí buscar um mandato na Câmara Federal, mas estamos apenas conversando não há absolutamente nada definido" concluiu.


PB Agora




Comentários


Comentar


Sidebar Menu