Fundos de Pensão na mira de negociata envolvendo a Caixa

Marcio Fernandes

Marcio Fernandes

 
COMPRA DO PANAMERICANO SALVOU DIRIGENTES PETISTAS DOS FUNDOS
Publicado: 20 de abril de 2017 às 00:00 - Atualizado às 00:50

COMPRA DO PANAMERICANO SALVOU DIRIGENTES DE FUNDOS INVESTIGADOS. FOTO: MARCIO FERNANDES/EC
PUBLICIDADE

Ao comprar o Panamericano, a Caixa pode ter salvado a pele do seu dono, Silvio Santos, mas salvou também dirigentes de fundos de pensão com milhões aplicados no banco falido. Por isso, a Operação Conclave, da Polícia Federal, desta quarta (19), tem conexão com a Greenfield, que devassa fundos de pensão como Petros, da Petrobras, com R$340 milhões aplicados no Panamericano na época da compra. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Só para citar esse caso, o fundo de pensão do Petros era chefiado por Wagner Pinheiro, conhecido por suas profundas ligações ao PT.

Ao comprar o banco Panamericano, salvando dirigentes de fundos ligados ao PT, a Caixa-Par pagou R$740 milhões pelo mico.

As suspeitas de corrupção na negociata Caixa-Panamericano são tão sólidas que a Justiça bloqueou R$1,5 bilhão dos suspeitos.

Diariodopoder.com.br

 




Comentários


Comentar


Sidebar Menu