Peço a Deus que me permita ver as águas chegarem ao Curimataú - Lourdinha Luna



 XEQUE-MATE
Compartilhei a nota em azul do jornalista-escritor WELLINGTON FARIAS e entrei em Convalescença de uma VIROSE que quase me derrubou.

Quando em 2007 teve inicio a execução do PLANO DE TRANSPOSIÇÃO DE ÁGUAS DO SÃO FRANCISCO, para a Paraíba, com a indicação de que as águas só chegariam até Campina Grande, desesperei. Procurei o Engº Civil-Militar Cel João Ferreira do GE e o deputado Francisco Quintãns os responsáveis maiores pelo traçado da Paraiba. para saber por que o Projeto deixara de fora do beneficio a região mais seca do Estado, o CURIMATAU. Eles me disseram - PARA NÃO ENCARECER O PROJETO. Eu, então, lhes comuniquei, que na seca de 1932 o cofre público estava vazio, em face da revolução de São Paulo, naquele ano. Só havia um caminho para não deixar morrer de fome e sede o Nordestino, senão tomar empréstimo na Inglaterra em libra esterlina (ouro) para implantar o sistema de açudagem.

Vinte anos depois o Consul da Inglaterra no Brasil avisava que o debito fora saldado pelo mesmo Presidente - GETÚLIO VARGAS QUE O HAVIA SOLICITADO.Já se vê que o dinheiro público bem aplicado rende dividendos humanos.

Os açudes estão por todo Nordeste e nenhum arrombou, de tão sólidos e bem-feitos. A noticia de que a CAGEPA NÃO SERÁ PRIVATIZADA e fará a transposição de águas para o Curimataú, peço a Deus que me permita aplaudir esse maravilhoso feito.




Comentários


Comentar


Sidebar Menu