Dia 26 de março: "O Movimento só vou se...."



 
O movimento de 26 de março pode tender ao fracasso, em razão do excessivo personalismo de grupos, que só aceitam a sua agenda.

Estou lendo um monte de manifestações nessa linha: "Só vou se.....".
E esse "SE" limita-se ao desejo pessoal e acomete diferentes grupos de manifestantes.

Ora, convoca-se as pessoas para as ruas, exige-se que se vá, mas tem que se submeter à pauta de cada um.

Há até quem diga que o movimento é acionado subrepticiamente pela esquerda, junto com a tucanada, para abafar um dos grandes objetivos do movimento: a intervenção militar institucional.

Mas, ao que se saiba, a Intervenção Militar faz parte da pauta, como item de suma importância.

Com efeito, cabem outras propostas, cabem ideias multifacetadas, desde que tenham como foco o que o Brasil precisa: arrostar a quadrilha, combater a corrupção, dar força à Lava Jato.

Eu vou e não carimbo esse mantra "Só vou se.....".
Estarei lá com as múltiplas propostas, e não me encham o saco afirmando que estou sendo manipulado ou empurrado retardadamente por qualquer força que prejudique o movimento. Vou com meu pensamento e ideia próprios, sem impôr nada a ninguém.

Não veto pessoas, não veto pautas, não veto ideias, salvo o idealismo satânico que estamos combatendo.

Mas não acredito que eles se infiltrem e ainda que ocorra não surtirá o efeito que possa desejar.
Somos maioria em movimento de rua.
Portanto insisto: UNIÃO E PAZ MESMO NAS DIFERENÇAS MERAMENTE PONTUAIS.




Comentários


Comentar


Sidebar Menu