Thatcher: "Se uma dama tem que provar que é uma dama, é porque ela não é - Leila Araújo



 
Já dizia Thatcher: "Se uma dama tem que provar que é uma dama, é porque ela não é." Façam analogias com o feminismo, o machismo, o antifeminismo, as que muito falam de castidade, whatever, verão que não existe "ser" onde existe necessidade- quase visceral- de autoafirmação.

Dito isso, eu não tenho a menor necessidade de ser feminista ou antifeminista porque eu não tenho a menor necessidade de evidenciar que sou a mulher, ou desrespeitar os homens por serem quem são, nem tirar deles a masculinidade sobrepondo a minha feminilidade ou a lógica desmontando a razão, porque estou consciente da superioridade da mulher frente ao sensível e da superioridade do homem frente a força, somos complementares e não excludentes e é exatamente esta complementariedade que nos une.

Para eu ser somente o que eu sou, não preciso me empoderar sobre ninguém, porque o poder que existe em mim está em mim e será percebido e não anunciado nem tomado à força. Não tenho a necessidade de provar nada, porque eu sou tudo o que eu quiser ser e não aquilo que grupos querem que eu prove ser. E se eu tiver que provar que tenho poder o impondo a força, é porque poder eu não tenho.




Comentários


Comentar


Sidebar Menu