Peço perdão a quem discordar - Lourdinha Luna




CONSERVO a ideia de que o Brasil só cresceu no Regime Ditatorial, civil ou militar. Embora nossa vocação seja democrata, que nos dá o direito de contestar os erros cometidos por quem devia ser o condutor de todo o bem para a Nação brasileira, ainda não mudei a reflexão. Contudo, falamos, esbravejamos e nada nos ocorre.

Enquanto num estado policial da palavra, não temos voz e se o condutor for desonesto, a pátria será surrupiada e nada é feito contra o usurpador.

Faço uma demonstração minúscula do governo ditatorial de 1937/45 ou seja 8 anos de ação do Presidente GETÚLIO VARGAS. Em 1939 ele deu vida a CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO (CLT) que criou o SALÁRIO MÍNIMO, Carteira Profissional, Semana de Trabalho de 48 horas e Ferias Remuneradas.

Em 1951, GETÚLIO voltou ao poder,pelo voto direto, e continuou sua politica nacionalista. Fez o máximo ao fomentar a campanha o PETRÓLEO É NOSSO, que sacudiu a Nação e o entusiasmo nacional desaguou na criação da PETROBRÁS que, se ainda não morreu, é à falta de quem lhe ponha a vela na mão. Os desacerto que registramos, no presente, devemos à indesejável CORRUPÇÃO... E NÃO DEVE HAVER CLEMENCIA COM A CORJA QUE A PRATICA. Depois me ocuparei das realizações do governo militar.




Comentários


Comentar


Sidebar Menu