Nome na História - Lourdinha Luna



 
É natural que o Presidente do PL Adriano Galdino, que não teve, nos últimos tempos, sua lua cheia na politica, queira deixar seu nome na historia da Assembléia Legislativa.

Com a verba que amealhou acrescida com a economia no corte de medicamentos que o Poder fornecia, anos seguidos, a seus funcionários, é normal o desejo do deputado de deixar seu nome nos Anais da Casa.

O Poder Legislativo é dono de acomodações excelentes na Duque de Caxias, de onde foram retirados os serviços para casas alugadas a altos preços. O Serviço Social tem a dependência inicial para um processo na rua Dom Pedro I (Centro) e sua continuidade, obrigatória, está na rua Capitão José Pessoa, em Jaguaribe.

A dificuldade de estacionamento obriga o servidor a chegar às 6 horas e aguardar o horário das 10 horas para começar seu processo, desde que o expediente é exíguo em dias e horários.

Recupere Presidente o imóvel arruinado da Epitácio Pessoa e junte as atividades funcionais dispersas, que prestará um grande bem a quem precisa visitar esses endereços.

Porém deixe onde está a sede do Poder Legislativo, construído por Ernani Sátiro para fazer a Praça dos Três Poderes, no local onde o Presidente areense João Lopes Machado ergueu a sede e as oficinas do jornal A União, considerado por José Américo como a primeira Escola de Jornalismo da Paraíba.

Resta-me desejar-lhe êxito em sua caminhada.





Comentários


Comentar


Sidebar Menu