Muda a Presidência da Câmara mas a Câmara não muda




Bom seria que a Câmara dos Deputados mudasse de lugar, o lugar mudasse de deputados e os deputados mudassem de eleitor, sem precisar que o Brasil mudasse de nome. O país está no lugar certo, nós outros é que inventamos um Brasil diferente.
Brasília é o lugar novo envelhecido, desde que o Rio transferiu a sede da república para lá. Com os poderes foram transferidos os maus hábitos. Cunha, por exemplo, é a reencarnação dos políticos malandros cariocas do tempo da república velha, sem o charme da boemia, da música e das escolas de samba .

Se Deus mandasse os políticos ruins para o inferno, Brasília seria o Céu , coisa impossível porque quem manda os políticos para o Congresso são os eleitores, e não Deus. E se Deus resolvesse matar os eleitores brasileiros ? Bem, faria uma faxina lava-jato : ficaria livre de maus filhos e os políticos morreriam de tédio e de saudades de seus cúmplices prediletos mais próximos, gente que os ajuda no sucesso da malandragem.


Como Deus não demonstra ira mortal contra os políticos e seus eleitores, e como não revela intenções de acabar com Brasília através de um tsunami, à falta de mar nas proximidades, talvez a melhor solução seja deixar que os políticos se destruam. Eles estão fazendo a parte deles, aguardando Deus que os eleitores façam também a sua.
Vai demorar um certo tempo ( espera-se um breve tempo ). O tempo de Deus não é igual ao tempo dos homens, garantem os cristãos. Nem a ira é a mesma. Mas se Deus, irado a seu modo, resolver eliminar um desses, que não sejam os benevolentes eleitores – eles ainda poderão salvar Brasília, o Congresso e Brasil.





Comentários


Comentar


Sidebar Menu