"Os Filhos de Jandira" - Tião Lucena

 "No país que ostenta incríveis 26 assassinatos a cada 100 mil habitantes, que arquiva mais de 80% de inquéritos de homicídio e sofre de violência endêmica, a atitude dos vingadores é até compreensível. O Estado é omisso, a polícia é desmoralizada, a Justiça é falha. O que resta ao cidadão de bem que, ainda por cima, foi desarmado? Se defender, é claro"

O leitor amigo assinaria embaixo disso que foi dito aí em cima? Tenha cuidado ao responder. A jornalista paraibana Rachel Sheherazade está sendo processada por ter dito isso. Uma deputada federal de nome Jandira Feghali, lá do Rio de Janeiro, entrou com uma representação contra a jornalista no Ministério Público Federal, acusando-a de incitar o crime e a violência com essa frase. Uma frase que mora na boca e no coração de todo brasileiro ansioso por uma vida de paz, sem bandidos à sua porta apontando-lhe a arma e tirando-lhe a vida.
Mas para a deputada comunista, falar a verdade é crime. Bom mesmo é ver e calar, como ela tem feito ao longo de sua vida pública, representando a cidade mais violenta do Brasil.
Jandira se doeu e se condoeu porque Rachel disse essas palavras ao se referir ao menor infrator, preso por populares, espancado e amarrado a um poste enquanto esperava a chegada da polícia carioca. O menor estava assaltando e ameaçando os cidadãos de bem com uma arma. Cansados de tanto morrer, os populares foram pra cima do bandido. A polícia chegou, levou o menor e dois dias depois o devolveu às ruas. E o resultado: o rapaz voltou a assaltar no centro do Rio.
Dona Jandira certamente desconhece a violência das ruas. E se conhece, se beneficia dela. Quem sabe se seus redutos eleitorais não residem nos morros cariocas, de onde partem os bandidos para matar e traficar? Claro que nos morros moram pessoas honestas. Estas sofrem e se revoltam com a violência, e decerto não estão processando a jornalista do SBT.
Não duvide, o leitor, de uma represália forte à jornalista. O Ministério Público com certeza vai abrir o processo contra ela e a justiça poderá condená-la por incitação ao crime. Se isso acontecer, vou defender a criação de uma Ong, a ser presidida por Jandira, se possível instalada na casa dela, para onde deverão ser encaminhados todos os assaltantes, traficantes, estupradores e assassinos do Brasil. O nome da Ong? Por que não “Os Filhos de Jandira”?





Comentários


Comentar


Sidebar Menu