Agradecer a Lula e a Dilma, SIM, votar neles, NÃO MAIS. CHEGA!



Por Rui Galdino Filho ( advogado e jornalista )
 

Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. Estou sabendo que no próximo domingo, 19 de março, a cidade de Monteiro na Paraíba, por onde chegou as águas da transposição do Rio São Francisco pelo eixo leste em nosso estado, estará recebendo com festa a visita dos ex-presidentes Lula e Dilma. Os organizadores dizem, que mais de 200 mil pessoas, estão sendo esperadas em Monteiro, vindo de todas as regiões do país. Já pensou? Então, a querida e pacata cidade de Monteiro, vai ser literalmente invadida, e será o CAOS! Eu, não acredito que dará tanta gente assim, como o PT está dizendo e alardeando por todos os quadrantes! Será mais uma do PT em busca de uma desesperada ressurreição? Vamos aguardar!! Aliás, vou até Monteiro-PB, para ver como os meus próprios olhos.

Lula, que na condição de presidente da república brasileira, teve a feliz, ousada e corajosa iniciativa, de ter tirado do papel e colocado em prática, o início da execução do histórico e fabuloso projeto de transposição do “velho Chico”, levando água potável visando o consumo humano e animal, para quatro estados nordestinos ( CE, PE, PB e RN ), minimizando também, a questão da seca nesses estados, realmente, merece o reconhecimento do povo paraibano, nordestino e brasileiro.

Dilma, por ter sucedido Lula, na presidência da república, e ter dado continuidade às obras de execução da transposição do Rio São Francisco, também merece o reconhecimento do povo paraibano e nordestino. Aliás, é bom lembrar, que Lula, além de ter iniciado a tão esperada e desejada transposição do velho Chico, foi responsável ainda por 15% da execução das obras e Dilma, por 55% das obras, até o seu impeachment. O restante das obras, ou seja, os 30% que falta para concluir a transposição, está sendo executada com muito empenho e dedicação, pelo presidente Michel Temer, o qual, também devemos agradecer.


No último sábado, 10 de março, a chegada das águas da transposição do velho Chico, aqui na Paraíba, via eixo leste, pela cidade de Monteiro, foi inaugurada pelo presidente Temer, pela prefeita de Monteiro, Lorena e pelo governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, além é claro, de inúmeros outros políticos e ex-políticos e também com a participação popular. Foi a inauguração institucional, oficial, um dia histórico para a Paraíba e o Nordeste brasileiro.

No entanto, por ocasião desta inauguração, muitos políticos, tentaram trazer para si a paternidade da transposição. Todo mundo querendo tirar uma casquinha, visando resultados eleitorais. Mas, o presidente Temer, cuidou logo de deixar bem claro, que a transposição do velho Chico, não tem dono, nem pai específico, pois, os verdadeiros donos, é o povo brasileiro, que paga seus impostos para que os governos executem as obras e serviços que a população precisa. Temer, foi sensato!

A história diz, que a questão da transposição do Rio São Francisco é secular e oriunda da fase do Brasil imperial, ou seja, começou a ser pensada e planejada pelo imperador Dom Pedro I. Já pensou? Passou pelo Brasil Império, Velha República, Nova República e República atual, ou seja, passou pelas mãos de imperadores, presidentes civis e militares, e só agora, mais de 100 anos depois, um presidente nordestino e oriundo da classe trabalhadora, teve a iniciativa e a coragem de tirar a obra do papel, fazer as devidas alterações, modificações e finalmente, começar as obras.

Realmente, Lula, tem seus méritos e créditos em ter dado o ponta pé inicial das obras da transposição do velho Chico. E este fato, é inquestionável! Lula, portanto, merece ser reconhecido e agradecido por ter feito isso. Com relação à transposição do velho Chico, além de Lula, Dilma, também fez a sua parte e Temer, está fazendo a dele, por isso, devemos agradecer a todos, independente de posições políticas e cores partidárias.

O grande problema do nosso Brasil, é que todos os serviços, pequenas, médias e grandes obras, são superfaturadas com o objetivo de deixar dinheiro público para os bolsos de muita gente, geralmente, a maioria dos políticos e seus apadrinhados. E isso, é o que chamamos de CORRUPÇÃO! Por isso, o nosso país deixou de avançar bastante ao longo do tempo, a maioria do povo brasileiro continua sofrido e só agora, graças ao juiz Sérgio Moro e a outras pessoas e instituições, é que toda PODRIDÃO está vindo à tona.


Assim como o projeto da transposição do velho Chico, a corrupção brasileira é secular, existe desde quando o nosso país foi descoberto nos anos de 1500. Houve roubo e safadeza do dinheiro do povo em todos os governos e ainda está havendo. Porém, foi nos governos do PT ( Lula e Dilma ), que a bomba explodiu e o Brasil e o mundo começaram a ter conhecimento do maior escândalo de corrupção mundial com o dinheiro público, já existente em um país.

Entre o período de Dom Pedro I e a Era Vargas, a corrupção no Brasil existia de maneira mais lenta e gradual. No período da Ditadura Militar, também existia corrupção, porém, em menor escala, afinal, os militares sempre tiveram e tem uma formação diferenciada e na sua essência, nunca foram e nem são corruptos. Mas, meus caros leitores, a partir da nossa redemocratização, começando com o presidente Sarney e nos demais governos civis que o sucederam, o desmantelo de corrupção, safadeza, desordem e tudo que não presta, aumentaram assustadoramente em nosso Brasil.

Essa é que é a verdade! Infelizmente, o nosso país não tem tido sorte com os presidentes civis. Por isso, muita gente atualmente, prega a volta dos militares! Eu tenho dito e defendido, que o Brasil precisa urgentemente de uma “DITADURA DEMOCRÁTICA”, ou seja, de um presidente forte ( seja civil ou militar ), legitimamente eleito pelo povo, não corrupto, e que trabalhe honestamente em prol do Brasil e do povo brasileiro, pondo um fim em toda essa baderna, insegurança e anarquia que o país atravessa ultimamente.

Só existirá ORDEM e PROGRESSO, como está escrita em nossa bela bandeira nacional, com uma “DITADURA DEMOCRÁTICA” em nosso país, caso contrário, nada mudará a curto prazo e do jeito que as coisas caminham, o Brasil poderá ter uma guerra civil num futuro próximo. O povo brasileiro de tanto sofrer, de tanto ver a injustiça reinar, as desigualdades aumentarem e a corrupção campear solta pelo país a fora, já está chegando no seus limites de tolerância e indignação. CHEGA!
Depois da explosão de todas estas safadezas e corrupções que estamos vendo em nosso Brasil ultimamente, principalmente, envolvendo pessoas importantes ligadas ao PT, PSDB, PMDB, PP, etc … Me surpreende e até me apavora, observar que segundo as últimas pesquisas eleitorais, Lula, continua liderando as pesquisas, podendo inclusive, voltar à presidência da república já no próximo ano. Já pensou? Realmente, é de não acreditar nessas pesquisas!

Não posso acreditar, que o povo brasileiro ainda tenha coragem de VOTAR em Lula, em Aécio, em Dilma, ou em qualquer outra pessoa desse quadro de políticos que aí estão. Se assim o fizerem, o interesse é estritamente pessoal, ou seja, não estão pensando no país como um todo, e sim, em seus interesses pessoais e partidários. Já votei em Collor, em FHC, em Lula ( 2 vezes ) e em Dilma. Em nome de meus filhos e de um futuro melhor para o meu país, não posso mais continuar votando errado.
Gente, ir a Monteiro na Paraíba, no próximo domingo, dia 19 de março, agradecer a Lula, pela iniciativa de ter começado a transposição do Rio São Francisco e também agradecer a Dilma, pela continuação das obras, TUDO BEM, é até compreensível e democrático, porém, fazer palanque eleitoral para Lula e querer votar em Lula, mais uma vez, para presidente da república, é no mínimo temerário e uma grande irresponsabilidade para com o futuro do Brasil.

Será que no Brasil não tem outras pessoas diferentes destas que aí estão, e que já conhecemos os seus respectivos modos operandi de governar, em que o povo brasileiro possa votar em 2018? Será que vamos continuar votando nessa mesma gente que tem roubado e espoliado a nação brasileira, em nome de uma democracia fajuta, imoral e corrupta? CHEGA, minha gente! É preciso também dizer e lembrar, que até nessa transposição do Rio São Francisco, o superfaturamento e propinas rolaram e ainda rolam soltos, por isso, que as obras estão atrasadas e ainda vão demorar para finalizar.

Por que o exército brasileiro, não é chamado para terminar o eixo norte da transposição? Por que o exército brasileiro, não está sendo mais chamado para execução das duplicações e triplicações de BRs federais pelo Brasil a fora? É por que ainda estão querendo continuar roubando a nossa nação, através de superfaturamentos, via empresas privadas, até a última gota?

Até quando o Brasil vai continuar AGONIZANDO nas mãos de todos estes corruptos, cínicos e caras de pau, que estão dizendo por aí serem os nossos representantes? Representantes de que e de quem? Comprando votos com o dinheiro da corrupção para se eleger e reeleger-se? CHEGA! É por isso, que defendo uma “DITADURA DEMOCRÁTICA” e o FIM DA REELEIÇÃO de Vereador a Presidente da República em nosso país, ou seja, fim da reeleição de cabo a rabo, no sentido de evitar o máximo possível, a perpetuação da corrupção e a formação de políticos profissionais que se perpetuam no poder, através de suas reeleições e dizem representar o povo.
CHEGA minha gente! Ou mudaremos de verdade o Brasil, a partir das eleições de 2018, ou vamos continuar sofrendo e sendo enganados por essa casta de políticos corruptos e inescrupulosos que aí estão e que querem continuar no poder roubando, mandando e fazendo o povo brasileiro de trouxas! O nosso país chegou a uma situação tão complicada e angustiante, que no mínimo, o Brasil precisará de um “BOLSONARO” da vida, para começar a fazer as verdadeiras mudanças que o povo deseja.

Mesmo com todo superfaturamento, propinas e outras coisitas a mais, sabemos da importância que é a transposição do Rio São Francisco para todos nós nordestinos e paraibanos em especial. O bom e ideal seria, se tudo isso fosse feito sem safadeza e corrupção, só assim, faríamos muito mais obras e serviços por todo o país e de maneira mais rápida e eficiente, e com isso, não faltava dinheiro para a saúde, educação, segurança, etc.

Se o dinheiro do povo, fosse empregado corretamente e devidamente, o Brasil era outro, muito melhor e mais desenvolvido. Infelizmente, somos conhecidos no mundo, como o país da corupção. E o de lascar, é que a grande maioria do povo brasileiro, é honesta, trabalhadora e inocente. Corrupto, são a maioria dos nossos dirigentes e ex-dirigentes, por isso, TODOS, deverão ser punidos e devolver aos cofres da nação, o dinheiro roubado do povo brasileiro.

Agradecer a Lula, pela transposição do Rio São Francisco, sim. Agradecer a Dilma, também, sim. Mas, fazer palanque eleitoral para Lula, Dilma e o PT, Não. Votar em Lula ou Dilma, também, NÃO MAIS. Eles já tiveram a nossa confiança, o nosso voto, porém, comandaram dois governos envolvidos em muita corrupção. Não merecem mais a nossa atenção e respeito. Nem eles, nem qualquer outro corrupto brasileiro, pois, são verdadeiros assassinos da esperança de um país que poderia ser melhor.
Também, não adianta mais chorar o leite derramado. O desmantelo tem sido grande e agora só nos resta tentar estancar a sangria do dinheiro público. O Brasil, precisa processar e punir os seus corruptos, recuperar o dinheiro roubado, porém, o país não pode parar. Temos que tocar a bola para frente, agir e votar de maneira diferente e lutar por um Brasil mais decente.

Chega minha gente, vamos lutar por um novo Brasil e esquecer de vez, todos os malfeitores e corruptos da nossa nação! Eles não merecem mais a nossa atenção e respeito, são TODOS, persona não gratas, pois, tiveram a nossa confiança em várias ocasiões ao longo do tempo e nos traíram, nos roubaram, nos massacraram, nos atrasaram, etc. E o pouco de bom que fizeram, durante estes 517 anos de nosso querido Brasil, foi para nos tapear e confundir.

Agradecemos pelo POUCO BEM que nos fizeram e os repudiamos, por eles dizerem que são nossos representantes, pois, foram eleitos por nós, é verdade, porém, é verdade também e ainda maior, que na prática, estes corruptos do dinheiro público, que é o nosso dinheiro, NUNCA nos representaram dignamente, apenas, nos usaram e abusaram em nome próprio, de seus apaninguados políticos e de interesses pessoais.

Essa, infelizmente, é a pura verdade, a verdade mais cristalina que possa ser, ou seja, a nossa infeliz realidade. Para não cometer injustiças, quero excluir destes corruptos, os políticos de bem e do bem, que se misturaram com eles, muitos foram na onda, outros se perderam no caminho e alguns ainda sobrevivem. A todo TRIGO que ainda existe dentro dessa imensidão de JOIO, queremos parabenizar, agradecer e desejar vida longa, afinal, infelizmente, são pouquíssimos, uma espécie em extinção!

Desculpem o desabafo. Respeito as opiniões em contrário, mesmo que não concorde com elas, no entanto, caros leitores, o Brasil está na hora de separar a água do óleo e o joio do trigo. CHEGA! Não vamos continuar sendo AMBACÍS ( imbecil duas vezes ou mais ). Vamos sim, chamar o feito à ordem, votar e eleger novos e diferentes personagens, sem que eles por melhor que sejam, não tenham mais direito, às tais famigeradas reeleições, acabando com toda e qualquer espécie de reeleição em nosso Brasil, e tocar esta imensa e maravilhosa nação para frente.
Viva um novo Brasil!

ADELANTE …

O Brasil precisa de novas caras para mudar o seu rumo, caso contrário, nada mudará! - Rui Galdino Filho




Resultado de imagem para fotos muda brasil já
Por Rui Galdino Filho ( advogado e jornalista )

Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. Povo brasileiro. Eleitores do Brasil. Faz tempo que o nosso país vem sendo roubado, espoliado, explorado e mal administrado pela grande maioria dos políticos, que se dizem, “representantes do povo”. Que representantes são estes? E qual povo eles representam?

Eis a questão! Vai eleição, vem eleição, e a grande maioria desses políticos continuam se elegendo e se reelegendo a cada dois anos. E aí, o que fazer? Por mais que sejamos alertados, nós, que fazemos parte da população e eleitorado brasileiro, continuamos a votar na grande maioria dos políticos atuais, ou seja, nas mesmas caras.

Por isso, a cada eleição, a renovação dos políticos é muito pequena, pois, continuamos a votar na maioria deles. E de quem é a culpa do nosso atraso e dos problemas que enfrentamos a cada dia? Você acha que é apenas dos tais políticos, que se dizem nossos representantes? Não! A culpa é também nossa, pois, apesar de tudo, continuamos a votar neles.
Até quando vamos continuar votando nessa gente que aí está? CHEGA! Será que nós, eleitores do Brasil, depois de tudo o que está acontecendo em nosso país, onde não escapa quase nenhum político, vamos continuar votando da mesma maneira? E quando falo em políticos, estou falando não apenas nos mais graúdos.

Na verdade, estou me referindo a Vereadores, Prefeitos, Vice-Prefeitos, Deputados Estaduais, Deputados Federais, Senadores, Suplentes de Senadores, Governadores, Vice-Governadores, Presidentes da República e Vice-Presidente da República. Ou seja, todos eles, e as exceções são mínimas e raras, são responsáveis por tudo o que acontece de bom e ruim em nosso país.
Tudo parte das posições e ações deles. Já pensou? O problema, é que a grande maioria dos políticos prometem mundos e fundos, fazem belos discursos, etc, e dizem que se forem eleitos vão defender os nossos interesses. MENTIRA! Eles, querem se eleger para ter acesso ao poder, às mordomias, a bons salários, a oportunidades e demais vantagens que o poder e o cargo eletivo lhes oferecem.

Além disso, a grande maioria deles, vivem só da política pensando em si e na sua família. Aproveitam o máximo de seus respectivos mandatos, para angariar vantagens e dinheiro, pensando na eleição seguinte, pois, a cada eleição eles sabem que tem que gastar mais para comprar votos e redutos eleitorais, caso contrário, não se reelegem. É assim!!! Sempre assim!!!

Por isso, eles roubam tanto o dinheiro dos municípios, dos estados e da nação, participam de todo tipo de “engenharia” que possam lhes trazer vantagens e muito dinheiro, pensando na eleição seguinte, pois, precisam se perpetuarem no poder. Muitos, até se profissionalizam na política, não sabem fazer outra coisa e só saem quando morrem.
Outros, saem por motivos de saúde, pela idade avançada, por problemas com a justiça, porém, levam uma boa aposentadoria paga pelo povo e deixam familiares em seus lugares. E o ciclo continua! Até quando minha gente isso vai continuar assim? Vocês acham que a classe política atual, vai aprovar leis que os prejudiquem e complique as suas respectivas eleições e reeleições? NUNCA!

É claro, que nem todo político é ladrão, desonesto, aproveitador, mentiroso, cara de pau, faz da política uma profissão, etc. Na verdade, também temos bons e honrados políticos, porém, eles são poucos, uma pequena minoria, que fazem muito barulho, mas que, infelizmente, não conseguem fazer as verdadeiras mudanças que o Brasil precisa urgentemente.
Então, diante do exposto, acredito que só temos duas soluções. Uma, que só depende de nós: VOTAR em pessoas diferentes a cada eleição, ou seja, não votar na reeleição de NENHUM político. Votar sempre numa cara nova, para ver se da certo e se erramos menos. Pelo menos, votando em caras novas, a cada eleição, estamos barrando aqueles políticos profissionais, que querem se perpetuar no poder.

A outra solução, é mais difícil de acontecer, porém, seria a ideal, ou seja, o FIM DA REELEIÇÃO para todos os cargos eletivos. Isso mesmo, para TODOS! Para isso, teria que ser aprovada uma LEI nesse sentido. E aí, tal fato, passaria pelo Congresso Nacional e Presidência da República. Será que não temos nenhum Deputado Federal e/ou Senador que tenha a coragem e dignidade de propor essa lei?

A lei, acabando com todo tipo de REELEIÇÃO em nosso país, também pode ser fruto de uma iniciativa popular, porém, é mais complicado. Com o fim da REELEIÇÃO para TODOS os cargos eletivos, acabaríamos com os políticos profissionais e daríamos a chance legal de NOVAS CARAS assumirem em 100% o comando do destino de nosso país.
Já imaginou se um político atual não puder se reeleger por força de lei? Aí sim, teríamos um novo recomeço para o nosso Brasil, pois, a cada eleição, teríamos uma renovação de 100% dos nossos políticos por força de lei, e eles só poderiam voltar a disputar uma nova eleição, depois de 4 ou 5 anos. Acabaríamos com a safadeza generalizada na política brasileira, cuja causa principal, é a reeleição consecutiva dos nossos políticos ad eterno.

Isso tem que se acabar urgentemente! O povo brasileiro, tem que ir para as ruas de maneira pacífica e ordeira JÁ, e EXIGIR dos nossos políticos atuais: 1º) o FIM DA REELEIÇÃO para TODOS os cargos eletivos; 2º) a UNIFICAÇÃO DAS ELEIÇÕES e de todos os mandatos eletivos em 05 ANOS; 3º) o FIM da figura dos Suplentes de Senadores.
Qualquer outra mudança que não seja estas três acima referidas, será apenas para encher linguiça, jogar com o tempo e enganar o povo mais uma vez. Depois destas TRÊS mudanças, que são urgentes, todas as demais, que também são importantes e necessárias, virão por gravidade. É hora de começar a lutar por um Brasil mais sério, justo e menos corrupto. CHEGA de tanta safadeza, corrupção, enrolação, atrasos e demagogia!

Se o Brasil não acabar urgentemente, por força de Lei, com o FIM DA REELEIÇÃO para todos os cargos eletivos; com o FIM dos Suplentes de Senadores; e se não unificar as eleições e todos os mandatos eletivos em 05 anos, NADA, repito, NADA, mudará a curto prazo em nosso país, e com isso, a safadeza e corrupção vão continuar. Espero que algum político do Brasil, leia este artigo, e o transforme em Projeto de Lei, perante o Congresso Nacional urgentemente.

Presidente Michel Temer, já que V. Exa., tem a maioria do atual Congresso Nacional em suas mãos, aproveite o pouco tempo que lhe resta de mandato e de poder, para ficar na história desse país, não como um presidente golpista, mas, como o presidente que teve a coragem de promover e acabar com o FIM DA REELEIÇÃO para TODOS os cargos eletivos em nosso país.
Aí sim, o nome de Michel Temer, será eternizado no Brasil e no mundo. Essa, será a maior contribuição que V. Exa. dará para o povo brasileiro de agora e do futuro. Cuidado para não confundir DEMOCRACIA, com o FIM DA REELEIÇÃO para TODOS. O Brasil precisa proibir por lei, urgentemente, a possibilidade de renovação de mandatos consecutivos, pois, aí está a principal causa de toda corrupção da política brasileira, a formação de políticos profissionais e de oligarquias em nosso país. CHEGA!

Viva um novo Brasil, JÁ!

Tribunal de Justiça da Paraíba em “GUERRA”! - Por Rui Galdino Filho





Por Rui Galdino Filho ( advogado e jornalista )

Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. Vejam como são as coisas, quando imaginávamos que a paz e a união estavam voltando a reinar dentro do Tribunal de Justiça da Paraíba, eis que surge um novo fato: O Supremo Tribunal Federal – STF, através do Ministro Luis Roberto Barroso, anulou mais uma vez, ou seja, e agora pela 2ª vez, a eleição da mesa diretora e determinou que o Tribunal realizasse novas eleições num período de 15 dias. Então, depois do carnaval, o atual presidente Joás Filho, deverá se pronunciar e marcar novas eleições. Já pensou, quanta confusão no Tribunal paraibano!

Como querer a paz e a união dessa maneira?

No dia 14 de novembro do ano passado, o Tribunal de Justiça elegeu a seguinte mesa diretora: Para Presidente, o desembargador João Alves; para Vice-Presidente, o desembargador Leandro dos Santos; e para Corregedor-Geral, o desembargador José Aurélio da Cruz. Tal pleito, foi questionado perante o STF, pelos desembargadores Márcio Murilo e Joás Filho, que reclamaram do fato de constar na nova mesa diretora eleita, a presença de desembargadores NÃO ELEGÍVEIS, contrariando o critério de antiguidade.

Resultado: o saudoso ministro do STF, Teori Zavascki, através de liminar, cancelou a eleição, que elegeu o desembargador João Alves, como Presidente do Tribunal, baseado na linha de jurisprudência do Supremo, onde diz, que somente os três desembargadores mais antigos e desimpedidos, é que poderiam concorrer aos cargos da mesa diretora, e determinou novas eleições, em caráter precário, com a finalidade de preservar a continuidade da administração, até decisão final de mérito da respectiva reclamação.

Então, atendendo o que determinou o STF, e com o Tribunal paraibano completamente dividido em dois grupos de desembargadores, no dia 22 de dezembro do ano passado, uma nova eleição foi realizada na Côrte, e desta vez foi eleita a seguinte mesa diretora: Para Presidente, o desembargador Joás de Brito Filho; para Vice-Presidente, o desembargador João Benedito; e para Corregedor-Geral, o desembargador José Aurélio.

Na primeira eleição, que foi anulada pelo saudoso ministro Teori, sequer houve a posse da então mesa diretora eleita, e uma nova eleição foi logo marcada pelo então presidente do Tribunal, desembargador Marcos Cavalcanti. Na segunda eleição, houve a posse SIM da nova mesa diretora, no dia 01 de fevereiro deste ano, posse aliás, muito concorrida e prestigiada, onde o novo presidente empossado, desembargador Joás Filho, prometeu trabalhar pela união do Tribunal e um novo tempo para o Poder Judiciário da Paraíba.

Ocorre, que a segunda eleição da nova mesa diretora, também foi questionada no STF, pelos desembargadores Saulo Benevides, Fred Coutinho, Osvaldo Trigueiro e João Alves, alegando irregularidades na realização da eleição do novo Presidente eleito, Joás Filho. E para surpresa de todos, o STF, através do ministro Luis Roberto Barroso, determinou em despacho publicado na última quinta-feira, 23 de fevereiro, a anulação também da 2ª eleição e que uma nova eleição, ou seja, a 3ª eleição, fosse realizada no prazo de 15 dias. Já pensou quanta confusão nesse Tribunal?

Como pode ter paz e união entre os 19 desembargadores da Paraíba desta maneira?

O fato é o seguinte: Na verdade, desde a eleição da desembargadora Fátima Bezerra, como Presidenta do Tribunal, que ocorreu, por questões políticas internas na Côrte Judiciária paraibana, uma divisão de 2 grupos de desembargadores, um liderado pela desembargadora Fátima, e o outro, liderado pelo desembargador Márcio Murilo. Fátima Bezerra, elegeu o seu sucessor, Marcos Cavalcanti, por 10 votos, contra 08 obtidos por Márcio Murilo.

Agora, na sucessão do desembargador Marcos Cavalcanti, a divisão interna continua e duas eleições de mesas diretoras já foram anuladas pelo STF, num período de três meses. E isso não é bom para o nosso Judiciário! E o pior, é que os motivos para a anulação das respectivas eleições, foram basicamente os mesmos, ou seja, A PRESENÇA DE INTEGRANTES NÃO ELEGÍVEIS, POIS, NÃO OBEDECIAM AO CRITÉRIO DE ANTIGUIDADE.

Ora, se pelo critério de antiguidade, como diz a lei, só podem concorrer os três desembargadores mais antigos, que hoje são: Márcio Murilo, Saulo Benevides e Joás de Brito, então, por que não fizeram uma eleição entre os três desde o início? Por que colocaram, nas duas eleições anuladas, outros nomes de desembargadores na chapa que não obedeciam o critério de antiguidade? Eis a questão!

Agora, com todo esse desgaste de ações no STF, vamos ter uma nova eleição, desta vez a terceira. Será que estes 19 desembargadores, que formam o Tribunal de Justiça da Paraíba, vão se unir mesmo ou a “guerra fria” entre eles vai continuar? Espero, que nesta nova eleição, desta vez, a terceira, os 19 desembargadores da Paraíba, se sentem para conversar olho a olho, façam uma lavagem de “roupa suja” interna, acenem com a bandeira da paz e promovam a união do nosso digno e honrado Poder Judiciário.

Sugestão Galdiniana ( de Rui Galdino ): Se apenas três desembargadores estão aptos a concorrerem legalmente para a eleição da mesa diretora: Joás Filho, Márcio Murilo e Saulo Benevides, que os três se entendam e mantenham o desembargador Joás de Brito Filho, na presidência do Tribunal, já que ele foi eleito e empossado recentemente, coloquem o desembargador Márcio Murilo, como Vice-Presidente, e o desembargador Saulo Benevides, como Corregedor-Geral ou vice-versa. E assim sendo, façam uma nova posse, sem cerimônia, apenas protocolar e toquem o barco para frente.

Essa, seria a melhor maneira de buscar a paz, a harmonia e a união dentro do Tribunal de Justiça paraibano por enquanto, caso contrário, pelo que estou sabendo, a “guerra-fria” interna entre os dois grupos de desembargadores vai continuar. Porém, a melhor solução mesmo e a mais legítima, vai ser quando todos os JUIZES paraibanos, puderem votar e serem votados, para eleger a mesa diretora do Poder Judiciário da Paraíba. Aí sim, a conversa será outra, a pancada do bombo mudará e o nosso Judiciário terá realmente um novo tempo.

VIVA O PODER JUDICIÁRIO PARAIBANO!

O eleitorado paraibano e a 1ª pesquisa para governador! Por Rui Galdino Filho



 ( advogado e jornalista )

Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. A Paraíba tem hoje, dois milhões e oitocentos e noventa mil eleitores. Desse total, 53% são de mulheres eleitoras e 47%, são de homens eleitores. A capital do estado, tem o maior número de eleitores, quatrocentos e noventa mil. A cidade de Coxixola, tem o menor número, ou seja, mil e oitocentos eleitores. Campina Grande, tem duzentos e setenta e cinco mil eleitores. Esses são dados arredondados, divulgados pelo TSE, em 25/07/2016.

Pois bem. Ontem, 13/02/2017, saiu a divulgação da 1ª pesquisa eleitoral, com relação a intenção de votos espontânea para governador do estado em 2018. O Instituto 6Sigma, que tem errado no início e durante as campanhas e acertado no final, ou seja, na véspera das eleições, deixou muita gente doida e desnorteada com a divulgação da pesquisa. Dizem, que a tucanada não gostou do resultado, pois, seu maior líder, Cássio, ficou em segundo lugar dentro do grupo oposicionista.

Por outro lado, os cartaxistas comemoraram bastante, pois, seu líder, Cartaxo, mesmo sem muita penetração no interior do estado ainda, foi alçado como o primeiro colocado na pesquisa dentro do grupo oposicionista. A divisão e guerra fria instalada dentro do PMDB, levou seu maior líder, Maranhão, à posição de terceiro colocado dentro do grupo oposicionista. E o mais interessante, é que pela pesquisa, o líder do PSDB e o líder do PMDB juntos, tiveram o mesmo resultado do que o líder do PSD sozinho.

Isso quer dizer, que se o líder do PSD sair do atual grupo das oposições em um futuro breve, o desmantelo no grupo oposicionista será muito grande e talvez, não consigam eleger sequer um senador em 2018. A pesquisa, mesmo ainda distante das eleições, mexeu com a cabeça de muita gente, e trouxe a ascensão de um novo líder das oposições, o líder do PSD, Luciano Cartaxo, que deverá ditar as regras do jogo a partir de agora.

A pesquisa também trouxe outros dados interessantes. O líder dos girassóis, Ricardo, mesmo não podendo ser candidato, seria reeleito governador, e com isso, passa a ser o maior eleitor da Paraíba em 2018, ou seja, quem ele apoiar, poderá vencer! Aviso aos navegantes: não confundam eleições municipais, com eleição estadual, pois, são duas eleições completamente diferentes, onde vão prevalecer o trabalho e a comparação entre gestões.

Outro dado interessante na pesquisa, é que do lado governamental, os dois primeiros nomes que apareceram melhor posicionados e com percentuais iguais, foram da dissidência do PMDB que apoiam o governo do estado, ou seja, o senador Lira e o deputado federal Veneziano. Além disso, a pesquisa também trouxe uma novidade, o deputado estadual Buba Germano, apareceu em 3º lugar empatado com a vice-governadora, Lígia e na frente do deputado Gervasinho, presidente da Assembléia.

Bom, novas pesquisas virão e esses números deverão mudar no tempo e no espaço, até por que, o número de indecisos ultrapassou os 51 %, e o número de brancos e nulos, ultrapassaram os 11%, totalizando mais de 62% do eleitorado paraibano que ainda não sabem em quem votar. Já pensou? Como eu não acredito em pesquisas, vamos acompanhar o desenrolar dos movimentos político-partidários a partir de agora. O fato, é que 2018 já começou e quem não quiser entender isso, vai sobrar na curva!

Ricardo e Cartaxo juntos em 2018! - Por Rui Galdino Filho



E se Ricardo devolver a faixa governamental a Cartaxo em 2018?

Por Rui Galdino Filho ( advogado e jornalista )

Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. Eu sei que tem muita gente que treme, se esconde por baixo de lençóis e corre para as farmácias atrás de lexotam, quando falo e prego a união política entre o governador Ricardo Coutinho e o prefeito Luciano Cartaxo. Gente inclusive, dos dois lados, que sairiam perdendo espaços políticos e outras coisas a mais, com a união desses dois importantes homens públicos da Paraíba.

Ache ruim quem achar, doa em quem doer, porém, apesar dos pesares, das idas e vindas e de alguns desencontros, continuo defendendo a união entre Ricardo e Cartaxo. Eu sei que não será fácil, em virtude de alguns curto circuitos causados por terceiros interessados em ver o circo pegar fogo, no entanto, é possível sim. Até por que, não existe nenhum grande ou grave motivo que não possa ser superado entre os dois líderes.

Ricardo e Luciano, são dois homens de bem, honestos, trabalhadores, que realmente se preocupam com a maioria do povo pessoense e paraibano.
Ambos, tem uma história política bonita e de grandes vitórias. São políticos que tem sangue no olho e não teme desafios. Aliás, são também muito parecidos em seus modus operandi de governar. Já estiveram juntos, separados, um criticando o outro e vice-versa, porém, nada de mais entre os dois.

Quando defendo a união política entre eles, é por que sei que ambos tem uma bandeira em comum, que supera qualquer outro obstáculo, ou seja, eles sabem que JOÃO PESSOA e a PARAÍBA não podem RETROCEDER. Ricardo e Cartaxo, sabem também, que a união dos dois em 2018, sacramente a vitória dos dois grupos ( Ricardistas e Cartaxistas ) para as suas respectivas sucessões, sem correrem maiores riscos.

Pois bem. Tem muita gente colocando lenha na fogueira e tentando afastar cada vez mais Ricardo de Cartaxo e vice-versa. Enquanto isso, eu prego exatamente o contrário, ou seja, a UNIÃO dos dois. Votei em Cartaxo para prefeito, votei em Ricardo para governador e votei em Lucélio para Senador. Então, tenho que ser coerente e defender aquilo que acho melhor para João Pessoa e a Paraíba.

Tenho defendido inclusive, a união política na Paraíba, mas, vejo que não será possível, por que tem gente que só pensa em si, em dinheiro e em poder. E torcem para o quanto pior, melhor. É uma lástima! É preciso avisar aos navegantes de águas turvas, que DEUS existe e é justo. Ricardo e Cartaxo, tem mais motivos para estarem juntos do que separados. Quem ambos reflitam melhor sobre a possibilidade de aliança, pois, o que tem de acontecer tem muita força.

Respeito as opiniões em contrário, porém, pelo bem de João Pessoa e da minha querida Paraíba, vou continuar defendendo a futura união política entre Ricardo Coutinho e Luciano Cartaxo, pois, acredito no poder da convicção, da atração de pensamentos e propósitos positivos e aglutinadores. A união política de Ricardo e Cartaxo, pode não ser boa para alguns, porém, indubitavelmente, será ótima para a maioria do povo paraibano. Que venha 2018, com Ricardo e Cartaxo juntos. Que assim seja. ADELANTE!

Dr. Joás Filho, um homem de bem e de coragem! Por Rui Galdino Filho



 

Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. O Poder Judiciário paraibano tem um novo comandante para os próximos dois anos. Oriundo de tradicional família de juristas e políticos do nosso estado, o novo presidente do Tribunal de Justiça, é o jovem desembargador, Joás de Brito Pereira Filho, homem de reputação ilibada, estudioso do direito, amante dos esportes e temente a Deus.

Filho do saudoso jurista, Joás de Brito Pereira, homem íntegro e um dos melhores advogados que a Paraíba já teve, e sobrinho do saudoso, Joacil de Brito Pereira, outro exemplo de cidadão digno, escritor, grande tribuno, político e também jurista da mais alta respeitabilidade, Joás Filho, traz na sua genética, o sangue, a inteligência, a coragem e a tradição de toda uma família igualmente digna e que sempre honrou a Paraíba e o povo paraibano.

Oriundo da classe advocatícia, o novo presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, sempre foi um advogado estudioso e atuante. Pai de família exemplar, religioso e desportista, Joás Filho, herdou a prudência de seu genitor e o temperamento forte, quando necessário, do seu tio, Joacil. Qualidades estas, inerentes aos homens de bem, corretos, honestos e que não levam desaforo para casa.

Assume os destinos do Poder Judiciário da Paraíba, num momento de grande crise financeira, ética e moral que o Brasil atravessa. Vai comandar uma Corte dividida em virtude de problemas políticos internos, mas, já disse, que vai lutar bastante para unir o Tribunal, modernizar cada vez mais o Judiciário paraibano, o tornando mais célere e mais próximo dos jurisdicionados.

Uma das suas bandeiras, vai ser também, a valorização constante dos funcionários do Judiciário. Ao seu lado, estarão os também dignos e respeitados desembargadores João Benedito ( Vice-Presidente ) e José Aurélio da Cruz ( Corregedor ), que irão ajudar o presidente Joás Filho, a administrar, desenvolver e zelar pelo bom conceito que a nossa Justiça tem em todo território brasileiro.

Os jurisdicionados, funcionários do Judiciário e o povo paraibano, vão se orgulhar da gestão do Dr. Joás Filho, frente ao comando do Poder Judiciário da Paraíba, pois, trata-se de um jovem jurista estudioso, democrático, honesto, imparcial, corajoso e que está disposto a fazer as mudanças necessárias que o Judiciário paraibano precisa, demonstrando para todos que o verdadeiro juiz, não deve temer desafios, pressões internas e externas, e que dentro da sua competência e jurisdição, o bom juiz, é juiz 24 horas por dia.

Eu sei da responsabilidade e das boas qualidades do Dr. Joás Filho. Sei também, o quanto ele é temente a Deus, e isso para mim, já demonstra a grandeza de um homem que venceu na vida cedo e continua tendo sucesso no que faz. Sei da sua simplicidade e espírito público. Que o desembargador Joás, consiga unir o nosso Tribunal, formado por 19 desembargadores da mais alta respeitabilidade e credibilidade e faça com que o Poder Judiciário se aproxime mais do povo e dos jurisdicionados, afinal, quem trabalha honestamente e tem Deus ao seu lado, não tem nada o que temer.

Boa sorte, Dr. Joás!

Boa Sorte, Gervasinho. Adelante! - Rui Galdino



 
Por Rui Galdino Filho ( advogado e jornalista )

Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. Quem assume a presidência do Poder Legislativo da Paraíba no dia de hoje, é o jovem deputado estadual, Gervasio Maia Filho, carinhosamente conhecido por Gervasinho. Neto do ex-governador João Agripino, e filho do ex-deputado estadual Gervásio Maia, Gervasinho, traz nos ombros, a responsabilidade de manter a tradição, competência e seriedade da família Maia na política paraibana.

Seu avô João Agripino Filho, foi um dos maiores e mais respeitado governador da Paraíba de todos os tempos. Seu pai, Gervásio Bonavides Maia, economista e ex-deputado estadual, homem probo e de reputação ilibada, presidiu a Assembléia Legislativa no período de 1999 a 2003. Era também um político hábil, conciliador e que tinha muito prestígio na sociedade paraibana.

Hoje, avô e pai, em outra dimensão, ao vivo e a cores, estão ao lado de Deus, todos de mãos dadas, assistindo e prestigiando a posse do neto e filho Gervasinho, na presidência da Assembléia Legislativa da Paraíba. E de lá, sob o olhar sereno do Criador, João Agripino diz para seu filho Gervásio Maia: “ Filho, eis aí o meu querido neto Gervasinho, que tanto nos honra e nos orgulha, assumindo o que você já foi com muito brilhantismo ( Presidente da Assembléia ), e caminhando rumo ao que também já fui” ( Governador do Estado ). Quanta emoção!

E na mesma dimensão cósmica, bem perto de todos nós, Gervásio Maia, diz para João Agripino: “ É pai, realmente hoje é um dia especial para todos nós e para toda família Maia, no entanto, quero lembrar de uma coisa. Na posse do meu filho, entre familiares, pessoas do povo, correligionários, tantos e tantos amigos, tem um mago, com um estilo semelhante ao seu, atual governador, um amigo que sempre confiou em mim, e que eu quero agradecer, por ter nos proporcionado um dia tão especial como hoje”.

E disse mais: “ Pai, esse mago, é Ricardo Coutinho, que mesmo na bancada da oposição, votou em mim para Presidência da Assembléia em 1999; depois me confiou as chaves do cofre quando era prefeito de João Pessoa; e quando o infarto me trouxe para perto de ti, ele imortalizou o meu nome no maior conjunto residencial da era Lula, na capital paraibana”. E disse ainda: “ Pai, antes de partir, um certo dia, despachando com esse mago que era prefeito de João Pessoa à época, eu pedi para ele cuidasse de meu filho Gervasinho”. Aja emoção!

E João Agripino disse: “ Filho, a nossa conversa está muito boa, mas, vamos parar um pouco para escutar atentamente os discursos do governador Ricardo e do meu neto Gervasinho. Será que eles vão se lembrar de nós”? E Deus, que escutava tudo calmamente, disse: “ com certeza, inclusive, vai ter muito choro e aplausos, pois, vocês merecem”!

É Gervasinho, a sua responsabilidade realmente é muito grande. Espero que na sua gestão, você aproxime mais o povo da casa de Epitácio Pessoa. Empodere mais o povo e siga a bandeira dos socialistas. Partindo do princípio de que a Paraíba não pode mais retroceder, seja um girassol fiel, pois, dependendo da sua gestão à frente da presidência da Assembléia, você tem tudo para ter seu DNA aprovado no laboratório dos Girassóis, e como previu seu avô, na conversa cósmica com seu pai, você poderá ser o próximo governador da Paraíba, como ele também foi.

Gervasinho, nada acontece por acaso. E tudo que tiver de ser, será! Eu sei das suas boas qualidades, da sua retidão como homem público e da sua coragem para enfrentar desafios e realizar mudanças que se fizerem necessárias. Sei também da sua gratidão e de seu espírito público. Você é oriundo de uma tradicional família política do sertão paraibano. Por ser neto de João e filho de Gervásio, você tem sangue no olho e não leva desaforo para casa. Sei da sua capacidade, da sua ombridade e da sua honestidade. Realmente, você é um jovem político diferente. Hoje, você está assumindo a presidência de um poder, assim como seu pai também já assumiu com muito brilhantismo. Amanhã, você poderá assumir o governo do estado, assim como seu avô. Cuidado com o poder! Honre a sua família e o povo paraibano. Lembre-se que João e Gervásio, estão vendo tudo e estarão sempre ao seu lado. Seja feliz.

Brasil: Que as nossas Forças Armadas fiquem de prontidão, pois, vem muito desmantelo por aí ...Por Rui Galdino Filho



 Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. Ultimamente tem-se falado muito em corrupção em nosso país. Existem vários tipos de crimes de corrupção, uns mais graves e outros menos graves. No entanto, é preciso que o povo brasileiro saiba, que o crime de corrupção do dinheiro público, é o pior de todos, pois, é um crime mil vezes maior e mais grave do que os crimes de homicídio, sequestro, latrocínio, estupro, racismo, tráfico de drogas, etc, etc, etc.

Roubar o dinheiro do povo, ou seja, o erário público, o dinheiro que a população paga com muito sacrifício através de impostos, taxas, contribuições, multas, etc, é tão imensamente grave, que todos estes ladrões deveriam ser punidos com prisão perpétua, e além de devolver todo o dinheiro roubado com juros e correção monetária, deveriam também, perder 100% dos seus bens, negócios, empresas e demais vantagens.
Se rouba o dinheiro do erário público de um país, através de licitações dirigidas e fraudulentas, super faturamentos em obras e serviços, pagamentos de propinas, pagamentos de vantagens indevidas, pagamentos de salários acima do teto constitucional, porcentagens em emendas parlamentares, etc. Quando tudo isso ocorre, quem padece é a esmagadora maioria da população e o próprio país, que deixa de crescer e se desenvolver.

O nosso Brasil só não é ainda um país de 1º mundo por causa da corrupção. Se falta tudo de bom e de qualidade em nosso país, é por causa dos ladrões do erário público, que são nada mais e nada menos do que verdadeiros genocidas da nação. Dizem, que no Brasil, 40% do dinheiro público é desviado pelo ralo da corrupção. É por isso, que a maioria dos funcionários públicos ganham pouco, que o salário mínimo é uma miséria e que o maioria dos aposentados também recebem salários irrisórios.

Quantos brasileiros já morreram e ainda morrem nas filas dos hospitais por falta de leitos, equipamentos, médicos e medicamentos? Quantas pessoas já morreram e continuam morrendo de acidentes nas péssimas estradas de nosso país? Quantos nordestinos já morreram e ainda morrem de fome e de sede em virtude da seca e da indústria da seca que alimenta os corruptos?

E na área educacional que também falta tudo, escolas e universidades públicas sucateadas, professores e funcionários com baixos salários e alunos desmotivados. E a nossa segurança pública? Outro grave problema, cadeias e prisões sem a devida estrutura e superlotadas de pobres, pretos e prostitutas. Policiais e agentes com salários indignos e arriscando suas vidas no combate à criminalidade, viaturas sucateadas e armamentos com baixo poder de fogo.

E a nossa música, cultura, ciência e tecnologia, que são também de grande importância para o país, porém, sem a devida atenção e incentivo por parte do poder público. Além disso, milhares de municípios brasileiros sem a devida infraestrutura sanitária, ruas esburacadas, iluminação precária, praças, mercados e demais logradouros públicos sem manutenção.

E quando se pede providências ao poder público, a resposta é: FALTA DINHEIRO! Pois bem, realmente falta dinheiro, por que o dinheiro foi e ainda está sendo roubado pelos corruptos da nação, cujo o povo brasileiro já está sabendo quem são. Olha gente, PCC, Comando Vermelho e demais organizações criminosas, são fichinhas se comparados aos ladrões do dinheiro público desse país.

Ladrões do erário público, são os maiores bandidos e criminosos que existem em uma nação, pois, roubam a confiança e a esperança do povo em dias melhores. Roubam o dinheiro que deveria ser investido corretamente na saúde, educação, segurança, infraestrutura, melhores salários para o funcionalismo, etc, etc, etc. É por isso, que falta tudo no Brasil em benefício do povo.

O problema do Brasil não é falta de dinheiro, pois, dinheiro o nosso país tem até demais, afinal, ainda somos um país rico. Já imaginou se o dinheiro público fosse investido de maneira correta e honesta em benefício da maioria da população? Meu pai sempre me diz: “Filho, se não roubar, o dinheiro dar e ainda sobra”. Pois bem, a corrupção no erário público é o grande problema brasileiro e aqueles que sempre roubaram e continuam roubando o dinheiro do povo, são os verdadeiros genocidas da nação.

Quantos brasileiros honestos e idealistas já morreram defendendo um Brasil melhor e mais justo? Quantos ainda morrem esquecidos e abandonados pelo poder público? Que as nossas Forças Armadas, que também sofrem as consequências do roubo do erário público, fiquem atentas, pois, os corruptos e corruptores brasileiros estão todos milionários com o dinheiro da corrupção e apavorados com as denúncias e investigações em andamento, por isso, vão fazer de tudo para procrastinar os fatos e se manterem no poder.

O STF está para homologar na próxima semana, delações premiadas de 77 executivos da Odebrecht envolvidos na famosa operação lava jato. Comenta-se nos bastidores, que o conteúdo das delações são de extrema gravidade e vai envolver o dobro de pessoas já denunciadas na lava jato, que até agora, é considerado o maior escândalo de corrupção do planeta terra. Que as nossas Forças Armadas fiquem de prontidão, pois, vem muito desmantelo por aí ... Será que o Brasil, vai realmente começar a viver um novo tempo?

Que Deus abençõe o nosso país!

Eleições 2018: Michel Temer vem aí ! - Por Rui Galdino Filho




Resultado de imagem para fotos michel temer
Por Rui Galdino Filho ( advogado )
João Pessoa - PB

Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. O ano passado, com o impeachment da ex-presidenta Dilma e a consequente posse de Michel Temer, eu escrevi um artigo, dizendo que o presidente Temer, iria fazer um esforço muito grande para tirar o Brasil da crise econômica, política, social e moral que se encontra. Disse também, que o presidente Temer, político experiente e conciliador, estava com a grande oportunidade de fazer o governo da sua vida, pois, só dependia dele e da sua coragem em não temer impopularidade.

Pois bem. Desde o início do governo do presidente Temer, que setores contrários e de oposição, vem dizendo que Temer, é um presidente golpista, sem legitimidade para governar e que não tirará seu mandato até o fim. Em 2016, grupos organizados e demais pessoas foram para as ruas pregando o “Fora Temer” e “Eleições Já”. Eu vi gente pedindo até uma nova intervenção militar no país. Lembram?

Terminou 2016, e nada aconteceu. O presidente Temer, que não é golpista, pois, foi eleito junto com a presidenta Dilma, na mesma chapa, com o mesmo número de votos, e na condição de vice-presidente eleito, é o substituto eventual ou definitivo, de maneira legal e legítima, por isso, com o impeachment de Dilma, Temer, passou a ser o presidente constitucional do Brasil de maneira definitiva até 31 de dezembro de 2018.

Estamos em 2017, e Temer, começa a fazer as reformas que o país precisa, com muita coragem, competência, determinação e sem medo de ficar impopular. Ou seja, Temer, está fazendo o que os outros ex-presidentes não tiveram a devida coragem de fazer, temendo impopularidades. E é exatamente aí, onde está o grande segredo de Michel Temer, não temer impopularidade.

Por isso, Michel Temer, vai acertar e tirar o Brasil de toda essa crise que está passando. E por não temer impopularidade, vai fazer sim, o governo da sua vida e se tornar num curto espaço de tempo, um presidente respeitado e admirado pela maioria do povo brasileiro. As mudanças no país já começaram a acontecer, pois, Temer, apesar das críticas e das denúncias contra o mesmo, já consegue impor o seu ritmo de governo visando tirar o Brasil de toda essa crise.

O povo está calmo e aguardando os resultados do governo de Michel Temer. As reformas já começaram e outras virão em breve. E a se manter esse ritmo, a tendência é a economia melhorar e começar a reagir a partir do segundo semestre deste ano. Com isso, Michel Temer, já se firma no governo e já começa a sonhar com a sua reeleição para presidente da república em 2018, pois, além de ter o direito natural à reeleição, Temer, acredita que vai está de bem com o povo brasileiro no próximo ano.

O presidente sabe, que 2017 ainda vai ser um ano muito difícil e que o Brasil terá que passar por profundas mudanças. E Temer, vai promover e fazer as mudanças e reformas necessárias que o Brasil precisa, pois, o povo brasileiro quer um novo país, com menos corrupção e mais investimentos nas áreas sociais. Temer sabe, que essa é a sua grande chance de se consolidar como líder político, por isso, vai fazer sim, o governo da sua vida e tentar se reeleger em 2018.

Por que aliados de Maranhão, sem mandatos, estão atacando o senador Lira ?



 

Por Rui Galdino Filho

Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. Tenho acompanhado a “guerra fria” que está sendo travada dentro do PMDB paraibano nos últimos dias. O problema, é que pela primeira vez, desde 1998, ou seja, a quase 20 anos comandando o partido no estado, o senador José Maranhão, está enfrentando uma oposição interna qualificada, que desejam o fortalecimento da legenda, mais diálogo e apoio ao governador Ricardo Coutinho.

Até então, o senador Maranhão, vinha comandando sozinho e quem se atrevesse a lhe questionar ou ameaçar os seus ditames no partido, era estimulado a deixar a legenda e seguir outros caminhos. Isso aconteceu com o ex-senador Wilson Santiago e seu filho, o deputado federal, Wilson Filho, que hoje comandam o PTB no estado; bem como, os deputados estaduais Trócolli Júnior e Gervázio Filho, que hoje estão filiados ao PSB. Além de vários prefeitos, vice-prefeitos e vereadores que também saíram do PMDB em busca de novas legendas e novos espaços.

Na verdade, o PMDB que sempre foi um partido grande na Paraíba, vem perdendo musculatura política nos últimos tempos. Apesar de tudo, o partido ainda conta com 02 senadores, 03 deputados federais e 04 deputados estaduais. Com a ascensão de Raimundo Lira ao senado federal, a coisa começou a mudar dentro da legenda, pois, Lira, em pouco tempo de mandato, conseguiu se destacar no cenário nacional e tornou-se o fato novo da política paraibana e do PMDB estadual.

Além disso, o gabinete do senador Raimundo Lira em Brasília, tem sido parada obrigatória de todos os prefeitos e demais lideranças do estado, em busca de benefícios para seus municípios e regiões. Lira, também tem ajudado muito o governo do estado em suas reinvindicações perante o governo federal. Ou seja, o senador Lira, tem trabalhado muito em defesa dos interesses da Paraíba e do povo paraibano independente de cores partidárias e posições ideológicas.

Só para lembrar, quando foi senador pela 1ª vez ( 1986 – 1994 ), entre vários benefícios que trouxe para o estado, Lira, conseguiu muitos recursos para recapear inúmeras estradas da Paraíba, inclusive, a BR 230, estrada federal que corta o nosso estado, tornando-a uma das melhores do país. Conseguiu também recursos para duplicar a BR 230 que liga Cabedelo a João Pessoa, etc, e agora, no seu 2º mandato, entre outras coisas, já conseguiu R$ 165 milhões, para a duplicação da BR 230, no trecho entre Campina Grande e Cajazeíras.

Por isso, Lira, é conhecido como o senador estradeiro ( o senador das estradas ). Sem falar, nos inúmeros recursos que Lira, tem conseguido para os municípios paraibanos nos últimos tempos. Sem dúvida, é um senador trabalhador e dedicado aos interesses da Paraíba e seu povo 24 horas por dia. Eu não entendo, por que alguns aliados, sem mandato, do senador Maranhão, estão hostilizando e atacando o senador Lira, dentro do PMDB. Por que tanta irritação e contrariedade? Será inveja, ciúmes e despeito do trabalho que Lira vem desempenhando em favor da Paraíba e de seu povo nos últimos tempos? Então, o que será ?

Enquanto o senador Lira, reúne deputados do partido no sentido de unificar e fortalecer a legenda no estado, alguns aliados do senador Maranhão, sem mandatos, tentam detratar o senador dentro da legenda e perante à opinião pública. É inacreditável! É por isso, que todos os 03 deputados federais ( Veneziano, Hugo Motta e André Amaral ) e os 04 deputados estaduais ( Nabor Wanderley, Ricardo Marcelo, Jullys Roberto e Raniery Paulino ), estão solidários e ao lado do senador Lira, sem falar na maioria esmagadora de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e demais lideranças partidárias, que também estão ao seu lado.

O deputado Jullys Roberto, inclusive, além de está ao lado de Lira, prega a renovação urgente no comando do PMDB. O deputado Raniery Paulino, defende a candidatura de Raimundo Lira, ao governo do estado no próximo ano. Além disso, existe uma grande possibilidade do governador Ricardo Coutinho, apoiar o senador Lira, para sua sucessão. Será que o senador Maranhão, presidente do PMDB no estado, vai ficar contra tudo isso e permitir que seus aliados, sem mandatos, continuem a atacar o senador Raimundo Lira?

Os ataques ao senador Lira, são injustos e indevidos, pois, Lira, é um cidadão da mais alta respeitabilidade e envergadura moral. É um empresário bem sucedido e que nunca precisou da política para sobreviver. É um político diferente, simples, respeitador e que só tem ajudado a Paraíba e seu povo. É um homem honesto e trabalhador. Dentro do PMDB, Raimundo Lira, é quase uma unanimidade, falta apenas o senador Maranhão, que tem mandato até 2022, entender isso.

Que na reunião agendada para o próximo dia 20 de janeiro, o partido possa tomar um novo rumo! Seria bom, que todos os políticos paraibanos baixassem as suas armas e se unissem em prol dos verdadeiros interesses do nosso estado. Chega de tantas brigas e picuínhas por causa do poder. Calma gente, na vida tudo passa e tudo tem seu tempo! Por isso, tenho defendido a união de todos em torno da seguinte chapa para 2018: Raimundo Lira ( Governador ), Lucélio Cartaxo ( Vice-Governador ), Ricardo Coutinho e Cássio Cunha Lima ( Senadores ).

E quem não me escutar, vai sobrar na curva. Cuidado!

PMDB 1 X 2 : O partido na Paraíba poderá sofrer intervenção da Executiva Nacional ? – Por Rui Galdino



Por Rui Galdino Filho
Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. O racha político dentro do PMDB paraibano é muito grande. Por mais que queiram amenizar os fatos, a situação interna no partido é de vaca desconhecer bezerro. O problema vem se arrastando desde a saída dos deputados estaduais, Trócolli Júnior e Gervásio Filho, que se sentiram desprestigiados pelo senador Maranhão, e resolveram deixar a legenda.

E como se não bastasse, um vereador do partido na cidade de Bayeux, mandou um zap incendiário para o tesoureiro da legenda, Antônio de Souza, e o mesmo resolveu divulgar na imprensa o conteúdo daquela mensagem, detratando injustamente o senador Raimundo Lira e fazendo elogios rasgados ao senador José Maranhão.

Além disso, Antônio de Souza, considerado porta voz de Maranhão, também vem criticando o senador Lira e os três deputados federais do partido, sugerindo inclusive, que os mesmos deixem a legenda e migrem para outro partido, pois, segundo Antônio de Souza, o PMDB tem comando e não aceita desobediência, nem insubordinação por parte de nenhum filiado, que ouse desafiar o comando do senador José Maranhão.
Comenta-se também nos bastidores, que o ex-governador Roberto Paulino e seu filho, o deputado estadual Raniere Paulino, históricos na legenda, estariam insatisfeitos também com o comando da legenda, e já admitem a possibilidade de deixarem o PMDB e migrarem para outra sigla.

Afinal, o que realmente está acontecendo no PMDB paraibano? Será que a maioria dos filiados cansaram do comando de José Maranhão? Ontem, o senador Lira, preocupado com a situação interna do partido no estado, reuniu-se com os três deputados federais e um estadual, para chegarem a um entendimento e entre outras coisas, decidiram o seguinte: todos vão continuar apoiando o presidente Michel Temer e o governador Ricardo Coutinho.

Porém, Antônio de Souza, que é o tesoureiro da legenda e porta voz do senador Maranhão, já disse, que quem quiser ficar aliado ao governador Ricardo, terá que sair do PMDB. E agora? Por causa dessa briga de apoiar ou não o governador Ricardo, o partido já perdeu dois deputados estaduais ( Trócolli e Gervazinho ), poderá perder em breve um ex-governador ( Roberto Paulino ) e mais um deputado estadual ( Raniere Paulino ) e agora, Antônio de Souza, que expulsar do partido um senador ( Raimundo Lira ) e três deputados federais ( Hugo Motta, Veneziano e André Amaral )??????

Pode, é brincadeira!!!!! O fato, é que a questão interna do PMDB da Paraíba, já é de conhecimento da Direção Nacional e também do presidente Michel Temer. Em virtude disso, comenta-se nos bastidores que o partido na Paraíba, caso não chegue a um denominador comum, poderá sofrer uma intervenção da Executiva Nacional em breve.
Hoje, dos cinco parlamentares do partido na Paraíba que tem voto nos painéis do Congresso Nacional, quatro estão aliados ao governador Ricardo, e apenas, Maranhão, está contra. O senador Lira, que é um cidadão conciliador e equilibrado, está fazendo de tudo para que a dissidência interna no partido não continue, porém, é necessário que o tesoureiro Antônio de Souza, se contenha e deixe de colocar gasolina na fogueira, pois, caso contrário, o partido no estado, poderá sofrer intervenção SIM, da Executiva Nacional.

Vamos aguardar os acontecimentos!

Lira, a imprensa e o PMDB! Por Rui Galdino Filho



 Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. Ontem, 10 de janeiro, o senador Raimundo Lira, reunião a imprensa paraibana ( rádios, jornais, televisões, sites e portais ) para um almoço de confraternização no restaurante Estaleiro, que fica localizado na praia do Seixas, na capital paraibana. Um encontro bastante descontraído, fotos e mais fotos, boas conversas, entrevistas, etc, e uma demonstração inequívoca, o quanto o senador Lira, tem apreço e respeito pela imprensa paraibana.

Durante o almoço com a imprensa, Lira, também foi bastante cumprimentado por várias pessoas que também frequentavam o restaurante na ocasião, faziam questão de bater fotos ao seu lado e incentivá-lo a concorrer ao governo do estado em 2018. Sempre ao lado do senador, fiquei impressionado, pois, não vi uma crítica negativa sequer, contra o senador Lira, tanto por parte dos colegas da imprensa, quanto pelas pessoas que ali também frequentavam o restaurante.

Na verdade, Raimundo Lira, é um cidadão de extrema capacidade de diálogo, empresário bem sucedido, que não precisa da atividade política para se locupletar, sério, honesto, trabalhador, homem que defende o valor da família e princípios cristãos, e que todos sabem, que ele usa ao máximo o seu mandato de senador, para ajudar a Paraíba e os paraibanos, independente de cores partidárias e posições ideológicas.

Depois de 20 anos afastado da atividade política, Lira, foi o fato novo na política paraibana e brasileira em 2016. Ficou bastante conhecido e respeitado nacionalmente e também no exterior, por ter presidido a Comissão Especial do Impeachment, com muita isenção, equilíbrio, independência e bom senso. Tem sido um senador assíduo, produtivo e um defensor intransigente pelos interesses da Paraíba.

É um peemedebista histórico, porém, vem sendo criticado injustamente por uma pequena parte do seu partido, pelo fato de está dando apoio ao governador Ricardo Coutinho. Na verdade, Lira, tem aumentado bastante o seu prestígio dentro do PMDB paraibano e nacional, e por isso, tem provocado ciúmes internos na legenda e tem demonstrado que não se curva a qualquer outro tipo de interesse, que não seja os interesses da Paraíba e dos paraibanos.

Mesmo sendo provocado indevidamente por um, dois ou três membros do PMDB, Lira, tem mantido a sua postura de cidadão reto, probo, respeitador e conciliador. Não destrata ninguém e segue firme em seus propósitos. Além disso, não está sozinho dentro do PMDB paraibano, ao seu lado estão os três deputados federais ( Veneziano, Hugo Motta e André Amaral ).

O fato, é que o senador Maranhão, que preside o partido no estado, quer a todo custo que o PMDB paraibano faça oposição ao governador Ricardo, e Lira, que também é senador, ao lado dos três deputados federais do Partido, formam uma maioria de 4 x 1, são aliados do governador e não se curvam ao comando individualista de Maranhão. Eis a questão! É preciso que o senador Maranhão entenda, que a questão interna do PMDB paraibano, não é estatutária e sim, política, e sendo política, quem vai resolver no momento oportuno é a Executiva Nacional, ouvindo a maioria dos seus membros.

Na verdade, a esmagadora maioria do PMDB paraibano está aliada ao governador Ricardo. Além disso, existe a grande possibilidade do governador, apoiar o senador Lira, para a sua sucessão em 2018, pois, o governador sabe da seriedade e competência de Lira, e também sabe que a Paraíba não pode mais correr o risco de retroceder. E será que o senador José Maranhão, vai ficar contra esse fato? Calma Maranhão, entenda que tudo tem seu tempo e que a vez agora é de Lira. Sou seu admirador, porém, vamos devagar com o andor, pois, o santo é de barro!


Sidebar Menu