Surpresa - Lourdinha Lula




Até a posse de Raimundo Lira, no Senado, na vaga de Vital do Rego, em quem votei por atenção a Nilda e a seu pai Pedro Gondim, eu pensava que o novo ocupante da cadeira senatorial fosse de Alagoas.

Eu estava em Brasilia, em 1992 e assisti, da galeria do SENADO a cassação do mandato de Collor de Melo. Entre os deputados da Paraíba o voto mais corajoso foi o de Tarcisio Burity, revoltado com o fechamento do banco estadual PARAIBAN, pelo caçador de marajás..

RAIMUNDO LIRA afastado do Plenário, e de pé votou favorável a cassação do alagoano. Ouve, nessa hora um frêmito entre os presentes. No outro dia os jornais de Brasilia comentaram a surpresa ocasionada pela decisão do deputado nordestino, desde que ELE ERA AMIGO ÍNTIMO DO PRESIDENTE COLLOR, e que há poucos dias "lavara sua rua com shampoo para recebe-lo em sua casa, em Brasilia.

" Dizia mais o jornalista que foi a decisão, entre todas "a que mais chocou o destronado da Presidência da Republica." RAIMUNDO LIRA, agora, se volta contra JOSÉ MARANHÃO e o ameaça de indagar de TEMER se concorda com a saída dos trânsfugas ( CITA OS NOMES) do Partido.

É moda um integrante de uma agremiação votar em candidato adversário. Quem não se lembra do último pleito estadual quando o PSDB e uma fração do PMDB comeram no mesmo prato, a ponto de infringirem uma fragorosa derrota ao candidato oficial do PMDB. Como governador, em benefícios à Paraíba MARANHÃO foi presente.

É integro, trabalhador, de visão e no tocante à corrupção É INTRIGADO DELA e a trata a ferro e fogo. O Senador Lira menospreza a sentença do seu fiel companheiro de Maranhão ANTONIO DE SOUZA,Tesoureiro e ex-Presidente do PMDB quanto a liberação de peemdebistas, que a muito tempo deixaram a legenda. Não tem mais o que liberar!...

Praga pega? Lourdinha Luna




Enquanto aguardava (hoje) que a neblina passasse, em resguardo de apanhar uma constipação, pois uma cigana me disse que o chuvisco é mais “perigoso” do que uma chuva pesada. O defluxo pode virar gripe que algumas vezes chega a coisa pior. Na espera ouvi de um grupo um comentário sobre praga, uma imprecação maldosa contra uma pessoa.

Há uma adágio antigo que diz: “praga de urubu não pega em cavalo”. Numa tradução livre significa que se o praguejador deseja o pior para alguém e se sua intenção for maliciosa nada o humano tem a temer.

Um dos questionados afirmou que sim - praga pega. E contou um caso em que um sujeito, usando da situação privilegiada que dispunha, cortou benefícios de carentes. Os atingidos com o golpe se juntaram e imploraram (não disseram a quem) que ele fosse mal sucedido no empreendimento que era seu sonho. “E perdeu pelo pé...” .

As palavras ditas com determinação têm poder. Nas preces que fazemos ao Céu, com fé cristã, se não recebemos de imediato a resposta, a esperança nos alenta a alma. As orações, mantras, também são uma forma de atribuir força às palavras que tem poder para o bem. O que desejamos para alguém, como um bumerangue, volta para nós. Dai devemos desejar luz até para os inimigos.
A cabala o braço místico do judaísmo, diz que 72 palavras são “mágicas”. Basta pronunciá-las para que algo se realize. Creio que nesses casos vale a fé, porque a prece, segundo Machado de Assis “ é a escada misteriosa de Jacó. Por elas sobem aos céus as nossas preces por ela descem as divinas consolações.”
Praga para fazer o mal não têm força junto a quem traz Jesus no coração.
JP. 02.01.2017.

Depoimento - Lourdinha Luna




RICARDO COUTINHO foi enfático ao afirmar que o ano de 2017 não haverá aumento para o funcionalismo público da Paraíba.

Embora a majoração dos vencimentos, em, seu governo, fossem simbólicas, valiam como rápida esperança de alivio no orçamento doméstico. Enquanto os trabalhadores se ressentem com a
ausência das melhorias salariais,CONTUDO muito temos O QUE AGRADECER AO GOVERNADOR QUE PAGA DENTRO DO MÊS TRABALHADO e já quitou o compromisso com a 2ª parcela do 13º . O BENEFÍCIO SE CHAMA VIDA.

Estamos ao abrigo de tomar dinheiro emprestado para nos pagarmos, ao Banco indicado pelo governo. Que JUSUS NAZARENO nos livre de descer ao nível dos Estados ricos do Sul.

Hoje (21.12.2016, como um macabro presente de Natal, o Presidente MICHEL TEMER LIBERA OS LABORATÓRIOS PARA MAJORAR OS PREÇOS DOS REMÉDIOS em qualquer data, e não apenas em MARÇO como vinha acontecendo.

A população paraibana, em sua maioria, é de idosos e fecha-se a possibilidade de assistência gratuita com medicamentos. O Legislativo Estadual que há anos favorecia seus servidores com o fornecimento de remédios , cortou a serventia porque para o Poder, o que vale é um prédio novo para os deputados cumprirem sua missão.

As autoridades federais, ligadas à Economia comentam, com satisfação, a BAIXA DA INFLAÇÃO, sem atentar que ela procede do desemprego que impede os sem trabalho de fazer compras. Creio que tão somente na aquisição dos potentados tenha havido redução de preço dos produtos.

Na década de 80 a criação do PT - Lourdinha Luna




Nessa época, apenas, o Jornal do Brasil chegava a João Pessoa. A noitinha eu recebia o matutino do Rio de Janeiro e só no outro dia lia as noticias.

Naquele dia 10 de fevereiro de 1980 antecipei a leitura com o chamado da Folha de Rosto onde estava impresso - O TSE REGISTROU O PARTIDO DOS TRABALHADORES.

Num entusiasmo incontrolável. fiz a leitura dinâmica da criação do PT e todos os obstáculos vencidos pelo grupo politico para chegar à vitoria.

Na discrição do CAMPO MAJORITÁRIO, onde havia cientistas, professores, sacerdotes, operários, estudantes, meu ouvinte, numa voz de quem se despedia da vida disse pausadamente ":É A ESPERANÇA..."

No poder o PT fez de tudo para desmentir seus propósitos, de correção, lisura, trabalho e combate à corrupção. E hoje vemos o Chefe Lula condenado em 5 processos de perversão moral.

Como administrar desilusão tão assustadora? Senhor Jesus, às vésperas de seu aniversário de nascimento salve o Brasil, livre seus filhos da punição pelos pecados alheios e seja misericordioso com os que sofrem com o desemprego. Aleluia...Aleluia...Aleluia.

Presidência do Senado - Lourdinha Luna




A coluna de LENA GUIMARÃES, no CP de hoje, 18.12.16, informa sobre assuntos pertinentes à politica nacional e paraibana. Com maturidade e inteligência afirma que há movimento para indicar o nome do Senador JOSÉ MARANHÃO para a Presidência do SENADO, no biênio 2018/19.

O Colegiado andará com acerto se chegar a bom terno com a designação do nosso ex-governador. MARANHÃO que, além de ético, é capaz e trabalhador. Quando assumiu o governo da Paraíba, como Vice de Antonio Mariz (1995) mostrou suas qualidades de homem público probo e capaz.

Quando o eleito combalido por doença incurável, pretendeu entregar-lhe o comando da administração. Ele reagiu com a dignidade rara nos homens públicos atuais: "PREFIRO RECEBER SUAS ORDENS, PARA NÃO PASSAR A IMPRESSÃO DE UM GOVERNO PARALELO, NA PARAIBA. Revelou num parecer sincero sua imensurável dignidade. Alguém me censurou pela aprovação de sua ida para a Presidência da Casa Legislativa, numa época tão preocupante para a Nação. CONTESTEI : Essa é sua praia, quanto mais dificuldades mais ele mostra serviço e vence os obstáculos. .

Autoridade fajuta - Lourdinha Luna



 AUTORIDADE FAJUTA
Pobre do pais que para cumprir aditamentos de sua Constituição careça de um projeto de lei permitindo sua execução.

 CARTA MAGNA do Brasil proibi que Servidor Público, seja qual o Poder ou cargo que exerça, tenha salario superior ao dos Ministros do STF. Se é preceito expresso nada mais precisa para que a lei seja soberana.

É uma repetição esdruxula, esquisita, porque é uma norma menor dando ordens a uma maior. Um deputado juntando o jetom com os pendurucalhos somam mas de 100 mil reais, por mês. O colegiado vai se conformar com o decesso de seu rendimento?... Os funcionários que recebem quantia superior aos R$33 mil reais aceitarão, sem ranger de dentes, a remuneração diminuída? O sacrifício é para os pequenos que estão se desfazendo do conforto, oferecido pela técnica moderna e estão desistindo da Internet na TV e optando por apenas por um canal para os filhos pesquisarem. E os sem emprego que é a maior humilhação para um ente humano. não ter trabalho remunerado.

Entendem os maiorais da Republica, que a salvação do pais está no policiamento da PREVIDÊNCIA, e ameaçam os segurados com aposentadorias castradas e aumento de anos trabalhados. Puro engano. Se houvesse uma penalidade enérgica para a corrupção e os vencimentos fossem pagos de acordo com a Lei Maior, não haveria motivo para se castigar tanto o povo, que não cometeu crime para ser torturado.

Quer exemplo maior do que a sonegação de remédios para os carentes, pelo poder público!.... O que aguarda o povo brasileiro para aumentar a sua via crucis?: Humilhação, vexame, afronta, ultraje.

Censura ao STF - Lourdinha Luna



 
A MIDIA (escrita, falada, televisionada e internauta) tem sido cruel com o STF por ter votado pela permanência de RENAN CALHEIROS na Presidência do Senado.

O Colegiado, composto por cientistas do Direito, tem sido independente em suas decisões jurídicas. Pelo menos uma vez, fora criticado, pela ação do Ministro Marco Aurélio Mello que inocentou, depois de cassado, seu primo Collor de Mello de qualquer ato ilícito, na Presidência da República em 1989/92. Se não me falha a memória foi por unanimidade.

A FICHA LIMPA permitiu-lhe candidatar-se a Senador por Alagoas e reaproximar-se de Lula e de Dilma, ambos ainda Presidentes da Republica do Brasil e seus fidagais inimigos.

O caso foi lembrado pelo Presidente do STF Joaquim Barbosa, numa sessão que discutiam sobre penas do MENSALÃO, tendo como oposicionista o ministro Marco Aurélio.

Como me falta autoridade legal para comentar o fato, acredito que a vitória de Renan fora ditada pela prudência, no caminho da paz para os brasileiros, cansados de sofrer com os desatinos que lhe são impostos.

É entristecedora a situação do Senador Presidente do Senado - Lourdinha Luna




É entristecedora a situação do Senador Presidente do Senado. É lamentável se constatar que um cidadão brasileiro, após ter alcançado posição politica, desde jovem, através de cargos públicos bem remunerados, suje seu currículo, com manchas de corrupção.

A simples aproximação do Poder insinua influência nas áreas de votos e chegar à culminâncias relevantes se sucedem, sem grandes esforços. Qualquer Casa do Congresso é um banco que oferece condições ao seu Presidente de ajudar os que recorrem à sua benevolência. Em especial quando esse homem é inteligente, forte nas atitudes e bem quisto entre seus pares.

Cada vez mais a Nação perde elementos de valor e inteligência, embriagados pelo poderio oscilante da perversão. Já se foi Eduardo Cunha, o finório Presidente da Câmara Federal.

Quantos brasileiros vivem vida simples e até de intenso sacrifício e conservam-se fieis aos princípios éticos impostos pela moral e os bons costumes. A sociedade exige punição para os de comportamento fora da lei. Repito é deplorável o que acontece com Renan Calheiros, mas deve ser penalizado para que não só a arraia miúda pague por seus erros.

Operação ‘Mãos Limpas‘ - Lourdinha Luna



 Em 1992 surgiu na Itália a Operação Mãos Limpas, para combater a corrupção que humilhava o pais.

Foram presas 2.993 pessoas, entre empresários, parlamentares e quatro Primeiro Ministros. A investigação durou de 1992/94, e liquidou os maiores Partidos Políticos do pais e provocou vários suicídios.

Quase prendeu Giulio Andreotti, nove vezes 1º Ministro. A situação deixou um vazio no meio político, com o aniquilamento dos Partidos.

A pista livre atraiu o predador Silvio Berlusconi, um finório depravado e corrupto, pior que os antigos políticos eliminados da vida pública. Ele ficou no Poder de 1994 a 2011.

O projeto Lava Jato se espelha na Operação Mãos Limpas, na boa intenção, de limpar o pais do crime de colarinho branco. Vem fazendo um trabalho que merece o apoio de nossa sociedade.

O que desejam os brasileiros sensatos é ver o esforço dos denodados - Juiz Sergio Moro, do Procurador Geral e dos demais Procuradores e da Policia Federal reconhecidos. E que nossa pátria tenha destino diferente da Itália e no futuro vote com espirito público para que o trabalho que se realiza no presente não leve o nosso berço natal à pior situação.

Sinal dos tempos - Lourdinha Luna




Diziam os escritos antigos que o final dos tempos se anunciariam nos seus Céus, Terra e Mar, com catástrofes devastadoras.

O que temos visto senão surpresas, terrestres, físicas e morais, desconcertantes, em todo o mundo, para o conjunto humano de brio e de vergonha.

O Brasil não fica à margem dos insucessos de todas as especies, geralmente, de arruinação do caráter. O Congresso se empenha na votação de emenda que o livre, em sua totalidade, (300 congressistas) de pagar por seus erros.

A seca que devasta o campo empobrece o Estado e não há arrecadação suficiente para enfrentar as despesas inevitáveis. A solução apontada pelo Poder Central é dispensar funcionários (prestadores de Serviço, Codificados), mas não se refere a rebaixar vencimentos acima do teto constitucional, existente no Executivo, Judiciário e Legislativo.

O aumento da alíquota da Previdência de 11% para 14% em nada castiga os salários altos, mas aos pequenos, pesa muito.

A CORRUPÇÃO que mostrou sua força nos últimos anos, ameaça enfraquecer com as medidas governamentais em execução, contra a LAVA JATO. A tendência do grupo oficial é dificultar a atividade normal da Policia Federal, com o remanejamento arbitrário dos elementos mais capacitados para coibir o avanço da perversão.

Foram "CONVIDADOS" para Postos de Direção fora de Curitiba -MARCIO ANCELMO, o coordenador e bastião da Equipe da LAVA JATO. E ERIKA MARENA , ex-chefe do grupo e que deu nome a operação. No lugar dos veteranos removidos, foram designados dois Procuradores com menos de 30 anos e apenas 2 de função na PF.

Outras "benesses" estão em andamento no Congresso. Ninguém se assuste se os presidiários do futuro sejam os Íntegros Procuradores e Investigadores do presente. Só nos resta aguardar que as ações oficiais contra a moralização do Brasil, se transforme, como no tempo Cristo, quando o extermínio dos seguidores de Jesus tornaram-se em sementeiras de cristãos. Vamos velar para conferir se Deus é brasileiro!...

Nome na História - Lourdinha Luna



 
É natural que o Presidente do PL Adriano Galdino, que não teve, nos últimos tempos, sua lua cheia na politica, queira deixar seu nome na historia da Assembléia Legislativa.

Com a verba que amealhou acrescida com a economia no corte de medicamentos que o Poder fornecia, anos seguidos, a seus funcionários, é normal o desejo do deputado de deixar seu nome nos Anais da Casa.

O Poder Legislativo é dono de acomodações excelentes na Duque de Caxias, de onde foram retirados os serviços para casas alugadas a altos preços. O Serviço Social tem a dependência inicial para um processo na rua Dom Pedro I (Centro) e sua continuidade, obrigatória, está na rua Capitão José Pessoa, em Jaguaribe.

A dificuldade de estacionamento obriga o servidor a chegar às 6 horas e aguardar o horário das 10 horas para começar seu processo, desde que o expediente é exíguo em dias e horários.

Recupere Presidente o imóvel arruinado da Epitácio Pessoa e junte as atividades funcionais dispersas, que prestará um grande bem a quem precisa visitar esses endereços.

Porém deixe onde está a sede do Poder Legislativo, construído por Ernani Sátiro para fazer a Praça dos Três Poderes, no local onde o Presidente areense João Lopes Machado ergueu a sede e as oficinas do jornal A União, considerado por José Américo como a primeira Escola de Jornalismo da Paraíba.

Resta-me desejar-lhe êxito em sua caminhada.

O prédio do Legislativo - Lourdinha Luna




Lourdinha Luna
Sempre aos domingos, ao raiar do sol, chegava o governador Ernani Sátiro à mansão do Cabo Branco, em visita a seu amigo e “conselheiro” José Américo. Numa manhã ele passara, apenas, para avisar que o Secretário de VOP, Luiz Almeida, lhe faria com sua equipe, uma demonstração de como seria a sede do Poder Legislativo. O engenheiro jogou sobre a mesa de jantar um rolo de plantas ( alta, baixa) e foi dissertando sobre cada uma. Eu assistia a explanação, porém, a linguagem metodológica dificultou-me entender os riscados. Ao se retirarem perguntei a José Américo, onde seria feita a construção do novo prédio do PL. O interrogado então me respondeu: Deve ser no terreno que deixei comprado e escriturado, com destinação especifica, em frente ao Palácio da Redenção, mas do outro lado do Pavilhão do Chá. Em conta vinculada, no Banco do Estado da Paraíba, consignei para o projeto a quantia de seis milhões de cruzeiros.

Tive pena dele ao narrar com tanta satisfação a provável serventia de sua ação, porém, não escondi dele a verdade. No local está um imóvel federal e a verba, no começo do governo de Flavio R. Coutinho tivera destinação diferente da que estava lavrada em documento que ele firmara, com o Presidente do Poder Legislativo, Ramiro Fernandes.
Sem tardança começara a peregrinação à residência de José Américo. Vieram os saudosistas Oscar de Castro, Osias Gomes, Celso Mariz, Virginius da Gama e Melo, Frutuoso Dantas, Leonardo Smith, um jornalista paraibano que após a Revolução de 1930 aportou no Recife, para assumir cargo vitalício que lhe impôs o amigo José Américo. Os saudosistas ao comentarem aonde seria implantado os alicerces da Casa do Povo, o constrangimento tomou conta de todos. Apelos foram feitos, variando de técnicos a sentimentais, para que o construído pelo Presidente João Lopes Machado fosse preservado, como parte da história republicana da Paraíba. Nada valeu porque Ernani Sátiro era uma autoridade intransferível.

O edifício plantado em lugar estratégico para formar a praça dos 3 poderes, está ameaçado de fechar. Ernani Sátiro faz falta...

Sidebar Menu