Caiçara, 105 anos – exposição escritores e escritos caiçarenses



o primeiro dia da exposição teve um resultado bastante positivo. Vários caiçarenses foram ao banco do brasil e tiveram a oportunidade conhecer o panteão de escritores naturais da sua terra, com trajetórias de pessoas que lhe orgulharão de tê-las como conterrâneos, de ter contato com obras raras reunidas em anos de buscas, e muito mais.

O pessoal do grupo atitude fez bonito na apresentação. Particularmente, tive a grata oportunidade de apresentar para meus tios e para a comitiva composta pelo pref. Cícero, o vice governador rômulo gouvéia, a dep. Léa toscano, pedro ruffo, vereadores e secretários que os acompanhavam.

Estamos mostrando que a cidade além de ser um “celeiro musical” é também uma “terra de escritores”. Destacamos também os “escritos”, tanto as obras quanto os caiçarenses que tiveram suas histórias escritas por outros. Da poesia popular à erudita, da ciência à religião, da história à psicanálise, da música à filosofia, de folclore à biografias, como diz a canção de marinezio marques : “caiçara tem, de tudo um pouco tem”.

Agradecemos o apoio da pref. Municipal e da gerência da agência do bb de caiçara.

A exposição segue até quarta-feira. Não deixe de visitar.
É conhecimento! É cultura! É caiçara!
Jocelino Thomaz

PMJP terá ponto facultativo na segunda-feira 28 de Outubro de 2013



 PMJP terá ponto facultativo na segunda-feira 24 de Outubro de 2013 - 14h53Secom/JPImagem (da Internet)

A Secretaria de Administração (Sead) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) determinou facultativo o expediente da próxima segunda-feira (28), nas repartições diretas e indiretas do Poder Executivo, em comemoração ao Dia do Servidor Público. Apesar disso, os serviços essenciais oferecidos pela gestão municipal estarão mantidos, garantindo o atendimento à população pessoense.

De acordo com a portaria 657/2013, assinada pelo secretário de Administração, Roberto Wagner Mariz Queiroga, fica determinado que as repartições municipais funcionarão normalmente até as 18h desta sexta-feira (25), só retomando as atividades na terça-feira (29). Dessa forma, os veículos oficiais serão recolhidos neste período no Centro Administrativo Municipal (CAM) ou secretarias de origem, sendo liberados às 7h de terça, exceto os que estiverem a serviço da comemoração da data, devidamente identificados.

O ponto facultativo é determinado de acordo com a portaria nº 3, de 3 de janeiro de 2013, emitida pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, do Governo Federal, em consonância com o Estatuto do Funcionário Público de João Pessoa (Lei Municipal 2.830 de 26/03/1979, no artigo 272).

Serviços essenciais - Os serviços essenciais mantidos pela PMJP, entre eles, a prestação dos serviços do Samu, coleta de lixo e fiscalização do trânsito, além do atendimento nos hospitais, entre outros, continuarão sendo realizados.

Semana do Servidor - Embora seja comemorado na segunda-feira, a Prefeitura Municipal de João Pessoa dedicará mais dias aos servidores, através de uma série de atividades, como forma de homenageá-los e valorizar a dedicação e o trabalho de todos dentro da gestão municipal. A 'Semana do Servidor - O bom trabalho reconhecido', será aberta pelo prefeito na quarta-feira, no ginásio do CAM, e contará com concursos, competições esportivas e um show de encerramento.

João Pessoa e suas janelas quebradas



 Uma caminhada pelo Bairro do Bessa e o que se observa é muito lixo,  buracos e o mato crescido nos canteiros das vias, sem falar no descaso com os canais do Bessa, que são áreas de preservação ambiental e pouco a pouco vão se transformando em grandes lixões e áreas de despejos das construtoras, sem que a Prefeitura fiscalize e puna ninguém. Os secretários e assesores de Luciano Cartaxo, precisam andar pela cidade e adotar providências para a solução dos problemas. A cidade de João Pessoa jamais esteve tão suja e tão descuidada.

 

Obs:Dois criminologistas da Universidade de Harvard, James Wilson e George Kelling, publicaram a teoria das "janelas quebradas" em The Atlantic, em março de 1982. A teoria baseia-se num experimento realizado por Philip Zimbardo, psicólogo da Universidade de Stanford, com um automóvel deixado em um bairro de classe alta de Palo Alto (Califórnia). Durante a primeira semana de teste, o carro não foi danificado. Porém, após o pesquisador quebrar uma das janelas, o carro foi completamente destroçado e roubado por grupos vândalos, em poucas horas.De acordo com os autores, caso se quebre uma janela de um edifício e não haja imediato conserto, logo todas as outras serão quebradas.
 

BRASIL POLÍTICO - HISTÓRIA MONOLÍTICA

Brasil político – história monolítica

Vejam esta Exposição de Motivos de um Ministro de Estado para o Chefe de Governo brasileiro:
“É hoje fato reconhecido que o funcionalismo público não está organizado de modo conveniente ao serviço do Estado. O sistema das passadas administrações consistia em encher as repartições de pessoal, nem sempre idôneo, mas sempre excessivo e conseqüentemente mal remunerado.
São óbvios os inconvenientes que de semelhante sistema têm resultado. Para remediar tanto quanto for possível este mal, tenho um plano de reforma das repartições do ministério a meu cargo que será realizado parcialmente, depois de detido exame acerca das condições especiais de cada repartição. Tem esse plano por bases: 1) Aumento de vencimento, sem aumento de despesa; 2) Redução de pessoal; 3) Coação do trabalho;
4) Simplificação dos serviços, acelerando o expediente”.
O documento acima terá sido assinado por algum recente ministro da economia e encaminhado à presidente da República do Brasil de nossos dias?
O assunto calha muito bem no Brasil de hoje, de agora.
Contudo, a Exposição de Motivos é da lavra do Ministro da Fazenda Rui Barbosa, encaminhada ao Marechal Floriano Peixoto, Chefe do Governo provisório, em 21 de janeiro de 1890.
Decididamente, a história do Brasil político é monocórdia, é samba de uma nota só.
Vale repetir: No Brasil político, o processo de mudança tem coeficiente zero. Isso aqui é um país cujas transformações são desenhadas para que tudo fique como está. O amanhã(futuro), com certeza, terá cores do hoje(presente), como o hoje tem cores de ontem(passado).
Tudo muda para o mesmo, a nação se desloca do nada para a coisa nenhuma. Novos, na política do Brasil, só os chavões que, na essência, definem velhos conceitos. O novo já nasce envelhecido e o velho se apresenta como novo. É um círculo vicioso, onde tudo gira em torno de si mesmo, caminhando sempre para o ponto inicial.
Nisso, o Brasil é bastante original. É o sapiente criador do nada. E ao criar o nada, confirma a frase de que “nada se cria, tudo se copia”. É a xerocultura, a página nova é apenas a xerox da página velha. Assim, vamos sem ir e ficamos como se estivéssemos indo.
É o nada sendo tudo e o tudo dando em nada.
Que nó!

EX-DEPUTADO REVELA QUE UM MANDATO NA ASSEMBLEIA-PB CUSTA R$ 1,5 MILHÃO


FAZENDO AS CONTAS

Ex-deputado Ricardo Barbosa revela: vaga na Assembleia da Paraíba custa em torno de R$ 1,5 milhão a deputados

Fora da casa, Barbosa diz não ter apetite e nem dinheiro para comprar mandato

| |

Ricardo Barbosa, ex-deputado estadual, pode tentar mandato pelo PSB

Ex-deputado estadual, o secretário do PAC na Paraíba, Ricardo Barbosa (PSB), revelou durante o programa Conexão Máster, da TV Máster, quanto custa um mandato de deputado estadual na Paraíba.

“Nego não chega ali com menos de R$ 1,5 milhão”, calculou Barbosa, para quem são poucos os parlamentares que chegam ao parlamento estadual paraibano por outra via que não seja do investimento financeiro.

Ricardo disse que não tem apetite e nem dinheiro para comprar mandato e por isso ainda avalia o convite de sua legenda para que ele volte a disputar uma vaga na Casa Epitácio Pessoa.

Ricardo Barbosa já foi líder do governo Cássio Cunha Lima na Assembléia. Com a cassação do então governador, passou a liderar a bancada de oposição ao Maranhão III.

MaisPB

Sidebar Menu