Papo d‘ Esquina



 PREFEITO JOSÉ ADEMIR ADQUIRE CINCO MIL FACAS PEIXEIRA E OUTROS PRODUTOS SUPERFATURADOS


O prefeito de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, José Aldemir (PP) está sob suspeita de superfaturamento de licitações. A denúncia foi feita pelo vereador Rivelino Martins (PSB) na tribuna da Câmara Municipal A prefeitura licitou quase R$ 1,8 milhão de pão francês e 12 mil quilos de soda cáustica. Alguns produtos chegam a ter valores superiores a 1000% do registrado em média no mercado.Na licitação aceita pela prefeitura de Cajazeiras, há produtos como detergente 500 ml vendido a R$ 38,40 (a unidade), com pedido de 12 mil unidades, o que chega a um valor de R$ 460 mil. Outro item que demonstra características de superfaturamento é o sabão em pó de 1 litro que custa R$ 30,00 (o quilograma).

PREFEITO JOSÉ ADEMIR ADQUIRE CINCO MIL FACAS PEIXEIRA E OUTROS PRODUTOS SUPERFATURADOS II


Além de utensílios de cozinha, que chamam atenção pela quantidade: 12 mil quilos de soda cáustica, que custaria R$ 226,8 mil, e cinco mil facas peixeiras de 9’ polegadas, que seria o equivalente a quase R$ 42 mil. O item que mais chama a atenção é o pão francês de 50 g, que está licitado ao valor de R$ 11,90, e com pedido de 150 mil unidades, o que chega a custar quase R$ 1,8 milhão. Preço bem acima do mercado, já que na última pesquisa divulgada pelo Procon, na terça-feira (19), em João Pessoa o quilo do pão francês chegava a custar R$ 6,75. a se confirmar tal denúncia de superfaturamento, ficará comprovado que sobra descaramento

18 PREFEITURAS PARAIBANAS ULTRAPASSAM O TETO DA LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL


Mesmo existindo a Lei de Responsabilidade Fiscal que pode ocasionar inclusive a perda de mandato do gestor, pelo menos aqui na Paraíba alguns prefeitos aparentemente não levam a sério o que prevê a citada lei. Estudo do Tribunal de Contas da Paraíba divulgado nesta semana apontaram que pelo menos 18 das 223 prefeituras paraibanas aparecem, no primeiro trimestre deste ano com os gastos acima do limite máximo estabelecido pela Lei para folha de pessoal. O estudo mostrou que 25 municípios tiveram despesas com pessoal entre o limite prudencial e, por isso, estão com o ‘alerta amarelo’.


18 PREFEITURAS PARAIBANAS ULTRAPASSAM O TETO DA LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL II

Entre os municípios que mais ‘estouraram‘ a folha, os dez maiores índices dentre as prefeituras que estão "no vermelho" se verificaram em São Sebastião do Umbuzeiro (117,83%), Santa Rita (96,40%), Serra Redonda (78,90%), Cajazeiras (75,22%), Bayeux (67,43%), Areia (64,62%), Lagoa Seca (63,59%), Itabaiana (63,48%), Patos (62,81%) e Pedra Lavrada (62,39%). Das cidades citadas, duas chamam a atenção, Santa Rita e Bayeux que contam com grande arrecadação e cujos prefeitos foram eleitos com a promessa de que iriam mudar o perfil dessas cidades, dando novos perfis e fazendo gestões modernas. Pelo visto tudo continua como dantes no quartel de Abrantes. É O Repeteco de velhos vícios.

CÂMARA DE JOÃO PESSOA TERÁ SEDE COM 3 ANDARES, ANUNCIA PRESIDENTE

O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, vereador Marcos Vinícius (PSDB), revelou que assinou o contrato com a Caixa Econômica Federal para a construção de um novo prédio sede da Câmara Municipal de João Pessoa. De acordo com Marcos Vinícius, o novo edifício deve ter 3 andares mais subsolo, visando garagem para maior acessibilidade, em especial a deficientes, ao Legislativo do estado. Disse o presidente Marcos Vinicius revelou que a construção será no mesmo lugar do prédio atual. Resta saber se tal edificação não é tombada pelo Patrimônio Histórico e não haverá impedimento para se mexer na sua estrutura.

RÔMULO SOBRE RAISSA: ‘O PAI NÃO CONTROLA OS FILHOS, QUANTO MAIS O PARTIDO

Depois de ter evitado participar de um encontro do Prefeito Luciano Cartaxo com sua base na Câmara Municipal, a vereadora Raissa Lacerda (PSD) se encontrou com o governador Ricardo Coutinho (PSB), adversário político dele Cartaxo seu companheiro de legenda. A vereadora há dias tentava uma audiência com o prefeito e até ameaçava assinar o pedido da CPI da Lagoa. O fato é que para constrangimento do Presidente do PDD e de toda legenda aconteceu o encontro entre Raissa e o Governador Ricardo Coutinho e ali trataram sobre a pretensão dela, que deseja uma vaga de deputada estadual em 2018. Tal encontro levou o deputado federal e presidente estadual do PSD, Rômulo Gouveia, a declarar: “O pai não controla os filhos, quanto mais o partido. Qual o partido que controla alguém?” E ainda enfatizou Rômulo: “Deus deu livre arbítrio. Aprendi a conviver com estas circunstâncias com naturalidade”..


ENQUETE: OS MAIS VOTADOS, BOLSONARO, DÓRIA E ÁLVARO DIAS

O famoso site de noticias ‘Diário do Poder’, vem realizando uma enquete sobre as eleições presidenciais em 2018. Até agora já foram ouvidos 3552 internautas, que responderam a pergunta a seguir: ‘Quem você acha que será eleito presidente em 2018? O resultado até agora está na seguinte na ordem: Jair Bolsonaro (PSC) (24%, 876 votos); João Dória (PSDB) (19%, 681 votos); Álvaro Dias (Podemos) (16%, 590 votos); Geraldo Alckmin (PSDB) (12%, 437 votos); Lula (PT) (11%, 406 votos); Marina Silva (Rede) (8%, 302 votos) e finalmente Ciro Gomes (PDT) (7%, com 260 votos).

CARTAXO FOGE DE CPI COMO O DIABO FOGE DA CRUZ


A bancada de oposição na CMJP demorou muito em colher as assinaturas necessárias para a CPI da Lagoa e acabou perdendo a possibilidade de instalar tal Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigaria os escândalos e desvios nas obras da Lagoa. É que após uma reunião na tarde desta quarta-feira (20), com o prefeito Luciano Cartaxo (PSD), a bancada governista decidiu protocolar três pedidos de CPI na Casa. A inviabilidade de instalação da CPI da Lagoa se dá pelo fato de apenas três CPI’s poderem ser instaladas durante o ano na Câmara e com os pedidos da situação, a CPI da Lagoa ficaria de fora. Como diria o vereador Bruno Farias o Prefeito Luciano Cartaxo, foge de CPI como o diabo foge da cruz. Por que será?


LÍDER DO GOVERNO PARABENIZA OPOSIÇÃO POR RACIONAMENTO DE ÁGUA EM CAMPINA E CIDADES VIZINHAS

Demonstrando irritação com a decisão da Justiça que mais uma vez impediu o fornecimento de água para a cidade de Campina Grande e região, o socialista Hervazio Bezerra, partiu para o ataque à oposição, citando políticos que lutaram a favor da volta do racionamento e chegando até mesmo a parabenizar, mas dizer que Cássio Cunha Lima, Romero Rodrigues, Renato Gadelha, bem como , alguns vereadores de Campina Grande. Disse Hervazio, que eles conseguiram o que queriam, penalizaram a população de Campina”. Informou por fim que o Governo vai recorrer da decisão tão logo tome conhecimento oficialmente da decisão.
PINÇADOS NAS REDES SOCIAIS

"COXINHAS" E "MORTADELAS" UNI-VOS! - MARCELA XAVIER SITÔNIO LUCENA

"Coxinhas" e "mortadelas" uni-vos! Faltam apenas um dia para o mundo acabar, quem garante é um Numerólogo britânico, teórico em conspirações cristãs. David Meade afirma: dia 23 de setembro a vida será extinta da Terra. Não sobrará mala sobre mala, pedra sobre pedra. Como ideologia, partidarismo, não são atestado de boa conduta aqui, nem passaporte para o céu ou para o inferno, melhor aproveitarmos os dias que nos restam esquecendo as diferenças. O resgate vai ser coletivo, direita, esquerda, centro, Lula, Moro, Bolsonaro, Dória, a turma da Papuda e todos nós outros morreremos na grande explosão. Caso contrário, depois do dia 23 voltaremos a discutir 2018. Inté!


REQUIÃO NÃO GOSTOU DO PUXÃO DE ORELHA QUE MORO DEU NO MOLUSCO - ALBERGIO GOMES MEDEIROS

Para quem gosta ou não dispensa o pronome de tratamento "Vossa Excelência", prepare-se, pois o ilustre Roberto Requião, senador extremamente "ocupado", zeloso, ardoroso defensor do "Lulopetismo", apresentará nos próximos dias projeto visando acabar o uso impositivo do tal pronome, revoltado que ficou com o "puxão de orelha" que Moro deu no Molusco, quando chamou a representante do MP de "querida". Usou a tribuna do Senado hoje para anunciar o projeto, apresentou pesquisa mostrando como são tratados os magistrados e demais operadores de Direito em outros países, e seguiu ironizando, com deboches, o Judiciário, "Lava Jatos" e o resto todo. Nesse item criticou o "doutor" usado em relação aos advogados. Sobrou para os militantes da advocacia também.


REQUIÃO NÃO GOSTOU DO PUXÃO DE ORELHA QUE MORO DEU NO MOLUSCO - ALBERGIO GOMES MEDEIROS II

Caro Albergio, esse Requião deveria mesmo se preocupar com os muitos pepinos que tem na sua vida. Com relação ao tratamento doutor o título de doutor foi concedido aos advogados por Dom Pedro I, em 1827, que manda que os advogados sejam tratados com esse título, pois ele entendeu que a cada petição que fazem, estão sempre a defender teses. Em tempo: A lei está em vigor, assim como tantas outras da época do Império, que não foram revogadas, como o nosso Código Comercial de 1850. Mas independente de títulos, tem que obrigatoriamente existir um tratamento formal numa audiência na Justiça, que tal, Senhor advogado, senhora procuradora, senhor Juiz? Tratar uma procuradora federal por ‘querida‘ jamais.


SOU FEMININA E NÃO FEMINISTA - LEILA ARAUJO

Sou feminina e não feminista. Sou mulher, mãe, batalhadora, dona de casa (sei cuidar de tudo numa casa, inclusive trocar gás, resistência de chuveiro, sempre consertei os brinquedos da minha filha, etc., o que vier eu topo), sei trocar pneu de carro (meu pai me ensinou - disse que se eu quisesse dirigir tinha que saber trocar um pneu...) - se precisar troco, mas se não precisar deixo que troquem para mim sim!! Não dispenso um cavalheirismo. Gosto e muito sim!! Direitos iguais sim! Todavia me assumo fêmea. Gosto da minha embalagem, da minha força, da minha intuição. Sei fazer todos os trabalhos que citei acima, mas vou sempre procurar um homem para fazê-los por mim. Isso não faz de mim um ser frágil e dependente, senão uma mulher utilizando uma das melhores benesses de ser mulher.

Esta coluna é publicada no http.www.blogdopedromarinho.com e em quatro portais

Uma boneca chamada Victoria... - Palmari H. de Lucena




Cidade do México, 19 de setembro de 1985, 07:19 horas da manhã. A população foi surpreendida por um terremoto, com uma magnitude de 8,1 graus na escala Ritcher. Os prédios do centro da cidade, cerca de um terço destruído; 10.000 mortos e 30.000 feridos, em 50 segundos. Energia, água e comunicações estavam totalmente comprometidas. Pouca ou nenhuma informação circulava. O Governo impôs um blecaute de 39 horas, em todos os noticiários, ninguém sabia de nada. Ninguém tinha uma resposta, nem o Governo. Ar poluído, cheiro de morte, medo e a tristeza mais triste desde a “Noche Triste” de Montezuma. O Partido Revolucionário Institucional (PRI), no poder desde 1929, era o recurso de primeira instancia para toda e qualquer necessidade. O associativismo acontecia livremente, desde que fosse dentro do contexto partidário. “Ditadura perfeita”, nas palavras do escritor peruano Mario Vargas Llosa. O terremoto expôs as chagas profundas da armadura do sistema

Foram destruídas mais de 1.200 fábricas e ateliês de costura. As costureiras trabalhavam horas extras sem compensação, como se nenhuma lei trabalhista existisse. Contribuições previdenciárias e sindicais eram descontadas, nunca depositadas. Haviam sido retiradas mais de 150 costureiras mortas, em uma das fábricas. O resgate descobriu os patrões em ação, salvando equipamentos e demolindo o que restou das estruturas. Não pararam um minuto para investigar se alguma trabalhadora estava nos escombros. O mercado conspirava com o setor público. Indiferentes.

Reunidas em frente de uma fábrica em escombros, um grupo de mulheres. Cena típica do momento. Repetindo-se em quase todas as esquinas. Ataúdes de pinho empilhados na calçada. Altares improvisados com flores, copos de leite, sempre frescas, honravam a Nossa Senhora de Guadalupe. Umas preparavam comida na calçada, outras entrando e saindo nos escombros. Mãos calejadas, ensanguentadas. Procuravam suas companheiras. Tristeza, sofrimento, solidão. Não se ouvia música. O silencio, esta canção sem letra, falando de tudo...

O país havia chegado ao divisor de águas entre o patrimonialismo do PRI e o associativismo livre. O efeito da catástrofe foi além da destruição. Diante do povo, estava um governo ineficiente, corrupto, incapaz de organizar um programa de resgate e reconstrução. A cidadania renasceu, na tragédia das forças incontroláveis e inesperadas da natureza. Um ato de Deus, seguido por um ato do povo...

O domínio do PRI, seus agentes e correligionários, sob todos os aspectos da vida social e econômica do país era real, quase insuperável. Necessitavam conquistar novos espaços. Empoderar grupos da sociedade civil, para tomada e realização de ações. A Sociedad Cooperativa Mexicana de Confección “19 de Octubre”, formada pelas costureiras do bairro “Colonia Obrera”, foi um dos primeiros grupos. Apoiadas por advogados e organizações de direitos humanos, descobriram provas das práticas ilegais trabalhistas. Exumaram arquivos soterrados nos escombros. Localizaram fichas de produção e cartões de ponto. A cooperativa apresentou as evidências ao Tribunal do Trabalho, com uma demanda de indenização. Os proprietários alegaram insolvência, se diziam também vitimas do terremoto. Ofereceram o prédio da fábrica, com os equipamentos ainda operacionais, como compensação. A proposta foi aceita.

Elaboramos com as costureiras, planos para recuperar e viabilizar a fábrica. Asseguramos apoio financeiro não-reembolsável, com doações recebidas das comunidades católicas norte-americanas. Quase tudo estava resolvido. Um pequeno detalhe... As sócias estavam desempregadas. Faltava uma atividade econômica para sobreviverem até a inauguração da fábrica. As costureiras apresentaram uma alternativa. Artistas plásticos mexicanos foram mobilizados, para desenhar bonecas. Todas se chamariam Victoria. Seriam fabricadas pela cooperativa e vendidas ao público, para angariar dinheiro. As bonecas foram exibidas pela primeira vez no Museu Carillo Gil, na Cidade do México, no dia 14 de Dezembro de 1985.

A fábrica começou a funcionar em Abril de 1986, fabricando jeans para Yves Saint-Laurent.

Regressamos ao México em 1996. Missão de apoio técnico e logístico da ONU, a observação eleitoral cidadã. Uma coligação de quinhentas organizações, representando todos os segmentos da sociedade civil mexicana, nossa contraparte durante o período eleitoral. Entre as organizações presentes, as muitas mães da boneca chamada Victoria...

México 1985

BRASIL: Você sabia que 40% do dinheiro da nação é roubado e 60% mal investido?



Por Rui Galdino Filho ( advogado e radialista )
João Pessoa-PB, 21/09/2017

Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. O nosso país continua sangrando e sangrando muito. A Lava Jato e outras operações pelo Brasil a fora, tem mostrado a todos nós, que o roubo do dinheiro público é realmente grande em todos os recantos da nação. E o pior, é que os investigados, denunciados, processados e condenados, com as caras de pau mais lisas do mundo, se dizem honestos e verdadeiros paladinos da moralidade.

Collor e Dilma, sofreram impeachment. Lula, já foi condenado a quase 10 anos de prisão e ainda responde a outros processos criminais. Temer, não governa mais e usa o poder para se proteger e se segurar o máximo possível, até o final de um mandato que não serve mais para o povo brasileiro, e sim, apenas para ele e sua turma. Sem falar num Congresso Nacional, Assembléias Legislativas, Câmaras Municipais, prefeitos e governadores, na sua grande maioria desmoralizados perante à opinião pública e de um Poder Judiciário lento e caro, portanto, injusto.

Na verdade, o Brasil precisa de uma reformulação geral, precisa de mudanças em todo o SISTEMA. As Forças Armadas, as Polícias, o Ministério Público, a Receita Federal e demais órgãos de controle, investigação, fiscalização e segurança, precisam de mais estruturas e melhores salários para seus membros. O Poder Judiciário, precisa de mais julgadores e menos prédios suntuosos. A educação, cultura, ciência, tecnologia, cinema, artes, saúde e segurança, precisam de mais estruturas e melhores salários. A indústria, o comércio, a agropecuária, etc, precisam de mais incentivos, proteção e menos impostos.

O salário mínimo precisa melhorar a cada ano. Os profissionais liberais, autônomos e aposentados, precisam sair do sufoco. E de onde vem o dinheiro para tudo isso? Vem do povo, através dos impostos e taxas como sempre veio. O problema, é a roubalheira e sonegação que é grande demais, por isso, falta dinheiro para tudo. Se o dinheiro do povo fosse bem empregado honestamente, dava para tudo e ainda sobrava.

Por que fazer de tudo para dificultar e até mesmo impedir investigações? Gente, cerca de 40% do dinheiro da nação, do povo, proveniente de impostos, taxas, etc, são “desviados” para o ralo da corrupção e da safadeza em nosso país. Nesta “zorra” chamada Brasil, quando se trata de Estados, Municípios, Distrito Federal e União, não se coloca uma pedra de calçamento e não se faz um serviço, que não sejam superfaturados.


Em nosso país, licitações são dirigidas e fraudadas, escândalos são abafados, CPIs evitadas e quando são instaladas geralmente terminam em pizza, no Judiciário, recursos são intermináveis e duradouros, a BUROCRACIA tem que existir para colaborar e valorizar com toda a safadeza e corrupção, político tem que se eleger e se reeleger sempre até morrer, etc, etc, etc … Tudo isso, até quando?

Quando se fala em CPIs, muita gente fica com os nervos à flor da pele, outros, sequer dormem direito a não ser à base de tranquilizantes, e ainda tem outros, que dizem que CPIs, só serve para fazer palanque político, etc. Bom, seja qual for a desculpa ou a explicação, é preciso entender uma coisa: “Quem quiser mexer com o dinheiro público, não deve temer nada, a não ser que tenha alguma culpa no cartório e ponto final”. Se a pessoa é séria e honesta, então, por que temer investigações?

A cultura da roubalheira do dinheiro público em nosso país é um câncer generalizado. Até parece que não escapa ninguém! Sem falar nas concessões, nas mordomias, nos cartões corporativos, nas imunidades e demais facilidades e oportunidades que o poder oferece e propicia. É muito dinheiro público gasto sem necessidade e também roubado descaradamente dos cofres públicos da nação brasileira. Até quando minha gente, essa situação vai continuar desse jeito?

Só para se ter uma idéia, a União ( governo federal ), arrecada por ano cerca de 2 TRILHÕES DE REAIS, sem falar na arrecadação dos Estados, Municípios e Distrito Federal. Já imaginaram quanto dinheiro??? Já pensou se este dinheiro todo fosse investido corretamente e honestamente em nosso país? Gente, o problema é que quase a metade desse dinheiro todo é ROUBADO e o restante é mal gasto, mal empregado e mal direcionado para as verdadeiras necessidades que o povo brasileiro precisa.

É por isso, que FALTA TUDO em nosso país. Se a nossa saúde, educação, segurança, infra estrutura, cultura, ciência, esportes, saneamento básico, moradias, estradas, etc, etc, etc, vão mal e tem poucos investimentos, é por que, 40% do dinheiro público, está sendo roubado a muito tempo e os os outros 60% que restam, vão para salários, manutenção da máquina pública, mordomias dos políticos, governantes e aderentes, e o que sobra, é para investir muito mal nas necessidades do povo brasileiro.

Minha gente, isso não pode mais continuar dessa forma! É preciso urgentemente estancar essa sangria de 40% da roubalheira e safadeza com o dinheiro público, que hoje beira os R$ 800 BILHÕES/ANO, e empregar melhor os 60% que restam( cerca de R$1,2 TRILHÕES). Já imaginou se estes R$ 2 TRILHÕES/ANO, que o Brasil arrecada, fosse empregado e gasto corretamente em favor do povo? Com certeza o nosso país seria outro bem melhor, mais rico, mais desenvolvido, mais eficiente, mais justo e com melhores salários para todos.

E sem falar na sonegação! E sabe por que se sonega tanto imposto em nosso país? Por que a indústria, o comércio, os profissionais liberais, os autônomos, etc, etc, etc, não suportam mais pagar tantos impostos, e saber que o dinheiro é desviado para o ralo da corrupção e safadeza. Sufocando a cadeia produtiva, comercial e de serviços, e não vindo nada em troca em benefício do povo e do país. CHEGA! O Brasil também precisa de uma grande reforma tributária, com diminuição de impostos e aumento da arrecadação ( cobrando mais de quem pode, cobrando de quem não paga e incentivando a não sonegação ).

Não precisa ser economista “meirelão da vida”, para saber que 1 + 1 = 2 e não a 10! Para saber que a nossa economia vive e gira em torno de 20% do consumo externo e cerca de 80% de consumo interno. E sabe de onde vem estes 80% do consumo interno? Vem das famílias, isso mesmo, das famílias! Então, o governante que se preze, precisa governar com austeridade, honestidade e incentivar e empoderar o poder de compra das famílias.

Recessão, inflação e ajuste fiscal, é pura incompetência, má gestão e roubalheira do dinheiro público. E quem paga o pato, somos todos nós, o povo brasileiro! Gente, veja um pequeno exemplo: Se 1 milheiro de tijolos custa R$ 400 reais, para um particular, não pode custar R$ 1.200, reais para o poder público! Até por que, o poder público ao comprar mais, com certeza, vai ter condições de comprar mais barato, ou seja, em torno de R$ 300 reais. Então, por que pagar R$ 1.200 reais, se o poder público pode comprar por R$ 300 reais? Eis a questão, é aí onde se encontra toda a safadeza e corrupção em nosso país!

Então minha gente, o Brasil tem solução sim e solução rápida, pois, somos um país rico, abençoado por Deus, com uma natureza exuberante, com um povo bom, alegre e trabalhador. Além disso, temos também MUITO DINHEIRO, o problema, é que este dinheiro todo, 40% está sendo roubado e 60% mal empregado a muito tempo. E sabe quantas vezes a grande maioria dos atuais políticos e governantes brasileiros querem mudar isso? NENHUMA! Pois, vivem se elegendo e se reelegendo de acordo com essa realidade, ótima para ELES e péssima para o BRASIL.

Por isso, para que tenhamos um NOVO Brasil, defendo primeiramente e urgentemente, o FIM de toda e qualquer REELEIÇÃO em nosso país, através de LEI, pois, não podemos mais, permitir formação de oligarquias e de políticos profissionais, que só pensam em si, nos seus interesses e se perpetuarem no poder. Acabando com todo tipo de REELEIÇÃO, teremos uma renovação permanente e de 100% a cada mandato eletivo, e assim sendo, todas as demais mudanças que o Brasil necessita, virão por gravidade e de maneira espetacular.

É preciso deixar bem claro, que com esta “TURMA” toda que aí está, com raríssimas exceções, NADA mudará a curto prazo em nosso país, e para “eles”, quanto mais tempo no poder melhor, e para nós, o povo brasileiro, pior! Então, não adianta gritar, protestar, ir para ruas, bater panelas, etc, etc, etc, e permitir que “eles”, que se dizem nossos representantes e verdadeiros paladinos da moralidade e dos bons costumes, continuem no poder. CHEGA de tanta safadeza, corrupção, atraso e caras de pau!

O Brasil precisa de um NOVO tempo, com governantes honestos e que não queiram seguir carreira profissional na política. Por isso, o FIM de qualquer tipo de REELEIÇÃO é fundamental e urgente. No momento em que o Brasil passar a comprar 1 milheiro de tijolos por R$ 300 reais e não por R$ 1.200 reais; no momento em que o Brasil passar a empoderar o poder de compra das famílias, etc, aí sim, começaremos a ter uma nova nação e um novo país.

Caso contrário, pouco ou quase nada mudará. Lembre-se: “ o governante honesto e decente, não deve temer nenhum tipo de investigação, nem tão pouco, trabalhar nos bastidores para evitar investigações. O Brasil precisa soltar os “ladrões de galinhas”, que superlotam os nossos presídios e são vítimas de uma realidade social degradante e injusta. Por isso, o Brasil precisa punir exemplarmente os seus verdadeiros pusilânimes, algozes, com prisões, devolução do dinheiro do povo e confisco de bens. Na verdade, precisamos fazer valer o que está estampado na nossa bandeira: ORDEM E PROGRESSO. Viva um NOVO Brasil!

Raimundo Lira não ‘abandona barco’ do Senado e aconselha JM a pedir licença para Dona Nilda assumir




Um gesto de cortesia foi proposto ao senador Raimundo Lira. Ele teria que se afastar do cargo de senador para que Tavinho Santos assumisse, com uma forma de fortalecer o partido na capital. O “gesto de cortesia” que foi proposto ao senador Lira foi intermediado pelo senador José Maranhão, que chegou a dizer que a mudança traria benefícios para todos e seria uma homenagem à João Pessoa, ter um senador de lavra própria.

Lira mandou uma direta certeira: “Minha forma de homenagear João Pessoa é trabalhar pela gestão. Trouxe R$70 milhões para ajudar o prefeito Luciano Cartaxo a restaurar a Barreira do Cabo Branco. Homenageio João Pessoa como relator da emenda de bancada que trouxe R$150 milhões do Ministério dos Transportes para a terceira faixa no trecho João Pessoa/Cabedelo”.

Para deixar ainda mais claro, Lira disse que não poderia sair pois é líder do PMDB no Senado Federal: “Que tipo de líder eu seria se abandonasse o partido nesse momento?”.

Mas sobre o quesito homenagens, Lira faz uma sugestão: “Maranhão deveria homenagear Campina Grande e pedir uma licença para que Dona Nilda assuma”, disse se referindo a suplente de Maranhão, Nilda Gondim.

Ricardo desafia Cartaxo sobre CPIs: “Não temo nada, diferentemente do atual prefeito de João Pessoa”

Jose Marques
Jose Marques


Socialista comentou sobre os pedidos que começaram a tramitar na CMJP e disse que os vereadores devem ficar à vontade para decidir de assinam ou não os requerimentos

Por: Blog do Gordinho

O governador Ricardo Coutinho (PSB) garantiu nesta quinta-feira (21) não temer nenhuma investigação em relação ao tempo em que foi prefeito de João Pessoa. Em entrevista a uma rádio da Capital, o socialista comentou sobre os pedidos de CPIs que começaram a tramitar na Câmara Municipal e disse que os vereadores devem ficar à vontade para decidir de assinam ou não os requerimentos.

“Não tenho nenhum problema com investigação, absolutamente nenhum. Já houve pedidos antes e se eu fosse vereador assinava na hora”, garantiu. Coutinho ainda afirmou já ter pedido aos parlamentares que são da sua corrente política para assinarem pedidos “exatamente porque é um atestado de que eu não temo nada, diferentemente do atual prefeito de João Pessoa que morre de medo de explicar as 200 mil toneladas de lixo da Lagoa”.

Em relação a este assunto, o governador alfinetou o gestor pessoense ao falar sobre as obras da Lagoa que estão sob investigação da Polícia Federal, especificamente sobre a retirada de lixo do local. “Isso não existe. Se isso fosse verdade dentro da Lagoa teria hoje uma profundidade de um prédio de 17 andares. Recentemente uma pessoa cruzou a Lagoa andando. Não tiraram nada de lixo. O lixo é outro, é da safadeza”, afirmou.

O governador ainda criticou a construção de um túnel que, segundo ele, não teria necessidade. “Era apenas continuar o túnel que já existia. Se possível continuar o projeto que já deixei pronto, com bem menos dinheiro. Fizeram um novo túnel que não terminou, inclusive colocando em risco as lojas”, avisou. Ele voltou a falar sobre os pedidos de CPI e garantiu desafiar o prefeito Luciano Cartaxo (PSD). “Eu não tenho problema com CPI, eu estou desafiando. Agora, não use isso para tentar impedir a investigação da Lagoa. Porque a investigação da Lagoa não tem para onde correr. Não tem como conter essa verdade”.

Sidebar Menu