Estatisticas do blog

No momento, 7 usuário(s) está(ão) lendo este blog. No total, 3604639 pessoas visitaram esta página.

Clima tempo

Twitter

Publicidade

Notícias

Clima/Tempo

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    As belas do domingo - Fotos









    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Fundac realizará concurso público; serão 400 vagas de sócio-educadores




    "Estamos elaborando um Plano de Cargos, Carreira e Remuneração e devemos fazer um concurso", disse Sandra.

    A Fundação Estadual da Criança e do Adolescente (Fundac) tem a previsão de realizar um concurso público no ano que vem para preenchimento de mais de 400 vagas de sócio-educadores. A informação foi dada pela presidente da entidade, Sandra Marrocos, ontem à noite durante a audiência realizada na Fecomércio, em João Pessoa, da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a violência contra jovens negros e pobres. Sandra, que compôs a mesa dos trabalhos, aproveitou a ocasião para defender o trabalho da Fundac e do Centro Educacional de Jovens (CEJ), criticados recentemente pelo Conselho Estadual de Direitos Humanos.

    "Nós herdamos uma estrutura precária e estamos trabalhando para melhorá-la. Temos sócio-educadores que são servidores temporários, sim, mas estamos elaborando um Plano de Cargos, Carreira e Remuneração e devemos fazer um concurso. Abrimos uma sindicância para apurar excessos porque eu não tolero e o CEJ não pratica violência contra os internos. Se houve, quem cometeu vai responder. Mas, chamamos o Conselho [Estadual de Direitos Humanos] para participar da sindicância e ele se negou. Faço um novo apelo e gostaria que eventuais problemas fossem comunicados a mim antes de serem enviados à imprensa", disse ela.
    O episódio ao qual Sandra fez referência foi o fato de o Conselho Estadual de Direitos Humanos ter divulgado um relatório e denunciar a existência de porretes com o nome "Direitos humanos" e "ECA" no CEJ: "Esse material foi encontrado na minha presença, um dia depois de uma rebelião. Foi uma circunstância peculiar e está sendo investigada", disse Sandra.

    O Padre Xavier, do CEDH, no auditório da Fecomércio, se manteve exibindo um dos porretes encontrados no CEJ e respondeu a Sandra que o Conselho não participaria da sindicância porque se colocava no papel de testemunha do ocorrido.

     


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Marcha das Vadias reúne centenas de pessoas no PR contra o machismo




     

    Grupo protesta contra o machismo, a homofobia, o racismo e outras formas de opressão. (Foto: Adriana Justi / G1)Grupo protesta contra o machismo, a homofobia, o racismo e outras formas de opressão (Foto: Adriana Justi / G1)

    Centenas de pessoas participam neste sábado (4) da quinta edição da Marcha das Vadias em Curitiba. A concentração teve início às 10h30, na Praça 19 de Dezembro, no Centro da capital paranaense. O grupo vai percorrer as principais ruas da região central da cidade, protestando contra o machismo, a homofobia, o racismo e outras formas de opressão.

    As mulheres não se intimidaram com a mínima de 6º C registrada em Curitiba e tiraram as blusas em defesa da causa. Os manifestantes seguirão até a Boca Maldita, onde encerrarão a Marcha.

    O tema desta edição é "Vadias sabotando o Estado". Além disso, a Marcha critica a frase pronunciada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), que disse "O aborto só será votado por cima do meu cadáver".

    A estudade Camila Moreira participa pela primeira vez da Marcha das Vadias (Foto: Adriana Justi/G1)A estudade Camila Moreira participa pela primeira
    vez da Marcha das Vadias (Foto: Adriana Justi/G1)

    Para a estudante Camila Moreira, de 19 anos, a Marcha ajuda a chamar a atenção das pessoas para o feminismo. "O feminismo não é brincadeira, não é coisa de mulher desocupada, o feminismo é importante para gente construir uma sociedade em que equidade de gênero seja fundamental para todas as pessoas", diz.

    O designer Márcio Martins, que participa desde a primeira edição da Marcha, pede que a sociedade ajude as mulheres na luta contra o machismo.

    "O machismo e o patriarcado continuam colocando muitas mulheres como uma cidadã de segunda categoria, deixando que as mulheres sejam discriminadas, violentadas, estupradas, o que fica muitas vezes na impunidade. Curitiba, assim como qualquer outra capital brasileira, tem a situação do machismo, que é muito grande", opina.

    Os participantes também protestam contra a ação policial realizada no dia 29 de março, no Centro Cívico, quando mais de 200 pessoas ficaram feridas durante manifestação dos professores.

    "O nosso objetivo é protestar contra o machismo. Mas, no protesto do dia 29 de abril, a maioria eram mulheres que estavam lá, eram professoras que estavam lutando pelos seus direitos, e foram tratadas a balas. A maioria da sociedade trata as mulheres com diferença. Querendo ou não, elas são diferenciadas", opina a professora Kelly Machado.

    O designer Márcio Marins participa da Marcha das Vadias desde a primeira edição (Foto: Adriana Justi/G1)O designer Márcio Marins participa da Marcha das Vadias desde a primeira edição (Foto: Adriana Justi/G1)

    Como surgiu
    O movimento surgiu no Canadá, em 2011 após uma onda de estupros ocorridos na Universidade de Toronto, quando um policial convidado para orientar sobre segurança, disse que as mulheres poderiam evitar o estupro se "não se vestissem como vadias".

    Essa fala gerou indignação e diversos protestos que culminaram na primeira Marcha das Vadias. O movimento, que se espalhou pelo mundo, questiona a cultura de responsabilizar as mulheres em casos de agressão sexual.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Decretada prisão preventiva de investigados por desvios de R$ 18 milhões na PB




     
    Prisões provisórias, que já haviam sido prorrogadas, foram convertidas em preventivas; suspeitos foram presos na operação ‘Andaime‘, que investiga uma quadrilha especializada em fraudar licitações

    Sede da Justiça Federal em Sousa, no Sertão da PB
    Continuarão presas as sete pessoas detidas na operação ‘Andaime’ por força de mandado de prisão provisória, que já havia sido prorrogada uma vez e cujo prazo de 10 dias terminaria neste domingo (5). A operação investiga uma quadrilha especializada em fraudar licitações em obras e serviços de engenharia de 16 prefeituras da Paraíba.

     Portal Correio

    O juiz Adrian Soares Amorim de Freitas, da 8ª vara Federal de Sousa, no Sertão, a 438 km de João Pessoa, acatando pedido do Ministério Público Federal, converteu, no final da manhã deste sábado (4), as prisões provisórias em prisões preventivas.

    A partir de agora, todos os envolvidos na primeira fase da operação, em um total de 10 pessoas, estão presos preventivamente, já que desde o início haviam sido decretadas três prisões preventivas.

    A operação ‘Andaime‘ foi deflagrada na sexta-feira, 26 de junho de 2015, numa ação conjunta do MPF, CGU e PF. Estima-se em R$ 18.337.000 o montante de verbas federais alcançadas pelos suspeitos.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Ex-governador defende candidatura própria do PMDB em JP e descarta aliança com PSDB: “Não concordo




    O ex-governador da Paraíba Roberto Paulino, do PMDB, descarta totalmente alguma possibilidade de aliança com o PSDB para a disputa no pleito eleitoral de 2016. Mesmo acreditando que o partido tenha que fazer alianças, Paulino não vê qualquer tipo de parceria com ‘tucanos’.

    Na disputa pela prefeitura do município de Guarabira, o peemedebista já declarou apoio ao empresário João Rafael, caso o mesmo venha a filia-se ao PMDB e seja candidato pelo partido. “Acho que João seria um bom nome”, disse Roberto Paulino durante entrevista concedida à Rádio Rural.

    A executiva da legenda reuniu-se na última segunda-feira (29) e segundo o ex-governador, a legenda deverá ter candidato na disputa pela Prefeitura Municipal de João Pessoa. “Não podemos abrir mão, onde o PMDB tem potencial, de ter candidatura própria”, disse o ex-governador.

    Roberto Paulino defende alianças com o PT e com o PSB apenas no 1º turno e fez questão de deixar claro que a legenda deve atuar como protagonista. “Quem quiser compor chapas conosco estamos abertos, no entanto, o PMDB como maior partido da Paraíba, com uma grande bancada federal e estadual e dois senadores não pode ficar a reboque de nenhum partido”, frisou Paulino.

    Líder do PMDB na região do Brejo paraibano, Roberto Paulino concluiu dizendo que não vê possibilidade alguma de aliança com o PSDB no estado. “O PMDB já possui uma aliança nacional com o PT e estadual com o PSB. Não sou favorável à aliança com o PSDB, não tenho simpatia e já demonstrei isso em 2014. Não concordo”, disse o ex-governador.

     


    PB Agora


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    PT nacional posta matéria contra Cássio




    CÁSSIO
    O site do PT Nacional postou uma matéria criticando a postura do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e destacando problemas do tucano com a Justiça Eleitoral. O paraibano é líder do PSDB no Senado Veja:

    Tucano cassado e com passado “ficha suja” estimula golpe contra Dilma
    “Não tem respeito e nem moral”, diz Sibá Machado (PT-AC), em resposta aos ataques de Cássio Cunha Lima à presidenta Dilma Rousseff

    O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) é um dos responsáveis por encampar uma campanha ferrenha contra a presidenta Dilma Rousseff. A tentativa de instaurar um golpe contra o governo do PT está cada vez mais acirrada; e inclui ameaças na internet. A postura do tucano em pedir a destituição de Dilma do poder é questionada no meio político, que relembra o passado manchado por condenações na Justiça.
    Cunha Lima teve o mandato de governador da Paraíba cassado em 2009 pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na época, pesou contra o tucano acusações de compra de votos. O senador foi responsabilizado pela distribuição de 35 mil cheques de R$ 150 e R$ 200 para pessoas carentes durante o período das eleições de 2006. Os valores distribuídos somavam aproximadamente R$ 3,5 milhões, segundo a denúncia.

    O deputado Luiz Couto (PT-PB), o tucano é imprudente ao atacar a presidenta. “Na realidade, quem entende de cassação é Cássio”.

    “Não existe nada com relação a nossa presidenta! Eles estão tentando agora encontrar um boi de piranha, mas não vão conseguir. Podem falar, porque é um direito que cada um tem, agora a Justiça não vai nessa conversa fiada da oposição”, assegurou.

    Devido à cassação, Cunha Lima entrou para a lista dos candidatos “fichas suja”. Entretanto, conseguiu se eleger ao senado em 2010 porque o Supremo Tribunal Federal (STF) entendeu, à época, que a Lei da Ficha Limpa não teria validade para aquelas eleições.

    Em 2014, mais uma vez sua candidatura ao governo da Paraíba foi questionada pela Justiça Eleitoral. O tucano, no entanto, conseguiu novamente o direito de disputar as eleições, sendo derrotado por Ricardo Coutinho (PSB).

    Em pesquisa da “Revista Veja”, divulgada no final de 2014, sobre o “Ranking do Progresso”, uma avaliação do desempenho dos senadores e deputados que atuam com seriedade, apontou que os tucanos Cássio Cunha Lima e Aécio Neves foram os piores legisladores do ano. Cunha Lima ocupou a 73ª posição, na sequência veio Aécio Neves com 74ª.

    O líder do PT na Câmara, Sibá Machado (AC), foi categórico e pediu o fim da “hipocrisia” os discursos de Cunha Lima. “Ele teve o nome sujo por compra de votos. Foi cassado. Não tem respeito e nem moral. Não é digno de tocar em assuntos dessa natureza”, declara.

    MaisPB


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Parte do PMDB sonda tucanos sobre impeachment de Dilma




    michel temer
    Em meio ao processo de descolamento do governo Dilma Rousseff, representantes do PMDB passaram a procurar integrantes da cúpula do PSDB para sondá-la sobre um apoio no caso de o vice-presidente da República, Michel Temer, assumir o comando do governo no lugar da petista em um eventual processo de impedimento.

    Há cerca de dez dias, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi o primeiro a ser procurado por um integrante da Executiva Nacional do PMDB para saber sobre a possibilidade de uma aliança informal neste momento. Segundo um peemedebista que teve acesso às conversas, o tucano teria dito que apoiaria uma coalizão em torno de Temer. Ao Estado, o ex-presidente disse:

    “Não estive em conversa alguma sobre esta questão, nem caberia a mim cogitar do que não está em pauta, apesar de estar preocupado, como qualquer brasileiro, com a instabilidade atualmente prevalecente na política nacional”.

    Além de FHC, o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), foi sondado sobre um possível apoio a um mandato presidencial de Temer por integrantes do PMDB. Para esses peemedebistas, Dilma dificilmente escapará no segundo semestre do processo no Tribunal de Contas da União (TCU) sobre as chamadas “pedaladas fiscais” nas contas do governo em 2014.
    Segundo peemedebistas, a sondagem a Aécio ocorreu nesta semana, e o tema central foi o processo no TCU. O tribunal deve se reunir entre agosto e setembro para julgar o caso. A reportagem procurou a assessoria de imprensa de Aécio, mas não obteve resposta até esta edição ser concluída.

    Delação. Outro fator de instabilidade contra o governo é a delação premiada do dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa, alvo da Operação Lava Jato que está hoje em prisão domiciliar. Trechos da colaboração do empreiteiro vieram a público e citam ministros do núcleo duro do Planalto – os titulares da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, que foi tesoureiro do comitê à reeleição de Dilma – como receptores de recursos de caixa 2 para campanhas eleitorais.

    Na quinta-feira, os dois ministros rebateram ataques de lideranças do PMDB e tentaram conter movimentações na legenda pela saída de Temer da articulação política. Em meados de junho, em reunião no Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-Presidência, Mercadante havia pedido a saída do vice do posto estratégico.

    As movimentações do PMDB, segundo relatos, não têm sido orquestradas por Temer, que vive sob pressão de setores do partido para deixar a articulação política do governo nos próximos meses.

    O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), defendeu essa alternativa. A principal queixa pública do partido tem sido a falta de respaldo do Planalto nos acordos negociados pelo vice-presidente com integrantes da base aliada, sobretudo as promessa de cargos e a liberação de emendas parlamentares.

    Um discurso que deverá ser encampado nos próximos dias por alguns peemedebistas é que os problemas enfrentados na articulação política podem inclusive atrapalhar as pretensões do partido em lançar uma candidatura própria nas próximas eleições presidenciais, uma vez que a legenda passaria a imagem para potenciais aliados de que o partido não é cumpridor de promessas.

    Estadão


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Chuva forte: um morre e outro fica ferido em acidentes na BR e casas alagam em JP




     

    As chuvas da manhã deste sábado na Paraíba deixaram o saldo de um morto em um acidente, um ferido em um capotamento com uma viatura da Polícia Militar e um alagamento que atingiu casas no Alto do Mateus.


    Na BR 230, sentido João Pessoa / Campina Grande, um jovem de 23 anos, estava acompanhado de sua companheira e uma filha de cerca de um ano de idade. Ele perdeu o controle do veículo que saiu da pista e ele morreu na hora, próximo ao distrito do Cajá, em Caldas Brandão. As passageiras não se feriram.

    Ainda na BR 230, uma viatura da Polícia Militar também se envolveu em um acidente. O veículo saiu da pista e uma pessoa ficou ferida.

    No Alto do Mateus, uma galeria entupiu, a água transbordou e invadiu duas casas no local. De acordo com a Defesa Civil, não foi necessária a remoção de famílias e a situação está sobre controle.

    A Emlur foi chamada para resolver o problema na galeria de forma que o escoamento seja mantido.

    Outros pontos de alagamentos também foram detectados em João Pessoa, como as áreas próxima ao terminal Rodoviário do Varadouro, a Principal dos Bancários, um trecho da Avenida Pedro II, sobre o viaduto da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), porém ainda no final da manhã os pontos de alagamento já estariam secos.
    No Brejo, a feira e o mercado da cidade de Guarabira ficaram completamente alagados


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Mais uma pessoa é acometida da doença rara que matou escrivã de polícia na PB





    Na cidade de Cajazeiras, Brenda Gomes também foi acometida de uma síndrome rara, Guillian Barré, a mesma que vitimou fatalmente no mês de maio deste ano a escrivã da Polícia Civil, Luciene Galdino de Souza.


    Brenda comunicou que fez um intenso tratamento no Hospital Santo Antonio, na cidade de Barbalha, Estado do Ceará e está curada.
    Mesmo submetida a longo repouso, inclusive 30 dias sem receber nenhuma visita, a cajazeirense comemorou a vida e disse ser fruto de um milagre de Deus.


    A jovem terá 60 dias para total recuperação, segundo diagnóstico médico, mas após os 30 dias já está apta a receber visitas. Ela teve alta médica nessa quinta-feira (02).
    O namorado da jovem, José Lucas Abreu agradeceu a Deus, a família e os amigos pelo apoio e orações a Brenda Gomes. O casal faz parte de grupos de orações da paróquia São João Bosco.

    O que é?

    A Síndrome de Guillain-Barré é uma doença rara na qual os nervos periféricos se deterioram. Estes nervos enviam mensagens do cérebro para os músculos, instruindo-os a se moverem e também levam sensações como: dor, prazer, gosto, etc., para o cérebro. Em 2010, uma pesquisa realizada pela UFRJ, constatou que o vírus da Dengue pode ser um dos causadores (visto que 1,4% das pessoas com dengue desenvolveram a síndrome).

    O dano de um nervo causa freqüentemente fraqueza muscular (muitas vezes chegando a causar paralisia total), e pode causar anormalidades de sensação, inclusive dor, formigamento, sensação de “comichão na pele”, ou até desequilíbrio.
    Diário do Sertão




    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Mandado de segurança contra votação da maioridade será concluído terça-feira




     

    O mandado de segurança que está sendo preparado por deputados que questionam a condução de votações polêmicas pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o resultado da votação da redução da maioridade penal deve ser entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF) até o final da próxima semana, segundo assessores. O grupo que volta a se reunir na terça-feira (7), pretende concluir o texto e começar a coleta de assinaturas no mesmo dia...

    Assim como têm sido cautelosos em não divulgar detalhes do conteúdo do mandado, os deputados liderados por nomes como o do vice-líder do PT, Alessandro Molon (RJ), também evitam prever quantos parlamentares vão aderir à medida. Eles querem uma posição da Justiça sobre atos praticados por Cunha que, na opinião dos parlamentares, ferem um parágrafo do artigo 60 da Constituição Federal. A lei proíbe, no mesmo ano, a analise de uma matéria de proposta de emenda constitucional que tenha sido rejeitada ou prejudicada.

    Cunha repetiu esta semana o que já tinha feito em votações de dispositivos do projeto que tratou da terceirização e do financiamento de campanha na Reforma Política. O estopim para a reação de parlamentares do PT, PCdoB, PDT, PSB, PPS, PV, PROS e PSOL foi a aprovação da proposta de redução da maioridade penal. Esta semana, o plenário da Câmara aprovou texto que reduz para 16 anos a idade mínima para que jovens sejam punidos como adultos, quando praticarem crimes hediondos - como estupro, sequestro, latrocínio e homicídio qualificado – estiverem envolvidos em casos de homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte.

    A votação do tema que se arrasta há 22 anos no Congresso já seria história pela polêmica decisão, mas as tensões foram ainda mais intensificadas pela forma como a proposta avançou. Apesar de ter avançado em primeiro turno, a redução da maioridade promete produzir novos capítulos dentro e fora do Legislativo. Em menos de 24 horas, os parlamentares rejeitaram e depois aprovaram a mudança na legislação penal.

    A diferença entre um texto e outro limitou-se aos tipos de crimes previstos. Na proposta vitoriosa que surgiu como uma emenda aglutinativa – que reúne o conteúdo de outras emendas ou com texto de proposição principal que deu origem ao assunto -, foram retirados tráfico de drogas e roubo qualificado. A semelhança entre o que foi aprovado e o parecer substitutivo do deputado Laerte Bessa (PR-DF), costurado pela comissão especial que se debruçou sobre o assunto, provocou uma reação imediata, principalmente dos que são contrários à mudança.

    Luiza Erundina (PSB-SP) ingressou no movimento de contrários a redução da maioridade pelas redes sociais #AnulaSTF. “Assistimos ao maior escândalo contra a democracia ao Estado de Direito dos últimos anos. E hoje dizemos: anula STF”, destacou. Henrique Fontana (PT-RS) chamou Cunha de imperador e o acusou de ter praticado um golpe. Molon alertou que esta conduta faz com que o “dono da agenda” tenha poder absoluto para definir qual matéria será ou não aprovada, corroborando com a acusação feita pelo deputado Glauber Braga (PSB-RJ) que, no plenário, afirmou que se a decisão não agrada a Cunha, “vossa excelência coloca em votação até a vontade de vossa excelência prevalecer”.

    Eduardo Cunha reagiu em plenário e pelos corredores da Câmara e explicou que a matéria que foi rejeitada na madrugada de quarta-feira foi um substitutivo, e sendo rejeitada retorna a votação a proposta original e as emendas feitas a ela. Seguro sobre a legalidade das votações, o presidente da Câmara disse que o STF não interfere no processo legislativo e deve apenas analisar a constitucionalidade ou não da lei final. Ele reforçou inúmeras vezes que “não é a mesma matéria”.

    E acrescentou: “É uma matéria da qual foi votado o substitutivo. Esse substitutivo foi rejeitado. Resta a proposta original com as sua emendas e seus destaques e as suas apensadas".

    Um dos autores da emenda aglutinativa aprovada, o líder do PSD na Câmara, Rogério Rosso Rogério (DF), atacou o governo que, na sua opinião, não levou em consideração a maioria da base. Beto Mansur (PRB-SP) ainda complementou: defendeu a redução da idade mínima penal, mas alertou que isto não resolve o problema totalmente e é preciso aumentar esforços para melhorar a educação de crianças e adolescentes.

    A redução da maioridade ainda não está definida. O texto ainda precisa passar por um segundo turno de votações na Câmara para ser enviado ao Senado, onde também terá dois turnos de votação. O líder do PT no Senado, Humberto Costa, antecipou que vai buscar reforço para alterar o texto.

    -


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Que tem a oferecer o PSDB?, pergunta a plateia


    Fábio Braga - Folha
    Fábio Braga - Folha


    Josias de Souza 


    O governo Dilma Rousseff está tonto. Lula cavalga uma agenda vencida. E o PT virou máquina coletora de pixulecos, como o ex-tesoureiro João Vaccari Neto chamava as propinas que embolsava. Contra esse pano de fundo, o PSDB realiza sua convenção nacional neste domingo convencido de que o petismo vai à próxima sucessão presidencial —em 2018 ou antes— como força favorita a fazer de um tucano o novo presidente do Brasil. Esse tipo de triunfalismo costuma levar à imobilidade, não à vitória.

    Aécio Neves fica na presidência do partido até 2017. Mas já não é o candidato natural ao Planalto. Terá de tourear dois inimigos cordiais: Geraldo Alckmin, que também ambiciona a Presidência; e José Serra, candidato a estorvo. O estatuto da legenda prevê a realização de eleições prévias. Todos querem fazer prévias. Mas ninguém regulamenta as prévias. O tucanato ainda não aprendeu que as regras são sempre menos perigosas do que a imaginação. Sem elas, chega-se à autofagia.

    Mesmo que se admita que a presença de Dilma no volume morto leva água para o moinho que abastece o ninho, os tucanos não estão desobrigados de responder à pergunta que o eleitorado faz aos seus botões: o que diabos o PSDB tem a oferecer? Num instante em que Lula faz pose de líder da oposição, Renan e Cunha reivindicam o título de herois da resistência, o PMDB prepara o desembarque e até o TCU grita “basta”, o PSDB desperdiçará sua hora se achar que pode vencer apenas falando mal dos antagonistas e embrulhando sua raiva para presente.

    Retirado do poder federal em 2002, o PSDB não conseguiu construir em 13 anos um ideário que pudesse ser chamado de programa alternativo. Hoje, o tucanato está acorrentado ao projeto-novela-das-nove, no qual o mocinho tucano percorre uma trilha ladrilhada com pedrinhas de brilhantes, cabendo à plateia apenas acompanhar o enredo e torcer pelo final feliz. Isso pode lotar páginas de jornal. Mas o que encherá as urnas será o sonho da prosperidade, que inclui pelo menos: controle da inflação, religamento das caldeiras da economia e o fechamento do porão de imoralidades pluripartidárias.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Em entrevista na Record News Ricardo Coutinho aponta caminhos para o Brasil





    Postado por Tião Lucena


    Em entrevista ao jornalista Heródoto Barbeiro, na edição do Jornal Record News exibida na noite desta sexta-feira (3), o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, analisou a situação de retração da economia enfrentada pelo país. Líder reconhecido nos encontros regionais e nos diálogos com a presidente da República, Ricardo apontou como caminho para a retomada do crescimento a conclusão das obras de transposição do São Francisco e mais investimentos para os nove Estados nordestinos.

    “O grande desafio do Brasil é compreender que o Semiárido não é um problema. O Semiárido tem que ser visto como solução, e isso vale para o Nordeste como um todo. O Nordeste se desenvolve 27% acima da média do crescimento do PIB [Produto Interno Bruto – resultado financeiro da soma de todos os bens e serviços produzidos no país], ou seja, ele é uma solução. O país avança, indiscutivelmente, com a industrialização do Nordeste”, aponta.

    Ainda sobre desafios, Ricardo ressaltou o de governar diante do atual cenário econômico. “Você não pode ter uma despesa, que aumenta a cada ano, e uma diminuição de receita que perde para a inflação do ano, mas que também cai em função da retração, em um momento muito delicado”, e alertou: “Não vale tudo para alcançar uma determinada meta, a economia precisa sobreviver”.
    Assista o vídeo aqui.

    O governador da Paraíba também falou sobre o impacto das medidas do ajuste fiscal reforçando a garantia da presidente da República de que não faltarão recursos para o enfrentamento da crise hídrica. “Impacta, por exemplo, no conjunto de obras em parceria com o governo federal. No diálogo que tivemos [governadores do Nordeste] com a presidente Dilma, nos foi dito e acertado que não haveria cortes na questão da infraestrutura hídrica para o Semiárido”, e destacou os avanços da política social brasileira:

    “O Nordeste está há quatro anos com a pior estiagem dos últimos 80 anos. Não aflorou a fome, como em outras épocas, e é sinal que o Brasil deu um passo importante, mas é fundamental que a gente conclua os grandes investimentos, e o maior deles é a Transposição do São Francisco. É uma obra que anda e será concluída, não tenho dúvida disso”, assegurou Ricardo Coutinho.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Dono da UTC diz que repassou R$ 1 milhão a Lobão





    UESLEI MARCELINO: 
    Em delação premiada, o dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa, disse que procurou o senador Edison Lobão (PMDB-MA), quando era ministro de Minas e Energia, para pedir que houvesse interferência política em favor dos interesses do consórcio responsável pelas obras da usina nuclear Angra 3; em troca, o empreiteiro afirmou ter repassado R$ 1 milhão ao então ministro, em duas ou três parcelas; advogado de Lobão, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, disse que os depoimentos de Pessoa carecem de respaldo jurídico

    Maranhão 247 - Documentos obtidos pelo Jornal Nacional apontam que o dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa, declarou ter pagado R$ 1 milhão para o senador Edison Lobão (PMDB-MA), quando ele era ministro de Minas e Energia.

    Em delação premiada do empreiteiro, durante as investigações da Operação Lava Jato, Pessoa disse que procurou Lobão, enquanto ele era ministro de Minas e Energia, para pedir que houvesse interferência política em favor dos interesses do consórcio responsável pelas obras da usina nuclear Angra 3 - o funcionamento do empreendimento, orçado em mais de R$ 15 bilhões, está previsto para ter início em 2018.

    A UTC, empresa de Pessoa, faz parte do consórcio responsável pela obra. Em troca, o empreiteiro afirmou ter repassado R$ 1 milhão a Lobão, em duas ou três parcelas.

    O advogado de Lobão, Antonio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay, informou que Pessoa não apresentou provas e que os depoimentos não possuem qualquer respaldo jurídico.

    De acordo com o defensor, o parlamentar jamais autorizou qualquer pessoa a falar em nome dele e que irá esclarecer os fatos quando tiver acesso aos depoimentos.

    Em seu depoimento, Pessoa disse, ainda, que as negociações aconteceram em duas reuniões oficiais entre maio e julho de 2014, quando Lobão teria indicado o nome de André Serwi para receber pagamentos em seu nome.

    Os documentos apontam que o empreiteiro afirmou aos investigadores da Lava Jato que Lobão tinha uma relação de muita proximidade com a família de Serwi. O empreiteiro também afirmou que o pai de Serwi e Lobão foram sócios na década de 1970.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 05.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Chefe da PF: ‘Lava jato prossegue doa a quem doer‘





    O diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, deu demonstração de independência da PF em relação ao governo e afirmou neste domingo, 5, que as investigações da Operação Lava Jato irão continuar, com "o ministro José Eduardo Cardozo na Justiça ou não"; "A PF é uma instituição sólida, temos uma estrutura que se consolidou nos últimos anos, e uma cultura de polícia legalista", afirmou o diretor; questionado sobre os grampos ilegais implantados na cela do doleiro Alberto Youssef, Daiello afirma que o fato está sendo investigado, mas que não vislumbra que as escutas possam gerar nulidade na Lava Jato; "A operação é muito bem construída, com robustez das provas, que segue seu trajeto dentro do padrão das operações da PF"; segundo ele, a Lava Jato vai continuar "até se exaurir"

    247 - O diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, afirmou em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo neste domingo, 5, que as investigações da Operação Lava Jato irão continuar, "doa a quem doer". "Nós investigamos fatos, não pessoas. Aonde os fatos vão chegar é consequência da investigação, doa a quem doer".

    Mesmo com a pressão de setores do PT sobre o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, acusando a PF de direcionamento político nas investigações, Leandro Daiello disse que a operação irá continuar com "o ministro José Eduardo Cardozo na Justiça ou não".

    "Se o ministro vai ou não ficar é uma questão que afeta o Ministério da Justiça e a Presidência, não a PF. A PF é uma instituição sólida, seguirá sua vida com Cardozo ou sem Cardozo, com Daiello ou sem Daiello. Nós temos uma estrutura que se consolidou nos últimos anos, uma doutrina de polícia, de investigação, e uma cultura de polícia de Estado e de polícia legalista", afirmou o diretor.

    Daiello enfatizou que o Eduardo Cardozo jamais o procurou para "maneirar" nas investigações sobre qualquer suspeito ligado ao governo. "O ministro tem uma conduta totalmente republicana e é extremamente legalista, como o diretor-geral da PF também é", contou.

    Sobre os grampos ilegais implantados pelo agente Dalmey Fernando Werlang na cela do doleiro Alberto Yousseff a mando do superintendente da PF em Curitiba, Rosalvo Ferreira Franco, e dos delegados da Operação Lava Jato Igor Romário de Paula e Márcio Adriano Anselmo, o diretor da Polícia Federal afirmou que o fato está sendo investigado.

    "Toda e qualquer conduta duvidosa é apurada de imediato pela Corregedoria. Estamos apurando se o fato existiu e se foi ilícito administrativo ou penal", afirmou Daiello, completando que a suposta ilegalidade não tem capacidade para anular a Lava Jato. "Não vislumbro nada nesse suposto fato que possa levar à nulidade da Lava Jato. A operação é muito bem construída, com robustez das provas, que segue seu trajeto dentro do padrão das operações da PF".

    Questionado até onde vai a Lava Jato, Leandro Daiello afirmou: "Vai até exaurir. Enquanto encontrar fatos com indícios de serem criminosos, a PF continuará investigando. A Lava Jato começou com a investigação de quatro doleiros, se estendeu para seus clientes, novos inquéritos foram abertos e virou o que virou. E vamos continuar".


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 04.07.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Papo d‘ Esquina




     ‘QUEM SAIU PELA PORTA DOS FUNDOS DO PALÁCIO NÃO QUALQUER MORAL PARA  DEFENDER A RENÚNCIA DE UM PRESIDENTE ELEITO DEMOCRATICAMENTE PELO POVO’.

    O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), Charliton Machado, respondeu, nesta quinta-feira, a fala do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) que sugeriu que a presidenta Dilma Rousseff renunciasse ao cargo. Charliton Lembro que Cássio Cunha Lima não se conforma pelo fato de o PT ter ajudado na derrota dele Cássio quando disputou o governo do Estado no ano passado. Na visão do dirigente partidário, a forma como o senador deixou o cargo de governador deveria fazer com que ele ponderasse as suas falas. “Quem saiu pela porta dos fundos do Palácio da Redenção não tem qualquer moral para defender a renúncia de um presidente eleito democraticamente pelo povo”. Parece que pelo menos o presidente do PT paraibano Charliton copiou bem o recado dado pelo governador Ricardo Coutinho que na semana passada acusou os petistas de fazerem corpo mole na defesa da presidente Dilma Rousseff.

    LUIZ COUTO E DAMIÃO FELICIANO VOTARAM NOVAMENTE CONTRA A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL E AGUINALDO RIBEIRO MAIS UMA VEZ FUGIU DO PLENÁRIO.


    Utilizando uma manobra, o presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha, logo na quarta-feira depois da derrota da PEC da redução da maioridade penal na terça, colocou um texto semelhante para apreciação e votação, tendo os deputados federais Damião Feliciano (PDT) e Luiz Couto (PT) mantido os votos contrários à redução da maioridade penal que aprovou parcialmente a proposta. Desta feita tivemos dois fujões, Aguinaldo Ribeiro (PP) que já tinha se ausentado da primeira votação na terça e Wellington Roberto (PR) ambos não compareceram à votação.A matéria teve 323 votos a favor, 155 contrários e 2 abstenções e ainda precisa ser apreciada em segundo turno para depois seguir ao Senado. Com relação especificamente ao deputado Luiz Couto o mesmo que anda cercado de policiais federais para a sua segurança, precisa sentir melhor os anseios das ruas, pois a mais nova pesquisa sobre o assunto feita pela CNT/MAD apontou que 92,7 %dos brasileiros desejam tal mudança e apenas 6,3% são contrários. Vai ver que é por conta dessa sua falta de afinidade, que a sua votação vem murchando a cada eleição, basta observar que em 2010, o dito cujo obteve 95 mil votos e já em 2014 conseguiu apenas 69 mil votos, sem perder de vista que o mesmo ainda contou com muita sorte, tendo em vista que o irmão do prefeito Luciano, Lucélio Cartaxo, que buscava uma vaga na Câmara Federal pelo PT, saiu da disputa e foi buscar um mandato de senador, tendo conseguido cerca de meio milhão de votos.

    VEREADORA ELIZA ATACA DEPUTADOS QUE VOTARAM CONTRA REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL: “TRAÍRAM O CIDADÃO PARAIBANO”

    Ainda com relação à votação na terça-feira, a vereadora tucana Eliza Virginio demonstrou toda sua indignação com os deputados Luiz Couto, Damião Feliciano e o ausente Aguinaldo Ribeiro. Dos nossos deputados, dois votaram contra (Luiz Couto e Damião Feliciano) e um faltou a sessão (Aguinaldo Ribeiro). Disse Eliza que eles traíram o cidadão paraibano que trabalha e é vítima da violência praticada pelos menores infratores. A Paraíba sofreu um duro golpe com essa puxada de tapete de alguns dos seus representantes no Poder Legislativo. Na sua visão a conduta desses parlamentares serviu para como incentivo para a impunidade e práticas de violência nas ruas.Eliza fundamentou sua indignação alegando que em todas as pesquisas de opinião, cerca de 90% da população exigia a redução da maioridade penal.“Esses que foram contra a vontade da maioria precisam ser cobrados pela população quando um policial autuar um criminoso matando ou estuprando nas ruas e escutar dele que não pode prendê-lo porque ele é de menor”, afirmou.

    O ESTADO FALHOU EM TUDO E AINDA DESEJA QUE ENFRENTEMOS A VIOLÊNCIA DAS RUAS

    Muita gente romanticamente vem entrando na cantilena do governo e defendido que esses jovens que praticam toda sorte de crimes nas nossas ruas, são vitimas do sistema e agem assim tendo em vista que o Estado não lhes deu dignidade e, portanto, falta aos mesmos meios de obterem os respectivos espaços na nossa sociedade, numa argumentação bem fajuta, pois se valesse tal premissa todos aqueles que nascessem pobres inevitavelmente seriam bandidos. Nós brasileiros já pagamos escolas e faculdades para nossos filhos por não termos educação de qualidade na rede pública, pagamos planos de saúde pela falência da saúde pública, pagamos segurança pela falência da segurança que o Estado deveria oferecer a todos nós e agora pagar com as nossas vidas nas ruas, sob a alegação de que o Estado brasileiro falhou e por isso esses jovens não devem ser presos, ou seja, o trabalhador que se dane nas ruas, enfrentando a sanha desses jovens de índole criminosa, que matam, roubam, estupram, traficam e até queimam pessoas vivas, como aconteceu com a dentista em São Paulo. Uma hipocrisia dessas por parte do governo brasileiro é querer ofender mais uma vez a inteligência das pessoas. Uma hora a população vai reagir a tanto insulto e descaso.

    NONATO BANDEIRA NÃO FOI CONVIDADO PARA A REUNIÃO DO PREFEITO CARTAXO E DOS SECRETÁRIOS


    Um dia desses o prefeito Luciano Cartaxo e o seu vice Nonato Bandeira, ensaiaram uma aproximação e até andaram juntos inaugurando algumas obras. Pelo visto tal namoro durou pouco tempo, pois na última reunião do prefeito com todo seu secretariado o vice Nonato sequer foi convidado. Tal reunião ocorreu na Estação Cabo Branco próximo do gabinete do vice-prefeito, que se apurasse seus ouvidos poderia até escutar o que eles tratavam em tal reunião. Segundo Nonato, nem o prefeito, nem os assessores dele “lembraram” de convidá-lo para o encontro. Apesar do “esquecimento”, Nonato disse que não iria se preocupar com o fato, justificando que o gestor poderia está muito atribulado e por isso não se lembrou ou até mesmo não achou necessária a presença de um vice no encontro. Para piorar, Nonato ainda disse que ficou sabendo da reunião através da imprensa. Assim é dose e fica difícil segurar qualquer aliança.


    A ABANDONADA QUADRA DE ESPORTES DE MANAÍRA


    Por falar na Prefeitura de João Pessoa, no ano de 1985, o prefeito Oswaldo Trigueiro do Vale construiu a quadra de esporte de da Praia de Manaíra, tendo a mesma recebido o nome de Centro Esportivo Maximiano Franca Neto. Infelizmente mesmo sendo passagem obrigatória do prefeito Luciano Cartaxo, dos seus secretários e assessores, bem como de nossa população e principalmente dos turistas que vistam a nossa cidade, a quadra se encontra em péssimo estado de conservação, ou seja, sem pintura, com os bancos e piso quebrados. Com relação a sua denominação é totalmente ignorado por todos, pois a placa ainda da inauguração, pela falta total de manutenção, já não se consegue ler mais nada. Um local tão importante mereceria uma rápida intervenção, já que o custo é com certeza bem pequeno. Infelizmente a Prefeitura inexplicavelmente nada faz naquele importante espaço, onde no passado eram realizados torneios de vôlei, que atraiam jovens de toda a nossa cidade, se tornando naquela época um verdadeiro point da juventude, como se diz no linguajar utilizado nos dias de hoje.

    GOVERNADOR RECEBE PRÊMIO E CONCEDE ENTREVISTA A RECORD NACIONAL


    O governador Ricardo Coutinho (PSB) foi entrevistado pelo jornalista Heródoto Barbeiro, âncora do Jornal da Record News, na tarde desta quinta-feira (2), em São Paulo. O programa vai ao ar ontem em rede nacional, Na pauta da entrevista, as ações desempenhadas pelo gestor socialista à frente do Governo da Paraíba e o recebimento do prêmio “Selo de Mérito 2015”, pelo desempenho dos projetos “Cidade Madura” e casas com Energia Solar Fotovoltaica. O governador Ricardo Coutinho recebeu, nesta quinta-feira, na cidade de Campinas, , em São Paulo, o prêmio “Selo de Mérito 2015”, concedido ao Governo do Estado pela execução dos projetos Cidade Madura e Casas com Energia Solar Fotovoltaica. A entrega da premiação ocorreu durante a realização do 62º Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social, que está acontecendo desde terça-feira (30).

    MARCELA XAVIER SITÔNIO LUCENA FALA DA CRISE QUE VIVEMOS E A FALTA DE AUTO CRITICA DOS PETISTAS

    Ainda guardo na memória um dos poucos momentos emocionantes da política brasileira. Eles, de fato, tocaram minha alma, fizeram ressurgir a esperança e eu vislumbrei um futuro melhor para o meu país. Um deles foi ver a moçada de cara pintada nas ruas, exigindo eleições diretas. Era chegada a hora de passar nossa história a limpo, acabar com uma ditadura que trucidou tantas vidas. O outro foi quando João Pessoa "vermelhou", com a chegada de Lula, então candidato a presidente da República. Estava no palanque a contemplar aquela multidão a ouvir e sonhar que ali seria a virada, porque existia uma liderança se propondo a fazer a diferença. O que aconteceu? Houve avanços sociais sim, mudaram o jogo, velhas raposas saíram de cena para dar a vez aos novos. Inegavelmente, o Partido dos Trabalhadores cumpriu um papel fundamental para que pudéssemos ser livres das amarras de um regime ditatorial. Ao chegar ao poder, deixaram por inexperiência de ser governo ou por complacência, que velhas praticas continuassem corrompendo os ideias de mudanças. Quando a crise chegou, ao invés de uma auto crítica, aqueles que sempre defenderam o diálogo com a sociedade, adotaram um discurso maniqueísta e prepotente . Quem está do lado do governo são os coerentes e quem critica são todos uns porcos chauvinistas. Só o tempo poderá reparar os equívocos. Não vejo diferença entre o fanatismo religioso, do político, os dois são abomináveis porque cega a razão.

     

    LEILA ARAUJO FALA DOS EXCESSOS DE EDUARDO CUNHA

    Leila Araujo sempre se manifesta nas redes sociais abordando os mais diversos temas e o faz com uma competência de fazer inveja – no bom sentido é claro – Desta feita Leila com sua escrita fácil se reporta a conduta do presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha, que perdeu a PEC da redução da idade penal na terça e já na quarta-feira de surpresa, colocou para votação uma matéria semelhante, que as duras penas conseguiu aprovar. Leila Araujo a seguir a partir de agora: ‘Manobra? Golpe? Manipulação? As mesmas estratégias que possibilitaram o Cunha a fazer da forma que lhe convém nessa medida que eu aprovo, amanhã poderá ser usada para aprovar algo que eu discordo. Todo esse poder na mão de uma pessoa é algo perigoso! Mas manipulação do poder para interesses próprios não é nenhuma novidade e nem exclusividade de Cunha.

    LEILA ARAUJO FALA DOS EXCESSOS DE EDUARDO CUNHA II

    Continua Leila: ‘Temos vários outros exemplos de manipulação como as urnas eletrônicas, a blindagem do Lula e da Dilma nos escândalos de corrupção, a picaretagem cretina que fez os "condenados" Dirceu e Genoino estarem há tempos em casa, a indicação do Collor para investigar corrupção na CBF, a indicação do Toffoli para julgar a Lava-jato, o uso ilegal do correio para campanha política suja do PT, mentiras e maquiagens para enganar o povo, etc ...Portanto, em terra de porcos onde TODOS jogam sujo, vale tudo! Logo, para uma sociedade que está há tempos perdendo de goleada para a impunidade, vale comemorar a redução da maioridade penal da mesma forma que os argentinos comemoraram o gol de mão do Maradona, pois depois que o juiz apita o que vale é o resultado. ’ Parabéns Leila pela excelente opinião. Muito poder na mão de alguém é sempre muito perigoso. Hitler começou assim de simples cabo do Exército e depois com um discurso fácil e muito poder de persuasão, tentou dominar o mundo matando milhões de pessoas.

     

    AMÉRICO GOMES DE ALMEIDA - REDUÇÃO DA MAIORIDADE E PROPAGANDA ENGANOSA


    Ainda sobre o controvertido tema da maioridade penal, é sempre bom ouvir a opinião de Américo Gomes de Almeida, que também como Leila Araujo, é uma pessoa antenada que não foge de defender as suas idéias, mesmo que essa não agrade alguns e ele Américo sempre se posiciona com muita competência nas redes sociais. Américo Gomes de Almeida e a sua opinião: ‘Conversando ontem com um magistrado da mais alta qualificação ele ponderava sobre a resistência à aprovação da medida. O governo não quer gastar com novas estruturas para abrigar os menores. Com o PT é assim. Orçamento curto, minha propina primeiro. Mas medidas simples podem resolver o problema. Há dois anos os presos da Maria da Penha ficavam juntos com os demais apenados. Mas no Roger construíram um pavilhão exclusivo para acusados de ofensa as mulheres e o problema foi resolvido. O mesmo pode ser feito com relação aos menores. Pavilhões nos estabelecimentos já construídos para receber exclusivamente os menores.


    Daudeth Bandeira e José de Souza Dantas, do livro: Invenções e descobertas em estilo cordel:

    “A nossa ESCRITA surgiu com mais de um paralelo, há quase nove mil anos, perto do Rio Amarelo, um povo contava as rugas dos cascos das tartarugas, criou-se esse invento belo.”

    Esta coluna é publicada no http:www.blogdopedromarinho e em quatro portais


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários


ver mais antigas