Estatisticas do blog

No momento, 9 usuário(s) está(ão) lendo este blog. No total, 2543669 pessoas visitaram esta página.

Clima tempo

Twitter

Publicidade

  • 02.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Papo d‘ Esquina


     ESSE TAL FÓRUM DE SERVIDORES ESTARIA A SERVIÇO DE QUEM?

    Há muito tempo que ninguém ouvia falar desse tal Fórum dos Servidores e muita gente sequer sabia de sua existência. Esses dias na reta final do processo eleitoral esse organismo na pessoa de seu presidente Julio Cesar - por acaso o mesmo também preside o Sindifisco - partiu com muita vontade contra a candidatura a reeleição de Ricardo Coutinho, apresentando denúncia de uma pseuda irregularidade do ano de 2011 e utilizando a mídia paga para falar de forma genérica de possível abuso no uso de servidores como cabos eleitorais da citada campanha. Na última segunda-feira o tal Fórum dos servidores, novamente utilizando a mídia paga, conclamava os servidores para fazer manifestação política contra o governo do estado pretensamente em nome dos servidores na Lagoa, mas foi impedido pela Justiça Eleitoral. Perguntinha: Tal órgão estaria a serviço de quem e por que tão desaparecido reaparece agora as vésperas do pleito eleitoral com tanta disposição para o ataque?

    RAISSA LACERDA FALA EM AGREESSÃO, MAS IMAGENS DESMENTEM A MESMA

    A vereadora Raissa Lacerda postou no Facebook uma foto de dois braços com hematomas, jurando que os hematomas foram frutos de agressões de simpatizantes do candidato Ricardo Coutinho feitas a ela, logo após o debate da TV Cabo Branco. O danado é que por mais boa vontade que se tenha em acreditar na vereadora, as imagens mostradas em vídeo desmentem a mesma, pois o que se observa é ela e o seu marido agredindo a tudo e a todos. Vereadora, fica muito feio se fazer campanha assim, tentando criar factóides.

    CANDIDATOS INSATISFEITOS COM O GRANDE NÚMERO DE CUNHA LIMA NA DISPUTA

    O clã Cunha Lima decidiu ocupar de vez todos os espaços da política paraibana indignando assim outros candidatos da coligação ‘A vontade do Povo’, que não aceitam tal concorrência e até ficam desestimulado em pedir votos para o candidato majoritário, no caso Cássio Cunha Lima. Na disputa este ano além de Cássio, teremos ainda o seu filho Pedro, buscando uma vaga na Câmara Federal e três primos Arthur Filho, Tovar e Bruno, buscando vagas na Casa de Epitácio Pessoa. É preciso não esquecer ainda que Cássio tem na Prefeitura de Campina Grande o primo Romero Rodrigues e o irmão Ronaldinho. Será que já não passou da hora de se acabar com tais oligarquias na Paraíba? Assim é dose.


    VÂNDALOS DANIFICAM BANNERS NO BESSA

    Por falar em Cássio, na tarde de terça-feira, um grupo de pessoas colocou em todas as esquinas do Bairro do Bessa, banners com as figuras de Cássio e Pedro Cunha Lima, tendo ainda a imagem de Arnon Domiciano, que é candidato a deputado estadual. Ontem pela manhã, verificou-se que durante a noite criminosamente todos os banners foram rasgados com muito capricho, sendo retirada apenas a imagem de Arnon Domiciano, tendo os vândalos tido o cuidado de preservar as figuras de Cássio e Pedro. Como candidato é um estreante na política a raiva deve ser contra o seu pai o deputado Domiciano Cabral, sendo oportuno enfatizar, que com certeza foi gente do seu próprio esquema político, tanto que preservou a parte do banner com as figuras já citadas. Realmente seria muito bom que a polícia chegasse aos autores e esclarecesse os motivos da covarde destruição.

    O DESCASO COM A BARREIRA DO CABO BRANCO

    Há décadas que a barreira do Cabo Branco um dos pontos geográficos mais importantes de nosso estado, vem sofrendo grave erosão pela ação do tempo. O problema se agravou muito desde a gestão de Cícero Lucena, passando por Ricardo Coutinho, Luciano Agra e agora com Luciano Cartaxo, sem que nenhuma providencia fosse adotada. Ontem o Diário Oficial do Município publicou decreto do Prefeito Cartaxo, decretando estado de emergência para aquela área, para assim tomar as medidas que o caso requer, para que não venhamos a perder o importante titulo de ponto mais oriental das Américas. Antes tarde do que nunca.


    WILSON SANTIAGO CRITICA SEUS DOIS ADVERSÁRIOS


    Em entrevista concedida ao portal pbagora o candidato ao Senado Federal Wilson Santiago, que figura na segunda posição de acordo com as últimas pesquisas, teceu duras críticas aos seus dois principais concorrentes: o ex-governador José Maranhão (PMDB) e o petista Lucélio Cartaxo (PT). "O Senado é um local que não podemos ter um representante que vá para lá se aposentar, deixando de trabalhar e indo dormir em plenário”, disparou Santiago, fazendo referência ao seu adversário, o presidente do PMDB Zé Maranhão. Quanto a Lucélio Cartaxo, Wilson o definiu como imaturo. “Ele é totalmente inexperiente, falta a ele aptidão para trabalhar com a coisa pública, ele não consegue transparecer segurança”, alfinetou Wilson.
    Santiago também não perdeu a oportunidade de dizer que tem conquistado inúmeros apoios ao contrário de seus concorrentes diretos.


    MARANHÃO MINIMIZA EVENTUAIS APOIOS ANUNCIADOS POR SANTIAGO

    Por conta do anuncio de tais apoios ao candidato ao Senado Wilson Santiago, informando que 21 prefeitos peemedebistas estariam apoiando a sua candidatura em detrimento da candidatura do peemedebista José Maranhão, o mesmo nem se preocupou com tal anúncio, informando que Santiago ao cair nas pesquisas para terceiro lugar deve ter ficado perturbado, pois segundo Maranhão, mesmo anunciando 21 nomes, Santiago só revelou cerca de dez prefeitos, que seriam – segundo Maranhão – seus eleitores desde quando Santiago vendia carros na Avenida Dom Pedro II na capital. Pega na mentira, pega na mentira.

    EM QUEM VOTA A FAMÍLIA MOTA?

    Membros da família Mota já foram vistos nos mais diversos palanques na atual campanha e quando cobrados pelos companheiros do PMDB com relação a tal postura, juram de mãos postas que seguem fielmente as candidaturas de Vital Filho e de José Maranhão.Como uma situação como essa evidentemente não se sustenta por muito tempo, pessoas da cidade de Patos, informam que naquela cidade todos sabem que os Mota, de forma velada têm trabalhado com afinco pela reeleição de Ricardo Coutinho. É urgente ou não uma reforma política?


    MAIS UMA PESQUISA DESAUTORIZADA PELA JUSTIÇA

    O Instituto Souza Lopes mais uma vez teve a pesquisa suspensa por determinação da Justiça Eleitoral sob a acusação de fazer pesquisa irregular. Ontem mesmo saiu mais uma sentença condenando o Souza Lopes a suspender a divulgação da pesquisa nº 030/2014, já divulgada pelo jornal Correio da Paraíba em 21 de setembro último e aplicando-lhe uma multa que, somada as outras cinco que já sofreu nos últimos dias, alcançam a soma de R$ 250 mil.Além de condenar e multar a Souza Lopes, o juiz eleitoral obrigou o jornal Correio da Paraíba a divulgar, com os mesmos padrões de letras e no mesmo espaço em que a pesquisa saiu, a informação de que a pesquisa 030/2014 foi cancelada definitivamente por apresentar ilegalidades insanáveis.Tudo bem a tal pesquisa irregular, mas quem irá pagar eventuais prejuízos sofridos por outros candidatos, que não estiveram bem na pesquisa e seus aliados desanimados pararam ou diminuíram o ritmo da campanha

    CANDIDATOS NÃO FALAM EM REFORMA DO NOSSO ARCAICO CÓDIGO PENAL

    Há dias que os mais diversos candidatos, seja para cargos no legislativo ou no executivo, prometem no guia eleitoral mirabolantes e inviáveis ações caso sejam eleitos. O maior mal que aflige hoje o nosso país e sua população é com certeza a insegurança e a violência desenfreada contra o cidadão ordeiro, tudo por conta principalmente da nossa frouxa legislação penal, que já não atende mais os problemas dos nossos dias. Por mais que as ruas exijam mudanças drásticas na legislação, os nossos governantes e legisladores fazem ouvidos moucos, quem sabe temerosos de serem vítimas, caso ocorra o endurecimento das penas. O fato é que pelo andar da carruagem e observando as promessas da maioria dos diversos candidatos, deveremos continuar a mercê dos bandidos pés de chinelo e principalmente deles de colarinho branco. Realmente lamentável.


    O BOM EXEMPLO DE BIRA DELGADO


    Tenho orgulho de ser amigo do poeta, cantor e compositor Bira Delgado, além de ser seu parceiro em algumas composições. Ontem tomei conhecimento que o mesmo mais uma vez demonstrou o seu bom já conhecido bom caráter. Na segunda feira dia 29, o mesmo esperava para estacionar o seu veículo por trás da PBTUR, Praia de Tambaú, quando notou que uma família, provavelmente de turistas estava organizando as sua malas em um automóvel(Capitiva). Quando o automóvel deu partida, Bira notou pelo o retrovisor, que havia um objeto esquecido em cima do carro, era a carteira de cédulas de um senhor do Recife o mesmo parou o seu carro e correu para avisá-los, mas foi em vão. A sorte foi que a carteira caiu ao dar a arrancada no carro, tendo Bira apanhado a carteira e procurado o gerente do Hotel vizinho (NOBILE HOTEL ROYAL) e pela marca do automóvel, identificou o possível dono, conseguiu os contatos e por telefone falour com um senhor de nome Jair Leão, tendo solicitado a tal pessoa que verificasse nos seu pertences se não havia algo faltando, tendo o mesmo dado pela falta de sua carteira e retornado quando já se encontravam na BR 101, recebendo a sua carteira das mãos do correto Bira. Apesar de a honestidade ser dever de todos, não é exatamente isso que se observa no nosso cotidiano. Esse Bira Delgado é realmente um cara porreta, parabéns a ele e que esse seu gesto de honestidade e grandeza sirva de exemplo para outras pessoas.


    O MAU SERVIÇO PRESTADO PELA FUSEX

    Um amigo da coluna esteve ontem na recepção do Hospital do Grupamento de Engenharia, para ali retirar umas autorizações exames médicos e segundo ele mais uma vez ocorreu um verdadeiro tormento, pois fica ali apenas um militar para atender cerca de quatro dezenas de pessoas, ficando os outros box de atendimento inteiramente vazios. Diante da demora no atendimento - que já é uma rotina ali, principalmente no inicio do mês - um grupo de pessoas se dirigiu a ouvidoria também localizada ali e para surpresa de todos, ouviram de um soldado que a oficial responsável por aquele setor se encontrava no dentista, porém as providencias seriam adotadas. Cerca de meia-hora depois da reclamação e quando todos já se encontravam cansados pela espera, eis que apareceram dois recepcionistas, dando assim mais celeridade no atendimento. Independente de reclamações e considerando o grande fluxo de pessoas, principalmente idosas que procuram aquele estabelecimento e constatado o grande número de militares ali existentes, não seria o caso da direção daquele hospital manter permanente no mínimo três recepcionistas para assim atender melhor seus reformados e pensionistas? Vamos aguardar que melhore o atendimento ali, cujos dirigentes mesmo militares e consequentemente servidores públicos, ignoram e ferem a legislação, pois não obedecem a lei que protege o idosos e que determina que os mesmos tenham atendimento preferencial.


    A PREFEITURA DA CAPITAL E A CANSEIRA NOS FORNECEDORES

    Mais uma vez, um amigo desta coluna é que é fornecedor da Prefeitura da capital, pedindo para preservar o seu nome, revelou que vem se transformando num verdadeiro martírio vender a Prefeitura de João Pessoa, pois diferente de um passado recente, na atual gestão de Luciano Cartaxo, os fornecedores se encontram com muitas dificuldades, pois prestam serviços e passam meses para receber o que lhes é de direito, ficando por sua vez impossibilitados de honrarem os seus compromissos, principalmente com o seu quadro de funcionários. O reclamante informou que as piores repartições no que diz respeito a pagamento são a Funjope a as Secretarias de Educação e de Saúde, sendo que essas duas últimas, contam com bons orçamentos financeiros, mas mesmo assim maltratam os seus fornecedores, que já avisam que irão agora no mês de outubro cortarem toda e qualquer prestação de serviço, o que poderá criar sérios obstáculos para os seus gestores, para o prefeito Cartaxo e consequentemente para a cidade de João Pessoa. Republicada por incorreção

    Esta coluna é publicada no http:/www.blogdopedromarinho.com e em quatro portais.

     


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    As belas da quinta - Fotos









    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    PGR instaura procedimento e pede que Fidelix explique fala sobre gays





    Rodrigo Janot concedeu prazo de 24 horas para candidato se explicar.
    Presidenciável afirmou em debate que gays são minoria a ser ‘enfrentada‘.

    Do G1, em Brasília

    O candidato Levy Fidelix no debate deste domingo
    (28) (Foto: Evelson de Freitas/Estadão Conteúdo)O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, instaurou nesta quarta-feira (1º) procedimento preparatório eleitoral (PPE) para apurar se houve discurso de ódio nas declarações do candidato do PRTB à Presidência da República, Levy Fidelix, que afirmou que homossexuais são uma minoria que deve ser “enfrentada”. Em documento, Janot pede que o presidenciável se explique no prazo de até 24 horas.

    No debate entre presidenciáveis transmitido pela TV Record neste domingo (28), o candidato do PRTB disse que o crescimento dos casamentos entre pessoas do mesmo sexo pode reduzir o tamanho da população brasileira e sugeriu que homossexuais precisam de "ajuda psicológica". Além das declarações no debate, o procedimento deverá investigar as falas do candidatos na imprensa após a repercussão negativa do episódio.

    A instauração do procedimento por Rodrigo Janot foi baseada em representação da Comissão Especial de Diversidade Sexual do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. No documento, a entidade considerou que a fala do presidenciável fere a legislação eleitoral no trecho em que proíbe a propaganda "de guerra, de processos violentos para subverter o regime, a ordem política e social ou de preconceitos de raça ou de classes".

    Na portaria que instaura o procedimento preparatório eleitoral, o procurador-geral da República afirma que “ser contra homossexuais e suas práticas ou contra a união entre eles é opinião que se insere na proteção da liberdade de expressão”. Para Janot, no entanto, a fala de Fidelix “decorre convite à intolerância e à discriminação”. Na visão do procurador, o dicurso pode ser caracterizado como “mobilizador de ódio”.

    “A liberdade de expressão da opinião e pensamento, mesmo no ambiente em que ela deve ter sua dimensão dilargada, como o da propaganda e debate eleitoral, encontra como limite a proteção da dignidade da pessoa humana, não podendo ser utilizada para a propagação de discursos de ódio”, afirma o procurador no documento.

    Nesta terça-feira (1º), em entrevista ao G1 após a repercussão negativa de sua fala no debate, Levy Fidelix disse ser vitima de "conspiração". Ele se recusou a pedis desculpas aos homossexuais por suas declarações.

    A liberdade de expressão da opinião e pensamento [...] encontra como limite a proteção da dignidade da pessoa humana, não podendo ser utilizada para a propagação de discursos de ódio"Rodrigo Janot, procurador-geral da República“Se eu não fiz nada, por que tenho que pedir desculpas a alguém? Eu não ofendi ninguém [...]. Eu não falo contra homossexuais, eu falo em defesa do homem e da mulher. Não sou contra a união homoafetiva. Não sou homofóbico e nunca farei isso. Nunca ataquei ninguém. Eu só disse que é eles lá e eu, cá”, declarou o candidato.

    No debate de domingo, ao questionar Fidelix, Luciana Genro relacionou a violência contra a população LGBT com o reconhecimento de famílias oriundas de uniões homoafetivas. "O Brasil é campeão de morte da comunidade LGBT. Por que que as pessoas que defendem tanto a família se recusam a reconhecer como família um casal do mesmo sexo?", indagou a presidenciável do PSOL ao adversário do PRTB.

    "Jogo pesado agora", ironizou Levy Fidelix. "Tenho 62 anos e, pelo que vi na vida, dois iguais não fazem filho. E digo mais: me desculpe, mas aparelho excretor não reproduz. É feio dizer isso mas não podemos jamais deixar esses que aí estão achacando a gente no dia a dia, querendo escorar essa minoria à maioria do povo brasileiro", disse.

    O procedimento preparatório eleitoral (PPE) instaurado por Janot é um tipo de investigação com que tem o objetivo de apurar fatos que possam dar ensejo à atuação do Ministério Público Eleitoral. O PPE tem prazo inicial de duração de 60 dias, permitidas prorrogações sucessivas, de acordo com a necessidade de dar continuidade à investigação iniciada.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Major Fábio diz estar confiante que eleitores vão desbancar os favoritos nas pesquisas




    REVIRAVOLTA NAS ELEIÇÕES: Major Fábio está confiante que eleitores vão desbancar os favoritos nas pesquisas


    A poucos dias das eleições 2014, o candidato ao governo na Paraíba Major Fábio (PROS) disse que poderá haver reviravolta e acredita que população vai surpreender nas urnas e desbancar os favoritos. Na reta final de campanha, ele afirma estar confiante e ressalta combater a criminalidade, fechando as divisas do Estado.


    Ele acrescentou que colocou seu nome à disposição dos paraibanos e pede a população que faça uma grande reflexão em quem votar, para não cair no mesmo erro de votar em candidatos que estão há muitos anos na política e que não fizeram mudanças.


    “Ano passado a população saiu às ruas pedindo mudanças na política. Acredito que a população vai surpreender nessas eleições. Peço que os eleitores reflitam, que não pensem somente em si, mas no futuro dos filhos e netos. Não é possível que vamos voltar a votar nos mesmos candidatos”, analisou Major Fábio.


    Segundo ele, as drogas estão espalhadas por todo território paraibano e promete combater. “ As drogas estão nas praças, nas escolas. Como governador vou combater a criminalidade evitando que a criminalidade e as armas ilegais entrem na Paraíba. Fecharemos as divisas”, disse o candidato do PROS.


    PB Agora

     


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Militante pago segura bandeira de Dilma, mas…


    Patricia Britto - Folha
    Patricia Britto - Folha

    Josias de Souza

    Contratado por um candidato a deputado estadual do PMDB para segurar uma bandeira de Dilma Rousseff na cidade de Santos (SP), o metalúrgico aposentado Jackson Bernardo, 65, não cogita entregar seu voto à presidente petista. “Sinto muito, mas nela eu não vou votar porque fiquei muito sentido‘‘, disse o porta-bandeira à repórter Patrícia Britto. “A gente fica choramingando, sofrendo, ganhando uma migalha que não dá nem para um varredor de rua. Eu vou ser sincero, dia 5 eu vou dar meu voto contra ela. Vou votar na Marina.”

    Ex-eleitor de Lula e da própria Dilma, Jackson tremula a bandeira da presidente e entrega o voto à rival dela guiando-se pelo mesmo radar: o bolso. Recebe R$ 820 pelos serviços prestados à campanha. “Eu trabalho pelo dinheiro. Estou dizendo pra senhora que a minha aposentadoria não dá pra nada, é uma aposentadoria falida.‘‘ Mal comparando, é como se a contingência forçasse o aposentado a torcer pelo Palmeiras na arquibancada do Corinthians. Salve a democracia!


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Aécio está otimista com reta final da campanha e acredita ir para o segundo turno




     
    O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, encerrou sua campanha em São Paulo nesta quarta-feira (1°) com uma caminhada em Mogi das Cruzes (SP).

    Animado com o resultado das pesquisas, disse que volta ao Estado a partir do dia 6 de outubro, para o segundo turno.

    "Minha palavra hoje é de agradecimento aos brasileiros e especialmente a São Paulo, pelos nossos resultados. Estou convencido que esse ciclo de governo [PT] se encerrou e quem tem as melhores condições de vencer somos nós. A população já vai percebendo isso de forma muito clara", disse o tucano ao chegar.

    Aécio afirmou estar "extremamente animado com essa reta final". Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira (30) mostrou um acirramento da disputa pelo segundo lugar na corrida presidencial. A diferença entre Aécio e a ex-senadora Marina Silva (PSB), que já foi de 20 pontos, caiu para 5. A pessebista agora tem 25%, o tucano alcança 20%.

    Na chegada, Aécio foi recepcionado por um grupo de militantes e candidatos a deputado. O tucano deu entrevistas, comeu pipoca e fez uma rápida caminhada ao lado do governador Geraldo Alckmin, a quem agradeceu pelo "empenho" em sua campanha.

    Durante a fala de Aécio aos jornalistas, uma professora da rede de ensino estadual, Nahome Andere, 30 anos, tentou fazer um protesto silencioso. Ela levantou um cartaz que dizia: "Sou professora e o PSDB acabou com a minha carreira".

    Apoiadores de Aécio e Alckmin tiraram o cartaz das mãos da professora e afastaram ela do local. Nahome reclamou da hostilidade. "Estou no meu direito. Estamos numa democracia e posso protestar. A praça é pública", afirmou, enquanto uma aposentada a chamava de "comunista". "Vai protestar no palanque do PT", disse Neli Almeida, 71.


    Folha de S. Paulo


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Carros adesivados, estacionados por mais de 30 minutos em locais de votação podem ser rebocados





    Juiz da propaganda eleitoral, Ricardo Freitas considera que as eleições deste ano estão sendo umas das mais tranquilas que já ocorreram na Capital

    Divulgação/RCTV

    Juiz Ricardo Freitas no 27 Segundos
    O juiz da propaganda eleitoral em João Pessoa, Ricardo Freitas, em entrevista ao programa 27 Segundos, da RCTV (canal 27 da Net digital), alertou os eleitores que carros adesivados que ficarem estacionados por mais de 30 minutos em frente aos locais de votação podem ser rebocados.Segundo ele, essa prática é comum e configura crime eleitoral, já que tenta burlar a legislação.


    Ricardo Freitas, responsável pela 64ª Zona Eleitoral da Capital, que possui cerca de 70 mil eleitores, comentou sobre o andamento da reta final das eleições e as imposições postas pela lei eleitoral no que diz respeito a eventos políticos e manifestação dos eleitores.

    Portal Correio

    Para Ricardo Freitas, a eleição deste ano está sendo umas das mais tranquilas que já ocorreram na Capital com relação a propaganda eleitoral, já que o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) realizou diversas reuniões com os partidos políticos para especificar o que poderia ser utilizado para divulgação e realização de eventos durante as eleições.

    Freitas informou que caso o eleitor perceba algum crime eleitoral, ele pode utilizar o “Pro TRE”, que é um aplicativo onde o eleitor pode preencher um formulário eletrônico informando o teor do crime eleitoral que ele esteja presenciando. Depois de preenchido, o formulário é enviado ao TRE, onde irá passar por uma triagem e será analisado pelos juízes eleitorais. Ao todo, Ricardo Freitas informou que cerca de 100 denúncias já foram averiguadas com a utilização deste aplicativo e, outras 100, foram investigadas graças ao disque-denúncia.

    Com relação a eventos políticos, o juiz da propaganda eleitoral afirmou que a data limite para a realização de comícios é até a zero hora da quinta-feira (2). As carreatas, passeatas, distribuição de material impresso e sonorização com carros de som poderão acontecer até às 22h do sábado (4), véspera das eleições. Segundo ele, eleitores devem tomar precauções para não serem punidos por manifestações excessivas nas eleições.

    Freitas informou que a quantidade de carros com excesso de envelopamento com cunho eleitoral vem sendo um dos principais problemas nessa eleição. Ele disse que a lei estabelece que o limite máximo do tamanho de pinturas em veículos não pode passar de quatro metros quadrados e que caso seja constatada a irregularidade, o dono do veículo pode ser multado em até R$ 5 mil.

    Segundo Freitas, uma portaria estabelece que a presença de carros envelopados de maneira excessiva próximo aos locais de cotação não serão tolerados. Segundo ele, veículos poderão estacionar por apenas 30 minutos em frente aos locais de votação. Caso o motorista não cumpra a lei, o carro poderá ser rebocado e o condutor do veículo será preso.

    Ricardo Freitas disse que todas as urnas eleitorais devem ser instaladas até o próximo sábado (4), em todos os locais de votação da Capital. Elas passaram por testes para prevenir o mal funcionamento durante o pleito.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    No dia das eleições você pode....




     É importante enfatizar que o eleitor não pode comparecer a cabine de votação, portando celular.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Dilma chega às urnas mais forte do que o PT




     
    O impensável no início do ano se concretiza na reta final da eleição; presidente Dilma Rousseff lidera em todas as regiões do País, segundo pesquisa Datafolha, apesar de performances fracas de candidatos do partido a governador; situação mais flagrante se dá no eixo São Paulo-Rio de Janeiro, onde Alexandre Padilha e Lindbergh Farias amargam duros terceiro e quarto lugares, enquanto Dilma cresce na frente; resultados das urnas do domingo 5 podem conceder à Dilma novos poderes sobre sua própria legenda


    247 – Com ou sem definição da eleição no próximo domingo 5 – seja em caso de vitória em 1º turno da presidente Dilma Rousseff, o que, segundo projeções, pode ocorrer, ou pela passagem dela para o 2º turno com perto de 70% de chances de se eleger, de acordo com a consultoria internacional Eurasia – já se conhece ao menos um fato político importante: a candidata do PT à reeleição ficou maior que o próprio PT.

    O atual quadro com Dilma liderando as pesquisas em São Paulo e no Rio de Janeiro, enquanto o partido patina com seus candidatos a governador, respectivamente, em amargos terceiro e quarto lugares, é um retrato ponto e acabado da força que vai sendo amealhada pela presidente. Tanto o ex-ministro Alexandre Padilha como o senador Lindbergh Farias deveriam, a princípio, puxar votos para Dilma. Mas, na prática, essa teoria é outra.

    Acreditava-se, especialmente em relação à eleição paulista, que Padilha poderia repetir a performance do atual prefeito Fernando Haddad e, como novidade na disputa, empolgar o eleitorado. Mas não é isso o que se assiste em todos os levantamentos, até aqui, feitos por institutos como o Datafolha e o Ibope.

    Em lugar de ser Padilha, ungido pelo ex-presidente Lula, o cavalo de votos para Dilma, é a escalada dela nas pesquisas que levou o candidato, a cinco dias do encerramento da peleja, finalmente ultrapassar a barreira dos 10% no Datafolha.

    No Rio, a presidente nunca escondeu seu incômodo com a candidatura de Lindbergh. O senador precisou se escudar em Lula para garantir-se na disputa. Apesar de todas as manobras de bastidores, ele não obteve o aval da presidente e jamais cresceu nas consultas populares. De terceiro colocado durante toda a eleição, se vê agora numa inútil quarta posição nas pesquisas, ultrapassado pelo governador Pezão, que chegou à ponta. Nesse caso em particular, Dilma se sai duplamente vitoriosa. Caso o governador confirme os prognósticos positivos, Dilma poderá comemorar a vitória dele, porque nunca deixou de explicitar seu apoio a Pezão. O eleitorado fluminense, por outro lado, vai se mantendo, sempre acordo com as pesquisas recentes, bem mais ao lado de Dilma do que com Marina Silva, do PSB, e Aécio Neves, do PSDB.

    O ex-ministro do Desenvolvimento Fernando Pimentel, que contou desde a primeira hora com o aval da presidente, tem levado o PT à liderança das pesquisas desde o início da campanha. Mas menos pela orientação partidária, e mais pela estratégia pessoal escolhida de não bater de frente com os tucanos, Pimentel vai se saindo bem. Ao lado dele, Dilma esteve em Minas Gerais, sua terra natal, por mais de uma dezena de vezes nas últimas semanas. O resultado, até aqui, é um amplo favoritismo para Pimentel, num resultado em que será impossível dissociá-lo do apoio da presidente.

    Dilma tem mais intenções de votos no Paraná, sempre de acordo com as pesquisas dos maiores institutos, que a ex-ministra Gleise Hoffman, em terceiro lugar na disputa. E também vai melhor que Rui Costa, candidato do governador petista Jaques Wagner à sua sucessão. Apesar de ter crescido nos últimos dias, a candidatura dele passou longe de incomodar a do ex-governador Paulo Souto, do DEM. Dilma, porém, nunca teve uma posição fraca nas pesquisas no Estado.

    Líder no Datafolha divulgado na terça-feira 30 de setembro em todas as regiões do País, na prática é Dilma que teve, até aqui, cacife eleitoral para empurrar os postulantes do partido. E mesmo quadros experientes entenderam que estreitar laços com a candidata se tornou um ótimo negócio eleitoral:

    - Nossa estratégia, agora, é colar o mais possível a minha imagem na da presidente Dilma, disse o governador Tarso Genro, do Rio Grande do Sul, ao 247. Ele chega à reta final em situação de empate técnico com a senadora Ana Amélia Lemos, da coligação PP-PSDB, já tendo dado uma virada na capital Porto Alegre.

    A presidente entrou na disputa questionada, à boca pequena, em seu próprio partido. Mas chega ao momento decisivo com seu nome cantado como candidata à toda prova, que resistiu à maior saraivada de ataques sofrida por um candidato a presidente desde a redemocratização do País. Com sua performance até aqui, ainda que não decida a eleição neste primeiro turno, Dilma está mais forte do que no início da disputa – maior até do que o PT.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Cássio faz caminhada no Valentina e comício em Bayuex




     Candidato do PSDB manifesta crença na vitória no próximo dia 5 | |
    O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato da Coligação “A Vontade do Povo” ao governo do Estado, concentrou suas atividades de campanha nesta quarta-feira à noite na Região Metropolitana de João Pessoa. Ele fez caminhada no Valentina Figueiredo, na Capital, e comício em Bayeux.

    No Valentina, ouviu queixa de um morador sobre saúde. “Nossa maior dificuldade, nesse momento, é com relação à saúde, uma vez que nos postos falta de tudo: não tem médico, falta remédio e ninguém dá uma satisfação à população”, reclamou ao senador Miguel Avelino, morador do bairro há mais de 20 anos.

    Em Bayeux, Cássio foi recebido pelo deputado estadual Domiciano Cabral. No discurso, disse não ter dúvidas da vitória no próximo domingo (5).

    MaisPB


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Em Monteiro, Maranhão libera aliados para apoiarem Ricardo




    Após liberação, ex-prefeita Lourdinha Aragão aderiu a campanha do socialista | |
    O ex-governador José Maranhão (PMDB), candidato ao Senado da República nas eleições estaduais do próximo domingo (05), liberou aliados políticos no município de Monteiro para apoiarem a candidatura do governador Ricardo Coutinho (PSDB) já no primeiro turno. O partido do ex-governador, o PMDB, tem como candidato ao governo do Estado o senador Vital do Rego Filho,

    A informação foi publicada nesta quarta-feira (01) no site Vitrine do Cariri, que é da cidade de Monteiro. Segundo a matéria, o ex-governador esteve em Monteiro na terça-feira, dia 23 de setembro, justamente no dia em que o govenador e candidato ao governo da Paraíba, Ricardo Coutinho, realizou comícios na região do Cariri.

    Segundo revelações de uma das lideranças presentes ao almoço oferecido na churrascaria Cariri, o ex-governador José Maranhão descartou qualquer possibilidade de apoiar a candidatura do senador Cássio Cunha Lima ao governo do Estado em um possível segundo turno e disse que aqueles que quisessem apoiar o governador Ricardo Coutinho já no primeiro turno ficassem a vontade.

    O primeiro reflexo das declarações do ex-governador e candidato ao Senado da República foi que dias depois a ex-prefeita de Monteiro, Lourdinha Aragão e vários de seus aliados anunciaram adesão à candidatura de Ricardo Coutinho.

    MaisPB com Vitrine do Cariri


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 02.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Ricardo e Lucélio arrastam 140 mil e fazem o maior evento da história política da Paraíba




     
    Postado por Tião Lucena,


    João Pessoa mostrou na noite desta quarta-feira (1º) que já fez sua escolha. O que era para ser mais um evento político, acabou se transformando em carnaval fora de época, onde mais de 140 mil pessoas partiram da Praça das Muriçocas, em Miramar, e desceram à Avenida Epitácio Pessoa em direção ao Busto de Tamandaré, na praia de Tambaú, protagonizando a maior Girassoca da história das campanhas eleitorais do governador Ricardo Coutinho (PSB), que este ano disputa a reeleição pela coligação ‘A Força do Trabalho’.

    A festa começou por volta das 18h, quando uma multidão vinda de todos os recantos do Estado começou a se aglomerar na Avenida Tito Silva. Já passavam das 21h, quando o govenador Ricardo Coutinho chegou à Praça das Muriçocas, acompanhado do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT), do candidato a senador Lucélio Cartaxo (PT), da candidata à vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) e do ex-deputado Fabiano Lucena, sobrinho do senador Cícero Lucena (PSDB).

    No percurso da Girassoca, milhares de pessoas ocuparam as calçadas, os muros das residências e as fachadas dos edifícios para externar apoio à reeleição de Ricardo. “Ricardo Coutinho foi o melhor prefeito que a nossa cidade já teve. É só ver como João Pessoa era antes e como ela é hoje. A cidade cresceu e está muito melhor. Com Ricardo no governo, o Estado vem melhorando cada vez mais, então, não podemos mexer numa gestão que vem dando certo”, enfatizou a médica Gilma de Pádua Duarte.

    “Ricardo é um gestor sério, trabalhador, é gente da gente, que conhece todos os municípios e tem ainda muito o que fazer pela Paraíba. Não podemos mais arriscar nossas vidas e colocar João Pessoa e a Paraíba nas mãos de quem não tem nenhum compromisso com o povo, com a política e com a gestão pública”, alertou o professor universitário José Aniceto. “Quero o melhor para a minha cidade e para o meu Estado, por isso, na minha família todos votam 40”, completou.

     


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 01.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Aposentado morre enquanto fazia corrida na orla do Cabo Branco, em João Pessoa




     Aposentado morre enquanto fazia corrida na orla do Cabo Branco, em João Pessoa
    Senhor de 66 anos foi vítima de um infarto e segundo um amigo, os médicos haviam recomendado a interrupção dos exercícios

     Por Maria Izabel Rodrigues

    I
    Hermes de Luna
    Samu fazendo atendimento no local
    Um homem de 66 anos faleceu na manhã desta quarta-feira (1), vítima de um infarto, por volta das 7h, enquanto fazia uma corrida matinal na orla do Cabo Branco, Zona Leste de João Pessoa. O Samu chegou a fazer os primeiros socorros no local, mas a vítima não resistiu e faleceu.

     Portal Correio

     

    O homem foi identificado por João Maranhão. Era aposentado da extinta Saelpa (que foi vendida a um grupo mineiro e passou a se chamar Energisa), mas ultimamente trabalhava como representante comercial de uma editora de livros.


    Segundo uma testemunha e amigo da vítima, o senhor já fez parte de grupos de corrida, participava de provas de maratona e praticava exercícios todas as manhãs no mesmo local. Ele teria problemas cardíacos, possuía ponte safena há dez anos e os médicos já teriam recomendado que os exercícios físicos fossem interrompidos.

    O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionado e chegou ao local para prestar os primeiros socorros. Um desfibrilador foi utilizado na tentativa de reanimar o homem, mas não foi o suficiente e o óbito foi constatado no local.

     


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 01.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Justiça suspende nova pesquisa Souza Lopes e aplica multa que, somada as outras, já chega a R$ 250 mil


     Justiça suspende nova pesquisa Souza Lopes e aplica multa que, somada as outras, já chega a R$ 250 mil
    Postado por Tião Lucena,

     

    O Instituto Souza Lopes está disputando com o Ipespe o posto de quem é mais sentenciado pela Justiça Eleitoral sob a acusação de fazer pesquisa irregular. Agora mesmo saiu mais uma sentença condenando o Souza lopes a suspender a divulgação da pesquisa nº 030/2014, já divulgada pelo jornal Correio da Paraíba em 21 de setembro último e aplicando-lhe uma multa que, somada as outras cinco que já sofreu nos últimos dias, alcançam a soma de R$ 250 mil.


    Além de condenar e multar a Souza Lopes, o juiz eleitoral obrigou o jornal Correio da Paraíba a divulgar, com os mesmos padrões de letras e no mesmo espaço em que a pesquisa saiu, a informação de que a pesquisa 030/2014 foi cancelada definitivamente por apresentar ilegalidades insanáveis.
    Acompanhe a decisão do TRE:






    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 01.10.2014 | Autor: Pedro Marinho

    Raissa Lacerda diz que foi agredida, mas imagens demonstram exatamente o contrário, Raissa e o seu marido agredindo


     A vereadora Raissa Lacerda postou no Facebook uma foto de dois braços com hematomas, jurando que são os seus e denunciando que os hematomas são frutos de agressões de simpatizantes do candidato Ricardo Coutinho feitas a ela ontem à noite, logo após o debate da TV Cabo Branco. Os Girassóis contestam a vereadora e dizem que ela, sim, foi quem os agrediu com a ajuda do marido. Confira o texto, veja a foto e assista ao vídeo. Depois tire suas conclusões.

    Tiaolucena.com.br




    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários


ver mais antigas