José Maranhão e correligionários teriam sofrido atos de intimidação e violência em Araruna

 
Atos de violência e intimidação contra membros da família Maranhão e correligionários na cidade de Araruna foram registrados e denunciados nesta sexta-feira (30) no município.

De acordo com informações, a prefeita Wilma Maranhão, irmã so senador José Maranhão teve seu carro depredado e o próprio senador não pôde pousar no aeroporto da cidade, porque a pista de pouso estava obstruída por veículos.

Maranhão teria ido à cidade para fazer algumas visitas e foi surpreendido pelo bloqueio da pista.

As informações também dão conta de que o carro de um candidato a prefeito do PMDB teve os quatros pneus cortados.

O senador José Maranhão disse que era lamentável encontrar um cenário de guerra em uma cidade tão pacata.

“Nuca em minha vida fui impedido de ir e vir onde quer que seja. O povo de Araruna não merece viver amedrontado. O direito do cidadão de ir e vir precisa ser preservado", disse o senador.

PB Agora


Presidente filipino se compara a Hitler e diz que gostaria de matar 3 mi de viciados

presidente-das-filipinas
O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, voltou a fazer declarações desastrosas nesta sexta-feira, ao dizer que gostaria de matar “três milhões de viciados em drogas”, assim como Hitler fez com judeus durante o Holocausto. “Hitler massacrou 3 milhões de judeus. Agora há 3 milhões de viciados em drogas nas Filipinas e eu ficaria feliz de acabar com eles”, afirmou, durante discurso na cidade de Davao.

Desde que chegou ao poder, em junho, o líder filipino vem incentivando a polícia e a população a matar pessoas suspeitas de estarem envolvidas com consumo ou tráfico de drogas. “Vocês conhecem minhas vítimas. Eu gostaria que fossem todos criminosos, para acabar com o problema do país e salvar a próxima geração da perdição”, declarou. A lista de polêmicas de Duterte aumenta a cada dia: o presidente já chamou Barack Obama de “filho da p*” e insultou a União Europeia com gestos ofensivos, pelas críticas do bloco às execuções extrajudiciais no país.

Em três meses, 1 120 pessoas foram assassinadas pelas forças de segurança filipinas na “guerra contra o narcotráfico”, revelou o porta-voz da polícia, Dionardo Carlos. Também estão sendo investigadas 1 500 mortes causadas por civis, das quais centenas parecem ter sido motivadas pela campanha antidrogas de Duterte.

Além da comparação infeliz com Hitler, o presidente errou o número avaliado por historiadores: cerca de 6 milhões de pessoas foram massacradas durante o Holocausto, sendo grande parte vítimas judias. O presidente do Congresso Mundial Judaico, Ronald Lauder, condenou a colocação do filipino. “Essas declarações são revoltantes. O presidente Duterte deve retirá-las e se retratar”, afirmou. “Abuso de drogas é um assunto sério. O que ele disse não é apenas desumano, mas demonstra um desrespeito terrível à vida humana”.

Veja


Valor bloqueado de Palocci já chega a R$ 61 milhões

 
Josias de Souza 
Giuliano Gomes/Folha

Subiu para R$ 61,7 milhões a cifra bloqueada em contas bancárias atribuídas a Antonio Palocci. Nesta sexta-feira, o Banco Central informou à Justiça que foram retidos R$ 31 milhões detectados em aplicações financeiras no Bradesco, em nome de Projeto Consultoria Empresarial e Financeira Ltda, a firma de Palocci. A esse valor somam-se dois bloqueios efetivados há três dias —um de R$ 30 milhões, em conta da mesma empresa; outro de R$ 814 mil, numa conta pessoal de Palocci.

Os valores impressionam. Mas o advogado de Palocci, José Roberto Batochio, sustenta que são compatíveis com a atividade da empresa do ex-ministro da Fazenda de Lula e ex-chefe da Casa Civil de Dilma Rousseff. Segundo Batocchio, Palocci dá consultoria para bancos e grandes companhias. A força-tarefa da Lava Jato suspeita que o dinheiro tem origem em outra atividade: corrupção. Palocci é acusado de intermediar propinas da Odebrecht para o PT. Coisa de R$ 128 milhões.

O juiz da Lava Jato converteu a prisão temporária de Palocci, que venceria nesta sexta-feira, em prisão preventiva, sem prazo de duração. Palocci está preso desde segunda-feira.


Dilma fura fila do INSS para obter aposentadoria

 
Josias de Souza 

Menos de 24 horas depois de ter assinado, em 31 de agosto, a notificação do Senado avisando que seu impedimento fora aprovado, Dilma Rousseff já estava aposentada pelo INSS. Com a velocidade de um raio, ela obteve a remuneração mensal de R$ 5.189,82, o teto da Previdência. O tempo médio de espera para que um brasileiro comum consiga marcar uma data para requerer a aposentadoria é de 74 dias. Em Brasília, onde pedido de Dilma foi deferido, o suplício chega a 115 dias.

Dilma não precisou nem colocar os pés do lado de fora do Alvorada. Em notícia veiculada no site de Época, o repórter Bruno Boghossian conta que madame furou todas as filas servindo-se dos préstimos do petista Carlos Gabas, seu ex-ministro da Previdência. Na pele de pistolão da ex-chefe, Gabas entrou pelos fundos de uma agência da Previdência na quadra 502 da Asa Sul de Brasília. Estava acompanhado de uma mulher munida de procuração de Dilma.

A dupla se dirigiu a uma área restrita a servidores da repartição. Atendeu-os o chefe da agência, Iracemo da Costa Coelho. Encerrado o encontro, Dilma já estava formalmente aposentada. Não há nos computadores do INSS nenhum vestígio de que a presidente deposta ou seus prepostos tenham solicitado o agendamento que se exige dos cidadãos comuns.

Ouvidos, Dilma e Gabas afirmam que não houve privilégio ou tratamento diferenciado. Nessa versão, o atendimento ocorreu longe do balcão, numa sala de frequencia restritra a servidores por decisão do chefe da agência do INSS. Alegou-se, de resto, que o agendamento fora solicitado “meses” antes. Algo que o sistema informatizado da Previdência contesta.

Noutro procedimento fora dos padrões, o INSS realizou entre 8h42 e 18h43 do dia 10 de dezembro de 2015 notáveis 16 alterações na ficha laboral de Dilma. Tudo homologado por uma única servidora: Fernanda Cristina Doerl dos Santos, da Diretoria de Atendimento do INSS. Oito dias antes, o então presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) anunciara sua decisão de aceitar o pedido de impedimento de Dilma.


Contribuição de servidor vai subir


Na próxima terça-feira, o presidente Michel Temer vai apresentar a proposta de reforma da previdência a centrais sindicais e confederações de empresários. O texto está praticamente fechado, faltando poucas definições, como o aumento da contribuição dos servidores públicos federais, estaduais e municipais. Segundo fontes, falta decidir se o percentual, hoje de 11%, será elevado para 13% ou 14%. O aumento facilitaria a tarefa de governadores e prefeitos, pois uma decisão da União seria replicada nas demais esferas da administração. Oficialmente, a Casa Civil e o Planejamento não confirmaram a medida.

Os militares não devem escapar da reforma, embora o governo saiba que que não será fácil mudar as regras para a categoria, que passou incólume por todas as outras reformas. Na avaliação de auxiliares do presidente, não é possível afetar a vida de todos os trabalhadores e deixar de fora os militares. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, foi ontem ao Palácio do Planalto e defendeu que a previdência das Forças Armadas deve continuar com regras separadas. “As forças entendem que a reforma é fundamental para o Brasil, tem que ser enfrentada, e que temos, com nossas especificidades, disposição de dar uma contribuição”, afirmou.

 

Os militares podem ir para a reserva após 30 anos de serviço, o que permite que muitos alcancem a aposentadoria antes dos 50 anos. Na reforma, estuda-se elevar o tempo de trabalho para 35 anos. O governo diz que o deficit da área é insustentável. No ano passado, foi de R$ 32,5 bilhões e, este ano, pode chegar a R$ 40 bilhões, para contribuições que não somam R$3 bilhões. Benefícios concedidos a filhas de militares também podem mudar. As regras para que elas recebam pensão, mesmo depois de adultas, foram alteradas em 2001, mas há brechas que o governo quer fechar.

Paulo Tafner, pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), reconhece que os militares são diferenciados. “De fato não se vê militar em greve”, constatou. Mas ele acredita que é preciso alterar regras da carreira que deixam emparedado o profissional aos 46 ou 48 anos: sem possibilidade de ascender, ele é obrigado passar para a reserva. “A idade de aposentadoria deveria ser igual para todos. Tem que estender o limite para, pelo menos, 60 anos”, disse Tafner. “No caso da polícia militar, que impacta muito as contas dos estados, para cada real de aumento a um coronel da ativa, 50 inativos também recebem. Tem que acabar com a paridade e eliminar as pensões para filhas, que é de uma lei do século XIX”, frisou.


Notícia retirada do Portal do Servidor Federal: http://www.servidorfederal.com/2016/09/contribuicao-de-servidor-vai-subir.html#ixzz4LosOZxk7


Pagamento em conta-salário de servidores é adiado para novembro

 

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão informou hoje (29) que o depósito do pagamento dos servidores em conta-salário não acontecerá mais no contracheque de setembro a ser pago em outubro. A nova modalidade será implantada a partir do contracheque de outubro, cujo pagamento será em novembro.

Segundo o Planejamento, o adiamento foi necessário em função de questões técnicas. A nova modalidade abrange o pagamento de servidores ativos, aposentados e pensionistas do Executivo Federal. A medida também se aplica ao pagamento de benefícios de anistiados políticos.

Na prática, o pagamento dos servidores será transferido da conta-salário para a conta-corrente ou poupança, sem a necessidade de qualquer providência por parte dos funcionários. A conta-salário, recomendação do Banco Central, serve como garantia de que o pagamento foi efetuado.

Trata-se de um tipo especial de conta que não pode receber outros tipos de depósito a não ser da entidade pagadora. Além disso, não é movimentável por cheques e não pode ser aberta a pedido do próprio titular. A iniciativa de abertura é do empregador, que contrata um banco para fazê-lo.

A conta-salário foi uma das exigências de edital de credenciamento de bancos lançado pelo Ministério do Planejamento. Após o edital, ficaram responsáveis pela folha de pagamento dos servidores, a partir de janeiro deste ano: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Santander, Banrisul, Bradesco, Itaú, HSBC, Banese, Cecoopes, Sicredi e Bancoob.

 

Numeração

Algumas instituições devem adotar a mesma numeração da conta-corrente ou poupança para a conta-salário, a exemplo do Banco do Brasil, que já usa numeração única. No entanto, dependendo do banco, poderão ocorrer alterações nos códigos de conta e agência bancária. Nesse caso, os novos números constarão nos contracheques.

O ministério orienta servidores e beneficiados que tiverem dúvidas sobre o pagamento por conta-salário a procurar as unidades de gestão de pessoas do órgão a que estão vinculados.


Notícia retirada do Portal do Servidor Federal: http://www.servidorfederal.com/2016/09/pagamento-em-conta-salario-de.html#ixzz4Los3Sfzj


Separada desde abril, Fernanda Gentil assume namoro com colega jornalista

 
Fernanda está namorando Priscila Montandon

Estado de Minas
Instagram/Reprodução
Fernanda Gentil e Priscila Montandon

A apresentandora do Esporte Espetacular Fernanda Gentil assumiu, nesta sexta-feira, 30, o namoro com a jornalista Priscila Montandon. A informação é do blog Gente Boa, do jornal O Globo.

De acordo com a publicação, Fernanda e Priscila estão juntas há três meses e recentemente fizeram uma viagem para a Grécia.

Em declaração, a apresentadora disse estar ‘‘exercendo meu direito de ser muito, muito feliz‘‘.

Sem dar detalhes sobre o relacionamento, ela mandou um recado para os filhos: ‘‘Tenho apenas um recado, e é para os meus filhos, que mais cedo ou mais tarde podem ler ou ouvir tudo por aí: lembrem de não se importarem com tudo o que dizem sobre a nossa vida. O que vale é que a mamãe fala com vocês em casa, olhando nos seus olhos".

Em abril, o casamento de Fernanda Gentil com o empresário Matheus Braga chegou ao fim.


Lava Jato - Sérgio Moro decerta prisão preventiva de Antonio Palocci

Giuliano Gomes Giuliano Gomes


JUIZ MORO DECRETA PRISÃO PREVENTIVA DE PALOCCI; SEM PRAZO FINAL

JUIZ SÉRGIO MORO ATENDEU A PEDIDOS DA POLÍCIA FEDERAL E DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL (FOTO: GIULIANO/GOMES/PRPRESS)
O juiz federal Sérgio Moro decretou nesta sexta-feira, 30, a prisão preventiva do ex-ministro Antonio Palocci A medida atende a pedido da Polícia Federal e da Procuradoria da República, que suspeitam que Palocci destruiu provas.
Alvo da Operação Omertà, 35ª fase da Lava Jato, o ex-ministro de Lula e Dilma Rousseff estava em regime de prisão temporária desde segunda-feira, 26.

Segundo as investigações, o ex-ministro recebeu R$ 128 milhões em propina da empreiteira Odebrecht. Parte deste valor teria sido destinado ao PT e cobriu despesas da campanha presidencial de 2010, quando Dilma foi eleita pela primeira vez.

Nas buscas realizadas na segunda-feira, 26, na sede da consultoria Projeto, de Palocci, em São Paulo, a Polícia Federal se deparou com um escritório onde as estações de trabalho possuíam teclados, mouses e monitores, mas nenhum gabinete de computador (ou desktop).


Legado petista - Herança maldita de Dilma: Uma Bolívia de desempregados

 
DOZE MILHÕES DE DESEMPREGADOS CORRESPONDEM A UMA BOLÍVIA
Publicado: 01 de outubro de 2016 às 00:00 - Atualizado às 00:03

FORAM 2 MILHÕES DE DESEMPREGADOS NOS DOIS MESES PRÉ-AFASTAMENTO. FOTO: ED FERREIRA/EC
 

O IBGE anunciou nesta sexta-feira (30) os números do desemprego no Brasil, em 2016: oficialmente são 12 milhões de desempregados, equivalente à população da Bolívia. Quando foi afastada do cargo em maio, a ex-presidente Dilma Rousseff deixou ao sucessor Michel Temer o País com a economia destroçada e 11,1 milhões de pessoas sem empregos. Em apenas 4 meses, mais 800 mil ficaram desempregados. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Em fevereiro deste ano o IBGE apontou que o desemprego havia ultrapassado a marca dos 9,1 milhões; aumento de 42% em um ano.

Entre fevereiro e abril deste ano o Brasil perdeu mais de 2 milhões de empregos com carteira assinada, ainda sob o governo Dilma.

O curioso é que a metodologia de pesquisas no Brasil só considera “desempregados” aqueles que procuram emprego e não acham.


Petrolão - Delação revela como propina da Transpetro chagava até Renan


NOVA DELAÇÃO DA LAVA JATO PÕE RENAN NA ROTA DA PROPINA DO PMDB

INVESTIGADO EM OITO INQUÉRITOS NO STF, RENAN PODE SEGUIR DESTINO DE DILMA E CUNHA (IMAGEM: TVEJA)
PUBLICIDADE

A derrocada de quem ousou desafiar as instituições brasileiras foi destino comum e contundente para protagonistas dos maiores escândalos da história política do Brasil nos últimos meses. Após as quedas da ex-presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB) volta à alça de mira do combate à corrupção e vive o início de uma contagem regressiva até o desfecho esperado pela vigilância cidadã dos órgãos de controle e da opinião pública no Brasil.
A convicção de que as técnicas de escapismo de Renan não sobreviverão ao próximo episódio da Operação Lava Jato tem origem na disposição do carregador de malas de propinas do PMDB para dedurar como funcionava o delivery do esquema do petrolão montado na subsidiária da Petrobras, a Transpetro.

De acordo com reportagem de capa da edição desta semana da Revista Veja, o propineiro Felipe Parente fechou acordo de delação para contar o destino das malas de dinheiro que carregava para Renan Calheiros e outros coronéis peemedebistas.


VEJA TRAZ REVELAÇÕES SOBRE RENAN
Cerco fechando

Não será a primeira vez que o nome do senador alagoano estará ligado ao esquema de corrupção. O ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, deixou de ser homem de confiança de Renan quando revelou que repassava R$ 300 mil mensais ao presidente do Senado.

Há três dias, o ministro do STF Teori Zavascki prorrogou até novembro um dos oito inquéritos em que Renan é investigado na Operação Lava Jato, pela suspeita de receber R$ 1 milhão do doleiro Alberto Youssef.

O senador tem negado todas as acusações e suspeitas.


Papo d‘ Esquina

 LUCIANO CARTAXO ENCERRA O MANDATO COM VÁRIAS PROMESSAS NÃO CUMPRIDAS


Que tem boa memória deve lembrar-se da série da promessa feitas por Luciano Cartaxo no pleito de 2012. Naquela oportunidade no seu partido o PT, que lhe deu diversos mandatos, ele certamente apostando na presidente Dilma Rousseff, prometeu os BRTs, o Hospital da Mulher, o Museu da Cidade, o Parque Parahyba e o Passeio Público na Praia do Bessa, o projeto Moradouro, na Rua João Suassuna, anunciado três vezes com direito a placa e tudo, a revitalização do Porto do Capim, a construção do espaço para festas e concentrações no Bairro Varadouro, correção da ponte que divide Mangabeira e Valentina, a continuação da reforma do Mercado Central, a contenção da erosão da barreira do Cabo Branco, a pavimentação de 400 vias, executou apenas 38.


LUCIANO CARTAXO ENCERRA O MANDATO COM VÁRIAS PROMESSAS NÃO CUMPRIDAS


É preciso ainda registrar o abandono de logradouros importantes de nossa cidade, como Praça Antônio de Pádua Caralho, Praça Pedro Américo e Aristides Lobo, ambas defronte ao Paço Municipal, antiga Socic, Praça que fica defronte a Estação Ferroviária, Praça Pedro Gondim, Praça Antônio Pessoa em Tambiá, Praça Caldas Brandão, que fica defronte ao Hospital Santa Isabel, Praça do Carro antigo, no Retão de Manaíra, Praça Bela no Bairro dos Funcionários, Praça Jornalista José Leal no Bairro 13 de Maio, todas as praças do Bairro Castelo Branco, João Agripino e Pedro Gondim e ainda o abandono da histórica bica do Parque Arruda Câmara, escorada com madeiras durante toda gestão. Por fim o total abandono do nosso Centro Histórico, ao Turismo tendo a Secretaria Municipal, que sofreu na atual gestão brutal redução do seu orçamento e também o desprezo pela área cultural.


ESCULTURAS AVARIADAS NA CIDADE


A Prefeitura de João Pessoa precisa verificar o estado da escultura existente na esquina do Bessa Shopping, cuja base se encontra bem enferrujada, podendo ruir todo aquele trabalho artístico que foi colocado ali ainda na gestão do então prefeito Ricardo Coutinho. Outra escultura bem avariada e suja é aquela denominada ‘Saudação ao Sol’ localizada na calçada da Praia de Manaíra, próxima ao Restaurante Bahamas. Aliás, como todas aas esculturas espalhadas foram adquiridas com recursos públicos o Prefeito Luciano Cartaxo, deveria mandar avaliar a situação de cada uma dessas esculturas principalmente aquelas localizadas no centro da cidade que também necessitam de reparos limpeza.


VEREADORES QUEREM TIRAR NETINHO JÁ TERMINANDO O SEU MANDATO


Por falar em perder o mandato, a câmara Municipal de Santa Rita acatou denúncias que pedem o afastamento do prefeito de Santa Rita, Netinho de Várzea Nova (PR). O pedido é baseado em ausência de pagamento dos servidores, sem justificativa, já que as receitas do município não diminuíram. Além disso, há indícios de irregularidades nas contas do Instituto de Previdência do Município. Foi formada a Comissão Processante para analisar as acusações. O vereador Joselito Carneiro (PSB) será o presidente. Aurian Lima (PMDB), o relator e Severino Farias (PDT), membro da Comissão. Já escrevi aqui, mas não custa repetir, a cidade de Santa Rita realmente não tem tido muita sorte com os seus gestores, mesmo tendo a quarta maior arrecadação do Estado.
OS MELHORES GOVERNADORES DA PARAÍBA


Esta semana no cafezinho existente no Shopping Cidade, este aprendiz de digitador, na companhia de quatro colegas jornalistas, tratávamos sobre a Politica da Paraíba. Em determinado momento alguém do grupo resolveu falar sobre os bons gestores de nosso Estado e depois da rápida votação chegamos a conclusão que os melhores governantes do nosso estado foram: João Agripino, Ernani Sátiro e Tarcísio Burity, tendo além desses citados, alguém lembrado de Argemiro de Figueiredo, sendo o seu nome sido prontamente acolhido por todos, como também um dos bons gestores de nossa Paraíba. Deixo de elencar os jornalistas votantes, em razão de não ter autorização dos mesmos.


LIRA É DESTAQUE ENTRE OS MELHORES DO CONGRESSO NACIONAL


O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) é destaque no ranking dos políticos. Ele aparece como o quarto senador melhor avaliado pela população e o segundo do PMDB. Lira está à frente de políticos como Eunício Oliveira, Tasso Jereissati, Ana Amélia e Cristovam Buarque. Da Paraíba, o parlamentar é o único político a constar na lista dos melhores avaliados. Desenvolvido pelo site Ranking Políticos, o trabalho compara políticos de todo o Brasil. O projeto foi idealizado por Alexandre e Renato, dois administradores de empresa que se dizem indignados com a corrupção e a má qualidade do setor público em geral. “Acreditamos que o Ranking seja a maneira mais eficiente de melhorar o Brasil, pois se tirarmos os piores, criaremos um ciclo virtuoso de melhoria”, afirmam os organizadores.


SECRETÁRIO AZEVEDO ELOGIA RAIMUNDO LIRA


O super secretário da gestão de Ricardo Coutinho João Azevedo, ao ser interpelado sobre a atuação da bancada paraibana no Congresso Nacional, revelou que parte da bancada apoia os projetos da gestão e que dentre eles o que vem ajudando mais é o senador Raimundo Lira, uma figura que ajuda muito a Paraíba. Essa é a verdade, vamos dar nome aos bois”, Azevedo detalhou o trabalho desenvolvido por Lira: “Ele tem feito um trabalho junto ao ministro Meireles, ao Banco do Brasil e o senador Raimundo Lira tem dado uma grande ajuda”, pontuou. Quando questionado se uma parte ‘atrapalha’, Azevedo foi enfático “As vezes sim”, sem entretanto dizer quem são esses representantes paraibanos que por picuinhas atrapalham o nosso Estado.


ALBERGIO GOMES MEDEIROS FALA DA INCOMPREENÇAO DE ALGUMAS PESSOAS COM RELAÇÃO AOS SEUS ESCRITOS


A cada dia me convenço da enorme e irrecuperável perda de meu tempo por essas paragens. Por vezes não sou compreendido, outras tantas vezes não compreendo; e assim tenho saído aborrecido ou aborrecendo pessoas. Cada vez mais fico determinado a reduzir ao máximo minha participação pelas redes sociais até zerá-las ou a isso beirar. É sem futuro - com exceção de algumas amizades virtuais, cujos nomes recomenda-me o bom senso a não citá-los para não esquecer de algum, não me trouxe nem me traz, no saldo, um centavo a mais, ao contrário, leva-me a perder tempo e dinheiro, por exemplo, consumo de energia elétrica etc. Meu Caro Albergio, suas postagens aqui são muito importantes, pois o amigo o faz com muita propriedade e competência e sem a sua participação opinando sobre os mais diversos temas, o face ficaria com certeza muito sem graça. Com relação aqueles que eventualmente não gostam dos seus escritos, esteja certo são pessoas medíocres que nem merece a sua atenção. Siga em frente.

CONTRADIÇÕES QUE A VIDA IMPÕE - VIRGOLINO DE ALENCAR

No governo FHC, embora não fosse petista, divergi do governo, comprovado em vários artigos escritos em Revistas, Jornais e no Painel do Leitor da Folha de São Paulo. Estive, de certo modo, ao lado de Lula. No governo Lula, divergi totalmente dos caminhos do PT, ficando, sem ser aliado, na oposição junto com FHC. Com o fracasso do Governo Dilma e sua defenestração, FHC e Lula acenam com um entendimento, para salvar as esquerdas. Estou, então, radicalmente contra os dois. Buscando nova opção, ainda não surgida no cenário nacional. Sinto-me agora, no mato sem cachorro. E sem gato. E rato eu não acompanho.

A PONTE - LOURDINHA LUNA

O Juiz Carlos Medeiros, de Brasília, em sentença firmou-se no nome do Presidente Costa e Silva, como indicativo de uma ponte na capital federal. O subscritor da permuta queria que o onomástico - Honestino Guimarães -, que ninguém sabe quem era, figurasse na construção que liga margens opostas. Costa e Silva foi o 2º Presidente Militar, tão digno e honrado como o anterior e os subsequentes. Eles presidiram a melhor fase do país quando a arrecadação pertencia ao povo e voltava para as comunidades sob a forma de melhoramentos públicos e conjuntos residenciais. A cotação do Regime Militar sobe às culminâncias e muitos brasileiros veem nos fardados a salvação da pátria., como em 1964 nos livraram de crença exótica. Ademais é uma época que merece ser avaliada a exemplo da Monarquia e da República que souberam respeitar seus ídolos.

SERÁ QUE ESTAMOS NA SUIÇA? - ARLINDO CORRÊA


Depois de assistir ao guia eleitoral, pela primeira vez nessas eleições, tive que mudar as informações do meu perfil no que concerne ao local de residência. Pelo que falam que fizeram ou farão os candidatos, tive a certeza que moro na Suíça. Pior meu caro Arlindo Corrêa, é que assisti uma entrevista do alcaide Luciano Cartaxo na TV Cabo Branco e o mesmo conseguiu a proeza de não responder a uma única indagação dos dois jornalistas, saiu pela tangente em todas. Na pergunta com relação ao sumiço das 200 mil toneladas de entulhos o mesmo o mesmo simplesmente disse que tudo já estava esclarecido, mesmo existindo um processo em curso para apurar eventual desvio de R$10 milhões, da citada obra. Pelo que percebi eles mentem e acreditam nas próprias mentiras, dai a gente ter a impressão de morar na Suíça. Acho que o poder inebria as pessoas, para que se comportem assim sem que sequer fiquem ruborizados com tantas mentiras.

Esta coluna é publicada no http:www.blogdopedromarinho.com e em quatro portais

 


Sidebar Menu