Estatisticas do blog

No momento, 9 usuário(s) está(ão) lendo este blog. No total, 3275637 pessoas visitaram esta página.

Clima tempo

Twitter

Publicidade

Notícias

Clima/Tempo

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    As belas do domingo - Fotos









    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Fotos de padre nu vazam na internet e ele é afastado do sacerdócio




     
    Ele exercia suas funções na igreja de Natividade, RJ, há duas semanas.
    Padre disse ter se relacionado com mulher, segundo o Bispado.

    do G1 Norte Fluminense

    Fotos de padre nu vazam na internet (Foto: Reprodução/WhatsApp)

    (Foto: Reprodução/WhatsApp)
    Os moradores da pequena cidade de Miracema, no Noroeste Fluminense, foram surpeendidos nesta semana, quando fotos do antigo padre da cidade vazaram através do WhatsApp, aplicativo de troca de mensagens pela internet. O que chocou a população foi o fato do sacerdote, de cerca de 40 anos, estar posando nu nas "selfies".
    De acordo com o Bispado da Diocese de Campos dos Goytacazes, as fotos teriam sido divulgadas por uma mulher que se relacionava com o padre pelas redes sociais.
    O Bispado informou, na tarde deste sábado (28), o afastamento do padre. Ainda de acordo com o Bispado, o padre disse que chegou a manter relação com uma mulher e declarou que o contato aconteceu de três a cinco vezes, apenas, através de redes sociais. Segundo o depoimento do padre aos seus superiores, o vazamento da foto teria sido uma armadilha para manchar sua imagem.

    Os fatos ainda estão sendo apurados pela Diocese mas a suspensão do serviço do padre é certa. "Estamos investigando a gravidade do assunto, mas apenas o ato dele ter tirado a foto já é matéria contra o mandamento da Igreja Católica, constitui crime e exige punição", esclareceu o Bispado em entrevista ao G1, mencionando que a mulher não se manifestou e as provas são, até o momento, a foto que circula nas redes sociais, além do depoimento do padre.

    Segundo um membro da igreja de Natividade, que quis ter o nome em sigilo, o padre estava à frente da igreja da cidade há apenas duas semanas. Ele assumiu a função após a morte do pároco local. Até então o mesmo exercia suas funções na matriz de Miracema, onde as fotos andam circulando.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    João Pessoa das antigas - Fotos




    Rua General Osório Rua General Osório

    Praça Joã Pessoa ainda co suas grades o o prédio do Jornal a União hoje ja demolido
    Praça Joã Pessoa ainda co suas grades o o prédio do Jornal a União hoje ja demolido
    Rua das Trincheiras
    Rua das Trincheiras

    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Apoio a golpe militar cresce no Brasil desde 2012, mostra pesquisa





    IG
    Em 22 de junho de 2013, quando 30 mil foram às ruas de São Paulo contra a proposta de limitar a capacidade de investigação do Ministério Público, uma grande faixa defendia a extinção de todos os partidos políticos para combater a corrupção. No protesto de 15 de março deste ano, as mensagens foram mais claras: cartazes da "Intervenção Militar Já" e "SOS Forças Armadas" eram exibidos por vários manifestantes. Neste sábado (28), um grupo reedita a Marcha da Família, antessala da ditadura iniciada em 1964, com um objetivo: instalar um regime de exceção controlado pela caserna.

    A mudança de tom reflete uma mudança na postura de parte dos brasileiros ante uma solução não-democrática para a criminalidade de colarinho branco no Poder Público. Entre 2012 e 2014, a fatia da população que acha justificável um golpe militar quando há corrupção cresceu de 36% para 48%. Ou seja, de pouco mais de um terço, passou a pouco menos da metade. O valor é o maior pelo menos desde 2007 e vai no sentido contrário da queda percebida entre 2008 e 2012, de 39,8% para 36,3%.

    Os dados são da Pesquisa de Opinião Pública Latino-Americana (Lapop, na sigla em inglês), coordenada pela Universidade de Vanderbilt, dos Estados Unidos, e feita em parceria com universidades de todo o continente. Na edição de 2012, os dados no Brasil foram levantados pela UnB com apoio da Capes. Em 2014, o instituto Vox Populi foi o responsável pelo levantamento.

    O salto é considerado "preocupante" por Guilherme Russo, pesquisador do Lapop e autor de um texto sobre o assunto publicado na segunda-feira (23), e afasta o País da maioria seus vizinhos mais próximos - exceto pelo Paraguai.

    Os 48% (47,6%, mais precisamente), colocam o Brasil em sexto lugar entre os países americanos que mais apoiam uma intervenção militar contra a corrupção, próximo da Guiana, 5ª colocada, e distante do Chile, que ocupa a última posição. A lista é encabeçada pelo Paraguai.

    "Esse nível de aceitação [a um golpe militar] contrasta fortemente com o de outros países do Cone Sul com histórias de regime militar recente (Argentina, Chile e Uruguai estão entre os quatro últimos da tabela)", escreveu Russo.

    Gerente do Lapop e doutor em ciência política, Jorge Daniel Montalvo avalia que o movimento pode ser decorrente dos escândalos de corrupção e da erosão da popularidade da presidente Dilma Rousseff (PT).

    "Há um desencanto com a política em geral. Isso possivelmente é uma hipótese que leva a esse aumento no percentual de pessoas que apoiam um golpe militar", diz Montalvo, ao iG

    Conservadorismo no Brasil

    Doutor em ciências sociais e diretor-geral do Instituto Cultiva, Rudá Ricci identifica no movimento a alta do conservadorismo entre as classes populares, decorrente do próprio modelo de inclusão pelo consumo adotado pelo PT.

    "Isso gera conservadorismo e egoísmo. Quando a canoa começa a fazer água, a população que votou no governo começa a desconfiar. Ao ver a corrupção, você começa a ficar mais violento com os corruptos."

    Ricci também chama a atenção para a longevidade do governo petista - "quem tem 26 anos praticamente só conhece a política do PT" -, e para uma tendência da população, tanto de direita como de esquerda, de buscar heróis linha-dura.

    "A opção pela ditadura é a opção por um pai duro. A grande maioria não vota na direita, mas gosta da ideia de um pai severo e justo. Ela atrai o brasileiro."


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Fenômeno de votos no Sertão dá a receita para derrotar Carlos Antônio e Denize em Cajazeiras




     

    O sapateiro cajazeirense Antônio Gobira (PSOL), fenômeno das eleições 2014 quando disputou uma vaga na Câmara Federal e obteve quase 20 mil votos em Cajazeiras, além de atingir os quase 50 mil no estado vem contrariando o discurso radical que vinha sendo utilizado por seu partido e está mantendo conversações com outras lideranças da oposição para, conforme passou a pregar –“formar uma chapa forte em Cajazeiras” com o intuito de derrotar o grupo capitaneado por Carlos Antônio que é esposo da prefeita Denize Albuquerque (PSB).A informação foi repercutida no Blog de Adjamilton Pereira,

     

    Em recente entrevista, Gobira defendeu a união das oposições – “é preciso unir as oposições, argumentando que deve ser formalizada alianças com outros partidos e que a cabeça de chapa pode ser de qualquer nome da oposição – “Na hora das definições vamos ver quem tem mais milho na mochila”.

     

    O cajazeirense destacou que seu sonho é representar bem o povo e declarou: “O político que se vende ou se troca por emprego para família não tem moral. É uma vergonha. O homem tem que ser homem”

    Atualmente além de Gobira, integra a oposição na Terra do Padre Rolim o grupo político do ex-deputado Vituriano de Abreu (PSC), além do deputado José Aldemir Meireles (PEN) que está distante do Dr. Carlos Antônio deixando aberta a possibilidade de disputar a Prefeitura de Cajazeiras em 2016.

     

     

    PB Agora


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    PMJP e professores têm nova rodada de negociação 2ª feira


    Rafael Passos
    Rafael Passos

    Luciano_reuniãogabinete06112014_RafaelPassos-001
    O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município de João Pessoa (Sintem) e a Prefeitura da Capital voltarão a discutir a proposta de reajuste da categoria – em greve há quinze dias – na segunda-feira (30). De acordo com o presidente do sindicato, Daniel de Assis, um novo pedido de audiência será protocolado para que o impasse seja resolvido.

    Em contato com a reportagem do Portal MaisPB, Daniel disse que a proposta inicial da prefeitura de 3% foi rejeitada pela categoria, que reivindica 16%. Ele disse que o prefeito Luciano Cartaxo sugeriu estudar a concessão de um novo reajuste no segundo semestre a depender do aumento da receita do município, e que a categoria vai analisar a proposta.

    Daniel informou que diretores de escolas também participarão da audiência com o prefeito e sua equipe para que as duas partes cheguem a bom termo.

    Atualmente, mais de 90% das escolas estão paralisadas e as que ainda funcionam estão com suas atividades comprometidas. Segundo Daniel de Assis, 8,5 mil pessoas, entre professores e servidores, estão de braços cruzados. “Estamos dispostos a negociar, tanto é que escolhemos representantes das lideranças das escolas para a audiência que pleiteamos junto à Prefeitura”, arrematou.

    MaisPB


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Jornalista cumpre promessa e posa nua após clube subir de divisão




     
    A jornalista colombiana Alejandra Omaña prometeu e cumpriu: após dizer que posaria nua se o Deportivo Cucuta subisse para a Primeira Divisão do país, a bela tirou a roupa para a revista Soho depois que o clube conseguiu o feito.

    No ensaio sensual, Alejandra usou até a camisa da equipe - antes de ficar nua para o fotógrafo, é claro.

    A promessa foi feita pelo Twitter, antes da partida que decidiria a vaga na Primeira Divisão. À revista, a jornalista disse que não se arrepende, mas que agora pensará melhor antes de fazer promessas do tipo.

    - Foi uma jornada incrível, que coloco entre as coisas que eu teria que fazer na vida. Deixo vocês com as fotos e espero ser mais prudente com a aposta que fizer para o Deportivo Cucuta ser campeão neste ano.

    Em 11 rodadas disputadas do Campeonato Colombiano, o clube de Alejandra é o penúltimo colocado com apenas oito pontos - o líder Envigado soma 21.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    RC cita várias obras e destaca: é um dos mais modernos complexos esportivos da América Latina




     
    O governador Ricardo Coutinho inaugurou, neste sábado (28), a Vila Olímpica Parahyba, considerado um dos mais modernos complexos esportivos da América Latina. Durante a solenidade, que reuniu personalidades do esporte e da comunidade de João Pessoa, Ricardo destacou que o evento é um marco para a Paraíba e para a Capital, e que o espaço vai deixar um legado para as futuras gerações. Entre os destaques do equipamento, está a construção de uma piscina para o nado sincronizado.

    A inauguração da Vila Olímpica faz parte de uma série de obras que marcam os cem dias de gestão do segundo mandato do governador Ricardo Coutinho. “Quando assumi o governo, em 2011, pela minha cabeça passava uma única coisa: não teria valido a pena eu passar pela gestão, assumir todos os compromissos que assumi e que cumpri, se eu não conseguisse legar, através de um Governo, uma grande vila olímpica, como esta, com essa realidade que estamos vendo”, afirmou. “Aqui [no complexo] há R$ 32 milhões em dinheiro do povo paraibano”, prosseguiu.

    Ricardo também enfatizou que a inauguração da Vila Olímpica Parahyba é apenas parte de uma série de obras do Governo. “Olhemos para o Centro de Convenções, para os Centros Formadores de Educação, para os hospitais, para as estradas”, explicou. “Nós estamos criando condições objetivas para que a vida dos paraibanos possa evoluir cada vez mais. Só se faz isso com duas coisas. A primeira delas é a aplicação correta do dinheiro, que é público. A segunda é ter a coragem de ousar, de disputar nacional e internacionalmente um lugar para o nosso Estado”, acrescentou o governador.
    Cartaxo parabeniza RC pela inauguração da Vila Olímpica,‘A PB precisa continuar crescendo’,diz
    Vila olímpica: RC diz que a PB agora pensa grande: ‘Chega de rame-rame, quem tem faça e quem não tem, saia’
    Ele ainda destacou as conquistas da Paraíba na área econômica. “A Paraíba foi o Estado que mais gerou empregos em 2014, que mais cresceu o setor de serviços, que teve o maior crescimento da indústria”, lembrou. “As conquistas não são apenas na área econômica. São conquistas que valorizam os seres humanos que pertencem a este Estado”, pontuou.

    Vila Olímpica – O governador afirmou que a construção da Vila Olímpica Parahyba será uma plataforma de inclusão social. “Quem pratica e ama o esporte dificilmente se desvia para qualquer outro caminho da vida. É através do esporte que conseguimos mostrar para a nossa juventude o caminho saudável, que daremos oportunidade de conquistas às crianças do presente e do futuro. É por isso que, neste complexo esportivo, temos 32 modalidades esportivas”, concluiu.

    Após a inauguração, o governador Ricardo Coutinho, ao lado da vice-governadora Lígia Feliciano e dos secretários de Estado, assistiu a uma apresentação da Seleção Feminina de Nado Sincronizado da Paraíba. Também participaram da solenidade, diversos deputados e representantes do esporte paraibano. A inauguração ainda contou com vários medalhistas olímpicos, a exemplo dos jogadores de vôlei Giba e Fofão, e do maratonista Vanderlei Cordeiro.
    Secom-PB


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Banda paraibana Totonho & Cabras




     Compositor, produtor e cantor, Totonho nasceu em 1964 na cidade de Monteiro, na Paraíba. Lá foi vendedor de buchada de bode e assistiu à muitas cantorias de repentistas da região. Foi quando teve seu primeiro contato com a música.




    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Senador petista Paulo Paim: ‘Governo pune trabalhador mas não cuida da corrupção‘





    Senador gaúcho afirma que a população foi ‘enganada" e ameaça deixar o PT se o Congresso aprovar as propostas para mudar benefícios trabalhistas

    Laryssa Borges, VEJA.com

    Petista histórico, o ex-deputado constituinte e senador Paulo Paim (RS) está prestes a deixar o partido a que se filiou há 30 anos. Ele intergra a lista de pelo menos 16 senadores que apresentaram recentemente ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) consultas sobre regras de migração partidária. Mas, ao contrário das motivações político-eleitorais que regem os interesses, por exemplo, da senadora Marta Suplicy (PT), que pretende disputar a prefeitura de São Paulo, Paim admite se filiar ao PMDB, PDT ou PSB e até mesmo fundar uma nova sigla se o governo insistir em aprovar, no Congresso Nacional, medidas que endurecem as regras para concessão de benefícios trabalhistas - como seguro-desemprego, pensão por morte e seguro-defeso. Para o senador, a população se sente "enganada" pelo governo, que nas eleições de outubro prometera manter intactas as conquistas previstas em lei. "Em vez de aumentar a fiscalização contra a corrupção, o trabalhador é mais uma vez chamado para pagar a conta", diz. Leia a entrevista ao site de VEJA.

    Como o senhor pretende atuar nas duas medidas provisórias que afetam os direitos dos trabalhadores?

    Eu fiquei constrangido e perplexo com as duas medidas provisórias que tiram direito dos trabalhadores. E essa não é uma reação só minha, é de todas as centrais, de todas as confederações, sindicatos, associações de trabalhadores, que não concordam com o que o governo fez. Sou o último dos parlamentares do PT que participou da Constituinte e hoje ainda está em atividade, sempre em uma linha de coerência. Como é que a essa altura do campeonato eu vou votar contra pescador, contra a viúva, contra o trabalhador desempregado? Não tem sentido. Não tem como mexermos nesses direitos trabalhistas.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Depois de criticar Dilma, Levy tenta se explicar


    Wilson Dias
    Wilson Dias


    Josias de Souza 

    O ministro Joaquim Levy (Fazenda) teve de fazer hora extra na noite deste sábado. Elaborou e mandou divulgar uma nota. No texto, ele tenta desfazer o mal-estar provocado pela divulgação de uma crítica que fizera à presidente Dilma Rousseff, a portas fechadas, na última terça-feira.

    Numa conversa com ex-alunos da Universidade de Chicago, onde graduou-se PhD, Levy disse que Dilma nem sempre age da forma mais simples e eficaz. Expressou-se em inglês: “I think that there is a genuine desire by the president to get things right, sometimes not the easiest way, but… Not the most effective way, but there is this genuine desire‘‘.

    Traduzido para o português, o comentário ficou assim: “Acho que há um desejo genuíno da presidente de acertar as coisas, às vezes, não da maneira mais fácil… Não da maneira mais efetiva, mas há um desejo genuíno‘‘. Para desassossego de Levy, a conversa foi gravada. E a repórter Joana Cunha obteve a gravação, divulgando-a no site da Folha.

    Na nota em que o Levy tenta desdizer o que de fato disse, anotou-se: “O ministro sublinha que os elementos dessa fala são os seguintes: aqueles que têm a honra de encontrarem-se ministros sabem que a orientação da política do governo é genuína, reconhecem que o cumprimento de seus deveres exige ações difíceis, inclusive da Exma Sra. Presidente, Dilma Rousseff, e eles têm a humildade de reconhecer que nem todas as medidas tomadas têm a efetividade esperada”.

    Levy teve a preocupação de esclarecer: “Isto não é uma nota oficial, mas uma manifestação pessoal do ministro”. Fez essa observação para realçar o caráter informal da conversa que resultou na saia justa.

    Essa não foi a primeira crítica que escorregou dos lábios do ministro (veja as outas no quadro abaixo). Mas ele ainda não havia criticado Dilma diretamente. A presidente foi informada sobre suas declarações. Mas o Planalto informou que ela não irá se manifestar.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Paes entra no jogo de 2018: ‘Tenho as minhas ambições‘




     O atual prefeito do Rio de Janeiro e candidato à reeleição, Eduardo Paes (PMDB) vota no Gávea Golf Club em São Conrado nesta manhã acompanhado de seus filhos. (foto: Adriano Ishibashi/Frame/Folhap

    Em entrevista publicada neste fim de semana, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, praticamente se lança como candidato do PMDB à presidência da República, em 2018; ele afirma que a aliança PT-PMDB não resiste até lá, garante que haverá candidatura própria dos peemedebistas, assume ter grandes ambições e dispara críticas contra o PT; de um lado, ataca "antas" que pretendem regular os meios de comunicação; de outro, afirma que a Copa de 2014 foi "um fracasso" e diz que os Jogos Olímpicos da Rio 2016 projetarão uma outra imagem do País; candidatíssimo

    Rio 247 - O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, praticamente se lançou candidato à presidência da República, em entrevista concedida aos jornalistas Monica Weinberg e Thiago Prado. "Bota o jingle aí", brincou o prefeito, no depoimento às páginas amarelas da revista Veja.

    Sobre a posição do PMDB em 2018, ele foi enfático. "Não tenho a menor dúvida de que será a hora de o PMDB lançar uma candidatura própria à presidência da República. O partido precisa se posicionar, ter candidato. Acho até que, em 2018, quando o PMDB apresentar o seu, poderá fazer isso sem virar oposição", insinuando uma aliança invertida, com seu partido na cabeça de chapa. "É saudável que o PT perca a próxima eleição".

    Ignorando a possibilidade de que o ex-presidente Lula venha a se candidatar novamente em 2018, Paes afirmou que o PT hoje não tem quadros comparáveis aos do PMDB. E bateu duro em certas posições do petismo. "Há forças petistas que ainda ficam por aí defendendo besteiras, como o controle da mídia. Essas antas despreparadas estão no mesmo patamar de primitivismo dos que usam a democracia para destruir a democracia", afirmou.

    Paes sabe que sua grande vitrine, antes de 2018, serão os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio. E, ao falar disso, disparou mais uma crítica ao PT, ao afirmar que a Copa de 2014 foi "um fracasso".

    "A Copa não serve de exemplo pra nada. Foi um fracasso. Só serviu para reforçar velhos estereótipos, como o de um país que sabe fazer uma boa festa, cheio de gente bonita, mas que usa o dinheiro para deixar elefantes brancos na paisagem e entrega obras pelo triplo do valor acordado", afirmou.

    Paes garante que, em 2016, será diferente. "A Olimpíada dá agora a chance de nos firmarmos diante do mundo de maneira diferente".

    Que ninguém se engane. O prefeito do Rio é candidatíssimo à presidência em 2018.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Ódio político: AVC de Dirceu leva internautas a pedir a sua morte




     ÓDIO POLÍTICO: AVC DE DIRCEU LEVA INTERNAUTAS A PEDIR SUA MORTE
    Diego Vara:

    PT/DIRCEU - O ex-ministro chefe da Casa Civil José Dirceu partcipou de evento do Partido dos Trabalhadores na manhã deste sábado no salão da igreja Pompeia, em Porto Alegre. Ovaci

    “Você vai conseguir vencer essa! Força AVC!!”; “Estamos juntos AVC. Não mata não por favor, só deixa ele vegetativo, cagando na cama.”; “Morre que passa.”; “#SomosTodosAVC”; “O demônio tá vindo buscar!”; estas foram algumas mensagens postadas após a notícia de que o ex-ministro José Dirceu foi internado em Brasília; "Como será possível continuarmos debatendo não apenas política, mas qualquer assunto nesses termos? É com este tipo de debate sério que iremos melhorar o Brasil?", questiona Lino Bocchini, de Carta Capital

    Por Lino Bocchini, na Carta Capital

    No final da tarde desta sexta-feira 27 José Dirceu deu entrada em um hospital de Brasília com a suspeita de estar com um princípio de AVC. Sem maiores detalhes sobre o estado de saúde do ex-ministro, sites publicaram a notícia e a publicaram em suas redes sociais.

    Foi o suficiente para uma enxurrada de comentários de ódio brotarem nas redes sociais pedindo a morte de Dirceu, muitas delas com requintes de crueldade. Outros pediram também a morte da presidenta Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula. Abaixo reproduzo alguns comentários que conseguiram, o apoio de mais de 500 pessoas (“likes”) em apenas duas horas de Facebook:

    “Você vai conseguir vencer essa! Força AVC!!”

    “Estamos juntos AVC. Não mata não por favor, só deixa ele vegetativo, cagando na cama.”

    “Morre que passa.”

    “#SomosTodosAVC”

    “O demônio tá vindo buscar!”

    “A Dilma leva vantagem pois como não tem cérebro nunca vai ter AVC!!!”

    “Que morra e volte para buscar Dilma e Lula.”

    “A chapa quente do inferno tá prontinha pra ele a para o molusco.”

    São frases fortes, e peço desculpas por reproduzi-las. Acredito, contudo, que neste caso a reprodução é justificável, para ilustrar o tamanho da irracionalidade e do ódio.

    Curiosamente, muitos dos perfis autores destas mensagens ou seus apoiadores são pessoas que se dizem cristãs e têm imagens religiosas em meio a seus perfis. E ainda defendem a paz, a família, um mundo melhor...

    Muitos dos comentários inclusive evocam a religiosidade para pedir a morte de José Dirceu:

    “Glória a Deus, minhas preces foram atingidas.”

    “Deus é pai, aqui se faz, aqui se paga.”

    "DEUS. Faça ele ser atendido no SUS por um dos médicos cubanos que dará o diagnóstico de virose e ele será enviado para casa e morrerá dentro de poucas horas. Amém!"

    Não quero entrar no mérito sobre a conduta de José Dirceu, o que ele fez ou deixou de fazer. Não é disso que se trata esse artigo. Também não defendo a censura de ninguém. Tampouco pretendo atacar a fé de quem quer que seja.

    Este breve texto é apenas um convite à reflexão. A que ponto chegamos? Quando perdemos totalmente nossa humanidade a ponto de ser normal alguém falar publicamente algo como “Não mata não, só deixa ele vegetativo, cagando na cama” e receber o apoio de mais de mil pessoas em menos de uma hora?

    Como será possível continuarmos debatendo não apenas política, mas qualquer assunto nesses termos? É com este tipo de debate sério que iremos melhorar o Brasil?

    E, o pior de tudo, a publicação deste artigo deverá gerar ainda mais mensagens de ódio, comprovando que quem está doente não é o ex-ministro. É a sociedade.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 29.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Dilma retoma iniciativa e, enfi, sai das cordas





    Em artigo, Leopoldo Vieira revela como a presidente Dilma Rousseff conseguiu sair do córner, na última semana; com Renato Janine, reaproximou o governo de intelectuais; com Edinho Silva, incorporou uma visão política à comunicação; com Michel Temer e Eliseu Padilha no núcleo político, além de Henrique Alves no Turismo, criou as condições para reconciliar-se com o PMDB; o encontro com os governadores do Nordeste também indicou a existência de uma ampla frente em torno do diálogo e da legalidade; por fim, como explicitou Miguel Rossetto, a reforma política, que prevê o fim do financiamento empresarial de campanha, segue em pauta, como peça essencial no combate à corrupção; leia a íntegra

    Por Leopoldo Vieira

    O governo vai retomando não só a iniciativa, mas boas iniciativas:

    1) Renato Janine no MEC reaproxima governo de intelectuais (em tempos de fundamentalismo e obscurantismo, vide o ‪#‎SomosTodosAVC‬), e representa uma visão mais ampla da educação (nenhum passo atrás imposto à nação ante o "Chega de Paulo Freire);

    2) Edinho Silva na SECOM é uma visão política e estratégica de relações com as mídias (o oligopólio, as regionais, a blogsfera), superando a noção de "assessoria de encrenca";

    3) Michel Temer e Eliseu Padilha no núcleo político, Henrique Alves no Turismo e Vinícius Lages no Integração Nacional, é a recomposição com o aliado fundamental PMDB;

    4) A negociação com as centrais e governadores do Nordeste em torno do ajuste fiscal, com as agências de risco sobre a economia brasileira, e com o Congresso sobre a tabela do Imposto de Renda, retomam o compromisso do amplo diálogo, presente no Discurso da Vitória, refazendo pactos e dirimindo conflitos;

    5) O ministro da Secretaria Geral, Miguel Rossetto, em artigo ao Globo,há dois dias, confirmou que a Reforma Política segue na pauta e, melhor ainda, é a alternativa de superação para o escândalo fabricado da Lava-Jato, perfilando coerência, a firmeza programática e LINHA;

    6) A presidenta, em cadeia nacional, definiu o conceito do ajuste: não é fim em si mesmo e serve à uma travessia rápida após a defesa de empregos e salários feita por meio dos instrumentos estatais. É bom que isso também entre nos argumentos: não tem estelionato algum;

    7) O discurso demissionário de Cid Gomes demarcou um campo importante: há diálogo e repactuação, mas há também limites. Aliás, o discurso e os vetos presidenciais à legislação aprovada sobre criação de novos partidos;

    8) Rodrigo Janot foi acionado oficialmente para investigar Aécio, por causa da lista de Furnas. Pode ter sido ruim para a aliança, mas é fato que Renan Calheiros e Eduardo Cunha estão na lista do PGR sobre a Lava-Jato. Isso limita o ímpeto da oposição e de eventuais tentativas de desestabilização, impõe o acordo e inibe a corrupção estrutural;

    9) Se a proibição ao financiamento privado sair pelas mãos do Supremo, a fisiologia e os que verdadeiramente se abastecem do dinheiro privado (porque empresas doarem ao PT se explica, geramos novas rotas comerciais, emprego, renda e, logo, consumo, produção e...mercados e lucros, mas ao PSDB que gerou desemprego e recessão...) estarão "achacados". E isso está no tenso jogo por de trás das coxias;

    10) Se o ajuste funcionar, as marchas serão ainda mais "majoritariamente compostas por não-eleitores da presidenta" (Miguel Rossetto), pois as pesquisas mostraram que o povo foi contaminado pelo pessimismo com o emprego e poder de compra do salário, não pelo "Vá para Cuba";

    11) Por falar em emprego e salário, a presidenta botou a pá de cal na tentativa de sacrificar o salário mínimo no terrorismo político inflacionário: reafirmou a Política de Valorização do Salário Mínimo. Sinal bom, que reforça o que ela já dissera: "não vamos trair os compromissos com a classe trabalhadora";

    12) Já houve determinação para o destravamento do Fies, Pronatec e a CAIXA vai lançar o Minha Casa, Minha Vida 3. Com Barack Obama, um conjunto de parcerias comerciais pragmáticas serão estabelecidas. Economia e inclusão vão girar e inquietudes se acomodarão.

    13) Este conjunto de coisas parece dar razão a Jaques Wagner, ao dizer que ele já viu governos em situação pior se recuperarem. Ele fala por si, em certos momentos na Bahia, e se elegeu, reelegeu e fez o sucessor sempre no primeiro turno, desancando o carlismo, que não é qualquer oligarquia, assim como Brasil não é o Paraguai e a Ucrânia.

    É importante juntar essas "bolas" para a oposição saber que há governo e para a base social, política e eleitoral dele saber que há narrativa e discurso político a ser apropriado e usado na disputa cotidiana. E que não é o caso de esperar um milagre, é tomar a iniciativa.

    * Leopoldo Vieira é "secretário do Núcleo Petista Celso Daniel de Administração Pública"


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários

  • 28.03.2015 | Autor: Pedro Marinho

    Papo d‘ Esquina


     RICARDO REBATE CÁSSIO E DIZ QUE EM BREVE A PARAÍBA SABERÁ QUEM É "MALANDRO"


    O senador Cássio Cunha Lima deve ficar bem esperto, pois com certeza vem bomba grande em cima de sua cabeça ao julgar pelas declarações do governador Ricardo Coutinho, que rebatendo as declarações do senador tucano, que o acusou de “malandragem” ao receber um suposto dinheiro proveniente da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), sem exercer as funções de servidor, assim se manifestou: “ Em breve a Paraíba saberia quem é o verdadeiro “malandro”. Cássio Cunha Lima (PSDB), acusou RC de “malandragem” ao receber um suposto dinheiro proveniente da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), sem exercer as funções de servidor. ‘- A Paraíba daqui a pouco tempo vai saber de coisas que não se pode fazer, e vai saber quem é malandro”. Hum sei não, mas vem coisa por ai e Cássio deveria desde já ficar com a pulga atrás da orelha.

    SENADOR CÁSSIO CUNHA LIMA PROPÕE QUE POLICIAIS REFORMADOS TENHAM DIREITO AO PORTE DE ARMA


    Por falar em Cássio, o mesmo Atendendo a solicitação de entidades representativas dos policiais, apresentou projeto de lei (PSL) que altera a Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, para conceder porte de arma de fogo aos policiais e aos bombeiros militares inativos. O objetivo é alterar o Estatuto do Desarmamento para conceder o porte de arma de fogo aos servidores inativos da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Ferroviária Federal, das Polícias Civis, das Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros Militares. O legislador precisa entender que quando o policial se aposenta aqueles bandidos que eventualmente o mesmo contrariou na sua atividade profissional, continuam agindo no submundo do crime e podem perfeitamente atentarem contra a vida daquele, que aposentado sequer pode - mesmo com comprovada habilidade e responsabilidade - dispor de uma arma para sua própria defesa. É duro fazer polícia no Brasil.


    O LORDE RÔMULO GOUVEIA E A PROTEÇÃO A FAMÍLIA ALBUQUERQUE

    O jornalista Marcos Marinho no seu excelente portal denominado apalavraonline, denunciou que o deputado federal Rômulo Gouveia, nomeou para o seu gabinete em Brasília, nove membros da família Albuquerque e aproveitou Marinho parta levantar a arvore genealógica do generoso parlamentar e descobriu que mesmo distante Rômulo tem sim parentesco com a nobreza portuguesa, com direito a brasão de família e tudo. Um dos milhares de leitores de Marcos Marinho, já aproveitou e fez uma montagem fotográfica com o roliço Rômulo Gouveia com traje de nobre, com direito a muitos penduricalhos, cuja imagem circulou nas redes sociais, arrancado boas risadas de quem as viu. Só o que não foi engraçado é o fato que Rômulo Gouveia até agora não explicar que estranha predileção é essa por tal família Albuquerque, que ocupa hoje 40% das vagas do seu gabinete. Vá entender os nossos políticos.

    PEDRO SIMON: ‘LULA PERDEU A DIGNIDADE E APODRECEU’

    O ex-senador Pedro Simon, com 85 anos de idade, sendo 60 anos de mandatos e 32 como senador, esteve esta semana em João Pessoa onde proferiu uma palestra na OAB sobre o tema ‘Ética na política’. Durante a palestra Simon declarou que jamais assistiu na sua vida um momento tão difícil da vida nacional em que nada funciona bem. Enfatizou que o povo a OAB e a CNBB devem exigir as grandes mudanças que queremos, pois se depender dos partidos políticos e do Congresso Nacional nada acontecerá. Disse por fim que o ex-presidente Lula perdeu a dignidade e apodreceu. Vindas tais declarações de um homem da envergadura e do conhecimento político de Pedro Simon, realmente todos nós temos mesmo que ficarmos precoupados.

    EDMILSON SOARES DEVE PRESIDIR O PEN

    Depois de perder a reeleição na Assembleia Legislativa o deputado Ricardo Marcelo foi destituído da presidência do PEN, partido que presidia desde a sua criação aqui na Paraíba. O fato é Ricardo Marcelo perdeu poder e status e consequentemente não interessava mais a tal legenda, cujos dirigentes em âmbito nacional pretendiam apoiar o governador Ricardo Coutinho, como de fato irão fazê-lo indicando o deputado Edmilson Soares como futuro presidente aqui no Estado. Rei morto rei posto.

    MAIS UM SUPLENTE NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

    O deputado José Aldemir (PEN) protocolou na Secretaria da Assembleia Legislativa da Paraíba, nesta sexta-feira (27), um pedido de licença médica de 121 dias. Quem deve assumir sua vaga na Assembleia é o suplente Jullys Roberto (PEN), que será empossado pelo presidente da Casa, Adriano Galdino, na primeira sessão ordinária após o feriado da Semana Santa. Jullys Roberto é natural da cidade de São Bento, é filho do ex-deputado Marcio Roberto e pela primeira vez vai atuar em um mandato político.

    POR QUE MUDAR O NOME DO PALÁCIO DA REDENÇÃO?

    Mesmo existindo leis que proíbem a mudança de nomes de prédios e logradouros públicos, aqui na Paraíba nos últimos anos criou-se a mania de desfigurar a nossa história, mudando os nomes já existentes e solidificados na cabeça do povo. Há uns anos, o então prefeito Ricardo Coutinho, retirou o nome do professor João Vinagre do colégio de Miramar e para agradar o PDT e colocou o nome de Governador Leonel Brizola, caindo João Vinagre na vala dos esquecidos. Depois foi retirado o nome do Colégio Castelo Branco, que passou a se chamar de Jango Goulart, mais recentemente o antigo DEDE, cuja reinauguração ocorrerá no próximo sábado e que tinha o nome de Vila Olímpica Ronaldo Marinho, passou e repente a ser denominado pelo governo de Vila Olímpica Parahyba. Agora para completar o desrespeito o deputado Jeová Campos, pretende que o Palácio da Redenção passe a ser denominado de Palácio Ariano Suassuna.

    POR QUE MUDAR O NOME DO PALÁCIO DA REDENÇÃO? II

    Nem se discute aqui os méritos do extraordinário paraibano recentemente falecido, mas a mudança e totalmente sem sentido, pois o nome Palácio da Redenção construído em 1954 é ‘imexível’ como diria um ex-ministro do Governo Collor, pois aquela importante edificação tem toda uma história que não pode ser rasgada e esquecida. O nosso Ariano Suassuna, além de ter uma de suas obras lembradas num monumento no Parque Solon de Lucena, vai ser homenageado com o seu nome no grande teatro a ser inaugurado no interior do Centro de Exposições do Altiplano do Cabo Branco. É preciso também os apelidos que são colocados pelas próprias autoridades e certos profissionais da imprensa como Retão de Manaíra, quando o nome verdadeiro é Governador Flavio Ribeiro, Beira-Rio cujo nome é José Américo de Almeida, Estrada de Cabedelo quando o nome é Rodovia Governador Pedro Gondim, Praça do Bispo cujo nome é Praça Dom Adauto, Praça dos Três Poderes, quando o nome verdadeiro, pelos menos há 80 anos é João Pessoa a Praça da Pedra que verdade é Praça da Liberdade. Pessoal, vamos respeitar a nossa historia e os nossos vultos.

    A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL ALBERGIO GOMES MEDEIROS

    Albergio Gomes Medeiros, mais uma vez e com muita competência se manifesta nas redes sociais e desta feita trata sobre a redução da maioridade penal, um problema que aflige e atormenta a sociedade brasileira, que já não agüenta mais a sanha desses menores que atacam a tudo e a todos. Albergio a partir deste ponto: “Tenho uma ligeira e superficial impressão de que desconfio da principal razão de tantos opositores na redução da menoridade penal. As cadeias têm aquele número fixo de profissionais; de agentes penitenciários a profissionais de saúde; onde alguns dias da semana fazem atendimentos "in loco" pelo PSF (embora o contribuinte necessite fazer romarias para conseguir uma ficha para depois conseguir aprazar um exame ou uma consulta para muitos meses após; enquanto o bandido tem a possibilidade semanal do pronto atendimento). Todavia; nos "Spas" onde as "crioncinhas" frágeis e vitimadas pela exclusão promovida "maldosamente" pela sociedade; além daqueles; ainda dispõem de muitos outros profissionais; ou seja; multiprofissionais; com leque muito maior do que presídios demandam. Pronto! Em meu sentir; é a principal razão para a não redução da menoridade penal: exigência de muito mais profissionais; em diversidade e quantidade; o que encarece sobremodo o custo mensal do "spa" . Deduzam o porquê. A dedução é livre.”

    A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL ALBÉRGIO GOMES MEDEIROS II


    Caro Albergio o amigo tem toda razão, coincidentemente aqueles que estão contra a redução, devem viver em outro país e quem sabe até em outro planeta – são exatamente os petistas capitaneados pelo deputado paraibano Luiz Couto, que como relator de tal matéria a engavetou durante 4 anos, tentando assim evitar a sua apreciação e consequente votação é que lutam pela não redução da maioridade penal. Na verdade eles não estão compadecidos com esses delinquentes mirins, mas é em razão da orientação do próprio governo, que não tem estrutura física nem financeira para suportar esse novo encargo, em razão dos milhares de jovens que teriam que ser trancafiados, pois além de tudo que o amigo bem lembrou, ter-se-ia também que se construir dezenas e quem sabe centenas de novas unidades prisionais. Essa a que a mais pura realidade. Se eles têm dúvida sobre o que pensa a sociedade, por que não fazem então uma pesquisa ou até mesmo um plebiscito, pois tenho certeza que pelo menos 90% da população brasileira, opinaria pela redução que ora se pretende. Em tempo: Pelas mesmas razões é que não se muda o nosso frágil e ultrapassado Código Penal o povo que se dane.


    RESSACA DO MAR DERRUBA PARTE OS BANCOS DE MANAIRA

    Com a ressaca da maré nos últimos dias, cerca de quinze assentos de cimento, foram arrancados da base e se encontram caídos no calçadão de Manaria, entre o Banco do Brasil e o Hotel VerdeGren. O danado é que na Prefeitura além dos secretários e os totalmente dispensáveis subsecretários, tais órgãos contam com milhares de assessores, mas parece que esse pessoal não tira a bunda da cadeira em nenhuma hipótese, pois nunca sabe de nada e o pior não ajudam em nada a administração de Luciano Cartaxo, pois se nós da população vemos os defeitos e os erros da cidade, por que será que eles nunca dão conta de nada? Fica a pergunta.

    MINISTÉRIO PÚBLICO PRETENDE QUE APENAS DESVIOS ACIMA DE R$ 80 MIL SEJAM CONSIDERADOS CRIMES HEDIONDOS


    Saiu na mídia que o Ministério Publico como instituição, pretende propor ao Congresso Nacional para que seja considerado crime hediondo todo aquele desvio de dinheiro publico, que ultrapasse o valor de R$80 mil. É muito inocência desse MP, pois tanto faz 1 real quanto 1 bilhão a safadeza é a mesma, ou não? Já que esse dinheiro não importa o valor, vai fazer falta aos hospitais, a segurança, a construção de moradia e outros serviços. Com esse entendimento fica claro que todo mundo pode meter a mão na grana desde que não ultrapasse R$80 mil. Difícil é saber se é para rir ou chorar, será que esse povo do MP escuta as ruas? Parece que não.


    Esta coluna é publicada no http:www.blogdopedromarInho e em quatro portais.


    Arquivado em Artigos

    ( 0 ) comentários


ver mais antigas