Valores paraibanos, eu estou estupefato -inacreditável

  CAMILO MACEDO – REPÓRTER e PESQUISADOR –

  Temos gerações uma de jornalistas cotidianos da Paraíba, onde podemos afirmar a escola de jornalismo do Brasil e para o mundo. Mestres de gerações que sem dúvida serão quase insubstituíveis. Só para exemplo, qual o estado que teria em suas redações de rádio e TV - o amontoado de jornalistas, homens e mulheres cronistas, historiadores, escritores, fotógrafos, poetas e no campo das artes, cineastas, atores, compositores, músicos, cantores, artistas plásticos, pintores dentre outro, pesquisando encontrei um time da gota serena, que me dar oportunidade de homenagear a todos, Alguns DEUS chamou para sua redação ou divulgar a arte nos céus. Perdoem os que aqui possa ter esquecido, contudo sintam-se homenageados e abraçados - vejam a seguir a seguir:

 

A. Rocha Barreto, - escritor - Abdias dos Oito Baixos – cantor e compositor -

Abelardo de Araújo Jurema – jornalista e escritor Abelardo Jurema – jornalista e apresentador

Abelardo Oliveira • jornalista Abmael Morais – jornalista -

Adalberto Alves – locutor esportivo CG. Adalberto Barreto, jornalista -

Adalberto Jorge Rodrigues Ribeiro – jornalista – Adauto Ramos - escritor e historiador

Adelson Barbosa – jornalista - Adelton Alves – jornalista –

Ademilson José • jornalista - Adhemar Vidal, - jornalista - escritor - APL –

Adolfo Cirne - escritor – Adriana Crisanto • jornalista -

Adriana Versus – escritora e cineasta - Adrizzia Silva • jornalista –

Adylia de Albuquerque Morais, Adylla Rabello, escritora –

Afonso Campos – escritor - APL - Afonso Pereira – jornalista e escritor

Agassiz Almeida – jornalista e escritor Agnaldo Almeida - jornalista –

Ainoã Geminiano. – jornalista - Airto Jose, apresentador radio -

Alarico Coreia Neto, jornalista, escritor e teatrólogo - Albemar Santos - Jornalista –

Alberi Pontes • jornalista Albertina Correia Lima - Escritora, jornalista -

Alberto Arcela, - jornalista e compositor - Alberto Lacet – artista plástico -

Alberto Loureiro - Jornalista – Albiege Fernandes • jornalista -

Albino Meira – escritor - APL - Alcides Bezerra, - jornalista - escritor -

Alcides Carneiro, - escritor e jornalista – Alcides Ferreira, – artista plástico –

Aldo Lopes,- escritor – escritor - Aldo Schueler – jornalista e apresentador -

Alena Sá, – artista plástico - Alex Filho, – jornalista –

Alex Roberio da Costa, – jornalista – Alexandre Costa, – jornalista –

Alexandre Jubert, – jornalista – Alexandre Macedo • jornalista

Alexandre Nunes – jornalista Alfio Ponzi - jornalista e compositor -

Alfonso Bernal, – artista plástico - Alice Lumi – jornalista

Alice Vinagre, – artista plástico - Aline Lins – Jornalista -

Allyrio Meira Wanderley –Poeta, Teatrólogo, Alpheu Rosas, - jornalista -

Altimar Pimentel, jornalista Aluísio Moura, - jornalista -

Aluízio Campos – escritor - APL - Álvaro Carvalho – escritor - APL -

Álvaro Evaristo Monteiro - escritor e historiador - Álvaro Lopes Machado, - escritor e historiador -

Amador Ribeiro Neto, - jornalista - Amaury Vasconcelos, - Escritor, Poeta

Amazan – cantor e compositor Américo Falcão – Poeta -

Amin Stepple – jornalista e cineasta – CG – Ana Adelaide – escritora -

Ana Lustoza – jornalista - Ana Paula – jornalista e apresentadora -

Anacleto Elói– artista plástico - Anacleto Reinaldo – repórter policial-

Anaíde Beiriz – Poetiza - Analice Caldas, - escritora -

Analice Uchôa, – artista plástico - Anchieta Maia, - jornalista -

Anco Marcio, - jornalista e escritor Anderson Costa – jornalista -

André Ricardo Aguiar, - jornalista - Anézia Nunes • jornalista –

Ângela Bezerra de Castro– escritora - APL - Aníbal Moura – historiador

Antônio Alberto de Queiroz. Antônio Alfredo da Gama e Melo - escritor e historiador

Antônio Barreto Neto – jornalista e critico - Antônio Barros – compositor e cantor –

Antônio Borges da Fonseca – Jornalista e escritor - Antônio Costa, jornalista - escritor

Antônio Coutinho, – artista plástico - Antônio David – fotografo -

Antônio Dias – artista plástico - Antônio Ferreira Baltar - escritor e historiador -

Antônio Gomes Rocha – escritor - APL - Antônio Hino, - jornalista -

Antônio Hortêncio C. de Vasconcelos - escritor- Antônio Joaquim Pereira. da Silva – critico literário -

Antônio Moraes –jornalista - Antonio Malvino = jornalista e apresentador -

Antônio Rocha. – artista plástico - Antônio S. Guedes, - jornalista -

Antônio Sobrinho– escritor - APL - Apolônio Nóbrega – escritor - APL -

Apolônio Zenaide Peregrino de Albuquerque - escritor Archidy Picado, - poeta, escritor e artista plástico

Ari Ribeiro, jornalista e apresentador - Ariano Suassuna – escritor -

Arimateia Souza – jornalista - Ariosto Sales, - narrador esportivo CG.

Aristides Lobo – escritor - APL - Arlindo Almeida, - jornalista -

Arnóbio Costa • repórter fotográfico - - Arruda Câmara – escritor - APL -

Arthur Achilles dos Santos - escritor e historiador - Arthur Cantalice – artista plástico -

Arturo Gouveia – artista plástico - As Ceguinhas de Campina Grande – cantoras -

Ascendino Leite – escritor - APL - Ascendino Lisboa – compositor e cantor -

Assis Chateaubriand – jornalista - Astênio Fernandes – escritor - APL -

Astier Basílio • jornalista – Astrid Bakke – jornalista -

Augusto dos Anjos – Poeta - Augusto Magalhães – jornalista -

Augusto Pessoa - fotografo - Augustus Nicodemus Lopes escritor –

Aurélio de Figueiredo – Pintor – Aurélio de Lira Tavares – escritor -

Aurélio Moreno de Albuquerque – escritor - Alexandra Torres – jornalista e apresentadora -

 

Baby Neves – jornalista - Balduíno Lelis – pesquisador -

Barreto Neto – jornalista - Barros de Alencar –cantor -

Barroso Pontes, - jornalista - Bartô Galeno – cantor

Bastinho Calixto – cantor - Batista Silva, – jornalista –

Beatriz Ribeiro - empresaria e jornalista – Benedito Lins de Abreu – escritor -

Bernardo Filho, - jornalista - Beth Torres • jornalista -

Biliu de Campina – cantor Bira Delgado, - cantor e compositor

Biu Batista, - jornalista - Biu Ramos, escritor e jornalista -

Boca Quente – repórter policial Bôtto de Menezes – escritor - APL -

Bráulio Tavares – artista plástico - Breno Mattos – artista plástico - escultor -

Bruno Gaudêncio – artista plástico - Bruno Lira – jornalista –

Bruno Sakaue – jornalista e apresentador - Buda Lira – ator e teatrólogo –

Bruno Steinbach – artista plástico -

 

Cacá Santa Cruz – artista plástico - Cacá Barbosa, jornalista e apresentador -

Cacá Martins. - jornalista - Cacilda Lanuza – Atriz –

Caixa D’Água – poeta – Carol Torres – jornalista -

Clotilde Tavares, - jornalista – Camila Bezerra - Jornalista -

Camilo de Lelis (Lelo), – jornalista – Camilo Macedo – Repórter, Poeta, escritor e compositor Candido Nóbrega, – jornalista – Candido Firmino Mello Leitão – escritor –

Chiquinho Paraíba – compositor e cantor - Carmélio Reynaldo • jornalista -

Canhoto da Paraíba - compositor e cantor Capilé – cantor e compositor -

Cardoso Filho - jornalista - Cardoso Vieira – jornalista - escritor - APL -

Carlos Alberto F. de Azevedo - escritor e historiador - Carlos Alberto Silva, - jornalista - CG -

Carlos Augusto Furtado de M Dias Fernandes – jornalista - Carlos Aranha, - jornalista e teatrólogo -

Carlos Cesar Muniz, jornalista escritor - Carlos Coelho de Alverga – historiador e escritor -

Carlos Dias Fernandes – escritor - Carlos Koppa – ator -

Carlos Pereira Carvalho • jornalista – Carlos Romero, - escritor e jornalista

Carlos Roberto de Oliveira, empresário e jornalista - Carlos Vieira - jornalista -

Carneiro da Cunha – escritor - APL - Gama e Mello Castro Pinto – escritor - APL -

Cátia de França – cantora e compositora - Cecéu - cantora e compositora

Cecílio Batista – repórter – Célio Furtado, - jornalista

Celso Furtado, escritor Celso Japiassu. - poeta, jornalista e publicitário

Celso Mariz – escritor - APL - Celso Novais – escritor - APL -

César Nitão • jornalista - Chico Cardoso – jornalista CG -

Chico César – compositor e cantor Chico Dantas, - desenhista, gravador, fotógrafo

Chico Ferreira, artista plástico - Chico Pessoa - compositor

Chico Pinto, jornalista - Chico Salles - cantor e compositor -

Cícero Brasiliense de Moura – historiador e escritor - Cícero Félix –jornalista -

Claudia Carvalho – jornalista - Cláudia Lira – atriz –

Claúdio Sta Cruz – escritor - APL - Cleane Costa – jornalista –

Clelia Toscano • jornalista- Clemente Rosas – escritor –

Clilson júnior – jornalista - Clotilde Tavares, escritora –

Clóvis dos Santos Lima – historiador e escritor - Clovis Gaião – jornalista -

Clóvis Júnior, - pintor, - escultor e gravurista Clóvis Lima – escritor - APL -

Clóvis Roberto • jornalista – Coelho Gonçalves Lisboa – escritor -

Cônego Mathias Freire, - escritor - Gonzaga de Andrade – jornalista (CG)

Coquinho, - centralista - Cordeiro Sênior – escritor - APL -

Coriolano de Medeiros – escritor - APL - Costa Filho • jornalista

Cristiano Cartaxo Sobreira Rolim – escritor – Cristiano Machado – jornalista -

Cristovam Tadeu, - humorista -

 

Dado Belo, – jornalista – Dalmo Oliveira • jornalista -

Damião Ramos, jornalista e escritor - Dandara Costa – jornalista -

Daniel Motta – jornalista - Daniel Sampaio, jornalista -

Danilo Alves. – jornalista – Danny Barbosa – jornalista -

Danny Fechine – jornalista - David Trindade Filho – fotografo - musico -

Denise Delmiro – jornalista - Denise Vilar • jornalista –

Deodato Borges, - jornalista e escritor - Deotado Borges Filho = desenhista e cartunista

Deusdedit Leitão, escritor e jornalista Diana Carmem Martins de A. Ferreira - escritora -

Diana Galliza, - escritora - Diogo Velho – escritor - APL -

Djaci Araújo, - jornalista - Domingos de Azevedo – maestro -

Domingos Sávio • jornalista – Dora Limeira, escritora -

Dorgival Terceiro Neto - escritor e jornalista Dulcídio Noreira – jornalista -

Durwal Albuquerque – escritor - APL - Dyógenes Chaves – artista plástico –

 

Estevam Dedalus, - jornalista - Eudes Barros – jornalista -

Ecliton Monteiro – jornalista - Edenilton Lampião – compositor e cantor -

Edilane Araújo– jornalista e apresentadora - Edileide Vilaça - radialista

Edimilson Pereira – jornalista – Edinaldo do Egyto, teatrólogo -

Edinho Magalhães - jornalista Edmilson Lucena - jornalista

Edson Matos, - jornalista - Edson Weber, – jornalista –

Eduardo Carneiro – jornalista - Eduardo Martins – escritor - APL -

Eilzo Nogueira Matos – escritor e poeta - Eimar Fernandes, – artista plástico -

Eládio Barbosa, – artista plástico - Elba Ramalho – cantora -

Eliseu César – escritor - APL - Eliza Clívia – cantora

Elizabeth Marinheiro - escritora e jornalista - Eloise Elane, – jornalista –

Elpidio Dantas, - Pintor, desenhista e chargista. Elpídio Josué de Almeida – escritor -

Elpidio Navarro, ator e diretor teatral - Elzo Franca – Teatrólogo –

Emerson Machado – repórter Emir Ribeiro - desenhista, e editor de histórias -

Enoc Pelágio do Carmo – repórter policial – Epaminondas Câmara – escritor - APL -

Epitácio Soares – escritor - APL - Erialdo Pereira – Jornalista -

Eric Dayan - poeta, compositor e cantor Ernâni Sátiro – escritor -

Eudes Barros – poeta e escritor - Eudes Toscano – locutor esportivo –

Eudésia Vieira - escritora, jornalista e poetisa Eugênio Carvalho – escritor - APL -

Eugênio Toscano – escritor - APL - Eurivaldo Caldas Tavares – escritor -

Eurivaldo Tavares – escritor - APL - Eutiquiano Inácio de L. Barreto - historiador e escritor - Eutíquio de Albuquerque Autran - historiador e escritor - Evaldo Gonçalves – jornalista e escritor

Evandro Dantas da Nóbrega - escritor e historiador - Evandro do Bandolim – cantor -

Evandro Pereira – Jornalista - Everaldo Alves– artista plástico -

Everaldo Pontes – ator –

 

Fernando Patriota, – jornalista Fábia Carolino – jornalista –

Fabiano Gonper, – artista plástico - Fábio Araújo – apresentador -

Fábio Bernardo – jornalista - Fabio Mozart – escritor e teatrólogo -

Fátima Araújo – jornalista e escritora - Felipe Gesteira, - jornalista -

Félix Joaquim Daltro Cavalcanti - historiador e escritor - Felizardo Toscano de Brito - jornalista e escritor -

Fernanda Albuquerque, - jornalista - Fernando Gabeira, - jornalista -

Fernando Heleno - cronista esportivo - Fernando Mansé, - escritor -

Fernando Maradona – jornalista Fernando Melov – jornalista e pesquisador-

Fernando Moura – jornalista - Fernando Patriota – jornalista –

Fernando Silveira - Foi Dramaturgo, Escritor e Poeta - Fernando Teixeira – ator -

Fernando Vasconcelos, - jornalista - Fernando Wallach, - jornalista -

Flauberto Queiroz– artista plástico - Flávio Ferreira da Silva Maroja

Flávio José – Cantor e compositor – Flávio Petrônio, - jornalista -

Flávio Sátiro Fernandes - escritor - Flávio Tavares – artista plástico –

Florentino Barbosa – escritor – Flóscolo da Nóbrega – escritor - APL -

Francelino Soares De Souza - mestre ligua portuguesa Francisco Airton – jornalista -

Francisco Barbosa – escritor - APL - Francisco Carlos C.Albuquerque historiador e escritor

Francisco Coutinho de L. e Moura historiador e escritor - Francisco das Chagas Batista – compositor e Poeta

Francisco de Assis de Albuquerque historiador e escritor - Francisco de Assis Nascimento, - locutor esportivo CG.

Francisco de Gouveia da Nóbrega - historiador e escritor - Francisco de Sales Gaudêncio - escritor e historiador -

Francisco Evangelista – jornalista e escritor Francisco Inácio Carneiro historiador e escritor -

Francisco Joaquim P.Barroso historiador e escritor - Francisco José Rabelo -historiador e escritor -

Francisco Lima – escritor - APL - Francisco Pereira da Nóbrega – escritor –

Francisco Pedro C. da Cunha historiador e escritor - Francisco Seráfico da Nóbrega historiador e escritor -

Francisco Tancredo Torres – escritor - Francisco Xavier Júnior - historiador e escritor -

Franco Ferreira • jornalista - Frank Ribeiro, - jornalista –

Franto Junior, - jornalista - Fred Svendsen – artista plástico -

Frutuoso chaves – jornalista Fuba – compositor e cantor –

Fuba de Taperoá – cantor e compositor -

 

Gabriel Bechara– artista plástico - Gazzi de Sá - compositor, pianista

Genesio Sousa Neto, – jornalista – Genival Lacerda, cantor -

Genival Macedo – compositor e Cantor - Genival Ribeiro, - jornalista -

Genival Veloso de França – médico e escritor - Geovaldo Carvalho – jornalista -

Geraldo Jorge – teatrólogo - Geraldo Medeiros dos Santos

Geraldo Oliveira – jornalista - Geraldo Rodrigues, locutor esportivo CG.

Geraldo Vandré – compositor e cantor - Geraldo Varela, - jornalista -

Gerardo Rabelo – jornalista – Germana Vida - jornalista -

Gilson Gondim, – jornalista – Gilson Souto maior – Jornalista -

Gilvan de Brito, escritor e jornalista - Gilvan Freire – jornalista e critico -

Gilvan Samico, – artista plástico - Giovanni Meireles – jornalistas -

Gisa Veiga • jornalista - Glaúcio Veiga – escritor - APL –

Gledjane Maciel • jornalista - Glória Gadelha – compositora

Góes (fotografo C.P.) - Gonçalo de Aguiar Boto de Menezes - escritor

Gonzaga Rodrigues, jornalista Goretti Zenaide, jornalista

Graziela Esmericiano – jornalista – Grygena Targino • jornalista -

Guilherme Cabral, – jornalista – Guilherme D’avila Lins –– historiador e escritor

Gustavo Moura– artista plástico - Gutemberg Cardoso, – jornalista –

Guy Joseph - Artista Plástico, Designer e Fotógrafo.

 

Haroldo Lessa, locutor esportivo CG. Heitor Falcão, – jornalista -

Helder Moura, – jornalista - Hélio Costa ( Fotografo ),

Hélio Zenaide – jornalista - Hélio Zenaide, – jornalista –

Heráclito Cavalcanti Carneiro Monteiro - escritor Heraldo Nóbrega – jornalista -

Heraldo Nóbrega, – jornalista – Herbert Vianna – cantor -

Hermance Jose, artista plástico - Hermes de Luna – jornalista –

Heron Cid – jornalista - Higino Brito – escritor - APL -

Hilda Andrade, – artista plástico - Hildeberto Barbosa – escritor - APL -

Hilton Gouveia – jornalista – Hilton Motta – empresário e jornalista –

Horácio de Almeida – escritor - APL - Horácio de Almeida – escritor e acadêmico –

Hortêncio Ribeiro – escritor - APL - Hugo Leão – compositor e cantor –

Humberto Carneiro da Nóbrega – Humberto Cavalcanti de Mello – escritor -

Humberto Cosme de Lira, – jornalista – Humberto de Campos – locutor esportivo -

Humberto Fonseca de Lucena – escritor – Humberto Lira, – jornalista -

Humberto Melo – escritor - APL - Humberto Nóbrega – escritor - APL -

Humberto Fonsêca de Lucena - escritor - Hyldo Pereira – jornalista –

Hélia Botelho, - jornalista - Humberto Flavio Rocha Rabelo – jornalista –

 

Iracema Feijó da Silveira, - escritora - Idacio Souto, – jornalista –

Iedo Ferreira – – jornalista - Iluska Cavalcante • jornalista -

Inácio Rolim – escritor - APL - Ingrid Bakke Maroja Di Pace -jornalista e radialista.

Ingrid Castro – atriz e bailarina – Ipojuca Pontes – jornalista, escritor cineasta –

Iracles Pires - poetiza e teatróloga – Irecê Botelho – jornalista -

Irene Dias Cavalcanti – escritora - Irineu Ferreira Pinto historiador e escritor

Irineu Joffily escritor e cineasta – Irineu Pinto – escritor - APL -

Isabel da Loca – flautista – Itamar Candido – jornalista -

Ivan Bezerra – cronista esportivo - Ivan Bichara – escritor - APL –

Ivan Freitas – artista plástico - Ivonaldo Correia, - jornalista –

 

J. Ferreira, – jornalista – J. Veiga Júnior, - escritor -

Jacinto Barbosa • – jornalista - Jacinto Moreno – Cineatra, roteirista e produtor -

Jackson Carvalho – escritor - APL - Jackson do Pandeiro – compositor e cantor

Jadir Camargo, – jornalista – Jairo Aguiar – compositor e cantor -

Jãmarri Nogueira • jornalista - Janildes Andrade •- jornalista -

Jansen Filho – escritor - APL - Jarbas Mariz – compositor e cantor -

Jessier Quirino, - escritor - poeta popular - Josildo - JÔ em Campina Grande –– jornalista -

Joacil de Brito pereira – escritor e historiador - Joana Belarmino – jornalista -

Joana Brito - Jornalista – Joanildo Mendes • – jornalista –

João Américo de Carvalho - historiador e escritor - João Batista Barbosa de Brito – critico e escritor -

João Batista de Sá Andrade - historiador e escritor – João Bosco Farias de Melo, - jornalista -

João Bosco Gaspar - jornalista - João Câmara – artista plástico -

João Costa, – jornalista - João de Lyra Tavares historiador e escritor -

João de Souza – locutor esportivo - João Evangelista – jornalista –

João Lélis – escritor - APL - João Leopoldino da Silva Flores - historiador e escritor -

João Lobo, – artista plástico - João Lyra Filho – escritor - APL -

João Manoel de Carvalho, – jornalista - João Manoel Pereira Pacheco - historiador e escritor -

João Martins de Athayde, - poeta –escritor - João Medeiros – médico e escritor -

João Melchíades Ferreira da Silva 0 cordelista - João Pereira de Castro Pinto historiador e escritor -

João Rodrigues Coriolano de Medeiros - escritor - João Targino de Araújo

João Tavares de Melo Cavalcanti –escritor - Joaquim Batista de Sena – poeta popular -

Joaquim da Silva – escritor - APL - Joaquim Osterne Carneiro – escritor e historiador –

Joaquim Pereira – Maestro - Joaquim Ribeiro Dantas - jornalista -

Jomar Brandão - jornalista e apresentador - Jomar Souto – escritor - APL -

Jonas Batista – repórter e apresentador - Jonas Leite Chaves - Jornalista e escritor –

Jonildo Cavalcanti – jornalista - Joanildo Mendes – jornalista e apresentador -

Jorge Resende - jornalista - Jorio Machado, – jornalista –

Jose Altino, artista plástico - José Alves Sobrinho – cantador repentista -

Jose Alves. – jornalista – Josê Américo de Almeida – jornalista e escritor -

José Camelo de Melo Resende – escritor – José Carlos dos Anjos Wallach • jornalista -

José Cavalcante – escritor - APL - José Cavalcanti Da Silva – escritor –

José Crisólogo– artista plástico - Jose de Souza Dantas – escritor –

José Dumont, - ator - Jose Ediberto Coutinho – escritor -

José Elias Barbosa Borges – escritor e jornalista – Jose Euflavio – jornalista e fotografo -

José Fernandes de Lima – escritor - José Francisco de Moura - historiador e escritor -

José Gobat, - jornalista -- jornalista - José Joffily – jornalista e cineasta -

José Joffily Filho – jornalista e cineasta - José Júlio Lins da Nóbrega - historiador e escritor -

José Leal Ramos – jornalista e escritor - José Lins do Rego – escritor -

José Loureiro – escritor - APL - José Lyra, – artista plástico -

José Marcolino - poeta e compositor Jose Maria Fontenelli, – jornalista –

José Maria Rodrigues Monteiro - ator – José Mota Victor - escritor e historiador -

José Nêumanne Pinto– jornalista - José Nunes da Costa - escritor e historiador –

José Nunes Filho – José Octávio de Arruda Mello - jornalista – historiador -

José Octávio Pereira de Lima - jornalista - José Pagano, – artista plástico –

José Peregrino de Araújo - historiador e escritor - Jose Rafael de Menezes – jornalista e escritor -

Jose Rodrigues De Carvalho –Jornalista e poeta – José Rufino - Artista visual

José Santa Cruz - locutor, apresentador José Simeão Leal- crítico de Arte, jornalista, -

Jose Siqueira – Maestro – José Soriano de Sousa = jornalista

José Tomaz Gomes da Silva - escritor – Jose Vieira Neto – jornalista -

José de Barros, - Pintor, desenhista - José Régis Cavalcanti – artista plástico –

Joselio Carneiro, jornalista - Joselio Gondim– jornalista -

Joselito Lucena - narrador esportivo CG. Josemberg Lima. - jornalista -

Josinaldo Gomes, – jornalista - Josinaldo Malaquias – jornalista -

Josival Pereira – jornalista - Jossué Sylvestre – escritor –

Josusmá Viana – locultor CG – Jota Junior - – jornalista e apresentador -

Jota Medeiros, - escritor – Juarez Batista – escritor - APL -

Juarez Farias – escritor - APL - Juarez Félix, – repórter policial -

Juca Pontes – escritor e poeta - Júlio Costa – Ator –

Júlio Guedes C. Gondim - jornalista - Júlio Leite– artista plástico -

Júlio Martins – teatrólogo - Jurandy do Sax – musico –

Jurandy Moura - – jornalista - Juvinete de Lourdes • jornalista -

 

Karla Almeida, - jornalista - Kako Marques – jornalista -

Kubitschek Pinheiro – jornalista – Katia de França – nadadora -

 

Land Seixas – jornalista – Larissa Pereira, – jornalista –

Lau Siqueira é poeta e escritor - Lauro Neiva – escritor - APL -

Lauro Xavier – escritor - APL - Leandro Gomes de Barros, - escritor -

Lelo Cavalcanti – jornalista - Lena Guimarães, – jornalista -

Lenilson Guedes– jornalista - Leonardo Andrade • jornalista –

Leonardo Nóbrega – ator e corégrafo - Leonardo Smith, jornalista e poeta - jornalista -

Leonel Amaro de Medeiros – jornalista – Linda_Carvalho

Lidiane Gonçalves • jornalista - Linaldo Guedes, – jornalista –

Lindolfo Correia – escritor - APL - Linduarte Noronha - cineasta -

Livardo Alves, - compositor - Lourival Batista Patriota – cantor repentista –

Lucas Campos • jornalista Lucas Veloso – humorista

Luci Pereira - artesã e atriz Lúcia de Fátima G. Ferreira - escritor e historiador - Luciana Amaranto – jornalista - Luciano Morais – escritor - APL -

Lucio Lins – Poeta - Lucy Alves – cantora

Ludmila Costa – jornalista - Luís Pinto – escritor - APL -

Luis Tôrres • – jornalista - Luiz Augusto Crispim • escritor e – jornalista –

Luiz Barroso, – artista plástico - Luiz Carlos Vasconcelos – ator –

Luiz Conserva, – jornalista – Luiz Ferreira – jornalista -

Luiz G. de Oliveira – escritor - APL - Luiz Hugo Guimarães – escritor e pesquisador –

Luiz Nunes Alves - escritor e historiador - Luiz Otávio, – jornalista -

Luiz Peixoto Ramos, - escritor - Luiz Pinto, - escritor -

Luiz Ramalho – compositor Lustosa da Costa – escritor -

Luzardo Alves - escritor e cartunista - Lylia Guedes - escritora –

 

Mabel Amorim – escritora - Machado Bittencourt – fotografo e cineasta –

Maciel Pinheiro – escritor - APL - Magela Cantalice – escritor - APL -

Mailson da Nóbrega, - economista e escritor - Manfredo Caldas – cineasta -

Manoel Antônio de Paiva – historiador e escritor - Manoel Batista de Medeiros - escritor e historiador -

Manoel d’Almeida Filho – poeta e cordelista – Manoel da Gama Cabral – historiador e escritor -

Manoel Pereira Sobrinho – poeta popular – Manoel Raposo – jornalista –

Manoel Tavares Cavalcanti – historiador e escritor - Manoelito Vilar, - pesquisador

Manuel Batista de Medeiros- jornalista e escritor – Manuel Camilo dos Santos – poeta popular –

Manuel Batista – escritor - APL - Manuel d‘Almeida Filho,

Manuel Otaviano – escritor - APL - Marcela Sitônio – jornalista -

Marcélia Cartaxo, - atriz Marcelo Jose, – jornalista –

Marcelo Rocha, - jornalista - Marcondes Brito, – jornalista –

Marcone Cabral. - jornalista - Marcone Ferreira –jornalista -

Marconi Formiga, - jornalista - Marconio Edson, repórter

Marcos Alfredo - jornalista - Marcos Cavalcanti de Albuquerque -escritor historiador

Marcos Lima, - jornalista - Marcos Pereira - jornalista –

Marcos Pinto de Moraes, - artista plástico - Marcos Russo, - jornalista –

Marcos Tavares – escritor e jornalista - Marcos Trindade – escritor - APL -

Marcos Veloso– artista plástico - Marcus Alves - O jornalista, escritor –

Marcus Antônio Aranha Macedo- escritor- Marcus Odilon escritor e historiador -

Marcus Vilar – cineasta – Marcus Vinícius M de Andrade – maestro e compositor –

Margarete Aurélio, – artista plástico – Maria Auxiliadora Bezerra – escritora –

Maria de Lourdes Nunes Ramalho – escritora - Maria dos Mares – artista plástica -

Maria Helena Rangel • jornalista - Maria Jose Limeira, - Jornalista e poetiza –

Maria dos Mares – artista plástico - Marlene Almeida – jornalista -

Maria Julita Nunes, - escritor - Mariah Teixeira – atriz -

Mariana Soares Cantalice, – escritor - APL - Marília Arnaud – escritora -

Marina de Abreu, - escritora -- Mário Porto – escritor - APL –

Martha Maria F. de Carvalho. - escritora e historiadora – Mathias Freire – escritor e jornalista -

Martinho Moreira franco. – jornalista - Martinho Patrício, – artista plástico -

Matheus Augusto de Oliveira– historiador e escritor - Mathias Freire, Jornalista e poeta -

Maurício Furtado – escritor - APL - Mauricio Rangel – maestro –

Maurício Reis- cantor e compositor Maurilio Batista – jornalista -

Maurílio de Almeida – escritor - APL - Mauro Luna – escritor - APL -

Maximiano Lopes Machado – historiador e escritor – Mayana Neiva atriz –

Meira de Menezes, - jornalista - Melo Leitão – escritor - APL -

Mercedes Cavalcanti – escritora – Messina Palmeira – jornalista -

Mestre Azulão - poeta, cordelista e repentista Metusael Dias, - jornalista -

Michelle Farias - Jornalista – Miguel dos Santos, - ceramista e pintor

Miguel Jansen Filho – Poeta - Mike Deodato Jr. Chargista e desenhista -

Millene Ramalho – atriz - Milton Nóbrega, - jornalista -

Milton Paiva – escritor - APL - Mirabeau Menezes, - artista plástico

Moacir Japiassu – jornalista e escritor. Modesto Siebra Coelho - escritor e historiador -

Montez Magno, – artista plástico - Murilo Campelo– artista plástico –

 

Nairon Barreto – Humorista – Naira Di Lorenzo - jornalista

Nakamura Blak, – jornalista – Naná Garcez • jornalista -

Napoleão Ângelo –– jornalista - Natercia Suassuna, escritora –

Nathanael Alves, – jornalista - Naudimilson Ricarte •

Nelma Figueiredo, – jornalista - Nelson Coelho –– jornalista -

Nelson Lustosa – escritor - APL - Neuma Sales, – artista plástico -

Neves Júnior – escritor - APL - Nivan Ferreira – apresentador -

Noemi D’Ávila – artista plástico - Nonato Bandeira, – jornalista -

Nonato Guedes, – jornalista - Nonato Nunes • jornalista -

Nonato Batista, – jornalista – Natanael de Lima – escritor e cantor popular –

Noaldo Dantas – jornalista -

 

Odilon da Silva Coutinho - escritor e historiador - Odilon Ribeiro Coutinho – escritor e historiador -

Oduvaldo Batista, – jornalista - Oliveira de Panelas – compositor e repentista

Olivina Carneiro da Cunha, - escritora - Olívio Bezerra Montenegro jornalista e escritor –

Olívio Pinto, – artista plástico - Onaldo Queiroga – pesquisador -

Orlando Tejo, cantor e pesquisador - Ortilo Antônio, - fotografo -

Oscar de Castro – escritor - APL - Oscar Soares de Oliveira Castro – escritor e jornalista –

Osias Gomes – escritor - jornalista - APL - Osman José de Oliveira. escritor -

Osias Silva, – jornalista – Osias Nacre Gomes – escritor –

Oswaldo Trigueiro – escritor - APL - Otacilio Batista – compositor e repentista -

Otávio Augusto Sitônio P. Pinto - escritor e historiador - Otávio Maia, – artista plástico -

Otávio Sitônio – escritor - APL - Otinaldo Lourenço, – jornalista –

 

Padre Albeni, - jornalista esportivo CG. Padre Azevedo – escritor - APL -

Palmeira Guimarães, locutor - Pascoal Carrilho- apresentador

Patrícia Rocha – jornalista e apresentadora - Paulinho de Cabaceiras – Poeta e escritor –

Paulo de Pádua • jornalista - Paulo Galvão – escritor - APL -

Paulo Nunes Batista – poeta popular - Paulo Pontes - Produtor e Diretor de Radio e Tv -

Paulo Santos - jornalista - Pedro Américo – Pintor - escritor - APL -

Pedro Anísio – escritor - APL - Pedro Batista – escritor -

Pedro da Cunha Pedrosa – historiador e escritor - Pedro Gondim – escritor - APL –

Pedro Marinho, jornalista e compositor - Pedro Osmar – musico e compositor -

Pedro Santos – Maestro - Pereira da Silva – escritor - APL -

Pericles Leal – jornalista, escritor – Péricles Vitório Serafim - escritor e historiador -

Peryllo De Oliveira – escritor - APL - Petrônio Souto, – jornalista –

Pinto do Acordeon – compositor e cantor – Pinto do Monteiro – compositor e cantor –

Pinto Serrano– artista plástico - Polibio Alves – Poeta -

Prof. União repórter esportivo -

 

Rachel Sheherazade – jornalista - Radegundes Feitosa – maestro –

Rafael de Carvalho - ator, produtor e dramaturgo – Rafaella Gambarra • jornalista -

Rafaelly Leite - Jornalista – Raimundo Asfora - poeta

Raimundo Nonato, – jornalista – Ramalho Leite, escritor -

Raquel Almeida • jornalista - Raul Campêlo Machado – escritor -

Raul Córdula – artista plástico Raul Machado Jornalista e poeta -

Reginaldo Alves de Araújo – escritor – Regis Cavalcanti – artista plástico –

Renata Arruda – cantora - Renato César Carneiro - escritor e historiador -

Ricardo Anisio – Poeta e escritor - Ricardo Castro, – jornalista –

Ricardo Tadeu Feitosa Bezerra – historiador - Ricco Farias • jornalista -

Roberta Miranda – cantora - Roberto Carlos Freire – jornalista -

Roberto Cavalcanti – empresário e jornalista - Roberto Lúcio, – artista plástico -

Roberto Menezes - escritor - Roberto Menezes – escritor –

Roberto Targino - Jornalista – Rodolfo Athayde– artista plástico -

Roberto Tuareg‘s – cantor e musico - Rodrigo Caldas • jornalista -

Rodrigues de Carvalho – escritor - APL - Rogaciano Leite – jornalista e poeta popular –

Rogério Almeida - jornalista - Ronaldo Cunha Lima – escritor e poeta

Ronaldo Queiroz – escritor - Roró de Sá– artista plástico -

Rosil de Assis Cavalcanti - cantor e compositor – Rosilda Sá, – artista plástico -

Rubens de Abreu. - jornalista - Rui Dantas, – jornalista –

Rui Galdino = jornalista - Ruth Avelino. - jornalista -

Ruy Cezar de Vasconcelos Leitão - escritor e historiador -

 

Sales Dantas, – jornalista – Salomão Rovedo, - escritor -

Samuel Vital Duarte - jornalista, escritor – Samuka Duarte – apresentador -

Santino Maria da Silva Coutinho - historiador e escritor - Santo Estanislau – escritor - APL -

Santos Coelho – escritor e historiador – Satva Costa – jornalista -

Saulo Barreto – jornalista – Saulo Moreno, - jornalista -

Sebastião Barbosa - jornalista Sebastião Vasconcelos – ator -

Seráphico da Nóbrega – escritor - APL - Sergio Botelho – Jornalista -

Sérgio de Castro Pinto – Poeta e escritor - Sérgio Lucena– artista plástico -

Sergio Smith – artista plástico e escultor - Severino Vilôr – maestro –

Sibelús Nonato – maestro – Silvana Sorretino, – jornalista –

Silvino Lopes – escritor – Silvino Olavo – escritor –

Silvino Pirauá de Lima ´cantor cordelista - Silvio Osias – critico e jornalista

Sindulfo Santiago – escritor - APL - Sitonio Pinto, – jornalista –

Sivuca – maestro e compositor - Soares Madruga, - jornalista e escritor –

Socorro Elói – jornalista – CG - Socorro Lira - violonista e compositora

Soia Lira - atriz Sonia iost - jornalista

Suetoni Souto Maior – Jornalista –

 

Tadeu Mathias – compositor, instrumentista e cantor Tarcísio Burity – escritor - APL -

Tarcísio Pereira, - escritor - Tavares Cavalcanti – escritor - APL -

Tavinho Teixeira, escritor e ator - Tenente Lucena – Maestro -

Teócrito Leal, - jornalista - Teodoro José de Souza - historiador e escritor -

Teotônio Neto – empresário e jornalista Tereza Duarte – jornalista -

Thamara Duarte – jornalista - Thomás d‘Aquino Mindelo - historiador e escritor -

Tião Lucena, - jornalista - Tito Silva – jornalista -

Tomás Santa Rosa – teatrólogo – Ulrico Sonntag, - historiador e escritor –

 

Unhandeijara Lisboa, – artista plástico -

 

Varandas Filho - jornalista – Veronica Guerra – jornalista -

Veiga Júnior– escritor - APL -

Secretaria de Segurança intensifica operações policiais com uso dos helicópteros Acauã 1 e Acauã 2

Portal WSCOM



As operações policiais com a participação dos helicópteros Acauã 1 e Acauã 2, da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Sesds), serão intensificadas nos próximos dias. Foi o que afirmou o secretário da pasta, Jean Nunes, nesta terça-feira (30), durante visita ao hangar das duas aeronaves, localizado no aeroporto Castro Pinto, em Bayeux. O objetivo foi realizar reunião com as equipes do Grupamento Tático Aéreo (GTA), para instrução e inspeção dos trabalhos.

“Nossas ações fazem parte de um planejamento estratégico e fazemos questão de estar junto das equipes, acompanhando, e verificando condições de trabalho desses profissionais. O GTA tem apoiado operações da Polícia Militar, da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros Militar, com patrulhamento aéreo do litoral ao sertão, contribuindo para os resultados positivos de enfrentamento à violência”, destacou o secretário durante a visita, que contou ainda com as presenças do corregedor geral da Sesds, delegado João Alves, e do corregedor geral adjunto, coronel BM Jair Carneiro.


Hulk confirma auxílio emergencial de suas irmãs e lamenta: ‘sempre ajudei minha família’


Gilvânia e Givanilda receberam, juntas, R$ 1.800 do benefício, em abril
01/07/2020
1

Imagem reprodução - Instagram

Terra



Givanilda e Gilvânia Vieira de Sousa, irmãs de Hulk, jogador do Shanghai SIPG, receberam, juntas, R$ 1.800 do auxílio emergencial. Isso é o que mostra o Portal de Transparência da Controladoria-Geral da União (CGU).

A notícia, a princípio divulgada pelo UOL, foi confirmada pelo Estadão. De acordo com a assessoria de Hulk, o jogador não sabia que suas irmãs haviam solicitado o benefício. Ele confirmou o ocorrido e disse não ter gostado da atitude de ambas.

“Infelizmente é verdade. Fiquei sabendo ao ser avisado pelo meu assessor de imprensa. Perguntei as minhas irmãs e elas confirmaram. Não gostei, pois sempre ajudei toda minha família. Reclamei pela atitude, mas cada um é responsável pelos seus atos”, disse o atleta.

Conforme mostra o Portal de Transparência da CGU, Givanilda recebeu R$ 1200. Gilvânia, por sua vez, recebeu R$ 600. Ambos os auxílios foram disponibilizados em abril.

Em junho, a própria controladoria identificou inúmeras irregularidades no pagamento do benefício. Segundo apurou o Estadão, a Caixa amarga um prejuízo superior a R$ 60 milhões por conta da utilização indevida do repasse emergencial.

A disponibilização do auxílio tem como intuito amenizar os impactos econômicos negativos ocasionados pela pandemia da covid-19 no Brasil. O foco do auxílio são trabalhadores informais e de baixa renda, microempreendedores individuais e contribuintes individuais do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Hulk atua no futebol chinês desde 2016 e recebe um salário para lá de extravagante. Segundo uma publicação da revista France Football, de 2019, ele seria o 18ª jogador mais bem pago do mundo, com um salário superior a R$ 100 milhões por ano.


‘A FGV teve intenção de destruir minha imagem‘, diz Decotelli


À reportagem Decotelli disse que, além ser determinante para seu pedido de demissão, o posicionamento da fundação teve a intenção de destruir sua imagem.


Por PAULO SALDAÑA/FOLHAPRESS
 

Embora não fosse contratado fixo da instituição, como ressaltou a FGV, Decotelli lecionou e ainda leciona na instituição. (Foto: Reprodução)
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – A nota da FGV (Fundação Getulio Vargas) informando que Carlos Alberto Decotelli não era professor fixo da instituição foi considerada a gota d‘água para que sua posse no MEC (Ministério da Educação) não vingasse.

À reportagem Decotelli disse que, além ser determinante para seu pedido de demissão, o posicionamento da fundação teve a intenção de destruir sua imagem.

Embora não fosse contratado fixo da instituição, como ressaltou a FGV, Decotelli lecionou e ainda leciona na instituição.

"Estou com agendas de turmas na FGV", disse. "Ontem à noite, em respeito aos alunos da FGV, lecionei na pós-graduação de finanças, no horário entre 19h e 22h30. Ou seja, em 2020 trabalhei em várias turmas."

Decotelli chegou a ser nomeado ministro da Educação na última quinta-feira (25) mas não foi empossado. O governo Jair Bolsonaro ainda avalia quem será o substituto.

Minaram sua indicação falsidades contidas em seu currículo, onde constava, por exemplo, título de doutorado que não fora concluído. O mestrado de Decotelli, defendido na FGV em 2008, também foi colocado sob escrutínio por causa de trechos considerados como plágio – o que ele nega.

A nota da FGV de segunda-feira (29), entretanto, foi, nas palavras do professor, "a pá de cal" do processo diante do presidente Bolsonaro.
"[A informação dada pela FGV foi] covardia e intenção na destruição da minha imagem", disse.

Decotelli afirma ter certeza que o racismo colaborou com seu desgaste. "São muitos os currículos com ajustes permanentes na plataforma Lattes."

O professor encaminhou à reportagem imagens de prêmios de reconhecimento sobre atividades em cursos da FGV e uma relação de aulas com agendas de turmas entre os anos de 2001 a 2018.

O episódio envolvendo Decotelli foi avaliado por integrantes da FGV como um desgaste para a instituição. A direção foi pressionada por docentes, segundo apuração da reportagem, a dar uma resposta forte para preservar sua imagem.

Na nota, a FGV ressalta que Decotelli "atuou apenas nos cursos de educação continuada, nos programas de formação de executivos e não como professor de qualquer das escolas da Fundação". E continuou: "Da mesma forma, não foi pesquisador da FGV, tampouco teve pesquisa financiada pela instituição."

O texto também foi uma forma de dissociar a FGV de um estágio de pós-doutoramento na Alemanha que constava no currículo de Decotelli. A etapa seria inviável, uma vez que ele não completou o doutorado.

A FGV não havia respondido questionamentos feitos pela reportagem, na segunda e na terça, sobre qual seria o último período de atuação de Decotelli na instituição e em quais cursos.
Após ser procurada novamente nesta quarta, a FGV reiterou que Decotelli "atuou apenas nos cursos de educação continuada, como professor colaborador", nos programas de formação de executivos.

"Como tal, deu aula ontem, o que corrobora as informações prestadas, repita-se, de que atuava como professor nos cursos de educação continuada", disse a nota. "A respeito das denúncias contra ele, reafirma-se que uma comissão específica apurará todos os fatos relacionados a eventual plágio em sua dissertação de mestrado."

A presidente da Anup (Associação Nacional das Universidades Particulares), Elizabeth Guedes, disse ao Painel que Decotelli passou por achincalhe e que a FGV foi covarde.

Guedes, que é irmã de do ministro Paulo Guedes (Economia), conhece Decotelli há 30 anos, quando o contratou para dar aulas no Ibmec-SP, do qual foi uma das fundadoras.

Apesar da nota da FGV, Decotelli defende que atuou como pesquisador da instituição na condição de co-autor de quatro livros publicados pela editora FGV. O site da editora FGV traz três títulos com Decotelli como um dos autores: Gestão Financeira Aplicada, Gestão de Finanças Internacionais e Gestão de Riscos no Agronegócio, todos de 2013.

A pesquisa publicada por Decotelli após pesquisa na Alemanha também consta da biblioteca virtual da FGV.

O economista negou que tenha cometido plágio em dissertação de mestrado e disse que iria rever possíveis lacunas nos créditos. Após as denúncias, ele alterou seu currículo na plataforma Lattes com relação às informações de doutorado e pós-doutorado.

Constava no currículo de Decotelli um doutorado pela Universidade Nacional de Rosario, da Argentina, mas o reitor da instituição, Franco Bartolacci, negou que ele tenha obtido o título.
Além disso, a Universidade de Wuppertal, na Alemanha, informou que não oferece título de pós-doutor, conforme o ex-ministro alegava ter.

O professor foi presidente do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) entre janeiro e agosto de 2019. Ele fez parte do grupo que discutiu educação na transição do governo.


Covid-19: Paraíba supera marca de mil mortes pela doença

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) emitiu, na noite desta quarta-feira (1º), mais um boletim epidemiológico do novo coronavírus (covid-19). De acordo com os novos dados, o estado ultrapassou o número de mil vítimas letais da doença.

Segundo a SES, nas últimas 24h foram registrados 25 óbitos, além de 1.218 novos caso. Ao todo, 48.175 pessoas já contraíram a doença, 15.359 que já se recuperaram e 1002 faleceram.


Em todo o estado, 15.359 pessoas já se recuperaram da contaminação. Até o momento, 139.880 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

As mortes contabilizadas entre o último boletim, emitido nesta terça (30) e o atual aconteceram nas cidades de:

Alagoinha (1), Alhandra (1), Bayeux (2), Belém (1), Cabedelo (2), João Pessoa (4), Malta (1), Mamanguape (1), Maturéia (1), Montadas (1), Mulungu (1), Patos (2), Pitimbu (1), São Bento (1), São Mamede (1), Sapé (2), Sousa (1) e Taperoá (1).

Os casos confirmados estão distribuídos por 219 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (29); Aguiar (16); Alagoa Grande (429); Alagoa Nova (161); Alagoinha (444); Alcantil (20); Algodão de Jandaíra (3); Alhandra (322); Amparo (12); Aparecida (29); Araçagi (277); Arara (81); Araruna (81); Areia (161); Areia de Baraúnas (1); Areial (28); Aroeiras (91); Assunção (26); Baia da Traição (177); Bananeiras (78); Baraúna (112); Barra de Santa Rosa (18); Barra de Santana (54); Barra de São Miguel (6); Bayeux (929); Belém (287); Belém do Brejo do Cruz (8); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (49); Bom Jesus (5); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (2); Boqueirão (121); Borborema (6); Brejo do Cruz (101); Brejo dos Santos (6); Caaporã (750); Cabaceiras (11); Cabedelo (1862); Cachoeira dos Índios (43); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (45); Cacimbas (37); Caiçara (206); Cajazeiras (559); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (83); Camalaú (1); Campina Grande (6670); Capim (101); Caraúbas (14); Carrapateira (9); Casserengue (116); Catingueira (14), Catolé do Rocha (164); Caturité (57); Conceição (29); Condado (72); Conde (388); Congo (35); Coremas (30); Coxixola (12); Cruz do Espírito Santo (182); Cubati (43); Cuité (104); Cuité de Mamanguape (50); Cuitegí (126); Curral de Cima (18); Curral Velho (1), Damião (3); Desterro (34); Diamante (3); Dona Inês (16); Duas Estradas (42); Emas (2); Esperança (249); Fagundes (46); Frei Martinho (3); Gado Bravo (65); Guarabira (2276); Gurinhém (184); Gurjão (19); Ibiara (10); Igaracy (3); Imaculada (14); Ingá (370); Itabaiana (600); Itaporanga (35); Itapororoca (204); Itatuba (134); Jacaraú (122); Jericó (4); João Pessoa (13588); Joca Claudino (2); Juarez Távora (142); Juazeirinho (98); Junco do Seridó (26); Juripiranga (297); Juru (11); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (36); Lagoa Seca (386); Lastro (13); Livramento (39); Logradouro (57); Lucena (181); Mãe d’Água (11); Malta (18); Mamanguape (1248); Manaíra (7); Marcação (43); Mari (368); Marizópolis (7); Massaranduba (147); Mataraca (83); Matinhas (41); Mato Grosso (7); Matureia (23); Mogeiro (69); Montadas (32); Monteiro (94); Mulungu (159); Natuba (40); Nazarezinho (7); Nova Floresta (16), Nova Olinda (5); Nova Palmeira (34); Olho D´Água (30); Olivedos (34); Parari (4); Passagem (29); Patos (1432); Paulista (64); Pedra Lavrada (21); Pedras de Fogo (946); Pedro Régis (20); Piancó (59); Picuí (81); Pilar (147); Pilões (37); Pilõezinhos (146); Pirpirituba (88); Pitimbu (472); Pocinhos (56); Poço Dantas (2); Pombal (153); Prata (1); Princesa Isabel (40); Puxinanã (173); Queimadas (495); Quixaba (25); Remígio (154); Riachão (24); Riachão do Bacamarte (187); Riachão do Poço (32); Riacho de Santo Antônio (15); Riacho dos Cavalos (4); Rio Tinto (460); Salgadinho (10); Salgado de São Felix (102); Santa Cecília (17); Santa Cruz (13); Santa Helena (10); Santa Inês (10); Santa Luzia (165); Santa Rita (1279); Santa Terezinha (30); Santana de Mangueira (1); Santana dos Garrotes (5); Santo André (5); São Bentinho (20); São Bento (579); São Domingos (1); São Domingos do Cariri (8); São Francisco (7); São João do Cariri (27); São João do Rio do Peixe (42); São João do Tigre (4); São José da Lagoa Tapada (18); São José de Caiana (25); São José de Espinharas (8); São José de Piranhas (53); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (48); São José do Brejo do Cruz (3); São José do Sabugi (158); São José dos Cordeiros (4); São José dos Ramos (86); São Mamede (27); São Miguel de Taipu (70); São Sebastião de Lagoa de Roça (119); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (23); Sapé (503); Serra Branca (48); Serra da Raíz (12); Serra Grande (5); Serra Redonda (131); Serraria (27); Sertãozinho (37); Sobrado (68); Solânea (164); Soledade (88); Sossego (5), Sousa (528); Sumé (59); Tacima (66); Taperoá (45); Tavares (25); Teixeira (67); Tenório (11); Triunfo (8); Uiraúna (20); Umbuzeiro (33); Várzea (7); Vieirópolis (4); Vista Serrana (2), Zabelê (1).

 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 60%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 69%. Em Campina Grande, estão ocupados 68% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 48% dos leitos de UTI para adultos.

O índice de Isolamento Social foi de apenas 39,2%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

 

PB Agora


Aprovado adiamento das eleições 2020 para novembro; veja novo calendário

Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados Fonte: Agência Câmara de Notícias
 

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (1º) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/20, que adia as eleições municipais deste ano devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. O placar de votação da PEC no segundo turno foi de 407 votos a 70. Pouco antes, no primeiro turno, foram 402 votos favoráveis e 90 contrários.

Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o texto será promulgado nesta quinta-feira (2), às 10 horas, pelo Congresso Nacional.

Leia Também:
Adiamento das eleições: sem consenso, bancada da PB ainda diverge
Oriunda do Senado, a PEC determina que os dois turnos eleitorais, inicialmente previstos para os dias 4 e 25 de outubro, serão realizados nos dias 15 e 29 de novembro. Por meio de uma emenda de redação, deputados definiram que caberá ao Congresso decidir sobre o adiamento das eleições por um período ainda maior nas cidades com muitos casos da doença.

“A alteração do calendário eleitoral é medida necessária no atual contexto da emergência de saúde pública”, defendeu o relator, deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR). “Os novos prazos e datas são adequados e prestigiam os princípios democrático e republicano, ao garantir a manutenção das eleições sem alteração nos mandatos”, continuou.

Calendário eleitoral

 

Além de adiar as eleições, a PEC, de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), estabelece novas datas para outras etapas do processo eleitoral de 2020, como registro de candidaturas e início da propaganda eleitoral gratuita (veja quadro). Apenas a data da posse dos eleitos permanece a mesma, em 1º de janeiro de 2021.

Debate amplo
Jhonatan de Jesus destacou que as mudanças resultaram de debates entre Câmara, Senado e Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com a participação de representantes de entidades, institutos de pesquisa, especialistas em direito eleitoral, infectologistas, epidemiologistas e outros profissionais da saúde.

No Plenário, os deputados Hildo Rocha (MDB-MA) e Bia Kicis (PSL-DF) criticaram a proposta. Para Rocha, o adiamento favorecerá os atuais prefeitos e vereadores. “Os governantes poderão fazer mais propaganda, ferindo a isonomia”, afirmou. Kicis alertou para possível aumento dos gastos públicos.

Prazo maior
O TSE ainda analisa as ações necessárias para garantir a realização das eleições com as garantias à saúde. Se houver necessidade de adiamento maior em determinada cidade, a PEC prevê que, após pedido do TSE instruído por autoridade sanitária, o Congresso deverá aprovar decreto legislativo para remarcar o pleito, tendo como limite o dia 27 de dezembro.

Na versão do Senado, essa regra referia-se a caso de um estado inteiro sem condições sanitárias para realizar os turnos em novembro. Para município em particular, a decisão caberia ao TSE. A partir de destaque apresentado pelo bloco do PP, deputados optaram por unificar as normas, mantendo a decisão no âmbito do Congresso.

Outro destaque do bloco do PP, também aprovado pelo Plenário, retirou da PEC determinação para que o TSE promovesse eventual adequação das resoluções que disciplinam o processo eleitoral de 2020. Pela legislação infraconstitucional em vigor, as normas já estão aprovadas desde março e não podem ser alteradas.

Outros pontos
A PEC 18/20 contém outros pontos importantes. Os principais são:

os prazos de desincompatibilização vencidos não serão reabertos;
outros prazos eleitorais que não tenham transcorrido na data da promulgação da PEC deverão ser ajustados pelo TSE considerando-se a nova data das eleições;
os atos de propaganda eleitoral não poderão ser limitados pela legislação municipal ou pela Justiça Eleitoral, salvo se a decisão estiver fundamentada em prévio parecer técnico emitido por autoridade sanitária estadual ou nacional;
a prefeitura e outros órgãos públicos municipais poderão realizar, no segundo semestre deste ano, propagandas institucionais relacionadas ao enfrentamento da pandemia de Covid-19, resguardada a possibilidade de apuração de eventual conduta abusiva, nos termos da legislação eleitoral.
Para efetivar todas as mudanças, a PEC torna sem efeito, somente neste ano, o artigo 16 da Constituição, que proíbe alterações no processo eleitoral no mesmo ano da eleição.

Fonte: Agência Câmara de Notícias 


Pesquisa aponta que João Azevêdo e Ricardo são as maiores lideranças do Estado, segundo os paraibanos

 De acordo com pesquisa qualitativa realizada pelo Instituto Consult, João Azevêdo e Ricardo Coutinho aparecem como maiores lideranças políticas no momento atual da Paraíba.

Este dado demonstra que, pelo menos, para o universo de paraibanos que se manifestou a respeito, o Projeto Girassol continua merecendo a aprovação dos paraibanos. Dizemos projeto porque, embora agora estejam politicamente rompidos, a ascensão de Ricardo e de João, ao Palácio da Redenção, se deu pela via e pelo impacto positivo do mesmo pacote de ideias, ações e partido (no caso o PSB).


À pergunta da pesquisa sobre qual seria o maior líder político da Paraíba na atualidade, 17,10% responderam João Azevêdo, atual governador; 5,95% responderam Ricardo Coutinho.

Detalhe, 42,5% disseram não saber e 15,2% responderam que ninguém ocupa tão relevante status político. De qualquer forma, porém, João e RC foram os mais notados. As demais figuras carimbadas da Paraíba não deram nem pra cheirar.

 

A consulta

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Consult em parceria com o Sistema Arapuan de Comunicação e divulgada nesta quarta-feira (1º) no Programa Arapuan Verdade, exatamente entre os dias 18 e 22 de junho, quando ouviu duas mil pessoas em sete regiões da Paraíba.
Um dado curioso é que dos dois mais citados como principais lideranças da Paraíba, um (o governador João Azevêdo) está vivendo o seu melhor momento de homem público como principal autoridade do Estado, com uma Park 51 dourada carregada de tinta, um Diário Oficial sem limites de página e uma gráfica muito bem azeitada à sua disposição.

 

O outro (Ricardo Coutinho) vive exatamente o seu pior momento: depois de perder tudo isso e ainda abdicar de disputar um mandato certo de Senador da República, vive encurralado pela Operação Calvário e sob a mira implacável da grande imprensa que quer ver a sua caveira a todo custo.

 

João Pessoa

Um outro detalhe curioso e que, com certeza, merece um olhar atento de quem tem interesses na sucessão do prefeito Luciano Cartaxo, é que tanto João como Ricardo, segundo a tal pesquisa, são muito fortes na Grande João Pessoa, mas sobretudo na Capital.

 

Pesar

O autor da coluna lamenta profundamente o falecimento da ex-deputada e ex-prefeita de Itabaiana, Eurídice Moreira (Dona Dida).
Quando juntamente com minha companheira Eloise Elane montamos a Imagem Assessoria de Imprensa, prestamos serviços à então deputada Dona Dida, que desde então tornou-se uma grande amiga nossa.

 

Bruxa solta

O autor da coluna e a sua companheira Eloise Elane se deram conta de que, somente nos últimos dois meses, 14 pessoas do nosso círculo de conhecidos próximos morreram, sem contar com a irmã do ex-vereador Tavinho Santos, da qual não gozávamos de amizade.

Dentre estas pessoas que partiram, cinco eram da área de comunicação: Walter Cartaxo, Wills Leal, Marcos Tavares, Adelson Barbosa e João de Sousa.

 

Wellington Farias

PB Agora


Brasil está no rumo de se tornar um ‘pária desobediente de regras científicas‘, diz professor


Diante do descontrole da pandemia da Covid-19 no Brasil, a União Europeia decidiu barrar a entrada de residentes do território brasileiro. Sobre isso, a Sputnik Brasil ouviu o professor de Relações Internacionais, Leonardo Trevisan, que alerta para o risco de o Brasil se tornar um pária internacional

(Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 

Sputnik - A decisão da União Europeia (UE), anunciada na segunda-feira (29) estabelece critérios para a entrada de viajantes no bloco europeu. Com a pandemia ainda em curso, a decisão exclui apenas 14 países da proibição.

Leonardo Trevisan, professor de Relações Internacionais da ESPM-SP, afirma que a decisão da UE é baseada em critérios rigorosos e que a exclusão de países como Brasil e Estados Unidos da lista se deve ao quadro ainda avançado da pandemia nesses lugares.

"A Europa pensou em termos de preservação ambiental, em termos de preservação sanitária, preocupações políticas e diplomáticas e necessidade de aquecer seu turismo interno, nesta ordem - em que a preservação sanitária está em primeiro lugar", afirma Trevisan.

O pesquisador ressalta que a decisão do bloco europeu leva em conta o país de residência e não a nacionalidade do viajante, uma vez que poderia haver a impressão de que o bloco estaria fazendo escolhas baseadas em nacionalidades.

"Merece toda a atenção que a referência europeia é o país de residência e não a nacionalidade. Que isso fique bem claro, para evitar qualquer mal entendido. Tenhamos sempre muito claro que o vírus não pede passaporte da pessoa para atacar, ele está atacando qualquer pessoa", aponta, lembrando que houve exceções entre as regras impostas pelos europeus, como no casos de diplomatas, solicitantes de asilo e trabalhadores de ajuda humanitária.

Atrás apenas dos Estados Unidos, o Brasil acumula quase 1,5 milhão de casos confirmados da Covid-19 e mais de 60 mil mortes causadas pela doença, segundo os dados mais recentes do Ministério da Saúde.


Diante da posição europeia, Trevisan alerta que esse pode ter sido apenas o primeiro revés do Brasil no cenário internacional, devido à postura assumida pelo país em relação à pandemia.

"De algum modo o Brasil corre sim algum risco de ficar excluído nos próximos meses de várias possibilidades de viagens em diferentes países. Não nos surpreendamos se outros países importantes como o Japão, países asiáticos, ou mesmo países africanos, seguirem os critérios europeus", avalia.

O pesquisador recorda que países muito menores que o Brasil, como o Uruguai, não foram excluídos da lista europeia, e que isso se deve à adoção de critérios científicos através, por exemplo, de um comitê de cientistas.


"Observe que os cientistas convocados não tiveram de modo algum qualquer critério de polarização política. O governo de Lacalle Pou, no Uruguai, tinha acabado de tomar posse em uma alternância de poder com um governo mais progressista, de esquerda e um governo mais conservador. Nada disso importou, seguiram critérios científicos e os resultados vieram", aponta Trevisan.

O Brasil deveria seguir esses passos e voltar-se à adoção de critérios estritamente científicos em sua política para lidar com a pandemia, aponta o professor, que enxerga na atual postura do governo brasileiro um risco sério de o Brasil se tornar um pária internacional.

"É neste quadro que o Brasil pode se tornar um pária, um pária desobediente de regras científicas. Essa desobediência tem custo, como nós podemos ver no número de mortos tanto nos Estados Unidos, como aqui no Brasil. Não é apenas uma questão de desenvolvimento do país ou de riqueza, é uma questão de bom senso", conclui.


Uso de máscara transparente por repórteres pode se tornar obrigatório

 
Objetivo é permitir a leitura labial pelas pessoas surdas oralizadas

Uso de máscara transparente por repórteres pode se tornar obrigatório
Foto: Waldemir Barreto

Com o objetivo de facilitar o acesso de pessoas com deficiência auditiva aos noticiários de telejornais, foi apresentado no Senado projeto de lei que torna obrigatório o uso de máscara de proteção transparente nas transmissões jornalísticas televisivas durante a vigência do estado de calamidade pública. O PL 3.370/2020 foi apresentado pelo senador Romário (Podemos-RJ), para permitir a leitura labial pelas pessoas surdas oralizadas.

O texto altera a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência para determinar que, durante a vigência do estado de calamidade pública decorrente da pandemia de covid-19, os repórteres deverão usar, nas transmissões jornalísticas televisivas de qualquer tipo, máscara protetora facial transparente que possibilite a leitura labial.



O senador Romário argumenta que o uso de máscara facial protetiva pelos jornalistas, quando se dirigem às câmeras e locucionam os fatos, pode e precisa ser melhorado para o benefício de milhares de pessoas surdas oralizadas, sem que prejudique ninguém. Ele declara que o uso de máscaras de proteção transparente se trata de uma medida simples, barata e facilmente acessível.

“As pessoas surdas oralizadas, que se haviam feito incluir aprendendo leitura labial, para ter, assim, acesso à informação e ao debate púbico, foram subitamente atiradas de volta às trevas. Pode-se imaginar sua aflição, ao procurar informações cruciais em lábios que, dantes visíveis, agora se escondem” explicou o senador.(Com informações Agência Senado)


TCU determina envio ao MPF da lista de quem fraudou o auxílio-emergencial

 
Ministro Bruno Dantas definiu os fraudadores como "espertalhões" e quer que o MPF avalie responsabilidades no âmbito penal
André Brito André Brito 
TCU acaba farra de policiais atuando como assessor ou segurança de autoridade
Ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU).

Os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) decidiram pelo envio das identidades dos fraudadores do auxílio-emergencial para investigação pelo Ministério Público Federal (MPF).

De acordo com a decisão, foram encontradas 620.299 pessoas que já recebiam outros benefícios e não poderiam acumular com os R$ 600 disponibilizados pelo governo federal. Outros 235.572 empresários que não são Microempreendedores Individuais também deram um jeito de burlar as regras e estavam embolsando o dinheiro que certamente faz falta para quem precisa.

O TCU também deu prazo de 15 dias para que o Ministério da Cidadania informe “os controles a serem implementados para reduzir os indícios de inconsistências identificadas nas análises”.

O ministro Bruno Dantas, um dos defensores da investigação, definiu essas pessoas como “espertalhões” e defendeu que o MPF avalie “suas responsabilidades no âmbito penal”.

O TCU identificou as primeiras irregularidades após o cruzamento de dados feito pelos ministérios da Defesa e da Cidadania. O resultado revelou 73,2 mil militares da ativa e inativos ou pensionistas que receberam a ajuda do governo.

Diariodopoder.com.br

 


ANP retarda regulamentação da venda direta para atender atravessadores


Conselho Nacional de Política Energética autorizou, mas ANP só vai "analisar" em outubro

ANP não explica proteção aos atravessadores do mercado de combustíveis
A serviço dos atravessadores, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) obriga mais de 400 produtores a venderem etanol a três distribuidoras, encarecendo o o preço para o consumidor final.

O presidente Jair Bolsonaro até comemorou, com um post, a publicação nesta quarta-feira (1º) da resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) autorizando a venda direta de etanol aos postos, sem passar pelas distribuidoras, que têm papel meramente atravessador no mercado de combustíveis. O problema é que a Agência Nacional do Petróleo (ANP) precisa regulamentar a decisão. Mas, sob suspeita de submissão às ricas distribuidoras: decidiu analisar o tema só em outubro. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Indagada ontem sobre por que adiar a regulamentação da venda direta por 4 meses, a ANP respondeu com um vago “os estudos continuam”.

A ANP informou que em janeiro realizou workshop sobre venda direta com “agentes de mercado”, e só citou distribuidoras na confraternização.

Essa relação da ANP deveria ser investigada. Desse casamento suspeito nasceu o “cartório” obrigando as usinas a trabalhar para distribuidoras.

A Constituição garante a livre concorrência, mas a regra não vale para usinas, obrigadas pela a ANP a entregar todo o etanol às distribuidoras.

Diariodopoder

 


Juiz federal e advogados são presos, acusados de fraude com precatórios

Polemicaparaiba.com.br
Publicado por: Larissa Freitas em 30/06/2020 às 06:19


leonardo safi melo - Juiz federal e advogados são presos, acusados de fraude com precatórios

O juiz Leonardo Safi de Melo, da 21ª Vara Federal Cível de São Paulo, foi preso na manhã desta terça-feira (30/6) dentro de inquérito que envolve agentes públicos e advogados. O esquema de corrupção, informam a polícia e o Ministério Público, trata da liberação de precatórios.


A ordem de prisão partiu da desembargadora Therezinha Cazerta, do Tribunal Regional da 3ª Região. Em nota, o TRF-3 informou que o inquérito tramita sob sigilo.

Segundo a ConJur apurou, foram presos durante a operação o juiz Leonardo Safi de Melo, da 21ª Vara Federal Cível de São Paulo; o advogado Paulo Rangel do Nascimento, especialista em Direito Público e juiz de Direito aposentado; uma advogada que está grávida e um diretor de secretaria.

De acordo com a Polícia Federal, a investigação começou em 19 de março e descobriu o recebimento de vantagens indevidas por parte de um magistrado e outros servidores públicos em troca de decisões judiciais favoráveis proferidas numa das Varas Cíveis da Justiça Federal em São Paulo.

A organização, contando com a colaboração de advogados, se aproximava de uma das partes do processo, com direitos em ações milionárias, e solicitava vantagens para expedição de requisições de pagamento (precatórios), conforme narra a PF.

Em apenas uma das ações judiciais, que trata da desapropriação de imóveis rurais, o valor do precatório chegou a R$ 700 milhões. Em regra, a organização cobrava 1% do valor que a parte fazia jus para liberação do precatório, diz a PF. O MPF informou que foram presos o diretor de secretaria, Divannir Ribeiro Barile, e o perito judicial, Tadeu Rodrigues Jordan.

Participaram da ação 60 policiais federais para o cumprimento de 20 mandados de busca e apreensão, sendo 18 locais na capital paulista, um em Mairiporã, na região metropolitana, e outro em Brasília. Foram cumpridos um mandado de prisão preventiva e outros cinco de prisão temporária. O TRF da 3º Região também ordenou o sequestro de bens dos envolvidos.

Até o momento, a ConJur não conseguiu contato com as defesas dos envolvidos.

Em nota conjunta, a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e a Associação dos Juízes Federais de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Ajufesp) defenderam “a rigorosa apuração dos fatos”, respeitados o devido processo legal e a ampla defesa.


“O trabalho da magistratura federal no combate à impunidade é de notabilidade indiscutível. O inquérito é de responsabilidade do Tribunal Regional Federal da 3ª Região e o prestígio da instituição não pode ser arranhado por eventuais desvios, que, caso comprovados, devem ser punidos exemplarmente”, dizem as associações.

Elas afirmam que irão acompanhar as investigações “com calma e serenidade, sempre defendendo o cumprimento da lei e zelando pelo regular exercício da atividade jurisdicional”.


Sidebar Menu